Nanotecnologia: Desenvolvimento e emprego de técnicas para estudar fenômenos físicos e estruturas construídas em escala nanométrica ou menor.Nanomedicina: Ramo da medicina relacionado com a aplicação da NANOTECNOLOGIA para a prevenção e tratamento de doenças. Envolve a monitoração, reparo, construção e controle de humanos nos sistemas biológicos em nível molecular usando nano-dispositivos e NANOESTRUTURAS construídos. (Tradução livre do original: Freitas Jr., Nanomedicine, vol 1, 1999)Nanoestruturas: Materiais que têm componentes estruturados com pelo menos uma dimensão na faixa de 1 a 100 nanômetros. Entre eles estão NANOCOMPOSTOS, NANOPARTÍCULAS, NANOTUBOS, e NANOFIOS.Nanopartículas: Partículas com tamanho nanométrico, apresentando nanoescala em três dimensões. Entre elas estão materiais nanocristalinos, NANOCÁPSULAS, NANOPARTÍCULAS METÁLICAS, DENDRÍMEROS e PONTOS QUÂNTICOS. O uso de nanopartículas inclui SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e marcação e processamento de imagens de câncer.Sistemas de Liberação de Medicamentos: Sistema de liberação de medicamentos para atingir locais de ação farmacológica. Entre as tecnologias empregadas estão a preparação do medicamento, via de administração, local-alvo, metabolismo e toxicidade.Nanopartículas Metálicas: Nanopartículas produzidas de metais cuja utilização estão os biossensores, ópticos e catalizadores. Nas aplicações biomédicas, as partículas geralmente são envolvidas em metais nobres, especialmente ouro e prata.Nanotubos de Carbono: Tubos com tamanho da ordem de nanômetros compostos principalmente de CARBONO. Tais nanotubos são utilizados como sondas para obter imagens de alta resolução da estrutura química de biomoléculas através de MICROSCOPIA DE FORÇA ATÔMICA.Portadores de Fármacos: Formas nas quais substâncias são incorporadas para melhorar a liberação e a eficácia dos fármacos. Os portadores de fármacos são utilizados em sistemas de entrega de medicamentos, como as tecnologias de liberação controlada para prolongar a ação dos fármacos in vivo, queda do seu metabolismo e redução de sua toxicidade. Os portadores também são usados em planos para aumentar a eficácia de entrega dos fármacos aos locais-alvo de ações farmacológicas. Os lipossomos, microesferas de albumina, polímeros sintéticos solúveis, complexos de DNA, conjugados de proteína-fármaco e portadores de eritrócitos, entre outros, têm sido empregados como carregadores biodegradáveis de fármacos.Pontos Quânticos: Fragmentos de tamanho nanométrico de material cristalino semicondutor que emite FÓTONS. O comprimento de onda se baseia no tamanho do confinamento do quantum no ponto. Podem ser inseridos em MICROESFERAS em TÉCNICAS DE QUÍMICA ANALÍTICA de alto rendimento.Tamanho da Partícula: Relativo ao tamanho de sólidos.Nanotubos: Tubos de tamanhos nanométricos compostos de várias substâncias incluindo o carbono (NANOTUBOS DE CARBONO), nitreto de boro, ou vanadato de níquel.Dendrímeros: Compostos poliméricos, altamente ramificados, como árvores. Crescem tridimensionalmente pela adição de cascas de moléculas ramificadas a um núcleo central. A forma geral globular e a presença de cavidades dão um potencial como transportadores de drogas e AGENTES DE CONTRASTES.Administração Oftálmica: Aplicação de agentes farmacologicamente ativos em tecidos do OLHO.Rotaxanos: Compostos complexos nos quais uma molécula em forma de haltere é cercada por um macrociclo. O nome deriva dos termos rota (roda) e axis (eixo). A notação com um prefixo é utilizada para indicar os vários componentes interligados. Têm uso potencial em NANOTECNOLOGIA. Os rotaxanos são obtidos a partir de CICLODEXTRINAS e ÉTERES CÍCLICOS.Prata: Prata. Um elemento com o símbolo atômico Ag, número atômico 47 e peso atômico 107,87. É um metal macio utilizado medicamente em instrumentos cirúrgicos, próteses dentárias e ligas metálicas. Utilização dos sais de prata por um longo período pode levar a uma forma de envenenamento conhecida por