Transtorno da Conduta: Padrão repetitivo e persistente de comportamento, em que os direitos básicos dos outros, ou as principais normas ou regras sociais, válidas para a idade são violadas. Entre os comportamentos estão a conduta agressiva que causa, ou ameaça causar, danos físicos para outro povo ou animais, conduta não agressiva que causa perda ou prejuízo de propriedade, falsidade ou roubo e sérias violações das regras. Inicia-se antes da idade de 18 anos. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Transtorno da Personalidade Antissocial: Transtorno de personalidade cuja característica principal é um padrão global de desrespeito e violação dos direitos dos outros, que tem início na infância ou no começo da adolescência e persiste até a vida adulta. O indivíduo deve ter ao menos 18 anos e deve ter uma história de alguns sintomas de TRANSTORNO DA CONDUTA anteriores à idade de 15 anos.Transtornos de Deficit da Atenção e do Comportamento Disruptivo: Inclui dois distúrbios semelhantes: distúrbio da oposição desafiante e TRANSTORNO DA CONDUTA. Os sintomas que ocorrem em crianças com esses distúrbios incluem: desafio das figuras de autoridade, explosões de raiva e outros comportamentos antissociais.Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade: Transtorno comportamental que tem origem na infância e cujas características essenciais são sinais de desatenção inconsistentes com o nível de desenvolvimento, impulsividade e hiperatividade. Embora muitos indivíduos tenham sintomas tanto de desatenção como de hiperatividade-impulsividade, um ou outro padrão podem ser predominantes. O transtorno é mais frequente em indivíduos do sexo masculino do que feminino. O início se dá na infância. Os sintomas geralmente são atenuados no fim da adolescência, embora uma minoria experimente o quadro completo de sintomas até o meio da idade adulta. (Tradução livre do original: DSM-V)Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais: Classificação categórica de TRANSTORNOS MENTAIS baseada nos grupos de critérios com características definidas. É produzido pela American Psychiatric Association. (DSM-IV, página xxii)Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Delinquência Juvenil: Os atos antissociais de crianças ou pessoas ainda não adultas que são ilegais ou legalmente interpretados como constituindo delinquência.Doenças em Gêmeos: Transtornos afetando GÊMEOS (um ou ambos) em qualquer idade.Transtorno Bipolar: Transtorno afetivo importante caracterizado por graves oscilações do humor (episódios de mania ou de depressão significativa) e por uma tendência à remissão e à recorrência.Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias: Transtornos relacionados ao abuso de substâncias.Transtornos de Ansiedade: ANSIEDADE persistente e incapacitante.Agressão: Comportamento que pode ser manifestado por ações destrutivas e de ataque, verbais ou físicas, por atitudes dissimuladas de hostilidade ou por obstrucionismo.Clorprotixeno: Tioxantina com efeitos similares aos antipsicóticos fenotiazínicos.Transtornos do Humor: Aqueles transtornos que têm como principal característica o distúrbio do humor.Comorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.Filho de Pais Incapacitados: Criança com um ou mais pais atormentados por um transtorno físico ou mental.Transtornos do Comportamento Infantil: Transtornos considerados patológicos de acordo com a adequação para a idade e o nível de desenvolvimento, por exemplo, distúrbios de conduta e depressão anaclítica. Este conceito não inclui as psiconeuroses, psicoses ou transtornos de personalidade com padrões fixos de comportamento.Família de Pais Solteiros: Lar que inclui crianças e é chefiado por um adulto.Meio Social: O agregado de instituições sociais e culturais, formas, padrões e processos que influenciam a vida de um indivíduo ou comunidade.Psicopatologia: O estudo das causas e processos significativos para o desenvolvimento da doença mental.Guerra do Vietnã: Conflito que ocorreu de 1954 a 1975 dentro da República do Vietnã. Envolveu as nações vizinhas, os Estados Unidos e outros membros da Organização do Tratado do Sudeste da Ásia.Transtorno Depressivo Maior: Depressão importante que surge no período de involução e que se caracteriza por alucinações, delírios, paranoia e agitação.Comportamento de Esquiva: Resposta comportamental manifestada por deixar o lar para escapar de situações ameaçadoras. O comportamento envolve crianças ou adolescentes que deixam o lar sem permissão.Escalas de Graduação Psiquiátrica: Procedimentos padronizados baseados em escalas de avaliação ou roteiros de entrevistas conduzidos por profissionais da saúde para a avaliação do grau de doença mental.Crime: Violação da lei criminal, ou seja, uma violação do código de conduta especificamente sancionada pelo ESTADO, que através do PODER JUDICIÁRIO, julga e aplica penas ao criminoso.Determinação da Personalidade: Determinação e avaliação das características da personalidade através de entrevistas, observações, testes e escalas. Os artigos voltados para a medida da personalidade fazem parte do escopo deste termo.Entrevista Psicológica: Conversação direta com o objetivo de obter informação para o diagnóstico e avaliação psiquiátrica, planejamento do tratamento, etc. A entrevista pode ser conduzida por um assistente