Psicologia do Esquizofrênico: O estudo dos processos e do comportamento dos esquizofrênicos.Esquizofrenia: Transtorno emocional grave de profundidade psicótica caracteristicamente marcado por um afastamento da realidade com formação de delírios, ALUCINAÇÕES, desequilíbrio emocional e comportamento regressivo.Psicologia Clínica: O ramo da psicologia voltado para os métodos psicológicos de reconhecimento e tratamento dos transtornos do comportamento.Linguagem do Esquizofrênico: A linguagem artificial dos pacientes esquizofrênicos - neologismos (palavras formuladas pelo próprio paciente com novos significados)Psicologia da Criança: O estudo do comportamento infantil normal e anormal.Psicologia: A ciência voltada para o estudo dos processos mentais e do comportamento dos homens e animais.Esquizofrenia Paranoide: Forma crônica de esquizofrenia caracterizada primariamente pela presença de delírios de perseguição ou grandeza, frequentemente associados a alucinações.Psicologia Social: O ramo da psicologia que trata dos efeitos do grupo no comportamento, nas atitudes e nas crenças de um indivíduo a ele pertencente.Antipsicóticos: Fármacos que controlam o comportamento psicótico agitado, aliviam os estados psicóticos agudos, reduzem os sintomas psicóticos, e exercem um efeito tranquilizador. São usados na ESQUIZOFRENIA, demência senil, psicose passageira após cirurgia ou INFARTO DO MIOCÁRDIO, etc. Embora estes fármacos sejam frequentemente chamados neurolépticos (com alusão à tendência para produzir efeitos neurológicos colaterais) é pouco provável que todos os antipsicóticos produzam esse tipo de efeito. Muitos destes fármacos também podem ser eficazes contra náusea, êmese e prurido.Delirium, Demência, Transtorno Amnéstico e Outros Transtornos Cognitivos: Transtornos cognitivos que incluem o delirium, a demência e outros. Estes podem ser resultantes do uso de substâncias, traumas ou outras causas.Esquizofrenia Hebefrênica: Tipo de esquizofrenia caracterizado por incoerência frequente, vagueza acentuada das associações, ou comportamento grosseiramente desorganizado e afeto embotado ou grosseiramente inapropriado que não satisfazem os critérios para o tipo catatônico. As características associadas incluem afastamento social extremo, trejeitos, maneirismos, contemplação em espelhos, riso à socapa inapropriado, e outros comportamentos estranhos. (Dorland, 28a ed)Delusões: Crença falsa sobre si mesmo ou sobre as pessoas ou objetos externos a si próprio que persiste apesar dos fatos e não é considerada sustentável pelas pessoas com quem o indivíduo convive.Psicologia Comparada: O ramo da psicologia voltado para as semelhanças e diferenças do comportamento de diferentes espécies animais e de diferentes raças ou povos.Pensamento: Atividade mental, que não é predominantemente perceptiva, através da qual se apreende algum aspecto de um objeto ou situação com base no aprendizado e experiência anteriores.Esquizofrenia Catatônica: Tipo de esquizofrenia caracterizado por anormalidade do comportamento motor que envolve formas particulares de estupor, rigidez, excitação ou postura inapropriada.Psicologia Educacional: O ramo da psicologia voltado para os aspectos psicológicos do ensino e do processo de aprendizado formal na escola.Psicologia Experimental: O ramo da psicologia que procura saber mais sobre as causas fundamentais do comportamento, através do estudo de diversos fenômenos psicológicos em situações experimentais controladas.Teoria Psicanalítica: Sistema conceitual desenvolvido por Freud e seus seguidores, no qual se considera que as motivações inconscientes dão forma ao desenvolvimento da personalidade e ao comportamento normais e anormais.Ajustamento Social: Adaptação de uma pessoa ao ambiente social. O ajuste pode ocorrer por adaptação do indivíduo (self) ao ambiente ou por transformação do ambiente (Tradução livre do original: Campbell, Psychiatric Dictionary, 1996).Transtorno da Personalidade Esquizotípica: Transtorno de personalidade em que estão presentes excentricidades do pensamento (pensamento mágico, ideação paranoide, desconfiança), percepção (ilusões, despersonalização), fala (digressiva, vaga, excessivamente elaborada), e comportamento (afeto inapropriado nas interações sociais, isolamento social frequente) que não são graves o suficiente para caracterizar a esquizofrenia.Teoria Psicológica: Princípios aplicados à análise e explicação dos fenômenos psicológicos ou comportamentais.Transtornos Psicóticos Afetivos: Transtornos cuja característica essencial é um grave distúrbio do humor (depressão, ansiedade, elação e excitação) acompanhado de sintomas psicóticos como delírios, alucinações, prejuízo extremo do teste da realidade, etc.Psicologia Médica: Ramo da psicologia em que existe uma