gostaria de saber que remedio usar para tirar o catarro do ouvido?


GOSTARIA DE SABER QUE REMEDIO USAR PARA TIRAR O CATARRO DO OUVIDO, POIS M EU FILHO DE OITO ANOS ESTA COM A UDIÇÃO SUPER BAIXA E AINDA VAI DEMORAR PARA ELE OPERAR DA ADENOIDE, ESTA INSUPORTAVEL, POIS ELE SÓ OUVE TV NO ULTIMO E SÓ ME ESCUTA SE EU FALAR GRITANDO COM ELE OU BEM PROXIMO DELE......ME AJUDEM POR FAVOR!!!!!!!!!!!
----------

Em primeiro lugar, não use absolutamente nada no ouvido de seu filho, pois a congestão catarral vem pela tuba auditiva, da região da nasofaringe, em especial da área das vegetações adenóides e não adianta absolutamente nada pingar tópicos auriculares no ouvido, pois eles não vão passar da membrana do tímpano e consequentemente não chegarão ao local onde o catarro está localizado, que é o ouvido médio. Pingue sim tópicos nasais brandos, para deixar o nariz o máximo possível livre de secreções. O uso de mucofluidificantes orais, tipo N-Acetilcisteína ou Carbocisteína é muito interessante para fluidificar tais secreções do ouvido, além de calor em ouvidos, realizado com uso de compressas mornas ou bolsas de água morna ou ainda com água morna em garrafas pet pequenas, tipo 1/2 litro ou 600 ml. O ideal é que o otorrino oriente adequadamente um tratamento clínico antes da realização da adenoidectomia, que sem dúvida vai mudar a configuração da doença de seu filho. Não deve ficar assim do jeito como você descreve que ele está.  (+ info)

Duvidas sobre a adenóide e cirurgia?


Vocês podem explicar as funções da adenóide, se tira-la traz riscos, e o pós-operatório (tipo, se tiver que colocar alguma coisa depois de operar)?
Vou fazer o exame sexta, mas gostaria de ter essas informações, obrigada ^^
----------

A Adenóide é massa de tecido linfóide em forma de lóbulos, no fundo das fossas nasais no ponto em q estas desembocam na gargante. Atuam como barreira contra a invasão de germes. Não há nenhum risco, fique tranquila, a ADENOIDECTOMIA q é a extirpação cirúrgica das adenóides, não é uma cirurgia demorada, o s/médico (otorrino) lhe dará todas as recomendações e é só VC segui-las, rapidinho estará bem . CONFIE e boa sorte.  (+ info)

Alguém já fez uma turbinectomia?


Amanhã cedinho eu vou fazer: Turbinectomia, adenoidectomia, sinusectomia e redução de amídalas com lazer, e queria saber de quem fez pelo menos uma dessas cirurgias como é. Desde já agradecido.
Muito obrigado a todos. Bem, hoje já é sexta, já fiz a cirurgia, tudo normal. Quanto à recuperação está sendo muito boa, um pouco de dor de garganta por causa da redução de amídalas, mas está tudo bem. Mas depende muito da pessoa. Enquanto eu fui bem, o outro menino que estava no quarto comigo teve muito sangue perdido, teve que colocar um tampão, tomar soro na veia... depende muito da pessoa.
----------

Oi,eu fiz. Fiz septoplastia e turbinectomia. Pode ficar tranquilo, limpe depois o nariz com soro, bastante soro sempre para não deixar criar crosta. Fica difícil depois para os médicos tirarem o splinter.Faça tudo o que seu médico disser. Eu me recuperei rápido assim que saí do hospital.  (+ info)

como que é feita a cerurgia para tirar a adenóide?


Olá!!

Bom, a cirurgia da adenóide (adenoidectomia=retirada de adenóide) é feita no hospital, com anestesia geral e na maioria das vezes (não em todos os casos, na maioria) a criança recebe alta no mesmo dia.

