Reforço (Psicologia): O fortalecimento de uma resposta condicionada.Esquema de Reforço: Esquema que determina o intervalo de tempo em que o indivíduo deve receber reforço ou recompensa em experimentos psicológicos. O esquema pode ser contínuo ou intermitente.Psicologia Clínica: O ramo da psicologia voltado para os métodos psicológicos de reconhecimento e tratamento dos transtornos do comportamento.Psicologia da Criança: O estudo do comportamento infantil normal e anormal.Psicologia: A ciência voltada para o estudo dos processos mentais e do comportamento dos homens e animais.Columbidae: Família (ordem COLUMBIFORMES) que abrange os pombos ou pombas. São AVES de pernas curtas, corpos robustos, cabeças pequenas e bicos finos. Alguns autores chamam as pequenas espécies de pombas e as grandes de pombos, porém os nomes são intercambiáveis.Condicionamento Operante: Situações de aprendizagem em que as respostas em sequência do indivíduo são instrumentais para a produção de reforço. Quando a resposta correta ocorre, o que envolve uma seleção a partir de um repertório de respostas, o indivíduo é imediatamente reforçado.Reforço Social: O fortalecimento de uma resposta com uma recompensa social, tal como um gesto de aprovação, o amor ou atenção de um dos pais.Psicologia Social: O ramo da psicologia que trata dos efeitos do grupo no comportamento, nas atitudes e nas crenças de um indivíduo a ele pertencente.Reforço por Recompensa: Prática de fornecer vales representando dinheiro, brinquedos, balas, etc. como reforços secundários contingentes à ocorrência de certos comportamentos ou desempenhos desejados.Reforço Verbal: A utilização da palavra como estímulo para fortalecer uma resposta durante o aprendizado.Comportamento Apetitivo: Comportamento animal de busca. A fase variável de introdução de um padrão ou sequência instintivos de comportamento, como por exemplo, a busca por comida ou os padrões sequenciais de corte anteriores ao acasalamento.Comportamento de Escolha: O ato de fazer uma seleção entre duas ou mais alternativas, geralmente após um período de deliberação.Extinção Psicológica: Procedimento que apresenta o estímulo condicionado sem REFORÇO para um organismo previamente condicionado. Refere-se também à diminuição de uma resposta condicionada que resulta deste procedimento.Aprendizagem por Discriminação: Aprendizagem que se manifesta pela capacidade de responder diferencialmente a estímulos variados.Psicologia Experimental: O ramo da psicologia que procura saber mais sobre as causas fundamentais do comportamento, através do estudo de diversos fenômenos psicológicos em situações experimentais controladas.Motivação: Aqueles fatores que levam um organismo a se comportar ou a agir de modo a atingir um objetivo ou alguma satisfação. Podem ser influenciados por impulsos psicológicos ou por estímulos externos.Teoria Psicológica: Princípios aplicados à análise e explicação dos fenômenos psicológicos ou comportamentais.Terapia Comportamental: A aplicação de teorias modernas de aprendizagem e de condicionamento para o tratamento dos transtornos do comportamento.Aprendizagem por Probabilidade: Geralmente refere-se ao uso de modelos matemáticos na predição da aprendizagem de tarefas baseadas na teoria da probabilidade aplicada a respostas; pode também se referir à frequência de ocorrência das respostas observadas em um determinado estudo.Psicologia Comparada: O ramo da psicologia voltado para as semelhanças e diferenças do comportamento de diferentes espécies animais e de diferentes raças ou povos.Recompensa: Objeto ou situação que pode servir para reforçar uma resposta, para satisfazer uma motivação ou para proporcionar prazer.Autoadministração: Administração de um medicamento ou substância química pelo indivíduo sob a supervisão de um médico. Abrange a administração clínica e experimental, a seres humanos ou animais.Psicologia Educacional: O ramo da psicologia voltado para os aspectos psicológicos do ensino e do processo de aprendizado formal na escola.Psicologia Médica: Ramo da psicologia em que existe uma estreita colaboração entre psicólogos e clínicos no manejo de problemas médicos. Difere da psicologia clínica, a qual está voltada para o diagnóstico e tratamento dos transtornos do comportamento.Condicionamento (Psicologia): Termo genérico que se refere ao aprendizado de alguma resposta específica.Generalização (Psicologia): O fenômeno em que um organismo responde a todas as situações semelhantes àquela na qual foi condicionado.Psicologia Industrial: Ramo da psicologia voltado para a aplicação