• sintomas
  • Os Principais Sintomas de Câncer de Colo do Útero que muitos ignoram, mas que devem estar atentos a cada um deles. (saudedica.com.br)
  • No dia 21 de junho de 1998 o Ministério da Saúde instituiu o Dia Nacional de Combate ao Câncer de Colo do Útero, a ação veio para alertar a população feminina da importância dos exames periódicos, da prevenção e para conscientizar as mulheres sobre a doença que quando apresenta sintomas já está em estágio avançando. (paranashop.com.br)
  • Alguns sintomas que podem aparecer nos quadros mais avançados do câncer de colo de útero são: Sangramento vaginal intermitente ou após a relação sexual, Secreção vaginal anormal e Dor abdominal associada com queixas urinárias ou intestinais", aponta a oncologista. (paranashop.com.br)
  • mulheres
  • Inicialmente esse tipo de câncer costuma ser silencioso e mulheres com lesões pré-cancerosas ou com câncer de colo do útero em estágio inicial são assintomáticas, por isso o rastreamento é tão importante. (infoescola.com)
  • A infecção por HPV, em geral, é persistente por vários anos até que ocorra o desenvolvimento do câncer e apenas uma pequena parcela das mulheres infectadas com o vírus irá desenvolver o câncer do colo do útero. (infoescola.com)
  • No Brasil, estima-se que o câncer de colo do útero seja a terceira neoplasia maligna mais comum entre as mulheres, sendo superado pelo câncer de pele (não-melanoma) e pelo câncer de mama, e que seja a quarta causa de morte por câncer em mulheres (1) . (scielo.br)
  • Fibroides uterinos (leiomiomas) são tumores benignos do útero que causam sangramento e dor pélvica em aproximadamente 30% das mulheres afetadas. (wikipedia.org)
  • inicial
  • Harvey Karman, nos Estados Unidos, refinou a técnica no início dos anos 1970 com o desenvolvimento da cânula Karman, uma cânula macia, flexível que evitava a necessidade de dilatação cervical inicial, reduzindo assim o risco de perfuração do útero. (wikipedia.org)
  • vulva
  • bainha") é um canal do órgão sexual feminino dos mamíferos, parte do aparelho reprodutor, que se estende do colo do útero à vulva, dirigido de cima abaixo e de trás para frente. (wikipedia.org)
  • casos
  • O câncer de colo de útero é uma doença totalmente evitável em vários casos, sendo a única neoplasia maligna para a qual se dispõe de métodos para prevenção, detecção precoce para um tratamento. (ebah.com.br)
  • desenvolvimento
  • Os dois principais fatores associados com o desenvolvimento de lesões de alto grau e câncer do colo do útero são o subtipo de HPV e a persistência do vírus. (minhavida.com.br)
  • Há uma clara e inquestionável relação da doença com a atividade sexual devido à lesão causada durante a penetração e transmissão do HPV, que é um dos principais, mas não o único fator de risco para o desenvolvimento do câncer do colo do útero. (ebah.com.br)
  • cervical
  • A dilatação e evacuação é semelhante a dilatação e curetagem exceto pelo fato de que a sucção dos conteúdos intracranianos após a retirada do corpo fetal através do colo facilita a extração e minimiza o risco de lesão uterina ou cervical. (wikipedia.org)
  • risco
  • Quando essa detecção é positiva para os subtipos de alto risco (aqueles que causam o câncer de colo de útero), o médico pode traçar uma conduta de vigilância. (wikipedia.org)
  • usado
  • Metrorragia (do grego, metro = útero + -rragia = fluxo excessivo) ou é o termo médico usado para descrever sangramentos do útero fora do ciclo menstrual normal. (wikipedia.org)
  • neoplasia
  • Estatísticas recentes demonstram que o câncer de colo é a neoplasia maligna que mais incide no sexo feminino. (ebah.com.br)
  • Sangramento
  • Problemas de coagulação Gravidez fora do útero ou outro transtorno da gravidez Sangramento induzido por medicamentos: pílula anticoncepcional similar a progesterona, mudanças de contraceptivos, sobredose de aspirina(ou outro anticoagulante) ou corticosteroides, anabolizante. (wikipedia.org)
  • O câncer do útero leva a sangramento irregular e geralmente prolongado. (wikipedia.org)
  • pacientes
  • A radioterapia é a modalidade de tratamento padrão para a maioria das pacientes portadoras de câncer do colo invasivo, quer esteja confinado à cérvice ou em situações de doença mais avançada (3) . (scielo.br)