Loading...
  • atos motores
  • É muito observado em casos de demência.O diagnóstico desta condição é feito por um profissional capacitado, como um fonoaudiólogo, que deve determinar a natureza e avaliar a gravidade do caso.O tratamento da apraxia envolve uma equipe multidisciplinar, uma vez que, além da dificuldade de execução de atos motores, há também uma disfunção neurológica, que pode levar a problemas sociais. (saudenacerta.com)
  • ideomotora
  • A apraxia ideomotora é quase sempre causada por lesões no hemisfério cerebral dominante da linguagem (geralmente o esquerdo), e estes pacientes frequentemente têm afasia concomitante, especialmente do tipo de Broca ou de condução. (wikipedia.org)
  • pode
  • O termo apraxia foi utilizado pela primeira vez no ano de 1871, por Steinthal.A causa desta condição é uma disfunção dos hemisférios cerebrais, que pode ser resultado de traumas locais, tumores, dentre outros fatores.Comumente, os pacientes com esta disfunção apresentam problemas na pronúncia dos sons da fala, sendo que a severidade do quadro fica na dependência da natureza do dano cerebral. (saudenacerta.com)
  • É muito observado em casos de demência.O diagnóstico desta condição é feito por um profissional capacitado, como um fonoaudiólogo, que deve determinar a natureza e avaliar a gravidade do caso.O tratamento da apraxia envolve uma equipe multidisciplinar, uma vez que, além da dificuldade de execução de atos motores, há também uma disfunção neurológica, que pode levar a problemas sociais. (saudenacerta.com)
  • E é caracterizada pela confusão mental, afasia (se for o hemisfério dominante), hemiplegia contra lateral (com predomínio do membro inferior), hemianestesia contra lateral (com predomínio do membro inferior), e pode haver apraxia de marcha, reflexo de sucção, reflexos de preensão e incontinência urinária e fecal (Sullivan, 1993). (acidentevascularcerebral.com)
  • frontal
  • Além disso, como no grupo DAI o comprometimento cognitivo correlacionou-se com a presença de distúrbios apráxicos da marcha, e embasado na literatura que propõem um componente frontal nas desordens da marcha, verifica-se a necessidade de um uma escala que seja capaz de avaliar tanto as funções frontais como o comportamento motor voluntário, inclusive a marcha. (unifesp.br)
  • comprometimento
  • OBJETIVOS: Correlacionar a presença de distúrbios apráxicos da marcha com o comprometimento cognitivo e a severidade da doença de Alzheimer, além de também verificar os aspectos de balance e independência funcional dos indivíduos. (unifesp.br)
  • sensibilidade
  • CONCLUSÕES: Alterações apráxicas da marcha, em função da baixa sensibilidade da A WS, podem ser confundidos com distúrbios de balance, exigindo a necessidade de se aprimorar a escala. (unifesp.br)