de princípios e métodos psicológicos aos problemas industriais, incluindo a seleção e o treinamento de profissionais, condições de trabalho, etc.Comportamento Animal: A resposta observável de um animal diante de qualquer situação.Aprendizagem por Associação: O princípio de que elementos que são experienciados conjuntamente formam uma conexão, de maneira que um tende a restabelecer o outro.Behaviorismo: Teoria psicológica desenvolvida por John Broadus Watson, que trata do estudo e mensuração dos comportamentos observáveis.Aprendizagem: Mudança de comportamento relativamente duradoura que resulta da experiência passada ou da prática. O conceito inclui a aquisição de conhecimento.Punição: O uso de um estímulo desprazeroso ou de uma penalidade, com o intuito de eliminar ou corrigir um comportamento indesejável.Deficiência Intelectual: Funcionamento intelectual subnormal que se origina durante o período de desenvolvimento. Possui múltiplas etiologias potenciais, incluindo defeitos genéticos e lesões perinatais. As pontuações do quociente de inteligência (QI) são comumente utilizadas para determinar se um indivíduo possui deficiência intelectual. As pontuações de QI entre 70 e 79 estão na margem da faixa de retardo mental. As pontuações abaixo de 67 estão na faixa de retardo. (Tradução livre do original: Joynt, Clinical Neurology, 1992, Ch55, p28)Modelos Psicológicos: Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Comportamento Autodestrutivo: Ato de se machucar ou de fazer mal a si mesmo sem que haja intenção de suicídio ou perversão sexual.Educação de Pessoa com Deficiência Intelectual: O ensino ou treinamento daqueles indivíduos com funcionamento intelectual abaixo do normal.Economia Comportamental: Disciplina mista de psicologia e economia que investiga o que acontece nos mercados em que alguns agentes apresentam limitações e complicações humanas.Cocaína: Éster de alcaloide extraído de folhas de plantas incluindo a coca. É um anestésico local e vasoconstritor, clinicamente usado para esse propósito, particularmente no olho, orelha, nariz e garganta. Também tem efeitos potentes no sistema nervoso central similares aos das anfetaminas, e é uma droga que vicia. A cocaína, como as anfetaminas, age por mecanismos múltiplos nos neurônios catecolaminérgicos do cérebro. Considera-se que o mecanismo dos seus efeitos de reforço envolvam a inibição da captação da dopamina.Tempo de Reação: Tempo desde o início de um estímulo até que uma resposta seja observada.Agressão: Comportamento que pode ser manifestado por ações destrutivas e de ataque, verbais ou físicas, por atitudes dissimuladas de hostilidade ou por obstrucionismo.Medicina do Comportamento: A área interdisciplinar voltada para o desenvolvimento e integração da ciência comportamental e biomédica, do conhecimento e técnicas relevantes para a saúde e doença e para a aplicação deste conhecimento e técnicas para a prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação.Pesquisa: Investigação crítica e exaustiva ou experimentação, tendo por objetivo a descoberta de fatos novos e sua interpretação correta, a revisão de conclusões, teorias ou leis aceitas, à luz de fatos recentemente descobertos, ou a aplicação prática dessas conclusões, teorias ou leis novas ou revisadas.Educação de Pós-Graduação: Estudos além do grau de bacharel em uma instituição que mantém programas de graduação com o propósito de preparar o ingresso em um campo específico e a obtenção de um grau mais elevado.Dextroanfetamina: A forma d da ANFETAMINA. É um estimulante do sistema nervoso central e um simpatomimético. Foi também utilizada no tratamento da narcolepsia e nos distúrbios envolvendo déficits de atenção e hiperatividade em crianças. Dextroanfetamina possui múltiplos mecanismos de ação incluindo o bloqueio de adrenérgicos e dopamina, estimulação da liberação de monoaminas e inibindo a monaminoxidase. É também uma droga de abuso e um psicotomimético.Generalização do Estímulo: A tendência a reagir a estímulos diferentes daquele que foi utilizado como estímulo condicionado, mas que têm alguma similaridade com ele.Psicologia Aplicada: A ciência que utiliza princípios psicológicos para encontrar meios mais eficazes de resolver os problemas práticos.Autoestimulação: Estimulação do cérebro que é autoaplicada. A estimulação pode resultar em reforço positivo ou negativo.Retenção (Psicologia): A persistência em executar um comportamento aprendido (fatos ou experiências) após um intervalo de tempo durante o qual este comportamento não foi executado nem