• vezes
  • A infecção inicial é pela saliva alheia, pode se ocorrer uma ou mais vezes no mesmo indivíduo o aparecimento da doença e consequentemente dos sintomas que só aparecem entre 4 e 8 semanas após contraida a doença, o vírus pode ser contraido continuamente até que o indivíduo crie anticorpos contra este. (wikipedia.org)
  • A sua multiplicação é detectada pelo sistema imunitário que secreta citocinas defensivas que causam febre alta (39-40 °C), mal estar, fadiga, dores de garganta, (faringite) e por vezes hepatite moderada, aumento dos gânglios linfáticos do pescoço. (wikipedia.org)
  • Ocorre frequentemente também hepatite e por vezes choque mortal devido às hemorragias abundantes para cavidades internas do corpo. (wikipedia.org)
  • ainda
  • Ainda que muito raramente, a hepatite C está associada ao Síndrome de Sjögren (um transtorno auto-imune), à trombocitopenia, ao lichen planus, à diabetes mellitus e a transtornos linfoproliferativos das células B. Estima-se que a trombocitopenia se manifeste entre 0,16% a 45,4% dos indivíduos com hepatite C crónica. (wikipedia.org)
  • A infecção por hepatite C está ainda associada a uma condição conhecida como crioglobulinemia, uma inflamação dos vasos sanguíneos pequenos e médios causada pela deposição de complexos imunes envolvendo crioglobulinas. (wikipedia.org)
  • pode ser
  • A infeção crónica pelo vírus da hepaptite B pode ser assintomática ou estar associada a uma inflamação crónica do fígado que, no prazo de alguns anos, pode causar cirrose do fígado. (wikipedia.org)
  • Na África, a presença concomitante de malária crónica complica a situação, pois esta doença estimula a multiplicação dos linfócitos B, o que junto com o estímulo do vírus, pode ser suficiente para que alguns linfócitos entrem em multiplicação descontrolada, originando um linfoma de Burkitt (uma forma de cancro). (wikipedia.org)
  • fulminante
  • Hepatite é toda e qualquer inflamação do fígado e que pode resultar desde uma simples alteração laboratorial (portador crônico que descobre por acaso a sorologia positiva), até doença fulminante e fatal (mais frequente nas formas agudas). (wikipedia.org)
  • A hepatite D só pode se tornar crônica ou fulminante em co-infecção com o vírus da hepatite B. Quadro clínico (primeiros 3 a 10 dias - pródromo): febre, mal-estar, inapetência, mialgia, cefaleia, náuseas, adinamia Após cessam sintomas prodrômicos e iniciam-se: colúria, acolia, icterícia. (wikipedia.org)
  • pacientes
  • Atualmente acredita-se que os pacientes portadores de GNM produzam anticorpos contra antígenos presentes nos podócitos ou contra proteínas estranhas ligadas a membrana basal glomerular, levando ao desenvolvimento dessa glomerulopatia. (wikipedia.org)
  • exemplo
  • Quando a causa é secundária deve-se começar tratando a causa primária, por exemplo tratando a infecção por hepatite B ou trocando o medicamento que desencadeou o problema. (wikipedia.org)
  • sintomas
  • São frequentemente prescritos medicamentos para o alívio de sintomas, como analgésicos, esteroides e anti-inflamatórios não esteroides. (wikipedia.org)
  • tipos
  • Em 1901, o imunologista austríaco Karl Landsteiner descreveu os principais tipos de células vermelhas: A, B, O e mais tarde a AB. (wikipedia.org)
  • poucos
  • Os poucos sobreviventes são linfócitos B cujo vírus foi forçado a tornar-se latente para evitar a destruição da sua célula-hospede pelos T. A reacção dos linfócitos T leva à geração de formas típicas desta célula incomuns noutras doenças, por isso os medicos recomendam ficar em casa de cama. (wikipedia.org)
  • partilhar
  • Os vírus da hepatite B não são transmitidos por dar a mão, por partilhar talheres, por beijar, abraçar, tossir, espirrar ou amamentar. (wikipedia.org)
  • febre
  • Assim o tratamento de viroses frequentemente é sintomático: tratar desidratação com soro fisiológico, tratar a dor, febre e mal estar com anti-inflamatórios não-esteroides(AINEs). (wikipedia.org)