NAD: Coenzima composta de nicotinamida monoculeotídeo (NMN) acoplada à adenosina monofosfato (AMP) por ligação pirofosfato. É encontrada amplamente na natureza e está envolvida em numerosas reações enzimáticas nas quais serve como portador de elétrons sendo alternadamente oxidada (NAD+) e reduzida (NADH). (Dorland, 28a ed)NAD+ NucleosidaseNAD(P)H Desidrogenase (Quinona): Flavoproteína que catalisa reversivelmente a oxidação do NADH ou NADPH por várias quinonas e corantes de oxirredução. A enzima é inibida por dicumarol, capsaicina e cafeína.Nitrato Redutase (NAD(P)H): FLAVOPROTEÍNA contendo ferro-enxofre e MOLIBDÊNIO que catalisa a oxidação do nitrito em nitrato. Esta enzima pode usar tanto NAD quanto NADP como co-fatores. É uma enzima chave que está envolvida no primeiro passo da assimilação de nitrato nas PLANTAS, FUNGOS e BACTÉRIAS. Esta enzima foi anteriormente classificada como EC 1.6.6.2.Nicotinamida-Nucleotídeo Adenililtransferase: Enzima que catalisa reversivelmente a transferência da parte do adenilil do ATP para o grupo fosforil do NMN para formar NAD+ e pirofosfato. A enzima é encontrada predominantemente nos núcleos e catalisa a reação final na via principal da biossíntese do NAD em mamíferos. EC 2.7.7.1.Sirtuínas: Família de enzimas reguladoras homólogas estruturalmente relacionadas à proteína reguladora do silenciamento da informação (Sir2) encontrada em Saccharomyces cerevisae. As sirtuínas contêm uma região catalítica central que se liga ao NAD. Várias das sirtuínas utilizam NAD para desacetilar proteínas como HISTONAS e são classificadas como HISTONA DESACETILASES DO GRUPO III. Vários outros membros das sirtuínas usam NAD para transferir a ADP RIBOSE para proteínas e são classificadas como MONO(ADP-RIBOSE) TRANSFERASES, enquanto um terceiro grupo de sirtuínas parece ter tanto a atividade desacetilase quanto a atividade ADP-ribose transferase.Amida Sintases: Enzimas que catalisam a união de amônia ou de uma amida com outra molécula, na qual a ligação está na forma carbono-nitrogênio. EC 6.3.1.Adenosina Difosfato Ribose: Éster formado entre o carbono aldeído da RIBOSE e o fosfato terminal da DIFOSFATO DE ADENOSINA. É produzido pela hidrólise da nicotinamida adenina dinucleotídeo (NAD) por várias enzimas, algumas das quais transferem um grupo ADP-ribosil às proteínas alvo.Niacinamida: Importante composto que atua como componente da coenzima NAD. Sua importância principal está na prevenção e/ou cura da língua preta e da PELAGRA. A maioria dos animais não consegue fabricar este composto em quantidades suficientes para impedir a deficiência nutricional e, por isso, deve ser suplementado através da alimentação.Oxirredutases do Álcool: Subclasse de enzimas que inclui todas as desidrogenases que agem sobre álcoois primários e secundários, bem como sobre hemiacetais. São classificados posteriormente de acordo com o aceptor, que pode ser NAD+ ou NADP+ (subclasse 1.1.1), citocromo (1.1.2), oxigênio (1.1.3), quinona (1.1.5) ou outro aceptor (1.1.99).NADPH Oxidase: Enzima flavoproteína que catalisa a redução monovalente do OXIGÊNIO usando NADPH como doador de elétron para formar um ânion superóxido. A enzima depende de vários CITOCROMOS. Os defeitos na produção de íons superóxidos por enzimas, como NADPH oxidase resultam em DOENÇA GRANULOMATOSA CRÔNICA.Nicotinamida Fosforribosiltransferase: Enzima que cataliza a formação de mononucleotídeo de nicotinamida (NMN) da nicotinamida e 5-fosforribosil-1-pirofosfato, o passo limitante na taxa de biossíntese da NAD coenzima. Também é conhecida como um fator de crescimento para os LINFÓCITOS B precoces ou ADIPOCINAS com efeitos miméticos da insulina (visfatina).Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.NADH NADPH Oxirredutases: Grupo de oxidorredutases que agem sobre o NADH ou NADPH. Em geral, enzimas que usam NADH ou NADPH para reduzir um substrato são classificadas de acordo com a reação reversa, na qual o NAD+ ou NADP+ é formalmente considerado como um aceptor. Esta subclasse inclui apenas aquelas enzimas nas quais algum outro transportador de redox é o aceptor. EC 1.6.NADPH Desidrogenase: Flavoproteína que oxida reversivelmente o NADPH a NADP e um aceptor reduzido. EC 1.6.99.1.Poli(ADP-Ribose) Polimerases: Enzimas que catalisam a transferência de múltiplos grupos ADP-RIBOSE da nicotinamida-adenina dinucleotídeo (NAD) para proteínas alvo, construindo assim um homopolímero