social ou psicólogo.Transtorno Depressivo: Transtorno afetivo que se manifesta tanto por um humor disfórico como pela perda de interesse ou prazer nas atividades usuais. O distúrbio do humor é predominante e relativamente persistente.Estudos em Gêmeos como Assunto: Métodos de detecção da etiologia genética em particularidades humanas. A premissa básica dos estudos em gêmeos é que os gêmeos monozigóticos, formados da divisão de um único óvulo fertilizado, carregam genes idênticos, enquanto gêmeos dizigóticos, formados pela fertilização de dois óvulos por dois espermatozoides diferentes, não são geneticamente mais semelhantes que dois irmãos nascidos de gestações separadas.Criminosos: Pessoas que cometeram crime ou foram condenadas por crime.Empatia: A compreensão profunda e objetiva dos sentimentos e do comportamento de outra pessoa. Deve ser diferenciada de simpatia, que é geralmente não objetiva e acrítica. Inclui o ato de se importar com o outro, que é uma demonstração de uma consciência e de preocupação com o bem-estar do outro. (Tradução livre do original: Bioethics Thesaurus, 1992)Diagnóstico Duplo (Psiquiatria): Coexistência de um transtorno por substância de abuso e um transtorno psiquiátrico. O princípio diagnóstico é baseado no fato de que pacientes quimicamente dependentes geralmente têm também problemas psiquiátricos com graus variados de gravidade.Poder Familiar: Ato de fazer o papel de pai ou mãe ao dar cuidado, alimento e proteção ao filho, realizado pelos pais biológicos ou substitutos. Os pais apoiam as crianças através do exercício da autoridade e através da resposta comportamental, constante, enfática e apropriada, às necessidades da criança. Difere de EDUCAÇÃO INFANTIL pelo fato de que na educação infantil a ênfase está no ato de treinar e formar a criança e na interação entre pais e criança, enquanto em PODER FAMILIAR, a ênfase está na responsabilidade dos pais e no fato do seu comportamento servir de exemplo para a criança. (Fonte: Lei 10.406 de 2002. Livro IV Do Direito de Família. Título I Do Direito Pessoal. Subtítulo II Das Relações de Parentesco. Capítulo V Do Poder Familiar. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406.htm#poderfamilia)Alcoolismo: Doença crônica, primária, com fatores genéticos, psicossociais e ambientais influenciando seu desenvolvimento e manifestações. A doença é geralmente progressiva e fatal. É caracterizada pela falta de controle sobre a bebida, pré-ocupação com a droga álcool, uso de álcool apesar das consequências adversas, e distorções no pensamento, negação notável. Cada um destes sintomas pode ser contínuo ou periódico.Estudos Longitudinais: Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.Caráter: No uso corrente é praticamente o mesmo que personalidade. A soma dos traços de personalidade relativamente estáveis de um indivíduo e dos seus modos de resposta habituais.Pais: Pessoas que atuam como pais naturais, adotivos, ou substitutos. O descritor inclui o conceito de paternidade/maternidade, bem como o da preparação para a paternidade.Comportamento do Adolescente: Toda resposta ou ação observável de um adolescente.Assertividade: Comportamento muito insistente, autoconfiante e exigente.Psiquiatria Legal: Aspectos legais da psiquiatria incluindo criminologia, internação compulsória de doente mental, penologia, papel do psiquiatra em casos de compensação, problemas relacionados à revelação de informações à corte e depoimento de perito.Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos: Classe de transtornos de estresse traumático com sintomas que perduram por mais de um mês. Há várias formas de transtornos de estresse pós-traumático, dependendo do tempo de início e a duração destes sintomas estressantes. Na forma aguda, a duração dos sintomas está entre 1 a 3 meses. Na forma crônica, os sintomas persistem por mais de 3 meses. Com o início tardio, os sintomas se desenvolvem mais que 6 meses após o evento traumático.Gêmeos: Dois indivíduos originados de dois FETOS que foram fertilizados ao mesmo tempo ou em momentos muito próximos, desenvolveram-se simultaneamente no ÚTERO e nasceram da mesma mãe. Os gêmeos podem ser monozigóticos (GÊMEOS MONOZIGÓTICOS) ou dizigóticos (GÊMEOS DIZIGÓTICOS).VirginiaFatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Roubo: Ato ilegal de se apropriar.Comportamento Impulsivo: Ato em resposta a um estímulo, que é executado sem demora, reflexão, direção voluntária ou controle evidente.Idade de Início: A idade, estágio de desenvolvimento ou período da vida no qual uma doença, seus sintomas iniciais ou manifestações aparecem em um indivíduo.Socialização: O treinamento ou moldagem de um indivíduo por vários relacionamentos, agências educacionais e controles sociais que permitem a ele se tornar um membro de uma sociedade em particular.