Manejo da Dor: Forma de terapia que emprega uma abordagem coordenada e interdisciplinar para acalmar o sofrimento e melhorar a qualidade de vida de quem sente dor.Dor: Sensação desagradável induzida por estímulos nocivos que são detectados por TERMINAÇÕES NERVOSAS de NOCICEPTORES.Medição da Dor: Escalas, questionários, testes e outros métodos utilizados para avaliar a severidade e duração da dor em pacientes ou animais experimentais, com o objetivo de ajudar no diagnóstico, terapêutica e estudos fisiológicos.Dor Crônica: Sensação de dor que persiste por mais do que poucos meses. Pode ou não estar associada com trauma ou doença e pode persistir depois que a lesão inicial estiver cicatrizada. Sua localização, características e periodicidade são mais imprecisas do que as da dor aguda.Dor Pós-Operatória: Dor durante o período após a cirurgia.Dor Intratável: Dor persistente, refratária a algumas ou a todas as formas de tratamento.Clínicas de Dor: Instalações que proveem diagnóstico, serviços terapêuticos e paliativos para pacientes com dor crônica severa. Estas podem ser clínicas livres ou hospitais e servem populações ambulatoriais ou internadas. A proximidade normalmente é multidisciplinar. Estas clínicas são frequentemente chamadas de "serviços de dor aguda".Analgésicos Opioides: Compostos com atividade semelhante as dos ALCALOIDES OPIÁCEOS, atuando como RECEPTORES OPIOIDES. Entre as propriedades estão ANALGESIA ou ESTUPOR.Analgésicos: Compostos que aliviam dor sem a perda de ESTADO DE CONSCIÊNCIA.Dor nas Costas: Dor aguda ou crônica localizada nas regiões posteriores do TÓRAX, REGIÃO LOMBOSSACRAL ou regiões adjacentes.Analgesia: Métodos de alívio da DOR que podem ser usados com/ou no lugar de ANALGÉSICOS.Limiar da Dor: A quantidade de estimulação necessária para que a sensação de dor seja experimentada.Dor Lombar: Dor aguda ou crônica nas regiões lombar ou sacral podendo estar associada com ENTORSES E DISTENSÕES dos ligamentos dos músculos, DESLOCAMENTO DO DISCO INTERVERTEBRAL e outras afecções.Dor Aguda: Sensação de desconforto intenso, angustiante ou dolorosa associada com traumatismo ou doença, com local, hora e características bem definidos.Cervicalgia: Desconforto ou formas mais intensas de dor que estão localizadas na região cervical. Geralmente, este termo se refere à dor nas regiões posterior ou lateral do pescoço.Gerenciamento Clínico: Amplo acesso à coordenação apropriada do processo inteiro de tratamento da doença que frequentemente envolve mudanças para longe dos pacientes internados mais caros e cuidados agudos para áreas tais como medicina preventiva, aconselhamento de paciente e educação e cuidados do paciente ambulatorial. Este conceito inclui implicações de terapias apropriadas e inapropriadas no custo global e resultado clínico de uma doença particular.Percepção da Dor: Processo pelo qual a DOR é reconhecida e interpretada pelo encéfalo.Dor Abdominal: Sensação de desconforto, mal estar ou agonia na região abdominal.Dor Facial: Dor na região facial, incluindo dor orofacial e craniofacial. Afecções associadas incluem transtornos neoplásicos e inflamatórios locais além de síndromes neurálgicas envolvendo os nervos trigêmeo, facial e glossofaríngeo. As afecções que se caracterizam por dor facial persistente ou recidivante como manifestação primária da doença são chamadas SÍNDROMES DA DOR FACIAL.Analgesia Controlada pelo Paciente: Alívio da DOR sem perda do ESTADO DE CONSCIÊNCIA, através de analgésicos administrados pelo paciente. Tem sido usada sucessivamente para controlar a DOR PÓS-OPERATÓRIA, durante TRABALHO DE PARTO, após QUEIMADURAS e ASSISTÊNCIA TERMINAL. A escolha do analgésico, dose e intervalo de administração são imensamente influenciados pela eficácia. O potencial para "overdose" pode ser minimizado pela combinação de pequenas doses homeopáticas com um intervalo obrigatório entre as doses sucessivas (intervalo de bloqueio).Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Cuidados Paliativos: Tratamento para aliviar sintomas sem curar a doença. (Stedman, 25a ed)Dor Pélvica: Dor na região pélvica de origem genital e não genital, e de etiologia orgânica ou psicogênica. As causas frequentes de dor são distensão ou contração de vísceras de cavidades, alongamento rápido da cápsula de um órgão sólido, irritação química, isquemia tecidual, e neurite secundária a processos inflamatórios, neoplásicos ou fibróticos em órgãos adjacentes.Anestésicos Locais: Fármacos que bloqueiam a condução nervosa quando aplicados localmente (no tecido nervoso) em concentrações adequadas. Atuam em qualquer parte do sistema nervoso e em todos os tipos de fibras nervosas. Em contato com um tronco nervoso, estes anestésicos podem causar paralisia sensitiva e motora na área inervada. Sua ação é totalmente reversível. (Tradução livre do original: Gilman AG, et. al., Goodman and Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics, 8th ed). Quase todos os anestésicos locais atuam diminuindo a tendência para a ativação dos canais de sódio dependentes de voltagem.Bloqueio Nervoso: Interrupção da CONDUÇÃO NERVOSA pelos nervos periféricos ou pelos troncos nervosos por meio de injeção local de substâncias anestésicas (ex.: LIDOCAÍNA, FENOL, TOXINAS BOTULÍNICAS) para controlar ou tratar a dor.Dor de Ombro: A dor unilateral ou bilateral do ombro. Ela é causada frequentemente por atividades físicas que ocorrem durante a participação no trabalho ou em esporte mas, pode também ser patológica na sua origem.Morfina: Principal alcaloide do ópio e protótipo de opiato analgésico e narcótico. A morfina tem efeitos variados no sistema nervoso central e na musculatura lisa.Dor Referida: Tipo de dor percebida em uma área distante de onde surgiu a dor, como dor facial causada por lesão do NERVO VAGO, ou problema iniciado na garganta e mencionado como dor na orelha.Injeções Epidurais: Injeção de medicamentos, na maioria das vezes analgésicos, no canal espinhal sem punção da dura máter.Neuralgia: Dor intensa ou sofrível que ocorre ao longo do curso ou distribuição de um nervo craniano ou periférico.Analgésicos não Entorpecentes: Subclasse de agentes analgésicos que tipicamente não se ligam a RECEPTORES OPIOIDES e não são viciogênicos. Muitos analgésicos não narcóticos são oferecidos como MEDICAMENTOS SEM PRESCRIÇÃO.Oxicodona: Derivado semissintético da CODEÍNA.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Transtornos Relacionados ao Uso de Opioides: Transtornos relacionados ou resultantes do abuso ou mal uso de opioides.Tramadol: Analgésico narcótico recomendado para dor severa. Pode desenvolver habituação.Administração de Caso: Termo tradicional para todas as atividades que um médico ou outro profissional de cuidados de saúde normalmente executa para assegurar a coordenação dos serviços médicos requeridos por um paciente. Isto também, quando usado com relação aos cuidados administrados, cobre todas as atividades de avaliação do paciente, planejamento do tratamento, encaminhamento, e seguimento de forma que o cuidado seja contínuo e amplo e o pagamento para o cuidado seja obtido.Analgesia Epidural: Alívio da dor sem perda da consciência através da introdução de um agente analgésico no espaço epidural do canal vertebral. É diferente de ANESTESIA EPIDURAL que se refere ao estado de insensibilidade à sensação.