praticado.Discriminação (Psicologia): Respostas diferenciadas para diferentes estímulos.Ciências do Comportamento: Disciplinas voltadas para o estudo do comportamento humano e animal.Fenômenos Ecológicos e Ambientais: Entidades, características, propriedades, relações e processos ecológicos e ambientais.Reação de Fuga: Resposta inata, eliciada por estímulos sensoriais associados a uma situação ameaçadora ou pelo confronto real com o inimigo.Transtornos Relacionados ao Uso de Cocaína: Transtornos relacionados ou resultantes do uso de cocaína.Atenção: Ato de focalizar certos aspectos da experiência atual e excluir outros. É o ato de levar em consideração, de notar ou de se concentrar.Neurociências: Disciplinas científicas interessadas na embriologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, farmacologia, etc., do sistema nervoso.Alimentos: Qualquer substância tomada pelo corpo que proporciona nutrição.Comportamento Alimentar: Respostas comportamentais ou sequenciais associadas ao ato de alimentar-se, maneira ou modos de se alimentar, padrões rítmicos da alimentação (intervalos de tempo - hora de comer, duração da alimentação).Teoria Gestáltica: Sistema que enfatiza o fato de que a experiência e o comportamento contêm padrões e relações básicas que não podem ser reduzidos a componentes mais simples; ou seja o todo é maior que a soma das partes.Transtorno Autístico: Transtorno que tem o seu início na infância. É caracterizado pela presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou prejudicado nas interações sociais e na comunicação social, e de um repertório de atividades e interesses restritos. As manifestações do distúrbio variam enormemente dependendo do nível de desenvolvimento e idade cronológica do indivíduo. (Tradução livre do original: DSM-V)Percepção de Cores: Processamento mental de sinais cromáticos (VISÃO DE CORES) vindos dos olhos pelo CÓRTEX VISUAL, onde eles são convertidos em representações simbólicas. A percepção de cores envolve numerosos neurônios e é influenciada não só pela distribuição dos comprimentos de onda do objeto observado, mas também por sua cor básica e pelo contraste do brilho nas suas bordas.Comportamento Consumatório: Ato que constitui o término de um determinado padrão ou sequência instintivos de comportamento.Percepção do Tempo: A capacidade de estimar o intervalo de tempo transcorrido ou a duração de tempo.Sinais (Psicologia): Sinais para uma ação; a porção específica do campo perceptivo ou do padrão de estímulos aos quais o indivíduo aprendeu a responder.Comportamento Estereotipado: Modo de comportamento relativamente invariável, eliciado ou determinado por uma situação particular; pode ser verbal, postural ou expressivo.Preferências Alimentares: Atitude em relação a um determinado tipo de alimento, geralmente comparado com outros alimentos, baseada em reações fisiológicas favoráveis, normas sociológicas ou sensações agradáveis.Condicionamento Clássico: Aprendizagem que ocorre quando um estímulo condicionado é pareado com um estímulo não condicionado.Inconsciente (Psicologia): As forças e conteúdo mentais que não estão comumente disponíveis à percepção consciente ou à lembrança imediata.Rememoração Mental: O processo através do qual uma representação da experiência passada é evocada.Pesquisa Comportamental: Pesquisa que envolve a aplicação das ciências comportamental e social para o estudo das ações ou reações de pessoas ou animais em resposta aos estímulos externos ou internos (Tradução livre do original: American Heritage Dictionary, 4th ed)Transtornos do Comportamento Infantil: Transtornos considerados patológicos de acordo com a adequação para a idade e o nível de desenvolvimento, por exemplo, distúrbios de conduta e depressão anaclítica. Este conceito não inclui as psiconeuroses, psicoses ou transtornos de personalidade com padrões fixos de comportamento.Oficinas de Trabalho Protegido: Lugares protegidos com empregos preferencialmente para deficientes e que proveem treinamento e empregos temporários ou definitivos.Comportamento Aditivo: A atividade observável, mensurável e, muitas vezes, patológica de um organismo, que representa a sua incapacidade de superar um hábito resultante em um desejo insaciável por uma substância ou pela realização de certos atos. O comportamento aditivo inclui a dependência excessiva, física e emocional, pelo objeto do hábito em quantidade ou frequência cada vez maiores.Filosofia: Amar ou perseguir a sabedoria. Uma busca das causas subjacentes e dos princípios da realidade.Psicofisiologia: O estudo das bases