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Controle Interno-Externo: Construção da personalidade, referente à percepção de um indivíduo sobre o local dos eventos, como sendo determinado internamente pelo próprio comportamento frente a destino, sorte ou forças externas (Tradução livre do original: ERIC Thesaurus, 1996).Cérebro: Derivado do TELENCÉFALO, o cérebro é composto dos hemisférios direito e esquerdo. Cada hemisfério contém um córtex cerebral exterior e gânglios basais subcorticais. O cérebro inclui todas as partes dentro do crânio exceto MEDULA OBLONGA, PONTE e CEREBELO. As funções cerebrais incluem as atividades sensório-motora, emocional e intelectual.Grupo Associado: Grupo composto de associados da mesma espécie, aproximadamente da mesma idade e, geralmente, de mesma posição ou nível social.Estados UnidosFamília: Grupo social que consiste de pais ou pais substitutos e crianças.Modelos Psicológicos: Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Violência: Comportamento agressivo individual ou grupal que não é aceitável socialmente, turbulento e muitas vezes destrutivo. Ele é precipitado por frustrações, hostilidade, preconceito, etc.Maus-Tratos Infantis: Abuso de crianças na família ou demais instituições.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Fatores Sexuais: Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.Abuso de Maconha: Uso excessivo de maconha com associação de sintomas psicológicos e prejuízo para o entrosamento social ou para a função ocupacional.Logro: Aqueles fatores que levam um organismo a se comportar ou a agir de modo a atingir um objetivo ou alguma satisfação. Podem ser influenciados por impulsos psicológicos ou por estímulos externos.Comportamento Infantil: Toda resposta ou ação observável de uma criança de 2 a 12 anos de idade. Para neonatos ou crianças com menos de 24 meses de idade, o termo COMPORTAMENTO DO LACTENTE está à disposição.Psicometria: A avaliação de variáveis psicológicas através da aplicação de procedimentos matemáticos.Pai: Genitores do sexo masculino, humanos ou animais.Transtorno Autístico: Transtorno que tem o seu início na infância. É caracterizado pela presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou prejudicado nas interações sociais e na comunicação social, e de um repertório de atividades e interesses restritos. As manifestações do distúrbio variam enormemente dependendo do nível de desenvolvimento e idade cronológica do indivíduo. (Tradução livre do original: DSM-V)Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Estimulantes do Sistema Nervoso Central: Grupo vagamente definido de drogas que tendem a aumentar o comportamento de alerta, agitação, ou excitação. Atuam por meio de vários mecanismos, mas normalmente não por excitação direta dos neurônios. As muitas drogas que apresentam estes efeitos colaterais devido ao uso terapêutico principal não foram incluídas aqui.Transtorno Obsessivo-Compulsivo: Transtorno da ansiedade caracterizado por obsessões ou compulsões recorrentes e persistentes. Obsessões são ideias, pensamentos e imagens intrusivos, que são experimentados como não tendo sentido ou sendo repulsivos. Compulsões são comportamentos repetitivos e aparentemente propositais, geralmente reconhecidos pelo indivíduo como não tendo sentido e não trazendo prazer, embora proporcionem um alívio da tensão.Ajustamento Social: Adaptação de uma pessoa ao ambiente social. O ajuste pode ocorrer por adaptação do indivíduo (self) ao ambiente ou por transformação do ambiente (Tradução livre do original: Campbell, Psychiatric Dictionary, 1996).Relações Pais-Filho: As interações entre pais e filhos.Relações Mãe-Filho: Interação entre uma mãe e seu filho.ChicagoSeguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Transtornos Globais do Desenvolvimento Infantil: Distorções severas no desenvolvimento de várias funções psicológicas básicas que não são normais em nenhuma fase do desenvolvimento. Estas distorções se manifestam através de prejuízo social duradouro, anormalidades da fala e movimentos peculiares.Tentativa de Suicídio: Tentativa fracassada de matar a si mesmo.Transtornos Psicóticos: Transtornos em que há uma perda dos limites do ego e um prejuízo acentuado do teste da realidade, com delírios ou alucinações proeminentes.(Tradução livre do original: From DSM-IV, 1994)Relações Interpessoais: A interação recíproca de duas ou mais pessoas.Transtornos Fóbicos: Transtornos da ansiedade nas quais o aspecto central é um medo persistente e irracional de um objeto, atividade ou situação específicos, que o indivíduo se sente compelido a evitar. O indivíduo reconhece que o medo é excessivo e despropositado.Predisposição Genética para Doença: Suscetibilidade latente a doenças de caráter genético, podendo ser ativada sob determinadas situações.Emoções: Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.Mães: Genitores do sexo feminino, humanos ou animais.Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Depressão: Estados depressivos, geralmente de intensidade moderada quando comparados à depressão maior, presentes nos transtornos neuróticos e psicóticos.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Personalidade: Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.Estudos de Coortes: Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.Inquéritos Epidemiológicos: Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)Efeitos Tardios da Exposição Pré-Natal: Consequências da exposição do FETO no útero a certos fatores, como FENÔMENOS FISIOLÓGICOS DA NUTRIÇÃO, ESTRESSE FISIOLÓGICO, DROGAS, RADIAÇÃO e outros fatores físicos ou químicos. Estas consequências são observadas tardiamente na prole após o NASCIMENTO.Fatores Socioeconômicos: Fatores sociais e econômicos que caracterizam o indivíduo ou o grupo dentro da estrutura social.