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Medicina Baseada em Evidências: Abordagem da prática médica que tem o objetivo de melhorar e avaliar o cuidado com o paciente. Necessita de integração crítica das melhores evidências em pesquisa com os valores dos pacientes para tomar decisão sobre cuidado médico. Este método é usado para auxiliar os médicos a fazer diagnósticos apropriados, construir a melhor bateria de testes, escolher o melhor tratamento e metodologia para a prevenção de doença, bem como desenvolver orientações para grupos grandes de pacientes com a mesma doença. (Tradução livre do original: JAMA 296 (9), 2006)Fentanila: Potente analgésico narcótico que leva ao hábito ou vício. É principalmente um agonista do receptor opioide mu. A fentanila é também usada como adjunto na anestesia geral e como anestésico para indução e manutenção. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p1078)Guias de Prática Clínica como Assunto: Orientações ou princípios apresentando regras de política atuais ou futuras para o praticante de cuidados de saúde, para assisti-lo nas decisões de cuidados ao paciente a respeito de diagnóstico, terapia ou circunstâncias clínicas relacionadas. Os guias podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou reuniões de especialistas para discussão. Os guias formam a base para avaliação de todos os aspectos de cuidados e distribuição da saúde.Dor Musculoesquelética: Desconforto que surge a partir de músculos, LIGAMENTOS, tendões e ossos.Dor Ocular: Sensação dolorosa incômoda ou aguda associada com as estruturas externa e interna do globo ocular, possuindo diferentes causas.Enfermeiras Anestesistas: Enfermeiras profissionais com pós-graduação em anestesia e que trabalham sob a responsabilidade de um cirurgião.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Administração dos Cuidados ao Paciente: Geração, planejamento, organização e administração de cuidados e serviços médicos e de enfermagem para os pacientes.Hidromorfona: Analgésico opioide feito da MORFINA e utilizado principalmente como analgésico. Sua ação é mais curta que a da morfina.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Educação de Pacientes como Assunto: Ensino e treinamento de pacientes em relação às suas próprias necessidades de saúde.Artralgia: Dor na articulação.Estados UnidosSíndromes da Dor Miofascial: Dor muscular em várias regiões do corpo que pode ser reproduzida por pressão em PONTOS-GATILHO, endurecimentos localizados no tecido muscular esquelético. A dor é referida em um local distante dos pontos-gatilho. Um ótimo exemplo é a SÍNDROME DA DISFUNÇÃO DA ARTICULAÇÃO TEMPOROMANDIBULAR.Qualidade de Vida: Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.Meperidina: Analgésico narcótico que pode ser utilizado para o alívio da maioria dos tipos de dor (moderada a severa) incluindo dor pós-operatória e dor de parto. O uso prolongado pode levar a dependência do tipo da morfina. Os sintomas da abstinência aparecem mais rapidamente do que com a morfina e são de menor duração.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Condutas na Prática dos Médicos: Condutas na prática médica relacionadas ao diagnóstico e tratamento de acordo com o custo do serviço requisitado e proporcionado.Garantia da Qualidade dos Cuidados de Saúde: Atividades e programas encarregados de assegurar a qualidade dos cuidados em um ato ou um programa médico definido.Lidocaína: Anestésico local e depressor cardíaco utilizado como antiarrítmico. Suas ações são mais intensas e seus efeitos mais prolongados em relação à PROCAÍNA, mas a duração de sua ação é menor do que a da BUPIVACAÍNA ou PRILOCAÍNA.Bupivacaína: Anestésico local utilizado amplamente.Controle de Medicamentos e Entorpecentes: Controle do uso de drogas e entorpecentes através de acordos internacionais ou de sistemas institucionais no manuseio de drogas prescritas. Isto inclui regulamentação tratando da fabricação, dispensação, aprovação (APROVAÇÃO DE DROGAS), e marketing de drogas.Hidrocodona: Analgésico narcótico relacionado à CODEÍNA, porém, por peso, mais potente e mais viciogênico. É também usado como supressor da tosse.Satisfação do Paciente: O grau pelo qual o indivíduo considera o serviço ou produto de