anticorpos reativos

  • A anemia hemolítica auto-imune ou anemia mediada imunologicamente é um tipo de anemia hemolítica e divide-se em em dois tipos principais, a anemia hemolítica de anticorpos reativos ao frio e a anemia hemolítica de anticorpos reativos ao calor, sendo esta a mais comum. (wikipedia.org)
  • Anemia hemolítica de anticorpos reativos ao frio ou anemia hemolítica por anticorpos frios, é um tipo de anemia hemolítica auto-imune, aonde o corpo estimula os anticorpos a reagirem contra eritrócitos em baixas temperaturas ou em temperaturas ambiente. (wikipedia.org)
  • Anemia hemolítica por anticorpos reativos ao calor ou anemia hemolítica por anticorpos quentes é um tipo de Anemia hemolítica auto-imune, aonde o corpo estimula os anti-corpos a reagirem contra eritrócitos em temperatura corpórea. (wikipedia.org)

surge

  • Após uma disfunção o corpo pode agir de forma errônea, podendo destruir as suas próprias células, quando essa reação auto-imune tem como alvo os eritrócitos, surge a anemia hemolítica auto-imune. (wikipedia.org)
  • Plaquetopenia surge em casos de hiperesplenismo, por substituição medular e por trombocitopenia imune (anticorpos antiplaquetários). (wikipedia.org)
  • Assim, uma doença auto-imune surge quando o sistema imunológico cria uma agressão contra o organismo , reconhecendo algo que é comum como um agente externo, desencadeando assim uma inflamação para a eliminar por completo. (especialista24.com)

trombocitopenia

  • O Hiperesplenismo é definido como citopenia sanguínea secundária à esplenomegalia, sendo, em geral, acompanhado de hiperplasia das células de precursores na medula e podendo cursar com uma redução nas contagens de plaquetas, leucócitos e eritrócitos, com trombocitopenia e leucopenia normalmente desproporcionais à anemia. (medicinanet.com.br)

podem

  • Quando presentes, os sinais e sintomas não são específicos e podem ocorrer: fadiga ou cansaço infecção febre vespertina sudorese noturna emagrecimento aumento dos linfonodos (linfonodomegalia) aumento do baço (esplenomegalia) aumento do fígado (hepatomegalia) Durante a progressão da doença, o paciente pode desenvolver: anemia grave devido à produção diminuída de hemácias anemia hemolítica autoimune sangramentos, em decorrência da plaquetopenia (número baixo de plaquetas) infecções, em decorrência da deficiência imunológica. (wikipedia.org)
  • Pacientes podem desenvolver anemia secundária a infiltração medular, efeito mielossupressivo da quimioterapia, inibição de citocinas, autoimunidade dirigida contra antígenos dos glóbulos vermelhos (ou hemácias), hiperesplenismo (aumento do baço) e por uma má alimentação que leva a deficiência de ferro e ácido fólico. (wikipedia.org)
  • Podem produzir anemia hemolítica por anticorpos quentes ou anticorpos frios. (medicinanet.com.br)

mediada

  • Este tipo de lise mediada por complemento é exemplificada por certos tipos de anemia hemolítica auto-imune que envolve formação de anticorpo contra antígenos de grupos sanguíneos nos eritrócitos. (wikipedia.org)

tipos

  • Certos tipos de anemia hemolitica auto-imune e algumas reações medicamentosas são mediadas pela opsonização associada ao complemento. (wikipedia.org)

autoanticorpos

  • A esplenomegalia pode ocorrer como resultado de pressões elevadas esplênicas venosas e congestão vascular, hiperplasia histiofagocítica, infiltração celular, ou por causa de alterações de eritrócitos fisicamente anormais, tais como as células falciformes em lactentes e crianças, ou por excesso de células revestidas com autoanticorpos, como na anemia hemolítica autoimune. (medicinanet.com.br)
  • Uma das causas mais comuns de anemia hemolítica adquirida é a destruição autoimune de hemácias autoanticorpos dirigidas contra antígenos nas células vermelhas do paciente. (medicinanet.com.br)

causas

  • Portanto, antes de saber o que é, quais são as causas e sintomas da doença auto-imune, tendo em consideração que esta é dependente do sistema imunológico, é imprescindível conhecer todos os detalhes do mesmo, compreendendo o seu funcionamento e quais os motivos que o levam a falhar. (especialista24.com)

paciente

  • O teste de Coombs direto é o padrão para o diagnóstico da anemia hemolítica autoimune, neste caso as hemácias do paciente são lavadas se tornando livres de proteínas aderentes e colocadas para reagir com antissoro ou anticorpos monoclonais preparados contra as diferentes imunoglobulinas, especialmente IgG e fragmentos do complemento no caso C3d. (medicinanet.com.br)

Coombs

  • Teste de Coombs: Apresenta-se positivo em casos de presença de anemia hemolítica autoimune. (wikipedia.org)