fisiológicas do comportamento animal e humano.Ciência Cognitiva: O estudo da natureza precisa de diferentes tarefas mentais e das operações cerebrais que permitem que elas sejam realizadas. Inclui ramos da psicologia, informática, filosofia e linguística.Neurobiologia: Estudo da estrutura, crescimento, atividades e funções dos NEURÔNIOS e do SISTEMA NERVOSO.Aprendizagem da Esquiva: Uma resposta a um estímulo que é fundamental para evitar uma experiência nociva.Aspirações (Psicologia): Desejo intenso de realizar alguma coisa. Diz respeito, em geral, a valores mais elevados ou ideais superiores.Comportamento Social: Qualquer comportamento que é causado por um outro indivíduo, ou que afeta outro indivíduo, em geral da mesma espécie.Núcleo Accumbens: Coleção de células pleomórficas localizada na parte caudal do corno anterior de um dos VENTRÍCULOS LATERAIS, na região do TUBÉRCULO OLFATÓRIO, entre a cabeça do NÚCLEO CAUDADO e a substância perfurada anterior (ver TUBÉRCULO OLFATÓRIO). Faz parte do assim denominado ESTRIADO VENTRAL, uma estrutura complexa considerada parte dos GÂNGLIOS DA BASE.Psicologia do Self: Teoria psicanalítica centrada na interpretação do comportamento em referência a si mesmo. Esta elaboração dos conceitos psicanalíticos de narcisismo e "self" (si mesmo) foi desenvolvida por Heinz Kohut e enfatiza a importância do autoconhecimento das necessidades excessivas de aprovação e autogratificação.Deslocamento (Psicologia): O processo pelo qual uma resposta emocional ou comportamental, que é apropriada para uma situação, aparece em outra situação, para a qual ela é inapropriada.Desempenho Psicomotor: A coordenação de um processo (cognitivo) sensorial ou ideacional e uma atividade motora.Psicologia Militar: O ramo da psicologia aplicada voltado aos aspectos psicológicos da seleção, atribuição de tarefas, treinamento, moral, etc., dos integrantes das Forças Armadas.Ratos Long-Evans: Linhagem exogâmica de ratos desenvolvida em 1915 pelo cruzamento de diversas fêmeas brancas do Wistar Institute com machos cinzentos selvagens. Linhagens endogâmicas foram derivadas desta linhagem originalmente exogâmica, incluindo os ratos Long-Evans cor-de-canela (RATOS ENDONGÂMICOS LEC) e ratos Otsuka-Long-Evans-Tokushima gordos (RATOS ENDOGÂMICOS OLETF), que são respectivamente modelos para a doença de Wilson e para diabetes mellitus não insulina dependente.Comportamento: A resposta observável de uma pessoa ou de um animal frente a uma situação.Automutilação: Ato de lesar o próprio corpo, até o ponto de cortar ou destruir permanentemente um membro ou outra parte essencial do corpo.Tomada de Decisões: O processo de realizar um julgamento intelectual seletivo quando se é apresentado a várias alternativas complexas consistindo de diversas variáveis, e que geralmente leva à definição de um modo de agir ou de uma ideia.Eletrochoque: Indução de uma reação de estresse em sujeitos experimentais por meio de um choque elétrico; se aplica a estados convulsivos ou não convulsivos.Dopamina: Uma das catecolaminas NEUROTRANSMISSORAS do encéfalo. É derivada da TIROSINA e precursora da NOREPINEFRINA e da EPINEFRINA. A dopamina é a principal transmissora no sistema extrapiramidal do encéfalo e importante na regulação dos movimentos. Sua ação é mediada por uma família de receptores (RECEPTORES DOPAMINÉRGICOS).Transferência de Experiência (Psicologia): Alteração da aprendizagem em uma situação devido à aprendizagem prévia em outra situação. A transferência pode ser positiva (com a segunda aprendizagem aperfeiçoada pela primeira) ou negativa (em que o oposto acontece).Cognição: Processo intelectual ou mental por meio do qual um organismo obtém conhecimento.Dependência Mimética: Padrão relacional em que a pessoa busca um propósito na vida através do relacionamento com os outros.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Reversão de Aprendizagem: Qualquer situação em que um animal ou ser humano é treinado para responder diferentemente a dois estímulos (por exemplo, aproximação e evitação) em condições de recompensa e punição e, depois, é treinado com valores reversos de recompensa (isto é, a abordagem que foi recompensada anteriormente passa a ser punida e vice-versa).Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Período de Latência (Psicologia): O período que se inicia entre 5 e 7 anos de idade e vai até a adolescência, durante o qual ocorre uma interrupção aparente do desenvolvimento psicossexual.Transtornos de Alimentação na Infância: Transtornos mentais relacionados à alimentação e à comida geralmente diagnosticados na lactância ou infância precoce.