saúde ou o modo pelo qual este é executado pelo provedor como sendo útil, efetivo ou que traz benefício.Fibromialgia: Síndrome reumática comum, não articular, caracterizada por mialgia e pontos múltiplos de dor muscular focal à palpação (pontos desencadeantes). A dor muscular é tipicamente agravada por inatividade ou exposição ao frio. Este estado é frequentemente associado com sintomas gerais, como distúrbios do sono, fadiga, rigidez, CEFALEIAS e, ocasionalmente, DEPRESSÃO. Há uma sobreposição significativa entre fibromialgia e SÍNDROME DE FADIGA CRÔNICA. A fibromialgia pode surgir como um processo de doença primário ou secundário. É mais frequente em mulheres de 20 a 50 anos de idade. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6a ed, p1494-95)Método Duplo-Cego: Método de estudo sobre uma droga ou procedimento no qual ambos, grupos estudados e investigador, desconhecem quem está recebendo o fator em questão. (Tradução livre do original: Last, 2001)Entorpecentes: Agentes que induzem NARCOSE. Entorpecentes incluem agentes que causam sonolência ou induzem o sono (ESTUPOR), derivados naturais ou sintéticos do ÓPIO ou da MORFINA, ou ainda qualquer substância que possua tais efeitos. São potentes indutores de ANALGESIA e de TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE OPIOIDES.Avaliação em Enfermagem: Avaliação da natureza e extensão dos problemas de enfermagem apresentados pelo paciente usando o planejamento da assistência ao paciente.Articulação Zigapofisária: A articulação que se encontra entre as facetas dos processos articulares interior e superior das vértebras adjacentes.Cuidados Paliativos na Terminalidade da Vida: Cuidados especializados de apoio à saúde fornecidos a uma pessoa moribunda. Uma conduta holística é frequentemente tomada, fornecendo aos pacientes e seus familiares um aconselhamento legal, financeiro, emocional ou espiritual, além de uma reunião com os familiares para as necessidades físicas imediatas do paciente. Os cuidados podem ser oferecidos em casa, hospital, instituições especializadas (HOSPITAIS PARA DOENTES TERMINAIS) ou em áreas específicas de instituições de longa permanência. O conceito também inclui cuidados de conforto para a família. (Tradução livre do original: Dictionary of Health Services Management, 2d ed)Hiperalgesia: Sensação aumentada de dor ou desconforto produzida por estímulos minimamente danosos devido à lesões em tecidos moles contendo NOCICEPTORES ou lesão a um nervo periférico.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Gestão de Riscos: Identificação, avaliação das perdas e controle de riscos, que geralmente não são assegurados visando minimizar as obrigações financeiras.Anti-Inflamatórios não Esteroides: Anti-inflamatórios não esteroidais. Além das ações anti-inflamatórias eles têm ações analgésicas, antipiréticas, e inibidoras de plaquetas. Eles bloqueiam a síntese de prostaglandinas inibindo a ciclo-oxigenase, que converte o ácido araquidônico em endoperóxidos cíclicos, precursores de prostaglandinas. A inibição da síntese de prostaglandinas explica as ações analgésicas, antipiréticas, e inibidoras de plaquetas; outros mecanismos podem contribuir para seus efeitos anti-inflamatórios.Equipe de Assistência ao Paciente: Cuidados prestados a pacientes por uma equipe multidisciplinar comumente organizada sob a direção de um médico; cada membro da equipe tem responsabilidades específicas e toda a equipe contribui para a assistência ao paciente.Enfermagem Oncológica: Especialidade da enfermagem que lida com o cuidado a pacientes com câncer. Inclui aspectos relacionados com a família, através da educação tanto do paciente quanto da família.Modalidades de Fisioterapia: Modalidades terapêuticas frequentemente utilizadas em FISIOTERAPIA por FISIOTERAPEUTAS para melhorar, manter ou restaurar o bem-estar físico e fisiológico de um indivíduo.Plexo Celíaco: Complexa rede de fibras nervosas incluindo as fibras eferentes simpáticas e parassimpáticas e as aferentes viscerais. O plexo celíaco é o maior dos plexos autônomos e está localizado no abdome ao redor das artérias celíaca e mesentérica superior.Atitude do Pessoal de Saúde: Atitudes do pessoal de saúde em relação a seus pacientes, a outros profissionais, em relação ao sistema de atendimento médico, etc.