Relação Estrutura-Atividade: Relação entre a estrutura química de um composto e sua atividade biológica ou farmacológica. Os compostos são frequentemente classificados juntos por terem características estruturais em comum, incluindo forma, tamanho, arranjo estereoquímico e distribuição de grupos funcionais.Relação Quantitativa Estrutura-Atividade: Predição quantitativa de atividade biológica, ecotoxicológica ou farmacêutica de uma molécula. É baseada em estrutura e informação de atividade acumulada de uma série de compostos similares.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Desenho de Drogas: Projeto (design) molecular de drogas para finalidades específicas (como ligação de DNA, inibição enzimática, eficácia anticancerígena, etc.) baseado no conhecimento de propriedades moleculares como atividade de grupos funcionais, geometria molecular, e estrutura eletrônica, e também em informações catalogadas sobre moléculas análogas. O desenho de drogas geralmente é uma modelagem molecular auxiliada por computador, mas não inclui farmacocinética, análise de dosagem ou de administração da droga.Estereoisomerismo: Fenômeno através do qual compostos cujas moléculas têm o mesmo número e tipo de átomos e o mesmo arranjo atômico, mas diferem nas relações espaciais.Concentração Inibidora 50: Concentração de um composto necessária para reduzir o crescimento populacional de organismos, incluindo células eucarióticas, em 50 por cento, in vitro. Embora em geral expresso para denotar atividade antibacteriana in vitro, também é utilizada como um ponto de referência para citotoxicidade a células eucarióticas em cultura.Modelos Moleculares: Modelos usados experimentalmente ou teoricamente para estudar a forma das moléculas, suas propriedades eletrônicas ou interações [com outras moléculas]; inclui moléculas análogas, gráficos gerados por computador e estruturas mecânicas.Simulação de Acoplamento Molecular: Técnica de simulação em computador usada para modelar a interação entre duas moléculas. Caracteristicamente, a simulação de acoplamento mede as interações de uma molécula pequena ou ligante com parte de uma molécula maior, como uma proteína.Conformação Molecular: Forma característica tridimensional de uma molécula.Espectroscopia de Ressonância Magnética: Método espectroscópico de medição do momento magnético de partículas elementares, como núcleos atômicos, prótons ou elétrons. É empregada em aplicações clínicas, como Tomografia por RMN (IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).Ensaios de Seleção de Medicamentos Antitumorais: Métodos de investigação da eficácia de drogas citotóxicas anticâncer e inibidores biológicos. Incluem modelos de morte celular in vitro e testes de exclusão de corantes citostáticos assim como medidas in vivo dos parâmetros de crescimento tumoral em animais de laboratório.Bibliotecas de Moléculas Pequenas: Grande coleção de moléculas pequenas (massa molecular menor que ou igual a 600), de natureza semelhante ou variada, usadas em triagem de alto rendimento nos estudos de função gênica, interação entre proteínas, processamento celular, vias bioquímicas ou outras interações químicas.Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos: Teste pré-clínico de medicamentos em animais experimentais ou in vitro, para seus efeitos biológicos e tóxicos e aplicações clínicas potenciais.Ligantes: Moléculas que se ligam a outras moléculas. O termo é usado especialmente para designar uma pequena molécula que se liga especificamente a uma molécula maior, e.g., um antígeno que se liga a um anticorpo, um hormônio ou neurotransmissor que se liga a um receptor, ou um substrato ou efetor alostérico que se liga a uma enzima. Ligantes são também moléculas que doam ou aceitam um par de elétrons, formando uma ligação covalente coordenada com o átomo metálico central de um complexo de coordenação. (Dorland, 28a ed)Técnicas de Química Combinatória: Tecnologia em que grupos de reações para soluções ou síntese em fase sólida são utilizados para criar bibliotecas moleculares para análise de compostos em larga escala.Salicilanilidas: 2-Hidroxi-N-fenilbenzamidas. Salicilamidas substituídas por N-fenil. Derivados foram utilizados como fungicidas, agentes antimíldio e antifúngicos da aplicação tópica. Na forma concentrada pode causar irritação da pele e das mucosas.Sítios de Ligação: Partes de uma macromolécula que participam