A adenoidectomia é uma intervenção rápida (em torno de meia hora), que se faz com a ajuda de um instrumento que se introduz pela boca e permite a extração de grande parte do tecido adenoideano.

Porém, existem advertências:

--> É necessário permanecer em jejum oito horas antes da operação.
--> A operação deve realizar-se com anestesia geral, em um centro cirúrgico, sob a vigilância de um anestesista e com o monitoramento necessário para controlar todas as constantes e minimizar os riscos.
--> O cirurgião extrairá as adenóides através da boca, sem realizar incisões na pele.
--> A extração das adenóides não influi de maneira negativa nas defesas do organismo. A função das adenóides será suprida por outros tecidos do organismo.
--> Na maioria dos casos, o tempo de permanência no hospital é de 5 a 10 horas.
--> Quando se dá alta ao paciente, o otorrinolaringologista prescreverá o tratamento com antibióticos. Geralmente não é necessário indicar tratamento para dor.

Abraços!!
  (+ info)

Minha filha fez raio x pra ver se tinha adenoide e o tamanho.O resultado do laudo foi o seguinte:?


Aumento de volume em partes moles do cavum faringeo com redução discreta da coluna aerea no faringe.

O q quer dizer...Ela tem adenoide??Sera q tem q fazer cirurgia??
----------

A adenoide ou tonsila faríngea, também conhecida como “carne esponjosa”, localiza-se atrás do nariz, na parte superior da faringe, ou seja, na rinofaringe. É constituída por um tecido de defesa (tecido linfoide) e, por isso faz parte do sistema imunológico. Presente em todas as crianças desde o nascimento, ao longo da primeira fase da vida desenvolve-se muito para depois regredir, desaparecendo por volta dos 12 anos.

» Conheça o Fleury Hospital-Dia

Em algumas crianças, no entanto, a adenoide aumenta excessivamente de volume, na maioria das vezes, por um estímulo imunológico (causando a hipertrofia de adenoide). Esse crescimento exagerado geralmente obstrui a passagem do ar pelas regiões posteriores das cavidades nasais, fazendo com que a criança passe a respirar pela boca.

Isso, por sua vez, provoca prejuízos no desenvolvimento da face e da arcada dentária, ocasionando deformidades nesses locais e problemas na ingestão dos alimentos. Além disso, essa obstrução causa transtornos importantes durante o sono como ronco e períodos maiores de interrupção da respiração, que fazem com que a criança apresente irritabilidade, desatenção, alterações no comportamento e, menos frequentemente, sonolência durante o dia.

Outro aspecto relevante é o transtorno que a hipertrofia da adenoide cria na comunicação natural entre o ouvido e a faringe: a interrupção dessa ligação ocasiona inflamações repetitivas no ouvido, ou seja, as otites médias agudas.

Por também serem constituídas por tecido linfóide, as amídalas geralmente acompanham as alterações que ocorrem nas adenoides, o que agrava ainda mais os problemas respiratórios e os relacionados ao fluxo dos alimentos. Vale lembrar que este distúrbio é muito raro no adulto e, caso ocorra, merece uma atenção e investigação adequadas.

O diagnóstico do problema é feito por uma avaliação médica especializada que pode orientar a realização de uma radiografia, possibilitando a avaliação da coluna aérea nessa região da face (Rx-Cavum). Outro recurso de grande valor é a nasofibroscopia, um exame no qual um fino aparelho de fibra ótica é introduzido no nariz do paciente, após anestesia local, possibilitando a visualização e avaliação das estruturas da região, inclusive a adenoide.