ARGIRIA.Depósitos Dentários: Acumulações da microflora que leva à placa patológica e cálculos, causando DOENÇAS PERIODONTAIS. Pode ser considerado um tipo de biofilme (BIOFILMES). É sutilmente diferenciado da PELÍCULA DENTÁRIA protetora.Nanocápsulas: Objetos nanométricos, ocos e esféricos que podem ser utilizados para encapsular pequenas quantidades de drogas, enzimas ou outros catalizadores (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechnology, 4th ed).Técnicas Biossensoriais: Qualquer uma de uma variedade de procedimentos que utiliza sondas biomoleculares para medir a presença ou concentração de moléculas biológicas, estruturas biológicas, micro-organismos, etc., pela tradução de uma interação bioquímica na superfície da sonda em um sinal físico quantificável.Química Verde: Prevenção da poluição por meio da criação de produtos químicos efetivos que tenham baixa ou nenhuma toxicidade e uso de processos químicos que reduzam ou eliminem o uso e a geração de substâncias perigosas.Ouro: Elemento metálico amarelo, cujo símbolo atômico é Au (número atômico 79 e massa atômica 197). É utilizado em joias, para banhar outros metais, como moeda e em restaurações dentárias. Em muitas de suas aplicações clínicas, por exemplo como ANTIRREUMÁTICOS, encontra-se na forma de sais.Tecnologia Biomédica: Aplicação de tecnologia para a solução de problemas médicos.Computadores Moleculares: Computadores cuja entrada, saída e transições de estado são executadaos por reações e interações bioquímicas.Diagnóstico por Imagem: Qualquer exibição visual de padrões estruturais ou funcionais de órgãos ou tecidos para avaliação diagnóstica. Inclui medidas fisiológicas e respostas metabólicas a estímulos físicos e químicos, assim como ultramicroscopia.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Biotecnologia: Corpo de conhecimento relacionado ao uso de organismos, células ou constituintes derivados das células com o propósito de desenvolver produtos que são técnica, científica e clinicamente úteis. O objetivo principal é o estudo da alteração da função biológica no nível molecular (ou seja, ENGENHARIA GENÉTICA) e os métodos laboratoriais usados incluem as tecnologias de TRANSFECÇÃO e CLONAGEM, análise algorítmica de sequência e estrutura, bases de dados de computadores, e análise e predição da função estrutural gênica e proteica.Fagos Bacilares: Vírus cujo hospedeiro é Bacillus. Fagos bacilares frequentemente encontrados incluem o bacteriófago phi 29 e o bacteriófago phi 105.Odontologia: Profissão preocupada com os dentes, cavidade oral e estruturas associadas, e o diagnóstico e tratamento de suas doenças, incluindo prevenção e restauração de tecido defeituoso e perdido.Cosméticos: Substâncias [produzidas] com a intenção de serem aplicadas no corpo humano para limpeza e embelezando, promovendo atratividade ou alterando a aparência, sem afetar a estrutura ou as funções do corpo. Estão incluídas nesta definição os cremes para pele, loções, perfumes, batons, esmaltes para unha, preparações para maquiagem facial e dos olhos, ondas permanentes, cores de cabelo, cremes dentais, desodorizantes, bem como qualquer material dirigido para uso como componente de um produto cosmético.Propriedades de Superfície: Características ou atributos dos limites externos dos objetos, incluindo moléculas.Nanofios: Fios, em escala nanométrica, feitos de materiais condutores de eletricidade. Podem ser cobertos com moléculas (como anticorpos) que se ligarão a proteínas e outras substâncias.Empacotamento do DNA: O dobramento de uma molécula de DNA de um micro-organismo em uma estrutura compacta e ordenada que cabe no espaço limitado de uma CÉLULA ou de uma PARTÍCULA VIRAL.Microscopia de Força Atômica: Tipo de microscopia de varredura por sonda, na qual uma sonda montada sistematicamente na superfície da amostra que está sendo varrida em um padrão rastreado. A posição vertical é registrada como uma mola fixada a uma sonda que sobe e cai em resposta aos