diretamente em sua combinação específica com outra molécula.Pironas: Cetopiranos.Inibidores Enzimáticos: Compostos ou agentes que se combinam com uma enzima de tal maneira a evitar a combinação substrato-enzima normal e a reação catalítica.Técnicas de Química Sintética: Métodos usados para síntese química de compostos. Estão incluídos sob este descritor os métodos de laboratório usados para sintetisar uma variedade de compostos químicos e medicamentos.Furanos: Compostos com anel de 5 membros, sendo 4 carbonos e um oxigênio. São heterociclos aromáticos. A forma reduzida é o tetra-hidrofurano.Testes de Sensibilidade Microbiana: Qualquer teste que demonstre a eficácia relativa de diferentes agentes quimioterápicos contra micro-organismos específicos (isto é, bactérias, fungos, vírus).Indicadores e Reagentes: Substâncias usadas para detecção, identificação, análise, etc. de processos ou condições químicas, biológicas ou patológicas. Indicadores são substâncias que mudam sua aparência física (p.ex., cor) no ponto final de uma titulação química (ou dele se aproximando), p.ex., na passagem entre a acidez e a alcalinidade. Reagentes são substâncias usadas para detecção ou determinação (especialmente análise) de outra substância por meios químicos ou microscópicos. Os tipos de reagentes são precipitantes, solventes, oxidantes, redutores, fluxos, e reagentes colorimétricos.Alcenos: Hidrocarbonetos insaturados do tipo Cn-H2n, denominados pelo sufixo -eno.Fenômenos Físico-Químicos: Fenômeno físico que descreve a estrutura e as propriedades de átomos e moléculas, e seus processos de reação e interação.Cristalografia por Raios X: Estudo da estrutura dos cristais utilizando técnicas de DIFRAÇÃO POR RAIOS X.Carbazilquinona: Alquilante estruturalmente semelhante à MITOMICINA e eficaz no tratamento da leucemia e várias outras neoplasias em camundongos. Causa leucemia e trombocitopenia na maioria dos pacientes humanos.Antineoplásicos: Substâncias que inibem ou impedem a proliferação de NEOPLASIAS.Cumarínicos: Substâncias sintéticas ou de ocorrência natural que estão relacionadas à cumarina, a delta-lactona do ácido cumarínico.Cefalosporinas: Grupo de antibióticos de amplo espectro isolado primeiramente do fungo mediterrâneo ACREMONIUM. Estes antibióticos contêm o grupamento beta-lactâmico, o ácido tio-azabiciclo-octenocarboxílico, também chamado ácido 7-aminocefalosporânico.Interações Hidrofóbicas e Hidrofílicas: Interação termodinâmica entre uma substância e a ÁGUA.Ligação Proteica: Processo pelo qual substâncias endógenas ou exógenas ligam-se a proteínas, peptídeos, enzimas, precursores proteicos ou compostos relacionados. Medidas específicas de ligantes de proteínas são usadas frequentemente como ensaios em avaliações diagnósticas.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Linhagem Celular Tumoral: Linhagem celular derivada de células tumorais cultivadas.Espectrometria de Massas de Bombardeamento Rápido de Átomos: Técnica espectrométrica de massa que é utilizada para análise de uma ampla faixa de biomoléculas, tais como glicoalcaloides, glicoproteínas, polissacarídeos e peptídeos. O espectro do átomo de bombardeamento rápido positivo e negativo é registrado em um espectrômetro ajustado a uma pistola atômica com xenônio como feixe usual. O espectro de massa obtido contém o reconhecimento do peso molecular bem como a sequência de informação.Antibacterianos: Substâncias que reduzem a proliferação ou a reprodução de BACTÉRIAS.Química Física: Estudo dos processos e FENÔMENOS QUÍMICOS em termos dos processos e FENÔMENOS FÍSICOS subjacentes.Amidas: Compostos orgânicos que contêm o radical -CO-NH2. As amidas são derivadas de ácidos pela substituição dos grupos -OH por grupos -NH2 ou então a partir da amônia, pela substituição do H por um grupo acila.Ensaio Radioligante: Determinação quantitativa do receptor de proteínas (ligante) nos fluidos corporais ou tecidos, utilizando reagentes radioativamente classificados como ligantes (por exemplo, anticorpos, receptores intracelulares, ligantes plasmáticos).Lactonas: Ésteres cíclicos de ácidos hidroxicarboxílicos, contendo uma estrutura 1-oxacicloalcano-2-ona. Grandes lactonas cíclicas (com mais de 12 átomos) são MACROLÍDEOS.Descoberta de Drogas: Processo de encontrar compostos químicos para potencial uso terapêutico.