Segundo Flávio Akira Sakae, doutor em Otorrinolaringologia pela USP, o primeiro passo é fazer um bom diagnóstico, pensando nas diversas causas de obstrução do nariz e de respiração pela boca. “Caso o aumento da adenoide seja o fator principal da obstrução nasal, o tratamento cirúrgico, ou adenoidectomia, pode ser indicado para a sua remoção. Geralmente, o que ocorre inicialmente é um tratamento clinico com remédios para tratar as doenças alérgicas e infecciosas, porém, quando a obstrução pela adenoide é grave, não há uma melhora efetiva dos sintomas”, diz o médico.

“Um dado importante é que a adenoide, a partir dos seis, sete anos de idade, sofre um processo natural de involução, ou seja, tende a diminuir de tamanho espontaneamente. O problema é que, em algumas crianças, essa involução não ocorre. Aí, dependendo da gravidade da situação e da idade, é improvável que essa involução natural ocorra, e a intervenção cirúrgica se faz necessária para evitar um comprometimento irreversível do desenvolvimento da criança”, completa Rodrigo Tangerina, otorrinolaringologista do Fleury.

Após a cirurgia, Tangerina ressalta que a volta da respiração fisiológica normal permite à criança retomar seu processo de desenvolvimento. “Se a criança apresentar otite por obstrução das tubas auditivas pela adenoide, a correção dessa alteração deve resultar em melhora dos limiares auditivos e redução das infecções de ouvido de repetição”, explica.

“A melhora nas crianças é muito grande e rápida. A qualidade de vida aumenta muito, pois a criança se alimenta melhor, dorme melhor, deixa de roncar e passa a respirar pelo nariz, acabando com risco das complicações de um respirador bucal, se a hipertrofia da adenoide for a causa. É também importante ressaltar que a retirada da adenoide não prejudica o seu sistema de defesa, já que temos vários outros sítios de defesa espalhados no organismo”, finaliza Sakae.

Confira mais informações sobre a cirurgia de retirada de adenoides:

Indicações – A partir da avaliação médica, a indicação é individualizada e depende da persistência de sintomas como a respiração bucal, ronco noturno, apneia obstrutiva do sono, otites de repetição, distúrbios no fluxo dos alimentos, entre outros, quando relacionados ao aumento do volume da adenoide.

Contraindicações – Algumas contraindicações estão relacionadas à anestesia geral, ou seja, caso o paciente possua alguma doença grave, em que os riscos para uma anestesia são grandes. O procedimento também tende a ser evitado em crianças muito pequenas, na vigência de infecção das vias aéreas, doenças respiratórias não controladas, com certos problemas locais, como, por exemplo, distúrbios no palato mole e com fenda palatina. Vale lembrar a  (+ info)

qual finalidade e a função da cirurgia de adenoide?


Remoção cirúrgica das glândulas adenóides da região entre as vias respiratórias e a parte posterior da garganta (nasofaringe). A adenoidectomia é realizada, com freqüência, juntamente com a remoção cirúrgica das amígdalas (amigdalectomia). Descrição: Insere-se um tubo respiratório pela boca e garganta da criança em sono profundo e livre de dores (sob anestesia geral). Insere-se também um pequeno instrumento que vai manter a boca da criança aberta. Remove-se o tecido adenóide e controla-se o sangramento. Após a cirurgia, criança vai permanecer na sala de recuperação até que acorde e esteja apta a respirar com facilidade, tossir e deglutir. A maioria das crianças tem alta em questão de horas após a cirurgia. Indicações: A adenoidectomia pode ser recomendável quando: as adenóides aumentadas estiverem obstruindo as vias respiratórias, o que pode ser provável caso a criança tenha adenóides aumentadas ronque em excesso tenha problemas respiratórios no nariz (obstrução nasal) tenha episódios de ausência de respiração durante o sono (apnéia do sono) A adenoidectomia pode ser recomendável caso a criança tenha infecções de ouvido crônicas que: estejam interferindo no processo de aprendizado persistam apesar do tratamento com antibióticos tenham 5 recaídas ou mais no ano tenham 3 recaídas ou mais no ano durante um período de 2 anos

* Boa Tarde!  (+ info)

Meu filho , 04 anos de idade, tem adenóide, o médico quer operá-lo.?