estreita colaboração entre psicólogos e clínicos no manejo de problemas médicos. Difere da psicologia clínica, a qual está voltada para o diagnóstico e tratamento dos transtornos do comportamento.Psicologia Industrial: Ramo da psicologia voltado para a aplicação de princípios e métodos psicológicos aos problemas industriais, incluindo a seleção e o treinamento de profissionais, condições de trabalho, etc.Alucinações: Sensações experimentadas subjetivamente na ausência de um estímulo apropriado, mas que são guardadas pelo indivíduo como se fossem reais. Podem ter origem orgânica ou estarem associadas com TRANSTORNOS MENTAIS.Ego: A porção consciente da estrutura da personalidade, que serve como mediadora entre as exigências dos impulsos instintivos primitivos (o id), das proibições parentais e sociais internalizadas ou consciência (o superego), e da realidade.Flufenazina: Fenotiazina utilizada no tratamento de psicoses. Suas propriedades e usos geralmente são semelhantes às da CLORPROMAZINA.Clozapina: Dibenzodiazepina tricíclica, classificada como agente antipsicótico atípico. Liga-se a vários tipos de receptores do sistema nervoso central, e exibe um perfil farmacológico único. A clozapina é um antagonista de serotonina, com forte ligação ao subtipo 5-HT 2A/2C do receptor. Também exibe forte afinidade por vários receptores dopaminérgicos, mas mostra apenas um fraco antagonismo com o receptor D2 da dopamina, um receptor comumente considerado como modulador da atividade neuroléptica. A agranulocitose é o principal efeito adverso associado com a administração deste agente.Haloperidol: Fenil-piperidinil-butirofenona utilizado principalmente para tratar ESQUIZOFRENIA e outras PSICOSES. Também é utilizado em transtornos esquizoafetivos, ESQUIZOFRENIA PARANOIDE, balismo e SÍNDROME DE TOURETTE (droga de escolha) e ocasionalmente como terapia adjunta na DEFICIÊNCIA INTELECTUAL e coreia da DOENÇA DE HUNTINGTON. É um antiemético potente e utilizado no tratamento do SOLUÇO intratável. (Tradução livre do original: AMA Drug Evaluations Annual, 1994, p279)Escalas de Graduação Psiquiátrica: Procedimentos padronizados baseados em escalas de avaliação ou roteiros de entrevistas conduzidos por profissionais da saúde para a avaliação do grau de doença mental.Teste de Realidade: A avaliação objetiva que o indivíduo faz do mundo externo e a capacidade em diferenciar adequadamente entre o mundo externo e o mundo interno; é considerado função primária do ego.Fantasia: Sequência de eventos imaginados ou de imagens mentais, como por exemplo, devaneios.Esquizofrenia Infantil: Conceito obsoleto historicamente usado para transtornos mentais da infância que eram considerados uma forma de esquizofrenia. Aparecia nas versões iniciais do DSM, mas agora está incluída no amplo conceito de TRANSTORNOS GLOBAIS DO DESENVOLVIMENTO INFANTIL.Teste de Rorschach: Teste projetivo utilizado para a avaliação de um amplo leque de variáveis de personalidade, incluindo as patologias do pensamento e da percepção. As respostas às manchas de tinta são computadas junto com a interpretação subjetiva do administrador do teste.Transtornos Paranoides: Transtornos mentais crônicos nos quais há um desenvolvimento insidioso de um sistema delirante permanente e inquestionável (delírios persecutórios e delírios de ciúme), acompanhados pela preservação do pensamento organizado e claro. As respostas e os comportamentos emocionais são consistentes com o estado delirante.Psicoses Induzidas por Substâncias: Transtornos mentais orgânicos psicóticos, resultantes do efeito tóxico de drogas e substâncias químicas, ou outras substâncias dolosas.Risperidona: Bloqueador seletivo dos RECEPTORES DOPAMINÉRGICOS DO TIPO D2 e dos RECEPTORES 5-HT2 DE SEROTONINA que age como antipsicótico atípico. Tem mostrado que melhora tanto os sintomas positivos como os negativos no tratamento da ESQUIZOFRENIA.Transtornos Psicóticos: Transtornos em que há uma perda dos limites do ego e um prejuízo acentuado do teste da realidade, com delírios ou alucinações proeminentes.(Tradução livre do original: From DSM-IV, 1994)Terapia Ambiental: Programa de tratamento baseado na manipulação do ambiente do paciente pela equipe médica. O paciente não participa do planejamento do esquema de tratamento.Medicina do Comportamento: A área interdisciplinar voltada para o desenvolvimento e integração da ciência comportamental e biomédica, do conhecimento e técnicas relevantes para a saúde e doença e para a aplicação deste conhecimento e técnicas para a prevenção, diagnóstico, tratamento e reabilitação.Educação de Pós-Graduação: Estudos além do grau de bacharel em uma instituição que mantém programas de graduação com o propósito de preparar o ingresso em um campo específico e a obtenção de um grau mais elevado.Discinesia Induzida por Medicamentos: Movimentos anormais incluindo HIPERCINESIA, HIPOCINESIA, TREMOR e DISTONIA associados com uso de determinados medicamentos ou drogas. Os músculos da face, tronco, pescoço e extremidades são os mais afetados. A discinesia tardia se refere aos movimentos hipercinéticos anormais dos músculos da face, língua e pescoço associados com uso de agentes neurolépticos (v. AGENTES ANTIPSICÓTICOS). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p1199)Economia Comportamental: Disciplina mista de psicologia e economia que investiga o que acontece nos mercados em que alguns agentes apresentam limitações e complicações humanas.Ciências do Comportamento: Disciplinas voltadas para o estudo do comportamento humano e animal.Fenômenos Ecológicos e Ambientais: Entidades, características, propriedades, relações e processos ecológicos e ambientais.Transtorno Bipolar: Transtorno afetivo importante caracterizado por graves oscilações do humor (episódios de mania ou de depressão significativa) e por uma tendência à remissão e à recorrência.Modelos Psicológicos: Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Neurociências: Disciplinas científicas interessadas na embriologia, anatomia, fisiologia, bioquímica, farmacologia, etc., do sistema nervoso.Fenotiazinas: Compostos contendo dibenzeno-1,4 tiazina. Algumas delas são neuroativas.Psicoterapia: Termo genérico para o tratamento da doença mental ou dos distúrbios emocionais primariamente através da comunicação verbal ou não verbal.Psicopatologia: O estudo das causas e processos significativos para o desenvolvimento da doença mental.Teoria Gestáltica: Sistema que enfatiza o fato de que a experiência e o comportamento contêm padrões e relações básicas que não podem ser reduzidos a componentes mais simples; ou seja o todo é maior que a soma das partes.Teoria da Construção Pessoal: Teoria psicológica baseada nas dimensões ou categorias utilizadas por uma determinada pessoa para descrever ou explicar a personalidade ou o comportamento dos outros ou os próprios. A ideia básica é que pessoas diferentes utilizam-se de categorias consistentemente diferentes. A teoria foi formulada nos anos cinquenta por George Kelly. Dois testes elaborados por ele são o teste de repertório de constructos de papéis e o teste de grade de repertório.Cognição: Processo intelectual ou mental por meio do qual um organismo obtém conhecimento.Behaviorismo: Teoria psicológica desenvolvida por John Broadus Watson, que trata do estudo e mensuração dos comportamentos observáveis.Atenção: Ato de focalizar certos aspectos da experiência atual e excluir outros. É o ato de levar em consideração, de notar ou de se concentrar.Resposta Galvânica da Pele: Alteração da resistência elétrica da pele que ocorre com as emoções e em outras situações determinadas.Inconsciente (Psicologia): As forças e conteúdo mentais que não estão comumente disponíveis à percepção consciente ou à lembrança imediata.Transtornos Cognitivos: Distúrbios do processo mental relacionados com o aprendizado, pensamento, o raciocínio e o julgamento.Pesquisa Comportamental: Pesquisa que envolve a aplicação das ciências comportamental e social para o estudo das ações ou reações de pessoas ou animais em resposta aos estímulos externos ou internos (Tradução livre do original: American Heritage Dictionary, 4th ed)Desenvolvimento da Personalidade: Evolução dos padrões habituais de comportamento durante a infância e adolescência.Relações Interpessoais: A interação recíproca de duas ou mais pessoas.Regressão (Psicologia): Retorno a padrões de pensamento, comportamento ou modo de funcionamento anteriores, sobretudo aos infantis, como por exemplo, sensações de desamparo e dependência de um paciente com uma doença física grave.Família: Grupo social que consiste de pais ou pais substitutos e crianças.Meio Social: O agregado de instituições sociais e culturais, formas, padrões e processos que influenciam a vida de um indivíduo ou comunidade.Testes Psicológicos: Testes padronizados projetados para medir habilidades, como nos testes de inteligência, aptidão, e realização, ou para avaliar traços de personalidade.Filosofia: Amar ou perseguir a sabedoria. Uma busca das causas subjacentes e dos princípios da realidade.Psicofisiologia: O estudo das bases fisiológicas do comportamento animal e humano.Ciência Cognitiva: O estudo da natureza precisa de diferentes tarefas mentais e das operações cerebrais que permitem que elas sejam realizadas. Inclui ramos da psicologia, informática, filosofia e linguística.Individuação: Processo de diferenciação pessoal cuja meta é o desenvolvimento da personalidade individual.Alemanha OcidentalEncéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Pesquisa: Investigação crítica e exaustiva ou experimentação, tendo por objetivo a descoberta de fatos novos e sua interpretação correta, a revisão de conclusões, teorias ou leis aceitas, à luz de fatos recentemente descobertos, ou a aplicação prática dessas conclusões, teorias ou leis novas ou revisadas.Projeção: Mecanismo de defesa que opera inconscientemente, através do qual aquilo que é emocionalmente inaceitável como parte do "eu" é rejeitado e atribuído (projetado) aos outros.Intoxicação por Água: Afecção resultante de retenção excessiva de água com depleção de sódio.Aforismos e Provérbios como Assunto: Declarações populares curtas que expressam efetivamente ou professam astutamente verdades gerais ou pensamentos úteis.Psicologia do Self: Teoria psicanalítica centrada na interpretação do comportamento em referência a si mesmo. Esta elaboração dos conceitos psicanalíticos de narcisismo e "self" (si mesmo) foi desenvolvida por Heinz Kohut e enfatiza a importância do autoconhecimento das necessidades excessivas de aprovação e autogratificação.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Deslocamento (Psicologia): O processo pelo qual uma resposta emocional ou comportamental, que é apropriada para uma situação, aparece em outra situação, para a qual ela é inapropriada.Clorpromazina: Droga antipsicótica protótipo da fenotiazina. Acredita-se que as ações antipsicóticas da clorpromazina, assim como as outras drogas desta classe, resultam da adaptação, a longo prazo, pelo encéfalo, bloqueando os RECEPTORES DOPAMINÉRGICOS. A clorpromazina tem várias outras ações e usos terapêuticos, inclusive como antiemético e no tratamento do soluço intratável.Psicologia Militar: O ramo da psicologia aplicada voltado aos aspectos psicológicos da seleção, atribuição de tarefas, treinamento, moral, etc., dos integrantes das Forças Armadas.Manifestações Neurocomportamentais: Sinais e sintomas de disfunção cortical superior, causados por condições orgânicas. Estes incluem alterações comportamentais e deficiências das habilidades envolvidas na aquisição, processamento e utilização de conhecimento ou informação.Psicologia Aplicada: A ciência que utiliza princípios psicológicos para encontrar meios mais eficazes de resolver os problemas práticos.Terapia Psicanalítica: Tipo de tratamento psiquiátrico baseado nos princípios freudianos, que procura eliminar ou diminuir os efeitos indesejáveis dos conflitos inconscientes ao buscar a conscientização do paciente sobre a existência e a origem destes conflitos, assim como da sua expressão inapropriada nas emoções e no comportamento.Lobo Frontal: Parte do hemisfério cerebral anterior ao sulco central e superior ao sulco lateral.Córtex Pré-Frontal: Parte rostral do lobo frontal, delimitado pelo sulco pré-central inferior nos humanos, o qual recebe fibras de projeção do NÚCLEO MEDIODORSAL DO TÁLAMO. O córtex pré-frontal recebe fibras aferentes de numerosas estruturas do DIENCÉFALO, MESENCÉFALO e SISTEMA LÍMBICO, bem como também de aferências corticais de origem visual, auditivas e somáticas.Testamentos: Documentos legais que são declarações dos desejos do indivíduo relativo à disposição de suas propriedades ou patrimônio após a morte; esp.: instrumentos escritos, legalmente executados por meio dos quais são feitas disposições de patrimônio. Os TESTAMENTOS EM VIDA são declarações escritas relativas ao prolongamento da vida através de meios extraordinários.Dependência Mimética: Padrão relacional em que a pessoa busca um propósito na vida através do relacionamento com os outros.Benzodiazepinas: Grupo de compostos heterocíclicos de dois anéis consistindo em um anel benzeno fundido a um anel diazepino. É permitido qualquer grau de hidrogenação, qualquer substituinte e qualquer isômero H.Serviços Comunitários de Saúde Mental: Serviços de saúde mental para diagnóstico, tratamento e prevenção, prestados a indivíduos da comunidade.Narcisismo: Termo psicanalítico que significa amor próprio.Período de Latência (Psicologia): O período que se inicia entre 5 e 7 anos de idade e vai até a adolescência, durante o qual ocorre uma interrupção aparente do desenvolvimento psicossexual.Psiquiatria: A ciência médica que estuda a origem, o diagnóstico, a prevenção e o tratamento dos transtornos mentais.Escalas de Graduação Psiquiátrica Breve: Escala que consiste de 18 constructos de sintomas escolhidos para representar dimensões relativamente independentes da psicopatologia manifesta. O objetivo inicial era o de proporcionar uma forma mais eficiente de avaliação da resposta ao tratamento em pesquisa clínica psicofarmacológica. Contudo, a escala foi prontamente adaptada para outros usos. (Tradução livre do original: Hersen, M. and Bellack, A.S., Dictionary of Behavioral Assessment Techniques, p. 87)Tranquilizantes: Série tradicional de drogas às quais se atribui um efeito confortante ou calmante sobre a disposição de ânimo, pensamento, ou comportamento. Estão incluídos aqui os ANSIOLÍTICOS (tranquilizantes menores), AGENTES ANTIMANIA, e os AGENTES ANTIPSICÓTICOS (tranquilizantes maiores). Essas drogas agem através de mecanismos diferentes e são usadas para diferentes finalidades terapêuticas.Adaptação Psicológica: Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).Personalidade: Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.Dominância Cerebral: Dominância de um hemisfério cerebral sobre o outro nas funções cerebrais.Comportamento: A resposta observável de uma pessoa ou de um animal frente a uma situação.Tempo de Reação: Tempo desde o início de um estímulo até que uma resposta seja observada.Enquadramento (Psicologia): Prontidão para pensar ou responder de uma forma predeterminada quando confrontado com um problema ou uma situação-estímulo.Formação de Conceito: Processo cognitivo envolvendo a formação de ideias a partir da generalização do conhecimento que se tem sobre as qualidades, aspectos e relações dos objetos.Neurobiologia: Estudo da estrutura, crescimento, atividades e funções dos NEURÔNIOS e do SISTEMA NERVOSO.Projetos de Pesquisa: Plano para se coletar e utilizar dados de forma que a informação desejada seja obtida com precisão suficiente, ou de forma que uma hipótese seja testada adequadamente.Psicologia do Adolescente: Área da psicologia voltada para o comportamento normal e anormal dos adolescentes. Inclui os processos mentais assim como as respostas observáveis.Rememoração Mental: O processo através do qual uma representação da experiência passada é evocada.Introversão (Psicologia): Estado em que a atenção é voltada, em grande parte, para si mesmo.Caráter: No uso corrente é praticamente o mesmo que personalidade. A soma dos traços de personalidade relativamente estáveis de um indivíduo e dos seus modos de resposta habituais.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Neuropsicologia: Um ramo da psicologia que investiga a correlação entre a experiência ou o comportamento e os processos neurofisiológicos básicos. O termo neuropsicologia enfatiza o papel dominante do sistema nervoso. É uma área com uma definição mais restrita que a psicologia fisiológica ou psicofisiologia.Monoaminoxidase: Enzima que catalisa a desaminação oxidativa de monoaminas naturais. É uma flavoenzima localizada nas membranas mitocondriais, seja nos terminais nervosos, no fígado ou outros órgãos. A monoaminoxidase é importante na regulação da degradação metabólica de catecolaminas e serotonina no tecido nervoso ou nos tecidos alvos. A monoaminoxidase hepática tem um papel defensivo crucial em inativar as monoaminas circulantes ou aquelas, como a tiramina, que se originam no intestino e são absorvidas pela circulação portal. EC 1.4.3.4.Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Psicologia Criminal: O ramo da psicologia que investiga a psicologia do crime especificamente com referência aos fatores da personalidade do criminoso.Ética Profissional: Princípios de conduta própria relativos aos direitos e deveres do profissional, relações com pacientes ou consumidores e médicos da mesma categoria, assim como ações do profissional e relações interpessoais com paciente ou família do consumidor. (Tradução livre do original: Stedman, 25th ed)Receptores de Dopamina D2: Subfamília de RECEPTORES ACOPLADOS A PROTEÍNA-G que se liga ao neurotransmissor DOPAMINA e modula seus efeitos. Os genes de receptor da classe D2 contêm ÍNTRONS, e os receptores inibem ADENILIL CICLASES.Receptor 5-HT2A de Serotonina: Subtipo de receptor de serotonina amplamente distribuído nos tecidos periféricos, onde medeia as respostas contráteis de vários tecidos que contêm CÉLULAS MUSCULARES LISAS. Entre os antagonistas seletivos do receptor 5-HT2A se inclui a KETANSERINA. O subtipo 5-HT2A também está localizado nos GÂNGLIOS DA BASE e CÓRTEX CEREBRAL do ENCÉFALO, onde medeia os efeitos de ALUCINÓGENOS como o LSD.Nível de Alerta: Vigilância cortical ou prontidão para modular presumidamente em resposta a uma estimulação sensorial, por meio do sistema reticular ativador.Doenças dos Gânglios da Base: Doenças dos GÂNGLIOS DA BASE (que incluem o PUTAMEN, GLOBO PÁLIDO, claustro, AMÍGDALA e NÚCLEO CAUDADO). As DISCINESIAS (movimentos involuntários mais evidentes e alterações na taxa de movimento) são as manifestações clínicas primárias destes transtornos. Entre as etiologias comuns estão: TRANSTORNOS CEREBROVASCULARES, DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS e TRAUMA CRANIOCEREBRAL.Mapeamento Encefálico: Técnicas de imagem usadas para colocalizar os sítios das funções ou atividades fisiológicas do encéfalo com suas respectivas estruturas.Terapia da Realidade: Método de tratamento psicoterápico baseado na suposição de que os pacientes têm responsabilidade pessoal pelo seu próprio comportamento. O terapeuta dirige ativamente o paciente para uma autopercepção cuidadosa para a realização das necessidades de valorização pessoal e respeito pelos outros. (Tradução livre do original: APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed.)Hospitais Psiquiátricos: Hospitais especializados na prestação de assistência a pacientes com doenças mentais.Perazina: Fenotiazina antipsicótica com ações e usos similares àqueles da CLORPROMAZINA. Sintomas extrapiramidais podem ser mais comuns do que os outros efeitos colaterais.Afeto: O tom emocional que acompanha uma ideia ou representação mental. É o derivado psíquico mais direto do instinto e o representante das várias transformações corporais através do qual os instintos se manifestam.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Identificação (Psicologia): Processo pelo qual um indivíduo se esforça, inconscientemente, em se moldar de acordo com o outro. Este processo também é importante para o desenvolvimento da personalidade, particularmente do superego ou consciência, que é modelado, principalmente, com base no comportamento dos adultos mais importantes.Ácido HomovanílicoRetenção (Psicologia): A persistência em executar um comportamento aprendido (fatos ou experiências) após um intervalo de tempo durante o qual este comportamento não foi executado nem praticado.Psiquiatria Infantil: A ciência médica voltada para a origem, diagnóstico, prevenção e tratamento dos transtornos mentais em crianças.Comportamento Social: Qualquer comportamento que é causado por um outro indivíduo, ou que afeta outro indivíduo, em geral da mesma espécie.Lobo Temporal: Parte lateral inferior do hemisfério cerebral responsável pelo processamento auditório, olfatório e semântico. Está localizado em posição inferior à fissura lateral e anterior ao LOBO OCCIPITAL.Dissertações Acadêmicas como Assunto: Dissertações encorpando resultados de pesquisa original e especialmente substanciando uma visão específica, por exemplo, documentos substanciais escritos por candidatos a um grau acadêmico sob direção individual de um professor ou documentos escritos por estudantes universitários que desejam alcançar honras ou distinção.Psicometria: A avaliação de variáveis psicológicas através da aplicação de procedimentos matemáticos.Crise de Identidade: Conceito caótico de si mesmo, no qual o papel do indivíduo na vida parece ser um dilema insolúvel expresso, frequentemente, por isolamento, introversão e extremismo.Catatonia: Transtorno neuropsiquiátrico caracterizado por uma ou mais das seguintes características essenciais: imobilidade, mutismo, negativismo (recusa passiva ou ativa em obedecer a comandos), manias, estereotipias, posturas, caretas, excitação, ecolalia, ecopraxia, rigidez muscular e estupor, algumas vezes, acompanhados de explosões violentas súbitas, pânico ou alucinações. Esta afecção pode estar associada a enfermidades psiquiátricas (ex., ESQUIZOFRENIA, TRANSTORNOS DO HUMOR) ou transtornos orgânicos (SÍNDROME MALIGNA NEUROLÉPTICA, ENCEFALITE, etc.). (Tradução livre do original: DSM-IV, 4th ed, 1994; APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 1994)Emoções: Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.Giro do Cíngulo: Uma das circunvoluções da superfície medial dos hemisférios cerebrais (ver CÉREBRO). Circunda a parte rostral do encéfalo do CORPO CALOSO e forma parte do SISTEMA LÍMBICO.Unidade Hospitalar de Psiquiatria: Serviço hospitalar responsável pela organização e administração de serviços psiquiátricos.Biperideno: Antagonista muscarínico que apresenta efeitos sobre o sistema nervoso central e periférico. Foi utilizado no tratamento do parkinsonismo arteriosclerótico, idiopático e pós-encefálico. Foi também utilizado para aliviar os sintomas extrapiramidais induzidos pelos derivados da fenotiazina e reserpina.Julgamento: O processo de descobrir ou afirmar uma relação objetiva ou intrínseca entre dois objetos ou conceitos; uma capacidade ou poder que permite que a pessoa realize julgamentos; o processo de esclarecer e afirmar o significado implícito de um conceito; uma avaliação crítica de uma pessoa ou situação.Receptores Dopaminérgicos: Proteínas de superfície celular que ligam dopamina com alta afinidade e desencadeiam mudanças intracelulares influenciando o comportamento das células.Percepção Visual: A seleção e organização dos estímulos visuais com base na experiência anterior do indivíduo.Evolução Cultural: O processo de desenvolvimento contínuo de uma cultura de formas simples a complexas e de qualidades homogêneas a heterogêneas.Sociedades Científicas: Sociedades cuja associação é limitada aos cientistas.Discriminação (Psicologia): Respostas diferenciadas para diferentes estímulos.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Transtornos do Humor: Aqueles transtornos que têm como principal característica o distúrbio do humor.Aspirações (Psicologia): Desejo intenso de realizar alguma coisa. Diz respeito, em geral, a valores mais elevados ou ideais superiores.Memória: Função mental complexa que tem quatro fases distintas: (1) memorização ou aprendizagem, (2) retenção, (3) rememoração e (4) reconhecimento. Clinicamente, a memória é, em geral, subdividida em imediata, recente, e remota.Felicidade: Emoção altamente prazerosa que se caracteriza por manifestações externas de gratificação; alegria.Desempenho de Papéis: A adoção ou desempenho do papel de outra pessoa significativa com o objetivo de compreender o comportamento daquela pessoa.DibenzotiazepinasRelações Raciais: Contatos culturais entre pessoas de raças diferentes.Educação em Enfermagem: Uso de artigos em geral que dizem respeito a educação em enfermagem.Potenciais Evocados Auditivos: Resposta elétrica evocada no CÓRTEX CEREBRAL por ESTIMULAÇÃO ACÚSTICA ou estimulação das VIAS AUDITIVAS.Habituação Psicofisiológica: Desaparecimento de correspondência para uma estimulação repetida. Não inclui hábitos a drogas.Transtornos da Comunicação: Transtornos da comunicação verbal e não verbal causados por TRANSTORNOS DA LINGUAGEM receptivos ou expressivos, disfunção cognitiva (ex., RETARDO MENTAL), condições psiquiátricas e TRANSTORNOS DA AUDIÇÃO.Ciências Sociais: Disciplinas voltadas para as inter-relações dos indivíduos em um ambiente social, incluindo as organizações sociais e as instituições.Teoria de Sistemas: Princípios, modelos, e leis que se aplicam a inter-relações complexas e interdependências de conjuntos de componentes ligados que formam um todo funcional, um sistema. Qualquer sistema pode ser composto de componentes que são sistemas em seu próprio contexto (subsistemas), como vários órgãos dentro de um organismo individual.Memória de Curto Prazo: Lembrança de informação por poucos segundos a horas.Desempenho Psicomotor: A coordenação de um processo (cognitivo) sensorial ou ideacional e uma atividade motora.Núcleo Caudado: Massa cinzenta, alongada, do neoestriado que se localiza adjacentemente ao ventrículo lateral do cérebro.Endofenótipos: Marcadores cognitivos ou biológicos mensuráveis (características fisiológicas, bioquímicas e anatômicas) que são encontrados com maior frequência em indivíduos doentes do que na população em geral. Devido ao fato dos endofenótipos estarem presentes antes do estabelecimento da doença e em indivíduos com risco herdável para doença (como familiares não afetados), eles podem ser usados para auxiliar o diagnóstico e a investigação de genes causadores.Bibliometria: O uso de métodos estatísticos na análise de um corpo de literatura para revelar o desenvolvimento histórico de campos de assuntos e padrões de autoria, publicação e uso. Antigamente chamada bibliografia estatística.Eletroencefalografia: Registro de correntes elétricas produzidas no cérebro, pela medida de eletrodos adaptados ao couro cabeludo, na superfície do cérebro, ou colocados no cérebro.Conhecimento: Corpo [constituído] por verdades ou fatos acumulados com o passar do tempo, soma de informações acumuladas, seu volume e natureza, em qualquer civilização, período ou país.Testes de Associação de Palavras: Teste em que o indivíduo é solicitado a dizer qual o significado conceitual que ele atribui a cada palavra de uma lista.National Institute of Mental Health (U.S.): Componente do NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH (U.S.) que se ocupado de pesquisa, planejamento global, promoção e administração de programas de saúde mental e pesquisa. Fundado em 1949.Fixação Instintiva (Psicologia): Tipo específico de aprendizagem que se caracteriza pela ocorrência precoce na vida, pela rapidez de aquisição e por não ser suscetível ao esquecimento ou à extinção. Fixação instintiva inclui a maioria (ou todos) os comportamentos chamados instintivos, mas é utilizado de modo puramente descritivo.Transferência (Psicologia): A transferência inconsciente a outros (incluindo os psicoterapeutas) de sentimentos e atitudes que estavam originalmente associados a pessoas importantes (pais, irmãos) do início da vida do indivíduo.Casas para Recuperação: Residências especializadas para pessoas que não requerem completa hospitalização e que, no entanto, não estão bem o suficiente para viver em comunidade sem supervisão, apoio e proteção profissional.Princípios Morais: Padrões de conduta que distinguem o certo do errado.Psicotrópicos: Grupo vagamente definido de drogas que têm efeito sobre a função psicológica. Aqui os agentes psicotrópicos incluem os antidepressivos, alucinógenos, e tranquilizantes (inclusive os antipsicóticos e ansiolíticos).Lateralidade Funcional: Manifestações comportamentais da dominância cerebral em que há um uso preferencial e um funcionamento superior do lado esquerdo ou direito, como no uso preferencial da mão direita ou do pé direito.Filtro Sensorial: Habilidade do CÉREBRO de suprimir respostas nervosas a estímulos sensoriais externos, como estímulos auditivos e visuais. O filtro sensorial permite que os humanos bloqueiem estímulos irrelevantes, sem sentido ou redundantes.Transtorno Depressivo: Transtorno afetivo que se manifesta tanto por um humor disfórico como pela perda de interesse ou prazer nas atividades usuais. O distúrbio do humor é predominante e relativamente persistente.Publicações Periódicas como Assunto: Publicação emitida em intervalos fixos, mais ou menos regulares. As revistas científicas constituem as principais publicações periódicas que publicam resultados de pesquisa.Ventrículos Cerebrais: Quatro cavidades preenchidas com LÍQUIDO CEFALORRAQUIDIANO dentro dos hemisférios cerebrais (VENTRÍCULOS LATERAIS) na linha mediana (TERCEIRO VENTRÍCULO) e dentro da PONTE e o BULBO (QUARTO VENTRÍCULO).Percepção Social: A percepção dos atributos, características e comportamentos dos próprios colegas ou grupo social.Adoção: Aceitação voluntária de uma criança de outros pais como filho próprio, normalmente com confirmação legal.Catecol O-Metiltransferase: Enzima que catalisa o movimento de um grupo metil da S-adenosilmetionina para um catecol ou catecolamina.LivrosComparação Transcultural: Estudos que comparam duas ou mais culturas ou que comparam variáveis, de como estas são afetadas em diferentes contextos culturais.Transtornos da Percepção: Transtornos cognitivos caracterizados pela capacidade deficiente em perceber a natureza de objetos ou conceitos através do uso dos órgãos dos sentidos. Estes incluem síndromes de omissão espacial, nas quais o indivíduo não responde a estímulos visuais, auditivos ou sensoriais apresentados de um lado do corpo.Mudanças Depois da Morte: Alterações fisiológicas que ocorrem nos corpos após a morte.Contratransferência (Psicologia): Reação emocional (consciente ou inconsciente) do terapeuta em relação ao paciente, que pode interferir no tratamento. (Tradução livre do original: APA, Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed.)Dano Encefálico Crônico: Afecção caracterizada por disfunção ou dano encefálico de longa duração, geralmente com duração de três meses ou mais. Entre as etiologias potenciais estão: INFARTO ENCEFÁLICO, certos TRANSTORNOS NEURODEGENERATIVOS, TRAUMATISMOS CRANIOCEREBRAIS, ANÓXIA ENCEFÁLICA, ENCEFALITE, certas síndromes de NEUROTOXICIDADE, transtornos metabólicos (ver DOENÇAS ENCEFÁLICAS METABÓLICAS) e outras afecções.Receptores de Dopamina D3: Subtipo de receptores da dopamina D2 altamente expressado no SISTEMA LÍMBICO do encéfalo.Sintomas Afetivos: Humor ou repostas emocionais dissonantes ou inapropriadas ao comportamento e/ou estímulo.Butirofenonas: Compostos contendo fenil-1-butanona.Motivação: Aqueles fatores que levam um organismo a se comportar ou a agir de modo a atingir um objetivo ou alguma satisfação. Podem ser influenciados por impulsos psicológicos ou por estímulos externos.Competência Profissional: A capacidade para executar os deveres de uma profissão em geral ou de executar uma tarefa profissional especial com habilidade de qualidade aceitável.Comportamento Verbal: Inclui tanto a produção de palavras como as respostas a elas, sejam escritas ou faladas.Valores de Referência: Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.Manuais como Assunto: Livros destinados a dar informação ou instruções factuais.Psicocirurgia: Tratamento de distúrbios psiquiátricos crônicos, graves e intratáveis por remoção cirúrgica ou interrupção de certas áreas ou vias no cérebro, especialmente nos lobos pré-frontais.Dopamina: Uma das catecolaminas NEUROTRANSMISSORAS do encéfalo. É derivada da TIROSINA e precursora da NOREPINEFRINA e da EPINEFRINA. A dopamina é a principal transmissora no sistema extrapiramidal do encéfalo e importante na regulação dos movimentos. Sua ação é mediada por uma família de receptores (RECEPTORES DOPAMINÉRGICOS).Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.História do Século XX: Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.Perdão: Absolvição de uma ofensa ou liberação de raiva ou mágoa.Neuroimagem Funcional: Métodos para visualização de FLUXO SANGUÍNEO REGIONAL, atividades elétricas, metabólicas ou qualquer outra fisiológica no SISTEMA NERVOSO CENTRAL, por meio da utilização de várias modalidades de técnicas de imagem.