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.TiazóisTiadiazóisLinhagem Celular: Determinadas culturas de células que têm o potencial de se propagarem indefinidamente.PiranosLigação Competitiva: Interação de dois ou mais substratos ou ligantes com o mesmo sítio de ligação. O deslocamento de um pelo outro é usado em medidas de afinidade seletivas e quantitativas.Flavonoides: Grupo de fenilbenzopiranos assim denominados por conterem estruturas semelhantes às FLAVONAS.ÉsteresAntagonistas do Receptor A3 de Adenosina: Compostos que se ligam seletivamente a RECEPTORES A3 DE ADENOSINA e bloqueiam sua ativação.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Fenamatos: Derivados do ácido ortoaminobenzoico que possui um grupo fenil ligado ao nitrogênio ortoamino. Seus membros modulam CANAIS IÔNICOS e são usados como ANTI-INFLAMATÓRIOS.Aminas: Grupo de compostos derivados da amônia pela substituição do hidrogênio por radicais orgânicos. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Modelos Químicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a atividade de processos ou fenômenos químicos; compreende o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Bases de Dados de Produtos Farmacêuticos: Bases de dados dedicadas ao conhecimento sobre PRODUTOS FARMACÊUTICOS.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.TiossemicarbazonasDerivados de BenzenoCricetulus: Gênero da família Muridae que compreende onze espécies. C. migratorius, o hamster cinza ou armênio, e C. griseus, o hamster chinês, são as duas espécies utilizadas em pesquisa biomédica.QuinolinasQuímica: Ciência básica envolvida com a composição, estrutura e propriedades da matéria, bem como as reações que ocorrem entre substâncias e o intercâmbio de energia associado às reações.Conformação Proteica: Forma tridimensional característica de uma proteína, incluindo as estruturas secundária, supersecundária (motivos), terciária (domínios) e quaternária das cadeias peptídicas. A ESTRUTURA QUATERNÁRIA DE PROTEÍNA descreve a conformação assumida por proteínas multiméricas (agregados com mais de uma cadeia polipeptídica).TioidantoínasLobelina: Alcaloide que tem ações similares à NICOTINA sobre os receptores colinérgicos nicotínicos, mas é menos potente. Sua aplicação tem sido sugerida em uma variedade de usos terapêuticos, incluindo em transtornos respiratórios, transtornos vasculares periféricos, insônia e na parada do fumo.Fenômenos Químicos: Composição, conformação e propriedades de átomos e moléculas, e seus processos de reação e interação.Flavonas: Grupo de 4-ceto-FLAVONOIDES.Dose Letal Mediana: Quantidade de substância venenosa ou tóxica ou dose de radiação ionizante necessária para matar 50 por cento da população testada.Ciclazocina: Analgésico com propriedades narcóticas misturadas de agonistas-antagonistas.TiofenosPeptídeos: Membros da classe de compostos constituídos por AMINOÁCIDOS ligados entre si por ligações peptídicas, formando estruturas lineares, ramificadas ou cíclicas. Os OLIGOPEPTÍDEOS são compostos aproximadamente de 2 a 12 aminoácidos. Os polipeptídeos são compostos aproximadamente de 13 ou mais aminoácidos. As PROTEÍNAS são polipeptídeos lineares geralmente sintetizados nos RIBOSSOMOS.Saponinas: Tipo de glicosídeo amplamente distribuído em plantas. Cada um consiste de uma sapogenina como fração aglicona e um açúcar. A sapogenina podem ser um esteroide ou um triterpeno e o açúcar pode ser glicose, galactose, uma pentose ou uma metilpentose.Anti-Infecciosos: Substâncias que impedem a disseminação de agentes ou organismos infecciosos ou que matam agentes infecciosos para impedir a disseminação da infecção.ImidasÁcido Oleanólico: Triterpeno pentacíclico que ocorre amplamente em muitas PLANTAS como o ácido livre, ou a aglicona de muitas SAPONINAS. É biossintetizado a partir do lupano. Pode rearranjar ao isômero, ácido ursólico, ou ser oxidado a taraxasterol e amirina.Testes de Mutagenicidade: Testes de substâncias químicas e agentes físicos para potencial mutagênico. Abrangem testes para micróbios, insetos, células de mamíferos e animais totais.Espectrofotometria Infravermelho: Espectrofotometria na região infravermelha, geralmente para fins de análise química através da medida de absorção do espectro associada aos níveis de energia rotacionais e vibratórios das moléculas.Ensaios de Triagem em Larga Escala: Métodos rápidos de medida dos efeitos de um agente em um ensaio biológico ou químico. O ensaio geralmente envolve alguma forma de automação ou uma maneira de conduzir vários ensaios ao mesmo tempo usando séries de amostras.Isatina: Indoldiona obtida por oxidação de azul índigo. É um dos INIBIDORES DA MONOAMINOXIDASE e altos níveis têm sido encontrados em urina de pacientes com PARKINSONISMO.Flavonóis: Grupo de 3-hidróxi-4-ceto-FLAVONOIDES.Pirazóis: Azóis com dois nitrogênios nas posições 1,2 (um vizinho do outro), diferente dos IMIDAZÓIS, em que os nitrogênios estão nas posições 1,3.Bactérias: Um dos três domínios da vida, também denominado Eubacterias (os outros são Eukarya e ARCHAEA). São micro-organismos procarióticos, unicelulares, com parede celular geralmente rígida. Multiplicam-se por divisão celular e apresentam três formas principais: redonda (cocos), bastonete (bacilos) e espiral (espiroquetas). Podem ser classificadas pela resposta ao OXIGÊNIO (aeróbicas, anaeróbicas, ou anaeróbicas facultativas), pelo modo de obter energia: quimiotróficas (via reação química) ou PROCESSOS FOTOTRÓFICOS (via reação com luz), quimiotróficas, pela fonte de energia química. As quimiolitotróficas (a partir de compostos inorgânicos) ou CRESCIMENTO QUIMIOAUTOTRÓFICO (a partir de compostos orgânicos), e pela fonte de CARBONO, NITROGÊNIO, etc. PROCESSOS HETEROTRÓFICOS (a partir de fontes orgânicas) e PROCESSOS AUTOTRÓFICOS (a partir de DIÓXIDO DE CARBONO). Podem também ser classificadas por serem coradas ou não (com base na estrutura da PAREDE CELULAR) pelo CRISTAL VIOLETA: Gram-positivas ou Gram-negativas.Moduladores de Tubulina: Agentes que interagem com a TUBULINA para inibir ou promover polimerização de MICROTÚBULOS.Pirazolonas: Compostos com anel heterocíclico de cinco membros, com dois nitrogênios e um ceto OXIGÊNIO. Alguns são inibidores da produção de TNF-alfa.Bactérias Gram-Positivas: Bactérias que retêm a coloração de cristal violeta quando tratadas pelo método de Gram.TriterpenosDioscoreaceae: Família de plantas (ordem Liliales) do inhame, que possui raizes grossas ou tuberosas, e folhas em forma de coração (às vezes lobadas) e nervuras aparentes.Cricetinae: Subfamília (família MURIDAE) que compreende os hamsters. Quatro gêneros mais comuns são: Cricetus, CRICETULUS, MESOCRICETUS e PHODOPUS.Piridinas: Compostos com anel aromático de 6 membros contendo NITROGÊNIO. A versão saturada são as PIPERIDINAS.Bactérias Gram-Negativas: Bactérias que perdem a coloração de cristal violeta, mas ficam coloridas em rosa quando tratadas pelo método de Gram.Adamantano: Hidrocarboneto triciclicamente ligado.Carbamatos: Derivados do ácido carbâmico, (H2NC(=O)OH). Estão incluídos sob este descritor os ácidos carbâmicos N-substituídos e O-substituídos. De maneira geral, os ésteres de carbamato são chamados de uretanos e os polímeros que incluem unidades repetidas de carbamato são chamadas de POLIURETANOS. Note-se, entretanto, que os poliuretanos derivam da polimerização de ISOCIANATOS e o termo isolado URETANO refere-se ao éster etil do ácido carbâmico.Compostos de Espiro: Grupo de compostos consistindo em parte de dois anéis que compartilham um átomo (geralmente um carbono).Oligopeptídeos: Peptídeos compostos de dois a doze aminoácidos.Chalconas: Compostos baseados nas CALCONAS. São intermediários importantes na formação de FLAVONOIDES.Irritantes: Drogas que agem localmente nas superfícies cutâneas ou mucosas para produzir inflamação. As que causam rubor devido à hiperemia são rubefacientes, as que produzem bolhas são vesicantes, e as que penetram nas glândulas sebáceas e causam abscessos são pustulantes. O gás lacrimogênio e o gás mostarda também são irritantes.Toxicologia: Ciência relacionada com a detecção, composição química e ação biológica de substâncias tóxicas ou venenos, tratamento e prevenção das manifestações tóxicas.Luteolina: 5,7,3',4'-tetra-hidroxi-flavona, uma das FLAVONAS.Células CHO: LINHAGEM CELULAR derivada do ovário do hamster Chinês, Cricetulus griseus (CRICETULUS). Esta espécie é a favorita para estudos citogenéticos por causa de seu pequeno número de cromossomos. Esta linhagem celular tem fornecido modelos para o estudo de alterações genéticas em células cultivadas de mamíferos.Oxazóis: Estruturas heterocíclicas em anel de 5 membros contendo um oxigênio na posição 1 e um nitrogênio na posição 3, diferenciando-se dos ISOXAZÓIS cujas ligações estão nas posições 1 e 2.Clofazimina: Tintura lipossolúvel de riminofenazina utilizada para o tratamento da hanseníase. Tem sido utilizada na pesquisa em combinação com outras drogas antimicobacterianas para tratar as infecções de Mycobacterium avium em pacientes de AIDS. A clofazimina também tem um efeito anti-inflamatório marcante. É administrada para controlar a reação da hanseníase, o eritema nodoso lepromatoso. (Tradução livre do original: AMA Drug Evaluations Annual, 1993, p1619)Compostos de BifeniloLigações de Hidrogênio: Força atrativa de baixa energia entre o hidrogênio e um outro elemento [eletronegativo]. Desempenha um papel importante determinando [algumas] propriedades da água, das proteínas e de outros compostos.Quempferóis: Grupo de FLAVONÓIS baseados em quempferol. São derivados da naringenina e podem hidroxilar-se para dar QUERCETINA, ou reduzir-se a leucopelargonidina.Lactamas: AMIDAS cíclicas formadas de ácidos aminocarboxílicos pela eliminação de água. As lactimas são formas enol das lactamas.Benzotiazóis: Compostos com anel benzeno ligado ao anel tiazol.Bloqueadores do Canal Iônico Sensível a Ácido: Subclasse de bloqueadores de canais de sódio específicos para CANAIS IÔNICOS SENSÍVEIS A ÁCIDO.Sobrevivência Celular: Medida da viabilidade de uma célula caracterizada pela capacidade para realizar determinadas funções como metabolismo, crescimento, reprodução, alguma forma de responsividade e adaptabilidade.Especificidade por Substrato: Aspecto característico [(dependência)] da atividade enzimática em relação ao tipo de substrato com o qual a enzima (ou molécula catalítica) reage.Antiprotozoários: Substâncias que destroem protozoários.Hidrazonas: Compostos com a fórmula geral R:N.NR2, como resultado da ação das hidrazinas com aldeídos ou cetonas.Compostos de AnilinaDiterpenos: Compostos de vinte carbonos derivados de ÁCIDO MEVALÔNICO ou desoxixilulose fosfato.Anisóis: Grupo de compostos que são derivados do metoxibenzeno e que contém a fórmula geral R-C7H7O.Peptídeos Cíclicos: Peptídeos cujos terminais amino e carboxi são unidos por uma ligação peptídica, formando uma cadeia circular. Alguns deles são agentes ANTI-INFECCIOSOS e alguns são biossintetizados sem a participação dos ribossomos (BIOSSÍNTESE DE PEPTÍDEOS não RIBOSSÔMICA).Calcogênios: Os elementos OXIGÊNIO, POLÔNIO, SELÊNIO, ENXOFRE e TELÚRIO formam o grupo 16 (anteriormente grupo VI) da tabela periódica.Depsipeptídeos: Compostos formados por cadeias de AMINOÁCIDOS alternadas com ÁCIDOS CARBOXÍLICOS via ligações éster e amida. Geralmente são ciclizados.Domínio Catalítico: Região de uma enzima que interage com seu substrato causando uma reação enzimática.Nitroquinolinas: Quinolinas substituídas em qualquer posição com um ou mais nitro grupos.Trinitrotolueno: 2,4,6-trinitrotolueno, explosivo químico que pode causar irritação cutânea e outras consequências tóxicas.AcridinasAntraquinonas: Compostos baseados em ANTRACENOS contendo duas CETONAS em qualquer posição. Podem ser substituídos em qualquer posição exceto nos grupos cetona.CetonasÁcidos Carboxílicos: Compostos orgânicos contendo o grupo carboxi (-COOH). Este grupo de compostos inclui os aminoácidos e ácidos graxos. Os ácidos carboxílicos podem ser saturados, insaturados ou aromáticos.NitrofuranosMimetismo Molecular: Estrutura de uma molécula que imita ou simula a estrutura de uma molécula diferente.RodaninaNaftacenos: Poliacenos com quatro anéis benzênicos fundidos na posição orto, em arranjo planar. Este grupo é mais conhecido pela subclasse denominada TETRACICLINAS.Glicosídeos: Qualquer composto que contém uma molécula carboidrato (açúcar), no qual o grupo hidroxila ligado ao primeiro carbono é substituído por um grupo alcoólico, fenólico ou outro. Recebem seu nome especificamente em relação ao açúcar contido, como glucosídeo (glucose), pentosídeo (pentose), frutosídeo (frutose) etc. A hidrólise [de glicosídeos] forma um componente açúcar e um componente não açúcar (aglicona).Piperidinas: Família de hexa-hidropiridinas.Pirimidinas: Família de compostos heterocíclicos de 6 membros de ocorrência natural em ampla variedade de formas. Incluem vários constituintes de ácidos nucleicos (CITOSINA, TIMINA e URACILA) e formam a estrutura básica dos barbituratos.Testes de Toxicidade: Série de testes usados para determinar a toxicidade de uma substância em sistemas vivos. Esses testes incluem medicamentos clínicos, alimentos e poluentes ambientais.Fenóis: Derivados de benzeno que incluem um ou mais grupos hidroxila ligados à estrutura em anel.Materiais Biomiméticos: Materiais fabricados por técnicas BIOMIMÉTICAS, isto é, baseados nos processos naturais encontrados nos sistemas biológicos.Resistência a Múltiplos Medicamentos: Resistência simultânea a várias drogas estrutural e funcionalmente diferentes.Ressonância Magnética Nuclear Biomolecular: Espectroscopia de RNM (NMR) em macromoléculas biológicas de tamanho pequeno a médio. É geralmente utilizada para investigação estrutural de proteínas e ácidos nucleicos, e em geral envolve mais de um isótopo.Nucleosídeos: Bases de purina ou pirimidina ligadas a uma ribose ou desoxirribose.Alanina: Aminoácido não essencial presente em altos níveis sob a forma livre no plasma. É produzida através da transaminação do piruvato. Está envolvida no metabolismo de açúcar e ácidos, aumenta a IMUNIDADE e fornece energia para o tecido muscular, CÉREBRO e SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Proliferação de Células: Todos os processos envolvidos em aumentar o NÚMERO DE CÉLULAS. Estes processos incluem mais que a DIVISÃO CELULAR, parte do CICLO CELULAR.Solubilidade: Habilidade de uma substância ser dissolvida, isto é, de formar uma solução com outra substância. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Antifúngicos: Substâncias que destroem fungos ao suprimir sua capacidade para crescer ou se reproduzir. Diferem dos FUNGICIDAS INDUSTRIAIS porque são defensores contra os fungos presentes em tecidos humanos ou de outros animais.Mutagênicos: Agentes químicos que aumentam a velocidade de mutação genética interferindo na função dos ácidos nucleicos. Um clastógeno é um mutágeno específico que causa quebras nos cromossomos.Dicetopiperazinas: Piperazinas com dois oxigênios cetônicos.Inibidores de Integrase de HIV: Inibidores da HIV integrase, uma enzima requerida para a integração do DNA viral ao DNA celular.Poríferos: Filo de esponjas (multicelulares) sésseis que alimentam-se de suspensões e utilizam células com flagelos (coanócitos) para a circulação da água. A maioria é hermafrodita. Provavelmente existiu um ramo na escala evolutiva que não originou nenhum grupo de animal. As esponjas são animais marinhos (cerca de 150 espécies de água doce) e fonte de ALCALOIDES, ESTERÓIS e outras moléculas complexas úteis na medicina e pesquisa biológica.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Ácidos Fosforosos: Derivados inorgânicos dotri-hidróxido de fósforo (P(OH)3) e sua forma tautomérica óxido di-hidroxifosfínico (HP=O(OH)2). Note-se que os derivados orgânicos dos ácidos fosfônicos estão listados sob ORGANOFOSFONATOS.Inibidores de Proteases: Compostos que inibem ou antagonizam a biossíntese ou ações de proteases (ENDOPEPTIDASES).Sulfonamidas: Grupo de compostos que contêm a estrutura SO2NH2.Benzopiranos: Compostos com um núcleo de anéis benzopirânicos ligados.Quercetina: Flavonol amplamente distribuído em plantas. É um antioxidante como muitos outros compostos heterocíclicos fenólicos. Entre as formas glicosiladas estão RUTINA e quercetrina.Produtos Biológicos: Substâncias farmacêuticas complexas, preparações ou produtos de origem orgânica geralmente obtidos por métodos ou ensaios biológicos.Extratos Vegetais: Preparações farmacêuticas concentradas de plantas obtidas pela remoção dos constituintes ativos com um solvente adequado (que é eliminado por evaporação) e ajuste do resíduo [seco] a um padrão prescrito.AmidinasHalogenação: Ligação covalente dos HALOGÊNIOS para outros compostos.15-Oxoprostaglandina 13-Redutase: (5Z)-(15S)-11 alfa-Hidroxi-9,15-dioxoprostanoato:NAD(P)+ delta(13)-oxidorredutase. Enzima ativa no catabolismo de prostaglandina E e F. Catalisa a redução da dupla ligação nas posições 13-14 das 15-cetoprostaglandinas, e usa NADPH como cofator. EC 1.3.1.48.Poluentes Ambientais: Substâncias ou energias, por exemplo, calor ou luz, que, ao serem introduzidas no ar, água ou solo, ameaçam a vida ou a saúde de indivíduos ou ECOSSISTEMAS.Ecotoxicologia: O estudo da POLUIÇÃO AMBIENTAL e os efeitos tóxicos dos POLUENTES AMBIENTAIS no ECOSSISTEMA. O termo foi inventado por Truhaut em 1969.Saxifragaceae: Família das saxifragas (ordem ROSALES, sub-classe Rosidae, classe Magnoliopsida) cujas folhas são alternadas e, às vezes, profundamente lobadas ou formam rosetas. As flores possuem partes masculinas e femininas (isto é, são monoicas) e 4 ou 5 sépalas e pétalas, geralmente em conjuntos ramificados. O fruto é uma cápsula com várias sementes.Catecóis: Grupo de 1,2-benzenodióis que contêm a fórmula geral R-C6H5O2.Estrutura Terciária de Proteína: Nível de estrutura proteica em que estruturas das proteínas secundárias (alfa hélices, folhas beta, regiões de alça e motivos) se combinam dando origem a formas dobradas denominadas domínios. Pontes dissulfetos entre cisteínas em duas partes diferentes da cadeia polipeptídica juntamente com outras interações entre as cadeias desempenham um papel na formação e estabilização da estrutura terciária. As proteínas pequenas, geralmente são constituídas de um único domínio, porém as proteínas maiores podem conter vários domínios conectados por segmentos da cadeia polipeptídica que perdeu uma estrutura secundária regular.Naftalenos: Hidrocarbonetos cristalinos de dois anéis, isolados do alcatrão da hulha. São usados como intermediários na síntese química, como repelentes de insetos, fungicidas, lubrificantes, conservantes e, antigamente, como antissépticos tópicos.Caesalpinia: Gênero de plantas (família FABACEAE) cujo nome vulgar 'ave-do-paraíso' é também utilizado para outras plantas como a Heliconia (HELICONEACEAE) e estrelítzia (STRELITZIACEAE) e para alguns pássaros. O nome vulgar 'unha-de-gato' é usado mais frequentemente com UNCARIA. O nome vulgar 'pernambuco' também se refere a um estado brasileiro. As lactonas furanoditerpenoides e as cesalpinas são produzidas por membros deste gênero.Espectrometria de Massas por Ionização por Electrospray: Técnica de espectrometria de massa usada para análise de compostos não voláteis tais como proteínas e macromoléculas. A técnica envolve preparação de gotas eletricamente carregadas das moléculas em análise dissolvidas em solvente. As gotas eletricamente carregadas entram em uma câmara de vácuo onde o solvente é evaporado. A evaporação de solvente reduz o tamanho da gota, através disso aumentando a repulsão coulombiana dentro da gota. Como as gotas carregadas se tornam menores, a carga excessiva dentro delas lhes faz desintegrar e liberar moléculas em teste. As moléculas volatilizadas são então analisados por espectrometria de massa.Halogênios: Família de elementos não metálicos, geralmente eletronegativos, que formam o grupo 17 (anteriormente grupo VIIa) da tabela periódica.Ranunculaceae: Família das plantas 'buttercup' (ordem Ranunculales, subclasse Magnoliidae, classe Magnoliopsida) cujas folhas, normalmente são alternadas e sem caule. Geralmente, as flores possuem duas a cinco sépalas livres e podem ser radialmente simétricas ou irregulares.Química Farmacêutica: Química que estuda a composição e preparação de agentes usados em AÇÕES FARMACOLÓGICAS ou uso diagnóstico.Ciclização: Modificação [estrutural] de um hidrocarboneto de cadeia aberta para [a forma de] anel fechado.Acetamidas: Derivados da acetamida que são utilizados como solventes, irritantes suaves e na síntese orgânica.Conotoxinas: Neurotoxinas peptídicas dos caramujos caçadores de peixes marinhos do gênero Conus. Elas contêm de 13 a 29 aminoácidos fortemente básicos e interligados por fortes pontes dissulfeto. Há três tipos de conotoxinas: omega, alfa e mu. As OMEGA-CONOTOXINAS inibem a entrada de cálcio ativada por voltagem para dentro da membrana pré-sináptica inibindo, portanto, a liberação de ACETILCOLINA. As alfa-conotoxinas inibem o receptor pós-sináptico de acetilcolina. As mu-conotoxinas impedem a geração de potenciais de ação no músculo. (Tradução livre do original: Concise Encyclopedia Biochemistry and Molecular Biology, 3rd ed)Androstanos: Família de esteroides da qual os andrógenos são derivados.Análise dos Mínimos Quadrados: Princípio de estimação onde as estimações de um conjunto de parâmetros em um modelo estatístico são aqueles valores que reduzem ao mínimo a soma das diferenças dos quadrados entre os valores observados de uma variável dependente e os valores prognosticados pelo modelo.Tionucleosídeos: Nucleosídeos nos quais a molécula da base está substituída (modificada) por um ou mais átomos de enxofre.Inibidores da Topoisomerase II: Compostos que inibem a atividade da DNA TOPOISOMERASE II. Sob esta categoria são incluídos vários ANTINEOPLÁSICOS endereçados à forma eucariótica da topoisomerase II e ANTIBACTERIANOS, endereçados à forma procariótica da topoisomerase II.Novobiocina: Composto antibiótico derivado de Streptomyces niveus. Tem uma estrutura química similar à cumarina. A novobiocina se liga à DNA girase e bloqueia a atividade da adenosina trifosfatase (ATPases). (Tradução livre do original: Reynolds, Martindale The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p189)Flavonolignanos: Heterodímeros de FLAVONOIDES ligados a LIGNANAS.Células HL-60: Linhagem promielocítica originada de paciente com LEUCEMIA PROMIELOCÍTICA AGUDA. As células HL-60 não têm marcadores específicos para CÉLULAS LINFOIDES, mas expressam receptores de superfície para FRAGMENTOS FC e PROTEÍNAS DO SISTEMA DE COMPLEMENTO. Apresentam ainda atividade fagocitária e respondem a estímulos quimiotáticos (Tradução livre do original: Hay et al., American Type Culture Collection, 7th ed, pp 127-8).Aldeídos: Compostos orgânicos contendo o grupo carbonil sob a forma -CHO.AcrilatosCélulas HEK293: Linhagem celular gerada por células embrionárias de rim que foram induzidas à transformação por transfecção com adenovírus humano tipo 5.Ftalimidas: Imidas dos ácidos ftálicos.Alcaloides: Bases orgânicas nitrogenadas. Muitos alcaloides de importância médica ocorrem nos reinos animal e vegetal e alguns são sintéticos.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Tripanossomicidas: Fármacos que destroem protozoários que pertencem à subordem TRYPANOSOMATINA.Benzofuranos: Compostos que contêm anel benzênico fusionado com um anel furânico.Indóis: Benzopirróis com o nitrogênio no carbono número um adjacente à porção benzílica, diferente de ISOINDÓIS que têm o nitrogênio fora do anel de seis membros.Camundongos Endogâmicos ICRCiclopropanosCompostos de Terfenil: Compostos constituídos de anéis benzênicos ligados uns aos outros tanto em posição orto, meta ou para. São permitidas quaisquer substituições, porém a fusão de um anel com outro anel benzênico não é permitida.Éteres Difenil Halogenados: Compostos que contêm dois anéis benzênicos halogenados ligados por meio de um átomo de OXIGÊNIO. Muitos difenil éteres polibromados são usados como RETARDADORES DE CHAMA.Regulação Alostérica: Modificação da reatividade de ENZIMAS por meio da ligação de efetores a sítios das enzimas (SÍTIO ALOSTÉRICO) diferentes dos SÍTIOS DE LIGAÇÃO ao substrato.Antivirais: Agentes usados na profilaxia ou no tratamento das VIROSES. Entre seus modos de ação estão o impedimento da replicação viral por meio da inibição da polimerase de DNA viral; unindo-se a receptores específicos de superfície celular, inibindo a penetração viral ou provocando a perda do capsídeo; inibindo a síntese proteica viral o bloqueando as etapas finais da montagem viral.Compostos de Benzilideno: Compostos contendo o radical PhCH=.Carbapenêmicos: Grupo de antibióticos beta-lactâmicos nos quais o átomo de enxofre no anel tiazolidínico da molécula de penicilina é substituído por um átomo de carbono. TIENAMICINAS são um subgrupo de carbapenêmicos que têm um átomo de enxofre como o primeiro componente da corrente lateral.Fenômenos de Química Orgânica: Conformação, propriedades, processos de reação e propriedades das reações de compostos orgânicos.Espectrometria de Massas: Método analítico usado para determinar a identidade de um composto químico com base em sua massa, empregando analisadores/espectrômetros de massa.AnilidasReceptor A3 de Adenosina: Subtipo de RECEPTORES DA ADENOSINA que se encontram expressos em vários locais, incluindo o ENCÉFALO e os tecidos endócrinos. Geralmente, considera-se o receptor estar acoplado a PROTEÍNA-G INIBIDORA GI que causa a baixa regulação do AMP CÍCLICO.Proteínas Recombinantes: Proteínas preparadas através da tecnologia de DNA recombinante.Testes de Sensibilidade Parasitária: Testes que demonstram a eficácia relativa de agentes quimioterápicos contra parasitos específicos.Trypanosoma brucei rhodesiense: Subespécie hemoflagelada de protozoários parasitas que causam a doença do sono rodesiense em humanos. É transmitida por Glossina pallidipes, G. morsitans e ocasionalmente outras espécies de moscas tsé-tsé que atacam animais selvagens.Tubulina (Proteína): Subunidade proteica do microtúbulo encontrada em grandes quantidades no encéfalo de mamíferos. Também foi isolada da CAUDA DO ESPERMATOZOIDE, dos CÍLIOS e outras fontes. Estruturalmente, a proteína é um dímero com peso molecular de aproximadamente 120.000 [kDa] e coeficiente de sedimentação de 5.8S. Liga-se à COLCHICINA, VINCRISTINA e VIMBLASTINA.