Sensação Gravitacional: Processo pelo qual uma célula, uma estrutura corpórea ou um organismo (animal ou vegetal) recebe ou detecta um estímulo gravitacional. A sensação de gravidade desempenha um importante papel no crescimento direcionado e no desenvolvimento de um organismo (GRAVITROPISMO).Gravidade Específica: Razão entre densidade de um material e a densidade de algum material padrão, tal como água ou ar, em uma temperatura específica.Gravidade Alterada: Variação (ou manipulação) da força gravitacional. Pode ser um efeito natural ou artificial.Gravitação: Aceleração produzida pela atração mútua entre duas massas, cuja magnitude é inversamente proporcional ao quadrado da distância [existente] entre os dois centros de massa. É também a força exercida pela Terra, lua ou outro planeta sobre um objeto próximo de sua superfície.Hipergravidade: Condição em que a força da gravidade é maior ou está aumentada acima daquela existente na superfície da Terra. Os valores que a expressam são maiores que 1 g.Ausência de Peso: Afecção em que nenhuma aceleração (seja devido à gravidade ou qualquer outra força) pode ser detectada por um observador dentro do sistema. Também significa ausência de peso ou ausência da força gravitacional agindo sobre o corpo. A microgravidade, a força gravitacional entre 0 e 10-6 g, inclui-se aqui.Hipogravidade: Condição em que a força da gravidade é menor ou está reduzida abaixo daquela existente na superfície da Terra. Os valores são expressos entre 0 e 1 g.Gravitropismo: Crescimento direcionado de organismos em resposta à gravidade. Nas plantas a raiz principal é positivamente gravitrópica (cresce para baixo) e o tronco principal é negativamente gravitrópico (cresce para cima), independentemente da posição em que eles são colocados. Acredita-se que o gravitropismo vegetal seja controlado por AUXINAS, substâncias de crescimento vegetal.Voo Espacial: Viagem além da atmosfera da terra.Simulação de Ausência de Peso: Situação abaixo da gravidade normal da Terra onde a própria força de gravidade não é de fato alterada, mas sua influência ou efeito podem ser modificados e estudados. (Tradução livre do original: ASGSB Bull 1992;5(2):27)Membrana dos Otólitos: Membrana gelatinosa que reveste as máculas acústicas do SÁCULO e do UTRÍCULO. Contém minúsculas partículas cristalinas (otólitos) de CARBONATO DE CÁLCIO e proteína em sua superfície externa. Em resposta ao movimento da cabeça, os otólitos são deslocados, causando [alteração de pressão] (distorção) nas células ciliadas vestibulares; estas convertem [a distorção para] sinais nervosos ao CÉREBRO que [por sua vez os] interpreta [como alteração no] equilíbrio.Coifa: Estrutura vegetal em forma de cone, formada por uma massa de células meristemáticas que cobrem e protegem a extremidade de uma raiz em crescimento. É proposto como o local em que ocorre a percepção de gravidade nas raizes vegetais.Rotação: Movimento de um objeto em que um ou mais pontos sobre uma linha estão fixos. Também é o movimento de uma partícula sobre um ponto fixo (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed).Aceleração: 1) Um aumento na taxa de velocidade (MeSH). 2) Variação da velocidade em função do tempo. Utiliza-se na engenharia sísmica para definir o movimento vibratório do solo ou das estruturas; expressa-se em fração de gravidade (g) (Material II - IDNDR, 1992)Contramedidas de Ausência de Peso: Técnicas e rotinas desenvolvidas para prevenir ou reverter efeitos indesejáveis de ausência de peso experienciada durante voo espacial real e simulado, incluindo as alterações fisiológicas relacionadas à remoção de carga gravitacional. Medidas específicas incluem a criação de gravidade artificial, exercício, diminuir a um nível baixo a pressão corporal negativa e uso de dispositivos antidescondicionantes.Postura: Posição ou atitude do corpo.Astronautas: Membros da tripulação de uma astronave que inclui aqueles que viajam no espaço e aqueles em treinamento para voo espacial.Raízes de Plantas: Porções geralmente subterrâneas de uma planta, que servem como suporte e estocagem de alimento, e pelas quais a água e nutrientes minerais penetram na planta.Fenômenos Biomecânicos: Propriedades, processos e comportamento de sistemas biológicos sob ação de forças mecânicas.Reflexo