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Inibidores da Captação de Dopamina: Drogas que bloqueiam o transporte de DOPAMINA para as extremidades dos axônios, ou para o interior das vesículas que armazenam dopamina nessas extremidades. A maioria dos INIBIDORES DA CAPTAÇÃO DE AGENTES ADRENÉRGICOS também inibe a captação de dopamina.Ensino: O processo educacional de instrução.Enquadramento (Psicologia): Prontidão para pensar ou responder de uma forma predeterminada quando confrontado com um problema ou uma situação-estímulo.Meio Social: O agregado de instituições sociais e culturais, formas, padrões e processos que influenciam a vida de um indivíduo ou comunidade.Memória: Função mental complexa que tem quatro fases distintas: (1) memorização ou aprendizagem, (2) retenção, (3) rememoração e (4) reconhecimento. Clinicamente, a memória é, em geral, subdividida em imediata, recente, e remota.Transtornos do Comportamento Social: Comportamentos que estão em discrepância com a norma social esperada e que afetam outros indivíduos.Generalização da Resposta: O princípio de que, depois que um organismo aprende a responder de uma determinada maneira a um estímulo, aquele estímulo é capaz de eliciar respostas semelhantes.Adaptação Psicológica: Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).Retroalimentação Psicológica: Mecanismo de estímulo e resposta de informação que pode controlar o comportamento, cognição, percepção ou desempenho subsequentes. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed.)Comportamento Verbal: Inclui tanto a produção de palavras como as respostas a elas, sejam escritas ou faladas.Teoria da Construção Pessoal: Teoria psicológica baseada nas dimensões ou categorias utilizadas por uma determinada pessoa para descrever ou explicar a personalidade ou o comportamento dos outros ou os próprios. A ideia básica é que pessoas diferentes utilizam-se de categorias consistentemente diferentes. A teoria foi formulada nos anos cinquenta por George Kelly. Dois testes elaborados por ele são o teste de repertório de constructos de papéis e o teste de grade de repertório.Psicologia do Adolescente: Área da psicologia voltada para o comportamento normal e anormal dos adolescentes. Inclui os processos mentais assim como as respostas observáveis.Clordiazepóxido: Derivado ansiolítico da benzodiazepina com propriedades anticonvulsiva, sedativa e amnésica. Também tem sido utilizado no tratamento sintomático da síndrome de abstinência alcoólica.Introversão (Psicologia): Estado em que a atenção é voltada, em grande parte, para si mesmo.Caráter: No uso corrente é praticamente o mesmo que personalidade. A soma dos traços de personalidade relativamente estáveis de um indivíduo e dos seus modos de resposta habituais.Julgamento: O processo de descobrir ou afirmar uma relação objetiva ou intrínseca entre dois objetos ou conceitos; uma capacidade ou poder que permite que a pessoa realize julgamentos; o processo de esclarecer e afirmar o significado implícito de um conceito; uma avaliação crítica de uma pessoa ou situação.Comportamento de Procura de Droga: Atividades realizadas para obter substâncias lícitas ou ilícitas.Neuropsicologia: Um ramo da psicologia que investiga a correlação entre a experiência ou o comportamento e os processos neurofisiológicos básicos. O termo neuropsicologia enfatiza o papel dominante do sistema nervoso. É uma área com uma definição mais restrita que a psicologia fisiológica ou psicofisiologia.Psicoterapia: Termo genérico para o tratamento da doença mental ou dos distúrbios emocionais primariamente através da comunicação verbal ou não verbal.Psicologia Criminal: O ramo da psicologia que investiga a psicologia do crime especificamente com referência aos fatores da personalidade do criminoso.Nicotina: Nicotina é um alcaloide altamente tóxico. É o agonista prototípico dos receptores colinérgicos nicotínicos onde estimula dramaticamente os neurônios e por último bloqueia a transmissão sináptica. A nicotina também é importante medicinalmente devido sua presença no fumo do tabaco.Formação de Conceito: Processo cognitivo envolvendo a formação de ideias a partir da generalização do conhecimento que se tem sobre as qualidades, aspectos e relações dos objetos.Ética Profissional: Princípios de conduta própria relativos aos direitos e deveres do profissional, relações com pacientes ou consumidores e médicos da mesma categoria, assim como ações do profissional e relações interpessoais com paciente ou família do consumidor. (Tradução livre do original: Stedman, 25th ed)Terapia Aversiva: Tratamento que suprime o comportamento indesejável expondo o sujeito simultaneamente a consequências desagradáveis.