• outros
  • Foi descoberto que as pessoas com pelo menos um gene tipo 4 e especialmente aquelas com dois (4.4) apresentam um risco aumentado de desenvolverem mais cedo a Doença de Alzheimer, do que outras pessoas com outros tipos de Apolipoproteína E. Não obstante, metade das pessoas com 85 anos que têm 2 cópias de apolipoproteína E tipo 4, não têm sintomas Da doença de Alzheimer nessa idade. (alzheimerportugal.org)
  • Anteriormente foram encontrados outros genes individuais que aumentam o risco de doenças neurodegenerativas, tais como a apolipoproteína E (apoE) para a doença de Alzheimer. (uol.com.br)
  • Olhos avermelhados A alteração do fígado (hepatomegalia) ocorre pela carência de apolipoproteínas que transportam os lipídios do fígados para os outros tecidos corporais e costumam confundir pessoas simples a achar que os filhos estão bem alimentados e gordos. (wikipedia.org)
  • Reduz os níveis do LDL, triglicerídeos e apolipoproteína B. É comercializada no Brasil e em 150 outros países pela empresa farmacêutica AstraZeneca sob o nome comercial de Crestor e também existe a versão genérica após AstraZeneca perder a luta pela patente do medicamento que havia expirado. (wikipedia.org)
  • enzima
  • O fígado e o intestino delgado produzem o HDL (HDL nascente), que possui na sua superfície apolipoproteínas, como a apo A-1, apoC-1 e apoC-2, além de fosfolipídeos, como a lecitina, e a enzima LCAT. (wikipedia.org)
  • A apolipoproteína A-1 é um cofator da LCAT e ativa esta enzima, interagindo com uma proteína do tipo ATP-binding cassete (ABC). (wikipedia.org)
  • Estas enzimas e proteínas incluem: Sintase de óxido nítrico endotelial (NOS endotelial) Dismutase superóxido extracelular (SOD3) Enzima conversora da angiotensina Antitrombina-III Lipoproteína lipase Apolipoproteínas Fatores de crescimento Quimiocina As enzimas e proteínas listadas acima servem para reforçar a barreira glicocálix contra doenças vasculares e outras. (wikipedia.org)
  • componente
  • As apolipoproteínas são o componente proteico das lipoproteínas, com função no transporte e no processo de distribuição dos lipídios, atuando de 3 modos: servindo de elementos estruturais, atuando como ligantes de receptores e exercendo o papel de cofatores regulatórios [Tabela . (medicinanet.com.br)