de unidades repetitivas de ADP-ribose, i. é, POLI ADENOSINA DIFOSFATO RIBOSE.Sirtuína 1: Membro da família de sirtuinas encontrado primariamente no NÚCLEO CELULAR. É uma desacetilase dependente de NAD com especificidade direcionada a HISTONAS e a uma variedade de proteínas envolvidas na regulação gênica.Nicotinamidase: Enzima que catalisa a hidrólise da nicotinamida a nicotinato e amônia. EC 3.5.1.19.Niacina: Vitamina hidrossolúvel do complexo B encontrada em vários tecidos animais e vegetais. Essencial para o organismo para a formação das coenzimas NAD e NADP. Tem a propriedade de curar a PELAGRA, ser vasodilatadora e antilipêmica.Gliceraldeído-3-Fosfato Desidrogenases: Enzimas que catalisam a desidrogenação de GLICERALDEÍDO 3-FOSFATO. Existem vários tipos de gliceraldeído-3-fosfato-desidrogenase incluindo as variedades fosforilantes e não fosforilantes, as que transferem hidrogênio para NADP e as que transferem hidrogênio para NAD.ADP Ribose Transferases: Enzima que transfere o grupo ADP-RIBOSE de NAD ou NADP para proteínas ou outras pequenas moléculas. A transferência do ADP-ribose para a água (i. é, hidrólise) é catalisada pelas NADASES. As mono(ADP-ribose)transferases transferem um único ADP-ribose. As POLI(ADP-RIBOSE) POLIMERASES transferem várias unidades de ADP-ribose para as proteínas alvo, construindo POLI ADENOSINA DIFOSFATO RIBOSE em cadeias lineares ou ramificadas.Dicumarol: Anticoagulante oral que interfere no metabolismo da vitamina K. Também é usado em experimentos bioquímicos como um inibidor de redutases.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Malato Desidrogenase: Enzima que catalisa a conversão de (S)-malato e NAD+ a oxalacetato e NADH. EC 1.1.1.37.Especificidade por Substrato: Aspecto característico [(dependência)] da atividade enzimática em relação ao tipo de substrato com o qual a enzima (ou molécula catalítica) reage.Quinona Redutases: NAD(P)H:(aceptor de quinona) oxidorredutases. Família que abrange três enzimas diferenciadas pela sua sensibilidade a vários inibidores. EC 1.6.99.2.(NAD(P)H DESIDROGENASE (QUINONA) é uma flavoproteína que reduz várias quinonas na presença de NADH ou NADPH e é inibida pelo dicumarol. EC 1.6.99.5 (NADH desidrogenase (quinona)) requer NADH, é inibida por AMP e 2,4-dinitrofenol, mas não pelo dicumarol ou derivados do ácido fólico. EC 1.6.99.6 (NADPH desidrogenase (quinona)) requer NADPH e é inibida pelo dicumarol e por derivados do ácido fólico, mas não por 2,4-dinitrofenol.Açúcares de Nucleosídeo DifosfatoSirtuína 2: Membro da família de sirtuinas encontrado primariamente no CITOPLASMA. É uma enzima multifuncional que contém uma atividade desacetilase dependente de NAD específica para HISTONAS e uma atividade mono-ADP-ribosiltransferase.Superóxidos: Compostos altamente reativos produzidos quando o oxigênio é reduzido por um único elétron. Em sistemas biológicos, eles podem ser gerados durante a função catalítica normal de várias enzimas e durante a oxidação da hemoglobina à METEMOGLOBINA. Em organismos vivos, a SUPERÓXIDO DISMUTASE protege a célula dos efeitos deletérios dos superóxidos.Álcool Desidrogenase: Enzima contendo zinco que oxida álcoois primários e secundários ou hemiacetais na presença de NAD. Na fermentação alcoólica, catalisa a etapa final de redução de um aldeído a um álcool na presença de NADH e hidrogênio.Glycerol-3-Phosphate Dehydrogenase (NAD+)Coenzimas: Moléculas pequenas exigidas para a função catalítica de ENZIMAS. Muitas VITAMINAS são coenzimas.Açúcares de Adenosina Difosfato: Ésteres formados entre o carbono aldeídico de açúcares e o fosfato terminal da adenosina difosfato.Isocitrato Desidrogenase: Enzima mitocondrial que catalisa a descarboxilação oxidativa do isocitrato para formar alfa-cetoglutarato, usando NAD+ como aceptor de elétrons. A reação é o passo-crucial limitador da taxa de reação do ciclo dos ácidos tricarboxílicos. A enzima exige Mg2+ ou Mn2+ e é ativada por ADP, citrato, e Ca2+ e inibida por NADH, NADPH e ATP. (Dorland, 28a ed). EC 1.1.1.41.Aldeído Oxirredutases: Oxidorredutases específicas para ALDEÍDOS.ADP-Ribosil Ciclase: Enzima citossólica ligada a membrana que catalisa a síntese da ADP-RIBOSE CÍCLICA (cADPR) da nicotinamida adenina dinucleotídeo (NAD). Esta enzima geralmente cataliza a hidrólise da cADPR em ADP-ribose, assim como, algumas vezes a síntese da ADP-ribose 2' fosfato cíclica (2'-P-cADPR) da NADP.