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Sociedades de Enfermagem: Sociedades cuja associação é limitada aos enfermeiros.Pacientes Ambulatoriais: Pessoas que recebem cuidados de ambulatório em um departamento de pacientes ambulatoriais ou clínica sem que sejam providos comida e alojamento.Injeções Espinhais: Introdução de agentes terapêuticos na região espinal usando agulha e seringa.Anestesiologia: Especialidade voltada para o estudo dos anestésicos e da anestesia.Dor Nociceptiva: Dor contundente ou suave causada por NOCICEPTORES estimulados devido à lesão tecidual, inflamação ou doenças. Pode ser classificada como dor somática ou tecidual e DOR VISCERAL.Nociceptores: Neurônios aferentes periféricos que são sensíveis a lesões ou dor, geralmente causados pela exposição térmica extrema, forças mecânicas ou outros estímulos nocivos. Seus corpos celulares residem nos GÂNGLIOS DA RAIZ DORSAL. Suas terminações periféricas (TERMINAÇÕES NERVOSAS) inervam alvos nos tecidos e transduzem estímulos nocivos via axônios para o SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Centros Comunitários para Idosos: Centros comunitários para adultos mais velhos e fornecedores de recursos para a comunidade. Além de fornecer serviços e atividades para adultos mais velhos que refletem a diversidade da comunidade, unem os participantes com recursos oferecidos por outras agências.Saúde de Minorias: Conceito que cobre as doenças física e mental de membros de grupos minoritários.Buprenorfina: Alcaloide opioide derivado da TEBAÍNA que é um analgésico mais potente e de maior duração do que a MORFINA. Parece agir como agonista parcial dos receptores opioides mu e kapa e como antagonista dos receptores delta. A falta de atividade do agonista delta tem sido sugerida como responsável pela observação de que a tolerância à buprenorfina pode não se desenvolver com o uso crônico.Analgesia por Acupuntura: Analgesia produzida pela inserção de agulhas de ACUPUNTURA em certos PONTOS DE ACUPUNTURA do corpo. Estes pontos ativam as pequenas fibras nervosas mielinizadas no músculo que transmite impulsos à medula espinhal e, por sua vez, ativa três centros - medula espinhal, mesencéfalo e hipotálamo-hipófise - para produzir analgesia.Radiculopatia: Doença envolvendo uma raiz nervosa espinhal (ver RAÍZES DE NERVOS ESPINHAIS) que pode resultar de compressão relacionada ao DESLOCAMENTO DO DISCO INTERVERTEBRAL, LESÕES DA MEDULA ESPINHAL, DOENÇAS DA COLUNA VERTEBRAL e outras afecções. As manifestações clínicas incluem dor radicular, fraqueza e perda sensorial referida a estruturas enervadas pela raiz nervosa envolvida.Codeína: Analgésico opioide relacionado à MORFINA, mas com propriedades analgésicas menos potentes e efeitos sedativos leves. Também age centralmente para suprimir a tosse.Enfermagem Pediátrica: Especialidade de enfermagem que abrange cuidados a crianças desde o nascimento até a adolescência. Inclui os aspectos psicológicos da atenção de enfermagem.Avaliação de Resultados (Cuidados de Saúde): Pesquisa voltada ao monitoramento da qualidade e efetividade da assistência à saúde medida em termos da obtenção de resultados pré-estabelecidos. Inclui parâmetros como melhoria do estado de saúde, diminuição de morbidade e mortalidade e melhoria de estados anormais (ex: pressão sanguínea elevada).Mecanismo de Reembolso: Processos ou métodos de reembolso por serviços prestados ou equipamento.Assistência