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Psicologia do Esquizofrênico: O estudo dos processos e do comportamento dos esquizofrênicos.Aves: Vertebrados de sangue quente que possuem PLUMAS e pertencem à classe das Aves.Psicofarmacologia: O estudo dos efeitos de drogas nas atividades mentais e comportamentais.Individualidade: Aquelas características psicológicas que diferenciam os indivíduos entre si.Ego: A porção consciente da estrutura da personalidade, que serve como mediadora entre as exigências dos impulsos instintivos primitivos (o id), das proibições parentais e sociais internalizadas ou consciência (o superego), e da realidade.Percepção Visual: A seleção e organização dos estímulos visuais com base na experiência anterior do indivíduo.Conhecimento de Resultados (Psicologia): Princípio baseado no fato de que a aprendizagem é facilitada quando o aprendiz recebe uma avaliação imediata do seu desempenho. O conceito também propõe hipoteticamente que a aprendizagem é facilitada quando o aprendiz é prontamente informado se uma resposta está certa e, caso incorreta, informado sobre a direção do erro.Automatismo: Comportamento automático, mecânico e aparentemente sem direção, que está fora do controle consciente.Resolução de Problemas: Situação de aprendizagem que envolve a seleção de uma alternativa, entre várias, para se atingir um objetivo específico.Identificação (Psicologia): Processo pelo qual um indivíduo se esforça, inconscientemente, em se moldar de acordo com o outro. Este processo também é importante para o desenvolvimento da personalidade, particularmente do superego ou consciência, que é modelado, principalmente, com base no comportamento dos adultos mais importantes.Atividade Motora: Atividade física de um humano ou de um animal como um fenômeno comportamental.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Psiquiatria Infantil: A ciência médica voltada para a origem, diagnóstico, prevenção e tratamento dos transtornos mentais em crianças.Aprendizagem Seriada: Ato de aprender a produzir uma série de respostas em uma ordem exata.Orientação: Noção de si mesmo em relação ao tempo, ao espaço e ao próprio "eu".Relações Interpessoais: A interação recíproca de duas ou mais pessoas.Heroína: Analgésico narcótico que pode levar à dependência. É uma substância controlada (derivada do ópio) listada no Código de Regulações Federais dos Estados Unidos, Título 21 Partes 329.1, 1308.11 (1987). A venda é proibida nos Estados Unidos por estatuto federal.Dissertações Acadêmicas como Assunto: Dissertações encorpando resultados de pesquisa original e especialmente substanciando uma visão específica, por exemplo, documentos substanciais escritos por candidatos a um grau acadêmico sob direção individual de um professor ou documentos escritos por estudantes universitários que desejam alcançar honras ou distinção.Comportamento Imitativo: A imitação, por um indivíduo, do comportamento de outro.Projetos de Pesquisa: Plano para se coletar e utilizar dados de forma que a informação desejada seja obtida com precisão suficiente, ou de forma que uma hipótese seja testada adequadamente.Jogos e Brinquedos: Atividades recreacionais espontâneas ou voluntárias procuradas para divertimento e acessórios ou equipamentos usados nas atividades; inclui jogos, brinquedos, etc.Comportamento Cooperativo: A interação de duas ou mais pessoas ou organizações, que é direcionada para um objetivo comum, mutuamente benéfico. Uma situação de trabalho ou de atuação em conjunto com um propósito ou benefício comum, i. é, uma ação conjunta.Evolução Cultural: O processo de desenvolvimento contínuo de uma cultura de formas simples a complexas e de qualidades homogêneas a heterogêneas.Estimulação Luminosa: Técnica de pesquisa usada durante a ELETROENCEFALOGRAFIA em que uma série de flashes de luz brilhante ou padrões visuais são usados para induzir a atividade cerebral.Sociedades Científicas: Sociedades cuja associação é limitada aos cientistas.Modelos Neurológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a atividade dos sistemas, processos ou fenômenos neurológicos; inclui o uso de equações matemáticas, computadores, e outros equipamentos eletrônicos.Etanol: Líquido claro e incolor que é rapidamente absorvido no trato gastrointestinal e distribuído por todo o corpo. Possui atividade bactericida e é frequentemente