Vestíbulo-Ocular: Reflexo pelo qual os impulsos são carregados da "cúpula" dos CANAIS SEMICIRCULARES e da MEMBRANA OTOLÍTICA do SÁCULO E UTRÍCULO, via NÚCLEOS VESTUBULARES do TRONCO CEREBRAL e fascículo longitudinal mediano, aos núcleos do NERVO OCULOMOTOR. Este reflexo funciona mantendo uma imagem estável na retina durante a rotação da cabeça, gerando MOVIMENTOS OCULARES compensatórios apropriados.Pteridaceae: Familia de plantas (ordem Polypodiales, classe Filicopsida, divisão Pteridophyta (GLEIQUÊNIAS).Vestíbulo do Labirinto: Câmara óssea (oval) da orelha interna, parte do labirinto ósseo. Continua-se anteriormente com a CÓCLEA óssea e posteriormente com os CANAIS SEMICIRCULARES. O vestíbulo contém dois sacos intercomunicantes (utrículo e sáculo) do aparelho de equilíbrio. A janela oval (na parede lateral) é ocupada pela base do ESTRIBO da ORELHA MÉDIA.Orientação: Noção de si mesmo em relação ao tempo, ao espaço e ao próprio "eu".Fototropismo: Crescimento direcional de organismos em resposta à luz. Os brotos aéreos das plantas geralmente crescem para a luz. Acredita-se que a resposta fototrópica seja controlada por auxina (= AUXINAS), uma substância de crescimento vegetal.Canais Semicirculares: Três canais longos (anterior, posterior e lateral) do labirinto ósseo. Estão posicionados entre si em ângulos retos e situam-se superior e posteriormente ao vestíbulo do labirinto ósseo (LABIRINTO VESTIBULAR). Os canais semicirculares possuem cinco aberturas no vestíbulo com uma destas compartilhadas pelos canais anterior e posterior. Dentro dos canais estão os DUCTOS SEMICIRCULARES.Ácidos Indolacéticos: Derivados do ácido acético e do composto heterocíclico indol.Cinese: Comportamento locomotor que não envolve uma reação de direcionamento, mas no qual pode haver uma virada em direção aleatória. Inclui a ortocinese, a quantidade de movimento, e a clinocinese, a quantidade de viradas, que são relacionadas com a intensidade da estimulação.Meio Ambiente Extraterreno: Ambiente fora da Terra ou de sua atmosfera. Pode se referir a uma cabine fechada (como um ônibus espacial ou uma estação espacial) ou ao espaço propriamente, a lua ou outros planetas.Simulação de Ambiente Espacial: Ambiente que simula um ou mais parâmetros do ambiente espacial, aplicado a sistemas ou componentes de provas espaciais. Frequentemente se usa um compartimento fechado, capaz de se aproximar do vácuo e dos ambientes normais do espaço. Isso também inclui estudos de ATIVIDADE EXTRAVEICULAR simulados em câmaras de exposição atmosférica ou tanques com água.Centrifugação: Processo que utiliza uma máquina rotatória para gerar uma força centrífuga para separar substâncias de diferentes densidades, remover misturas ou simular efeitos gravitacionais. Emprega um grande aparelho movido a motor com um extenso braço, no final do qual sujeitos humanos e animais, espécimes biológicas ou equipamentos podem ser girados e rodados a várias velocidades para estudo dos efeitos gravitacionais.Ftalimidas: Imidas dos ácidos ftálicos.Corrida: Atividade em que o corpo é impulsionado por movimentos rápidos das pernas. A corrida é realizada em ritmo moderado a rápido, devendo ser distinguido de CORRIDA MODERADA, que é realizado com ritmo muito mais lento.Tsuga: Gênero de planta da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. É composto por árvores coníferas, perenes e não devem ser confundidas com as plantas de cicutas (CICUTA e CONIUM).Marte: Quarto planeta a partir do sol. Seus dois satélites naturais são Deimos e Fobos. É um dos quatro planetas internos ou terrestres do sistema solar.Movimentos da Cabeça: Movimento voluntário ou involuntária da cabeça, que pode ser dependente (relative) ou independente do [movimento do] corpo; inclui animais e humanos.Movimento: Ação, processo ou resultado de passar de um lugar, ou posição, para outro. Difere de LOCOMOÇÃO no sentido de que esta se restringe à passagem do corpo inteiro de um lugar para outro, enquanto movimento compreende tanto a locomoção como a mudança na posição do corpo inteiro ou qualquer de suas partes. Movimento pode ser usado em relação a humanos, animais vertebrados e invertebrados, e micro-organismos. Distinguir também de ATIVIDADE MOTORA, movimento associado com o comportamento.Plastídeos: Organelas citoplasmáticas autorreplicantes de células de plantas e algas que contêm pigmentos e que podem sintetizar e acumular várias substâncias. Os GENOMAS DE PLASTÍDEOS são utilizados em estudos filogenéticos.Urinálise: Avaliação da urina por meios químicos, físicos ou microscópicos. A urinálise de rotina geralmente inclui testes de triagem de desempenho químico, determinação de densidade específica, observação de cor ou odor incomuns, triagem para bacteriúria e avaliação microscópica do sedimento.Adaptação Fisiológica: Mudanças biológicas não genéticas de um organismo em resposta a exigências do MEIO AMBIENTE.Desidratação: Afecção resultante de perda excessiva de água pelo organismo vivo.Física: Estudo dos aspectos de energia e matéria em termos de princípios e leis elementares. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Lua: O satélite natural do planeta Terra. Inclui os ciclos ou fases lunares, o mês lunar, paisagens lunares, geografia e solo. Em Homeopatia: Fatores de agravação e melhoria de sintomas relacionados às fases da lua.Hipocótilo: Região do caule abaixo dos pedúnculos das folhas de sementes (cotilédones), diretamente acima da jovem raiz da planta embrionária. Cresce rapidamente em mudas apresentando germinação epígea, e levanta os cotilédones acima da superfície do solo. Nesta região (a zona de transição), o arranjo de feixes vasculares da raiz muda para o arranjo do caule.Topos Floridos: Topo das plantas com flores (incluindo caules, folhas e florescências).Crassulaceae: Família das plantas rochosas (ordem ROSALES, subclasse Rosidae, classe Magnoliopsida) que crescem em regiões quentes e secas. As folhas são compactas e as flores agrupadas (vermelhas, amarelas ou brancas).Processos Fisiológicos Musculoesqueléticos: Ações e funções biológicas do SISTEMA MUSCULOSQUELÉTICO.Repouso em Cama: Confinamento de um indivíduo à cama, por razões terapêuticas ou experimentais.Decúbito Ventral: Posição de um indivíduo deitado com o rosto voltado para baixo.Evolução Planetária: Criação e desenvolvimento de corpos [celestes] dentro de sistemas solares; inclui o estudo da geologia planetária primitiva (early).Período de Latência (Psicologia): O período que se inicia entre 5 e 7 anos de idade e vai até a adolescência, durante o qual ocorre uma interrupção aparente do desenvolvimento psicossexual.Campos Magnéticos: Áreas de força de atração ou repulsão que circundam os ÍMÃS.Decúbito Inclinado com Rebaixamento da Cabeça: Posição deitada com a cabeça mais baixa que o resto do corpo. A permanência por longo tempo nesta posição está associada com perturbações fisiológicas temporárias.Arabidopsis: Gênero de plantas (família BRASSICACEAE) contendo PROTEÍNAS DE ARABIDOPSIS e PROTEÍNAS DE DOMÍNIO MADS. A espécie 'A. thaliana' é utilizada em experimentos em genética vegetal clássica, bem como em estudos de genética molecular em fisiologia, bioquímica e desenvolvimento de plantas.Medicina Aeroespacial: Ramo da medicina que lida com estudos e efeitos do vôo pela atmosfera ou no espaço sobre o corpo humano e com a prevenção ou cura de disfunções fisiológicas ou psicológicas que advêm destes efeitos. (Tradução livre do original: NASA Thesaurus)Fenômenos Fisiológicos Musculoesqueléticos: Processos e propriedades do SISTEMA MUSCULOSQUELÉTICO.Locomoção: Movimento ou capacidade para se deslocar de um lugar a outro. Pode se referir a humanos, vertebrados ou invertebrados, e microrganismos.Astronave: Dispositivos tripulados e não tripulados que são projetados para serem colocados em uma órbita sobre a Terra ou em uma trajetória para outro corpo celeste.Aeronaves: Estrutura que transporta carga para navegação pelo ar que é apoiada por sua própria flutuabilidade ou pela ação dinâmica do ar contra suas superfícies. (Tradução livre do original: Webster, 1973)Braço: Parte mais alta, na extremidade superior, entre o OMBRO e o COTOVELO.Geologia: 1) Ciência da Terra e outros corpos celestes e sua história de acordo com os registros nas rochas. Inclui o estudo dos processos geológicos de uma área tais como a formação de rochas, intemperismo e erosão, e sedimentação. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) 2) Ciência que estuda o planeta Terra, a disposição dos materiais que o compõem e todos os fenômenos que nele operaram até chegar ao seu estado atual (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Enjoo devido ao Movimento em Voo Espacial: Transtorno caracterizado por náusea, vômitos e tontura, possivelmente em resposta à desorientação vestibular ou à mudança de líquidos associados com voo espacial.Navios: Largas embarcações impulsionadas por energia ou velas usadas para transporte em rios, mares, oceanos ou outras águas navegáveis. Barcos são embarcações menores impulsionadas por remos, pás, velas ou energia; eles podem ou não ter um convés.Marcha: Modo ou estilo de andar.Oxepinas: Compostos baseados em anéis heterocíclicos de 7 membros, incluindo o oxigênio. Podem ser considerados éteres de meio anel. Uma fonte natural é a planta do gênero MONTANOA. Algumas dibenzo-dioxepinas, chamadas depsidonas, são encontradas nas plantas do gênero GARCINIA.Decúbito Dorsal: Posição de um indivíduo deitado com o rosto voltado para cima.Nistagmo Fisiológico: Movimentos rítmicos involuntários dos olhos na pessoa normal. Podem ocorrer naturalmente como no nistagmo de posição extrema (end-position) (ponto final, estágio final, ou de desvio) ou [ainda] induzido pelo teste do tímpano (drum) optocinético (NISTAGMO OPTOCINÉTICO), teste calórico, ou uma cadeira giratória.Acer: Gênero de planta da família ACERACEAE, mais conhecido como árvores de folhas palmatilobadas.Movimentos Oculares: Movimentos oculares voluntários ou controlados por reflexos.Caminhada: Atividade em que o corpo avança com ritmo lento a moderado movimentando os pés de modo coordenado. Compreende caminhada recreativa e para aptidão física (fitness), e corrida para competição.Ingestão de Líquidos: Consumo de líquidos.Caules de Planta: Partes de plantas que geralmente crescem verticalmente para cima, em direção à luz, e que dão suporte às folhas, às células germinativas e às estruturas reprodutivas.Reguladores de Crescimento de Planta: Qualquer um dos hormônios produzidos naturalmente em plantas e que atuam no controle de crescimento e outras funções. Existem três classes primárias: auxinas, citocininas e giberelinas.Equilíbrio Postural: POSTURA na qual é conseguida a distribuição ideal da massa corpórea. O equilíbrio postural provê a estabilidade na sustentação do corpo e condições para o funcionamento normal nas posições estática ou em movimento, tais como sentado, em pé ou durante o andar.Urina: Subproduto líquido da excreção nitrogenada produzido nos rins, temporariamente armazenado na bexiga até que seja liberado por meio da URETRA.Trajes Gravitacionais: Trajes infláveis de dupla-camada que, quando inflados, exercem pressão nas partes inferiores do corpo do portador. Os trajes são utilizados para melhorar ou estabilizar o estado circulatório, isto é, para prevenir hipotensão, controle hemorrágico e regular a pressão sanguínea. Os trajes são também utilizados por pilotos sobre aceleração positiva.Aminoácidos Cíclicos: Classe de aminoácidos caracterizados por uma estrutura em anel fechado.Nunavut: Território auto-governado das porções centrais e orientais dos Territórios do Noroeste. Foi oficialmente estabelecido em primeiro de abril de 1999. Sua capital e Iqaluit.Modelos Biológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Fotorreceptores de Plantas: Proteínas vegetais que medeiam a TRANSDUÇÃO DE SINAL LUMINOSO. Estão envolvidas em FOTOTROPISMO e outras respostas adaptativas à luz durante o crescimento e desenvolvimento da planta. Incluem as fototropinas, os fitocromos (FITOCROMO) e membros da família ubíqua de criptocromos.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Doenças Vestibulares: Processos patológicos do VESTÍBULO DO LABIRINTO que contém parte do aparelho do equilíbrio. Os pacientes com doenças vestibulares apresentam instabilidade e correm o risco de frequentes quedas.Processos Fisiológicos do Sistema Nervoso: Ações e eventos biológicos que constituem as funções do SISTEMA NERVOSO.Tropismo: Crescimento direcional de um organismo em resposta a um estímulo externo como luz, toque ou gravidade. Crescimento com aproximação em relação ao estímulo é tropismo positivo; crescimento afastando-se do estímulo é tropismo negativo.Fenômenos Fisiológicos Vegetais: Processos, propriedades e estados fisiológicos característicos das plantas.