Perioperatória: Intervenções para prover cuidado antes, durante e imediatamente após uma cirurgia.Terapia Cognitiva: Forma de psicoterapia baseada na interpretação das situações (estrutura cognitiva das experiências) que determinam o modo como um indivíduo se sente e se comporta. É baseada na premissa de que a cognição, o processo de aquisição do conhecimento e de formação de crenças, é primariamente determinado pelo humor e o comportamento. A terapia utiliza técnicas comportamentais e verbais para identificar e corrigir pensamentos negativos que estão na raiz dos comportamentos aberrantes.Imperícia: Falha de uma pessoa profissional, como médico ou advogado, em realizar seus próprios serviços por ignorância repreensível, negligência ou intenção criminal, especialmente quando seguido de injúria ou perda. (Tradução livre do original: Random House Unabridged Dictionary, 2d ed)Anestesia Local: Bloqueio da condução nervosa para uma área específica pela injeção de um agente anestésico.Odontalgia: Dor nas áreas adjacentes ao dente.Avaliação da Deficiência: Determinação do grau de desvantagem física, mental ou emocional. O diagnóstico é feito por pessoal legalmente habilitado visando benefícios e rendimentos sobre seguros de incapacidade e aptidão à Seguridade Social e compensação de benefícios de trabalhadores.Doença Aguda: Doença relativamente grave de curta duração.Adaptação Psicológica: Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).Educação Continuada em Enfermagem: Programas educacionais destinados a informar as enfermeiras sobre recentes avanços em seus campos.Autocuidado: Realização pelo paciente das atividades normalmente executadas por profissionais de saúde. Inclui cuidados consigo mesmo, família ou amigos.Planejamento de Assistência ao Paciente: Geralmente um programa definido de cuidados médicos e de enfermagem destinado a um paciente em particular.Pesquisa em Avaliação de Enfermagem: Pesquisa conduzida por enfermeiros em que se usa entrevista, coleta de dados, observação, inspeção, etc., para avaliar a enfermagem, a saúde, os programas de educação e os currículos de clínica e de enfermagem (e que também demonstra o valor dessa avaliação).Protocolos Clínicos: Projeto preciso e detalhado para o estudo de um problema médico ou biomédico e/ou projetos para um regime de terapia.Fidelidade a Diretrizes: Concordância no cumprimento ou seguimento oficial, reconhecidos, ou exigências institucionais, diretrizes, recomendações, protocolos, caminhos e outras padronizações.Assistência Terminal: Cuidados médicos e de enfermagem prestados a pacientes na fase terminal de uma doença.Ciência dos Animais de Laboratório: Ciência e tecnologia que lidam com a obtenção, procriação, cuidado, saúde, e seleção dos animais usados na investigação e nos ensaios biomédicos.Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde: Conhecimento, atitudes e comportamentos associados, que fazem parte dos tópicos relacionados com a saúde, como doenças e PROCESSOS PATOLÓGICOS, sua prevenção e tratamento. Este termo refere-se a trabalhadores da área da saúde (PESSOAL DE SAÚDE) ou não.Incompatibilidade de Medicamentos: A qualidade de não ser miscível com outra substância dada sem uma alteração química. Um medicamento não é de composição apropriada para ser combinado ou misturado com outro agente ou substância. A incompatibilidade resulta frequentemente em uma reação indesejável (incluindo alteração química ou destruição). (Dorland, 28a ed; Stedman, 25a ed)Medicina Osteopática: Disciplina médica baseada na filosofia de que todos os sistemas do corpo são inter-relacionados e dependentes uns dos outros para a saúde [manutenção do estado saudável]. Esta filosofia, desenvolvida em 1874 pelo Dr. Andrew Taylor Still, reconhece o conceito de bem estar e a importância de tratar a doença no contexto do corpo inteiro. Atenção especial é dispendida ao SISTEMA MUSCULOESQUELÉTICO.Acetaminofen: Derivado analgésico e antipirético da acetanilida. Possui fracas propriedades anti-inflamatórias e é utilizado como analgésico comum, porém pode causar lesão renal, hepática e em células do sangue.Educação Continuada: Programas educacionais destinados a informar os indivíduos sobre recentes avanços em seu campo particular de interesse. Eles não conduzem a qualquer posição convencional avançada.Medicina Ambiental: Especialidade médica voltada para os fatores ambientais que podem desencadear (impinge) doenças humanas, e para o desenvolvimento de métodos para detectar, prevenir e controlar doenças relacionadas com o ambiente.Hospitais Militares: Hospitais que prestam assistência a pessoal militar e usualmente a seus dependentes.Enfermeiras e Enfermeiros: Profissionais graduados em uma escola acreditada de enfermagem e que passaram pelo exame de licenciamento nacional para praticar enfermagem. Eles prestam serviços a pacientes que requerem assistência para recuperar ou manter sua saúde física ou mental.Náusea e Vômito Pós-Operatório: A emese e náusea ocorrendo após a anestesia.Qualidade da Assistência à Saúde: Níveis de excelência que caracterizam os serviços ou cuidados de saúde prestados baseados em normas de qualidade.Relações Enfermeiro-Paciente: A interação entre o paciente e a enfermeiro.Custos de Cuidados de Saúde: Custos reais dos serviços relacionados com a oferta de cuidados de saúde, incluindo os custos de procedimentos, terapias e medicações. Diferencia-se de GASTOS EM SAÚDE, que se refere ao valor total pago pelos serviços e as taxas referentes ao total do encargo independentemente do custo.Projetos de Pesquisa: Plano para se coletar e utilizar dados de forma que a informação desejada seja obtida com precisão suficiente, ou de forma que uma hipótese seja testada adequadamente.Criança Hospitalizada: Criança hospitalizada para cuidados de curta duração.Fraude: Exploração através da adulteração de fatos ou dissimulação dos propósitos do explorador.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Direitos do Paciente: Direitos fundamentais dos pacientes, conforme descrito nos estatutos, declarações ou princípios morais geralmente aceitos. (Tradução livre do original: Bioethics Thesaurus) O termo é usado para discussões dos direitos do paciente como um grupo de muitos direitos, como uma publicação no hospital de uma lista dos direitos do paciente.Oximorfona: Analgésico opioide com ações e usos similares àqueles da MORFINA, exceto pela ausência da atividade supressora da tosse. É usado no tratamento da dor de moderada a severa, incluindo dor em Obstetrícia. Pode também ser usado como adjunto para anestesia.Observação: Ação de olhar atentamente e estudar fatos e ocorrências, reunir dados através de análises, medições, e tirar conclusões visando aplicar as informações obtidas a suposições teóricas. A observação como método científico para aquisição de conhecimento começou na antiguidade clássica; na ciência e na medicina modernas sua maior aplicação é facilitada pela tecnologia moderna. A observação é um dos componentes do processo da pesquisa.Fluoroscopia: Produção de uma imagem quando os raios X encontram uma tela fluorescente.Medicina Física e Reabilitação: Especialidade médica voltada para o uso de agentes físicos, de aparelhos mecânicos, e de manipulação para reabilitação de pacientes com doenças ou lesões físicas.Neurologia: Especialidade médica que se ocupa do estudo das estruturas, funções e doenças do sistema nervoso.Assistência Odontológica Integral: Provisão de todos os tipos de serviços odontológicos para diagnóstico, tratamento, acompanhamento e reabilitação de pacientes.Cinesiologia Aplicada: Estudo dos músculos e movimentos do corpo humano. Na medicina holística é o equilíbrio do movimento e da interação de um sistema de energia de uma pessoa. Cinesiologia aplicada é o nome dado pelo seu inventor, Dr. George Goodheart, ao sistema que aplica teste muscular diagnóstica e terapeuticamente a diferentes aspectos de assistência à saúde.