utilizado como desinfetante tópico. É amplamente utilizado como solvente e na preservação de preparações farmacológicas, bem como matéria-prima das BEBIDAS ALCOÓLICAS.Felicidade: Emoção altamente prazerosa que se caracteriza por manifestações externas de gratificação; alegria.Ensino de Recuperação: Instrução especializada para estudantes com desempenho abaixo do esperado.Relações Raciais: Contatos culturais entre pessoas de raças diferentes.Educação em Enfermagem: Uso de artigos em geral que dizem respeito a educação em enfermagem.Jogos Experimentais: Jogos projetados para fornecer informações sobre hipóteses, políticas, procedimentos ou estratégias.Estimulantes do Sistema Nervoso Central: Grupo vagamente definido de drogas que tendem a aumentar o comportamento de alerta, agitação, ou excitação. Atuam por meio de vários mecanismos, mas normalmente não por excitação direta dos neurônios. As muitas drogas que apresentam estes efeitos colaterais devido ao uso terapêutico principal não foram incluídas aqui.Área Tegmentar Ventral: Região no MESENCÉFALO localizada dorsomedianamente à SUBSTÂNCIA NEGRA e ventralmente ao NÚCLEO RUBRO. Os sistemas dopaminérgicos mesocortical e mesolímbico têm sua origem nesta região, incluindo uma importante projeção para o NÚCLEO ACCUMBENS. Sugere-se que uma exacerbação da atividade celular nesta área contribua com os sintomas positivos da ESQUIZOFRENIA.Regressão (Psicologia): Retorno a padrões de pensamento, comportamento ou modo de funcionamento anteriores, sobretudo aos infantis, como por exemplo, sensações de desamparo e dependência de um paciente com uma doença física grave.Ciências Sociais: Disciplinas voltadas para as inter-relações dos indivíduos em um ambiente social, incluindo as organizações sociais e as instituições.Estudantes: Indivíduos matriculados em uma escola ou programa educacional formal.Teoria de Sistemas: Princípios, modelos, e leis que se aplicam a inter-relações complexas e interdependências de conjuntos de componentes ligados que formam um todo funcional, um sistema. Qualquer sistema pode ser composto de componentes que são sistemas em seu próprio contexto (subsistemas), como vários órgãos dentro de um organismo individual.Sacarose: Dissacarídeo não redutor composto por GLUCOSE e FRUTOSE ligados por intermédio dos seus carbonos anoméricos. É obtido comercialmente da Cana-de-Açúcar, beterraba (BETA VULGARIS) e outras plantas. É amplamente utilizado como alimento e adoçante.Receptores de Dopamina D2: Subfamília de RECEPTORES ACOPLADOS A PROTEÍNA-G que se liga ao neurotransmissor DOPAMINA e modula seus efeitos. Os genes de receptor da classe D2 contêm ÍNTRONS, e os receptores inibem ADENILIL CICLASES.Entorpecentes: Agentes que induzem NARCOSE. Entorpecentes incluem agentes que causam sonolência ou induzem o sono (ESTUPOR), derivados naturais ou sintéticos do ÓPIO ou da MORFINA, ou ainda qualquer substância que possua tais efeitos. São potentes indutores de ANALGESIA e de TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE OPIOIDES.Hábitos: Respostas adquiridas ou aprendidas, que se manifestam regularmente.Emoções: Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.Deficiências do Desenvolvimento: Distúrbios nos quais há um atraso do desenvolvimento em relação ao esperado para uma determinada idade ou estágio de desenvolvimento; estes distúrbios incluem fatores biológicos e não biológicos.Teoria Psicanalítica: Sistema conceitual desenvolvido por Freud e seus seguidores, no qual se considera que as motivações inconscientes dão forma ao desenvolvimento da personalidade e ao comportamento normais e anormais.Reconhecimento Visual de Modelos: Processo mental para perceber visualmente um número crítico de fatos (o modelo), como caracteres, formas, exposições ou desenhos.Comportamento Impulsivo: Ato em resposta a um estímulo, que é executado sem demora, reflexão, direção voluntária ou controle evidente.Bibliometria: O uso de métodos estatísticos na análise de um corpo de literatura para revelar o desenvolvimento histórico de campos de assuntos e padrões de autoria, publicação e uso. Antigamente chamada bibliografia estatística.Personalidade: Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.Antagonistas de Dopamina: Drogas que se ligam, mas não ativam os RECEPTORES DA DOPAMINA, bloqueando assim as ações da dopamina ou de agonistas exógenos. Muitas drogas usadas no tratamento de transtornos psicóticos (AGENTES ANTIPSICÓTICOS) são antagonistas da dopamina, embora seus efeitos terapêuticos possam ser devido a ajustes encefálicos a longo prazo