Outro médico fala para esperar até que ele complete 06 anos de idade, o que é mais adequado à situação já que ele tem 80% do nariz obstuido pela adenóide?
----------

A adenoidectomia pode ser recomendável quando:

* as adenóides aumentadas estiverem obstruindo as vias respiratórias, o que pode ser provável caso a criança
o tenha adenóides aumentadas
o ronque em excesso
o tenha problemas respiratórios no nariz (obstrução nasal)
o tenha episódios de ausência de respiração durante o sono (apnéia do sono)

A adenoidectomia pode ser recomendável caso a criança tenha infecções de ouvido crônicas que:

* estejam interferindo no processo de aprendizado
* persistam apesar do tratamento com antibióticos
* tenham 5 recaídas ou mais no ano
* tenham 3 recaídas ou mais no ano durante um período de 2 anos

A adenoidectomia pode ser recomendável caso a criança tenha ataques crônicos ou repetitivos de amigdalite.

Se eu fosse vc falaria com um terceiro otorrino... mas nao diga que ja foi em outro ORL... diga apenas que foi a pedido do pediatra... ok?  (+ info)

Qual medicação substitue o cortisona?


Se os corticóides são prejudiciais ao coração, que eu tenho a quase certeza que é o meu caso, mesmo no momento eu usando apenas a cortisona inalada, qual medicamento poderia substituir a cortisona no caso de crise de asma?
----------

Não o faça por conta própria,procure um especialista ai sim converse e tire suas dúvidas e peça a ele q troque seu medicamento por outro menos potente(q não agrida seu organismo)e esse medicamento é uma droga potente q com uso prolongado pode comprometer até o fígado entre outros orgãos;
eu tomo Nimesulida :Indicações

Processos inflamatórios dolorosos ou não dolorosos, acompanhados ou não por febre . Como
analgésico, antitérmico e antiinflamatório no tratamento de processos inflamatórios dolorosos, estados febris e
infecciosos das vias aéreas superiores como sinusites, faringoamigdalites, otites, laringotraqueítes, bronquites e
estados gripais, sendo utilizado também após amigdalectomias e/ou adenoidectomias. Processos ostearticulares,
como mialgias, miosites, lombociatalgias e dores pós-operatórias. Em ginecologia é utilizado na dismenorréia .
Redução da febre ou aliviar os sintomas relacionados a gripes e resfriados em adultos

A cortisona (ou corticosteróide ou corticóide) é um medicamento indicado no tratamento da Asma Brônquica. Seu uso começou na década de 50 com grande sucesso, pois na época era o único remédio disponível que evitava mortes por asma. Houve um entusiasmo inicial baseado na sua eficácia excepcional e depois um certo descrédito, devido ao aparecimento de efeitos colaterais importantes, o que ocasionou uma situação delicada que de certo modo perdura até hoje, quando ainda é conhecida como uma "faca de dois gumes".A cortisona pode ser utilizada por via oral (xaropes e comprimidos), por via inalada ("bombinhas") ou por via parenteral (injeções intramusculares ou venosas). As injeções são utilizadas nos momentos agudos de crises. Os comprimidos e xaropes são reservados às crises menos graves
A cortisona inalada é hoje uma grande arma no tratamento de controle e de prevenção da asma, devendo ser utilizada nos períodos fora de crises. Esta é uma forma especial para uso através de inalação (em nebulizações, "sprays", “bombinhas" ou "inaladores de pó"), com doses especiais, formuladas em microgramas. Por isso, ocasiona menores efeitos colaterais, já que sua concentração maior se dá nos brônquios, limitando sua absorção no resto do organismo.

Esse site fala de outro medicamento:http://www.abcdasaude.com.br/artigo.php?38  (+ info)

1  2  3  4  

  Fazer uma pergunta: