Neoplasias da Bexiga Urinária: Tumores ou câncer da BEXIGA URINÁRIA.Bexiga Urinária: Saco musculomembranoso ao longo do TRATO URINÁRIO. A URINA flui dos rins para dentro da bexiga via ureteres (URETER) e permanece lá até a MICÇÃO.Carcinoma de Células de Transição: Neoplasia maligna derivada de células do epitélio de transição (ver CÉLULAS EPITELIAIS), que ocorre principalmente na BEXIGA ou PELVE RENAL.Doenças da Bexiga Urinária: Processos patológicos da BEXIGA URINÁRIA.Cálculos da Bexiga Urinária: Pedras na BEXIGA URINÁRIA, também denominados como cálculos vesicais, cálculos na bexiga ou cistolite.Urotélio: Epitélio que reveste o TRATO URINÁRIO.Bexiga Urinária Hiperativa: Sintoma de hiperativação do músculo detrusor da BEXIGA URINÁRIA que contrai anormalmente com alta frequência e urgência. A bexiga hiperativa é caracterizada pela sensação ou necessidade frequente de urinar durante o dia, noite, ou ambos. A INCONTINÊNCIA URINÁRIA pode ou não estar presente.Cistite: Inflamação da BEXIGA URINÁRIA por causas bacterianas ou não bacterianas. Geralmente a cistite está associada com micção dolorosa (disúria), frequencia aumentada, urgência e dor suprapúbica.Obstrução do Colo da Bexiga Urinária: Fluxo urinário bloqueado pelo colo da bexiga, uma abertura uretral interna estreita na base da BEXIGA URINÁRIA. O estreitamento ou restrição na URETRA pode ser congênito ou adquirido. É frequentemente observado em homens com a glândula PRÓSTATA aumentada.Bexiga Urinaria Neurogênica: Disfunção da BEXIGA URINÁRIA devido a doenças das vias do sistema nervoso central ou periférico envolvidas no controle da MICÇÃO. Geralmente está associada com DOENÇAS DA MEDULA ESPINHAL mas também pode ser causada por DOENÇAS ENCEFÁLICAS ou DOENÇAS DOS NERVOS PERIFÉRICOS.Butilidroxibutilnitrosamina: Nitrosamina substituída carcinogênica.Micção: Descarga da URINA do corpo, um resíduo líquido processado pel RIM.Sistema Urinário: Duto que transporta a URINA da pelve do RIM através do URETER, BEXIGA e URETRA.Infecções Urinárias: Respostas inflamatórias do epitélio do SISTEMA URINÁRIO a invasões microbianas. Frequentemente são infecções bacterianas associadas com BACTERIÚRIA e PIÚRIA.Cistoscopia: Exame endoscópico, terapia e cirurgia da bexiga urinária.Incontinência Urinária: Perda involuntária da URINA, como um vazamento de urina. É um sintoma de vários processos patológicos básicos. Os maiores tipos de incontinência incluem INCONTINÊNCIA URINÁRIA DE URGÊNCIA e INCONTINÊNCIA URINÁRIA POR ESTRESSE.Cateterismo Urinário: Passagem de um CATETER na BEXIGA URINÁRIA ou rim.Músculo Liso: Um dos músculos dos órgãos internos, vasos sanguíneos, folículos pilosos etc. Os elementos contráteis são alongados, em geral células fusiformes com núcleos de localização central e comprimento de 20 a 200 micrômetros, ou ainda maior no útero grávido. Embora faltem as estrias transversais, ocorrem miofibrilas espessas e delgadas. Encontram-se fibras musculares lisas juntamente com camadas ou feixes de fibras reticulares e, com frequência, também são abundantes os nichos de fibras elásticas. (Stedman, 25a ed)Retenção Urinária: Incapacidade para esvaziar a BEXIGA URINÁRIA com esvaziamento (MICÇÃO).Cistectomia: Utilizado para excisão da bexiga urinária.Urodinâmica: Leis mecânicas da dinâmica dos fluidos aplicadas ao transporte de urina.Bufo marinus: Espécie de sapos verdadeiros, Bufonidae, que se tornou bastante comum no sul dos Estados Unidos e é praticamente pantropical. As secreções das glândulas cutâneas desta espécie são muito tóxicas para animais.Administração Intravesical: Instilação ou outra administração de medicamentos na bexiga, geralmente para tratamento de doença local, incluindo neoplasias.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Urina: Subproduto líquido da excreção nitrogenada produzido nos rins, temporariamente armazenado na bexiga até que seja liberado por meio da URETRA.Hematúria: Presença de sangue na urina.Cálculos Urinários: Cristais ou pedras de baixa densidade em qualquer parte do TRATO URINÁRIO. Sua composição química frequentemente inclui OXALATO DE CÁLCIO, fosfato de magnésio e amônio (estruvita) CISTINA ou ÁCIDO ÚRICO.Contração Muscular: Processo que leva ao encurtamento e/ou desenvolvimento de tensão no tecido muscular. A contração muscular ocorre por um mecanismo de deslizamento de miofilamentos em que os filamentos da actina [se aproximam do centro do sarcômero] deslizando entre os filamentos de miosina.Fístula da Bexiga Urinária: Passagem anormal na BEXIGA URINÁRIA ou entre a bexiga e qualquer órgão circunvizinho.Neoplasias Pancreáticas: Tumores ou câncer do PÂNCREAS. Dependendo dos tipos de CÉLULAS das ILHOTAS PANCREÁTICAS presentes nos tumores, vários hormônios podem ser secretados: GLUCAGON das CÉLULAS PANCREÁTICAS ALFA, INSULINA das CÉLULAS PANCREÁTICAS BETA e SOMATOSTATINA das CÉLULAS SECRETORAS DE SOMATOSTATINA. A maioria é maligna, exceto os tumores produtores de insulina (INSULINOMA).