do que a efeitos agudos do bloqueio dos receptores da dopamina. Os antagonistas da dopamina têm sido usados para vários outros objetivos clínicos, inclusive como ANTIEMÉTICOS, no tratamento da síndrome de Tourette, e para soluço. O bloqueio do receptor da dopamina está associado com a SÍNDROME MALIGNA NEUROLÉPTICA.Afeto: O tom emocional que acompanha uma ideia ou representação mental. É o derivado psíquico mais direto do instinto e o representante das várias transformações corporais através do qual os instintos se manifestam.Educação Especial: Educação do indivíduo que notadamente diverge intelectualmente, fisicamente, socialmente ou emocionalmente daqueles considerados normais e assim requer instrução especial.Transtornos de Deficit da Atenção e do Comportamento Disruptivo: Inclui dois distúrbios semelhantes: distúrbio da oposição desafiante e TRANSTORNO DA CONDUTA. Os sintomas que ocorrem em crianças com esses distúrbios incluem: desafio das figuras de autoridade, explosões de raiva e outros comportamentos antissociais.Maleabilidade: Qualidade (ou estado) de poder ser curvado ou dobrado repetidamente.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Evolução Biológica: Processo de alterações acumuladas ao longo de gerações sucessivas através das quais os organismos adquirem características morfológicas e fisiológicas distintas.Conhecimento: Corpo [constituído] por verdades ou fatos acumulados com o passar do tempo, soma de informações acumuladas, seu volume e natureza, em qualquer civilização, período ou país.Fixação Instintiva (Psicologia): Tipo específico de aprendizagem que se caracteriza pela ocorrência precoce na vida, pela rapidez de aquisição e por não ser suscetível ao esquecimento ou à extinção. Fixação instintiva inclui a maioria (ou todos) os comportamentos chamados instintivos, mas é utilizado de modo puramente descritivo.Transferência (Psicologia): A transferência inconsciente a outros (incluindo os psicoterapeutas) de sentimentos e atitudes que estavam originalmente associados a pessoas importantes (pais, irmãos) do início da vida do indivíduo.Pensamento: Atividade mental, que não é predominantemente perceptiva, através da qual se apreende algum aspecto de um objeto ou situação com base no aprendizado e experiência anteriores.Vidro: Silicato rígido, amorfo, frágil, inorgânico, geralmente transparente, polimérico, de óxidos básicos, geralmente de potássio ou de sódio. É usado em forma (rígida) de folhas, vasos, tubos, fibras, cerâmicas, contas, etc.Princípios Morais: Padrões de conduta que distinguem o certo do errado.Comportamento de Ingestão de Líquido: Comportamentos associados à ingestão de água e de outros líquidos. Inclui padrões rítmicos de ingestão de líquidos (intervalos de tempo - início e duração), frequência e saciedade.Publicações Periódicas como Assunto: Publicação emitida em intervalos fixos, mais ou menos regulares. As revistas científicas constituem as principais publicações periódicas que publicam resultados de pesquisa.Gânglios da Base: Grandes massas nucleares subcorticais derivadas do telencéfalo e localizadas nas regiões basais dos hemisférios cerebrais.Percepção Social: A percepção dos atributos, características e comportamentos dos próprios colegas ou grupo social.Agonistas Nicotínicos: Drogas que se ligam a receptores colinérgicos nicotínicos ativando-os (RECEPTORES NICOTÍNICOS). Os agonistas nicotínicos agem sobre receptores nicotínicos pós-ganglionares, junções neuroefetoras no sistema nervoso periférico e receptores nicotínicos no sistema nervoso central. Drogas que funcionam como agentes bloqueadores despolarizantes neuromusculares estão incluídas neste grupo porque ativam os receptores nicotínicos, embora na clínica sejam usados para bloquear a transmissão nicotínica.Mapeamento Encefálico: Técnicas de imagem usadas para colocalizar os sítios das funções ou atividades fisiológicas do encéfalo com suas respectivas estruturas.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Metas: O resultado final ou objetivo, que pode ser especificado ou requisitado com antecipação.Probabilidade: O estudo dos processos de chance ou a relativa frequência que caracteriza os processos de chance.LivrosPsiquiatria: A ciência médica que estuda a origem, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento dos transtornos mentais.Comunicação: A troca ou transmissão de ideias, atitudes ou crenças entre indivíduos ou grupos.Colinus: Gênero de CODORNIZ (família Odontophoridae) composta por (pelo menos) quatro espécies diferentes de codornas americanas.