picos e vales da superfície. Estas deflexões produzem um mapa topográfico da amostra.Disciplinas das Ciências Biológicas: Todas as divisões das ciências naturais que lidam com os vários aspectos dos fenômenos da vida e dos processos vitais. O conceito inclui anatomia e fisiologia, bioquímica e biofísica, e a biologia de animais, plantas e micro-organismos. Deve ser distinguido de BIOLOGIA, uma de suas subdivisões, voltada especificamente para a origem e os processos vitais dos organismos vivos.Materiais Biocompatíveis: Materiais sintéticos ou naturais (exceto as drogas), usados para substituir ou reparar qualquer tecido ou função do corpo.Dermatologia: Especialidade médica voltada para a pele, sua estrutura, funções, doenças e tratamentos.Fulerenos: Estruturas poliédricas de CARBONO compostas por cerca de 60-80 átomos de carbono em uma configuração de pentágonos e hexágonos. Denominados segundo Buckminster Fuller devido à semelhança com cúpulas geodésicas. Os fulerenos podem ser produzidos em altas temperaturas como [as obtidas em] descargas de arcos elétricos em atmosfera inerte.Nanopartículas de Magnetita: Partículas magnéticas sintéticas menores que 100 nanômetros que possuem muitas aplicações biomédicas, incluindo em SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e como AGENTES DE CONTRASTE. As partículas são geralmente recobertas por uma grande variedade de polímeros.Nanosferas: Partículas esféricas com dimensões nanométricas.Protocolos Antineoplásicos: Protocolos clínicos usados para inibir o crescimento ou a propagação de NEOPLASIAS.Microscopia Eletrônica de Transmissão: Microscopia eletrônica em que os ELÉTRONS ou seus produtos de reação que atravessam a amostra são convertidos em imagem abaixo do plano da amostra.Óxido de Zinco: Adstringente suave e protetor tópico com algumas ações antissépticas. É também utilizado em curativos, pastas, unguentos, cimentos dentais e como protetor solar.DNA: Polímero desoxirribonucleotídeo que é material genético primário de todas as células. Organismos eucariotos e procariotos normalmente contém DNA num estado de dupla fita, ainda que diversos processos biológicos importantes envolvam transitoriamente regiões de fita simples. O DNA, cuja espinha dorsal é constituída de fosfatos poliaçucarados possuindo projeções de purinas (adenina ou guanina) e pirimidinas (timina e citosina), forma uma dupla hélice que é mantida por pontes de hidrogênio entre as purinas e as pirimidinas (adenina com timina e guanina com citosina).Conformação de Ácido Nucleico: Arranjo espacial dos átomos de um ácido nucleico (ou de um polinucleotídeo) que resulta em sua forma tridimensional característica.Toxicologia: Ciência relacionada com a detecção, composição química e ação biológica de substâncias tóxicas ou venenos, tratamento e prevenção das manifestações tóxicas.Biomimética: Campo interdisciplinar em ciência dos materiais, ENGENHARIA e BIOLOGIA, que estuda o uso de princípios biológicos para síntese ou fabricação de MATERIAIS BIOMIMÉTICOS.Nanocompostos: Estruturas compostas, em escala nanométrica, de moléculas orgânicas intimamente incorporadas a moléculas inorgânicas (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechology Terms, 4th ed).Fototerapia: Tratamento de doenças por exposição à luz, especialmente por raios de luz com concentrações variadas ou comprimentos de ondas específicos.Engenharia Tecidual: Geração de tecido in vitro para aplicações clínicas, como substituição de tecidos feridos ou órgãos lesados. O uso de TECIDO DE SUSTENTAÇÃO permite gerar tecidos e estruturas de tecidos complexos e de multicamadas.Teste de Materiais: Teste de materiais e dispositivos, especialmente os usados para PRÓTESES E IMPLANTES; SUTURAS; ADESIVOS TECIDUAIS, etc., para dureza, força, durabilidade, segurança, eficácia e biocompatibilidade.Nanofibras: Fibras submicrométricas com diâmetros tipicamente entre 50 e 500 nanômetros. As dimensões extremamente pequenas destas fibras podem gerar uma área superficial grande em relação ao volume (razão área/volume elevada), o que os torna potenciais candidatos para várias aplicações biomédicas e outras aplicações.Alternativas aos Testes com Animais: Procedimentos (TÉCNICAS DE CULTURA DE TECIDOS, modelos matemáticos, etc.) usados (ou recomendados para o serem) em vez de se usar animais nos laboratórios de pesquisa ou de diagnóstico.Polímeros: Compostos formados pela combinação de unidades menores, geralmente repetitivas, unidas por ligações covalentes. Estes compostos frequentemente formam grandes macromoléculas (p.ex., BIOPOLÍMEROS, PLÁSTICOS).Magnetismo: Estudo dos FENÔMENOS MAGNÉTICOS.Materiais Biomiméticos: Materiais fabricados por técnicas BIOMIMÉTICAS, isto é, baseados nos processos naturais encontrados nos sistemas biológicos.Bem-Estar do Animal: Proteção de animais em laboratórios ou outros ambientes específicos para promover sua saúde através de melhor nutrição, alojamento e cuidados.Tecnologia Farmacêutica: Aplicação de conhecimento científico ou tecnológico à farmácia e à indústria farmacêutica. Inclui métodos, técnicas e instrumentação usada na manufatura, preparação, composição, dispensação, embalagem e armazenamento de drogas e outras preparações usadas no diagnóstico e em procedimentos determinantes, e no tratamento de pacientes.Medicina Individualizada: Abordagem terapêutica que adapta terapia para subgrupos de pacientes definidos geneticamente.Saúde Ambiental: 1) Ciência que controla ou modifica as condições, influências ou forças que rodeiam o ser humano que se relacionam a promover, estabelecer e manter a saúde. (MeSH). 2) Refere-se ao controle de todos os processos, influências e fatores físicos, químicos e biológicos que exercem ou podem exercer, direta ou indiretamente, efeito significativo sobre a saúde e bem-estar físico e mental do homem e sua sociedade.Exposição por Inalação: Exposição (involuntária, ocupacional, etc.) [das vias aéreas] a agentes químicos físicos ou biológicos potencialmente prejudiciais.Imagem Molecular: Uso de sondas de imagens dirigidas molecularmente para localizar e/ou monitorar processos bioquímicos e celulares por meio de várias modalidades de imagens que incluem CINTILOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA, IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, imagem de fluorescência (ver IMAGEM ÓPTICA) e MICROSCOPIA.Química Farmacêutica: Química que estuda a composição e preparação de agentes usados em AÇÕES FARMACOLÓGICAS ou uso diagnóstico.Ácido Poliglicólico: Polímero biocompatível utilizado como material para sutura cirúrgica.Compostos Férricos: Compostos inorgânicos ou orgânicos que contêm ferro trivalente.Composição de Medicamentos: Preparação, dosagem e montagem de uma droga.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Modelos Moleculares: Modelos usados experimentalmente ou teoricamente para estudar a forma das moléculas, suas propriedades eletrônicas ou interações [com outras moléculas]; inclui moléculas análogas, gráficos gerados por computador e estruturas mecânicas.Dióxido de Silício: Cristal transparente e insípido encontrado na natureza como ágata, ametista, calcedônia, cristobalita, pedra, areia, QUARTZO e tridimita. O composto é insolúvel em água ou ácidos, exceto o ácido fluorídrico.RNA: Polinucleotídeo que consiste essencialmente em cadeias contendo unidades repetidas de uma estrutura de fosfato e ribose às quais as bases nitrogenadas encontram-se unidas. O RNA é único entre as macromoléculas biológicas pelo fato de codificar informação genética, servir como um componente celular estrutural abundante e também possuir atividade catalítica. (Tradução livre do original: Rieger et al., Glossary of Genética: Classical and Molecualr, 5th ed)Titânio: Elemento metálico cinzento-escuro de distribuição muito ampla, mas que ocorre em pequenas quantidades. Possui número atômico 22, peso atômico 47,90, símbolo Ti, densidade 4. Usado para fixação de fraturas. (Dorland, 28a ed)