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Gestão da Informação: Gestão da aquisição, organização, armazenamento, recuperação e disseminação de informação. (Tradução livre do original: Thesaurus of ERIC Descriptors, 1994)Esteroides: Grupo de compostos policíclicos bastante relacionados bioquimicamente com os TERPENOS. Incluem o colesterol, numerosos hormônios, precursores de certas vitaminas, ácidos biliares, álcoois (ESTERÓIS), e certas drogas e venenos naturais. Os esteroides têm um núcleo comum, um sistema fundido reduzido de anel com 17 átomos de carbono, o ciclopentanoperidrofenantreno. A maioria dos esteroides também tem dois grupos metilas e uma cadeia lateral alifática ligada ao núcleo.Comunicação Interdisciplinar: Comunicação, no sentido de uma riqueza de ideias, envolvendo duas ou mais disciplinas acadêmicas (como as disciplinas que compreendem o campo interdisciplinar da bioética, incluindo a saúde e ciências biológica, humana, social e a lei). Também inclui os problemas na comunicação iniciando-se nas diferenças nos padrões de linguagem utilizados em diferentes disciplinas acadêmica ou médica.Laxantes: Agentes que produzem material fecal mole, relaxam e aliviam os intestinos, sendo usados tipicamente por um tempo prolongado para aliviar a CONSTIPAÇÃO INTESTINAL.Síndromes da Dor Regional Complexa: Afecções caracterizadas por dor envolvendo uma extremidade ou outra região do corpo, HIPERESTESIA e disfunção autônoma, localizada seguida a lesões de tecidos moles ou nervos. A dor, normalmente é associada com ERITEMA, alterações DE TEMPERATURA CUTÂNEA, atividade sudomotora anormal (i. é, alterações na sudorese devido à enervação simpática alterada) ou edema. O grau da dor e outras manifestações são desproporcionais em relação àquelas esperadas do evento incitador. Dois subtipos desta afecção foram descritos: tipo I (DISTROFIA SIMPÁTICA REFLEXA) e tipo II (CAUSALGIA). (Tradução livre do original : Pain 1995 Oct;63(1):127-33)Administração Cutânea: Aplicação de doses adequadas de medicamentos na pele para efeitos locais ou sistêmicos.Projetos Piloto: Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.Bloqueio Nervoso Autônomo: Interrupção das vias simpáticas, pela injeção local de um agente anestésico, em qualquer dos quatro níveis: bloqueio dos nervos periféricos, bloqueio dos gânglios simpáticos, bloqueio extradural e bloqueio subaracnóideo.Ensaios Clínicos Controlados Aleatórios como Assunto: Trabalhos sobre ensaios clínicos que envolvem pelo menos um tratamento teste e um tratamento controle, com matrícula simultânea e acompanhamento de grupos testes e de tratamento controle, e nos quais os tratamentos a serem administrados são selecionados por um processo randômico, como o uso de uma tabela de números randômicos.Terapia por Acupuntura: Tratamento de doenças por inserção de agulhas ao longo de vias específicas ou meridianos. A localização varia com a doença a ser tratada. Aquecimento (calor) ou moxibustão e acupressão podem ser usados em conjunto.Ácidos CicloexanocarboxílicosComitês de Cuidado Animal: Comitês institucionais estabelecidos para proteger o bem-estar de animais usados em pesquisa e educação. O Guia NIH para Cuidados e Uso de Animais de Laboratório (1971) introduziu a política segundo a qual instituições que usam animais de sangue-quente em projetos financiados por bolsas do NIH sejam credenciadas por um grupo autorizado de laboratório animal profissional reconhecido ou estabeleçam seu próprio comitê para avaliar o cuidado animal. O Serviço de Saúde Pública adotou (1979) uma política exigindo estes comitês, as emendas (1985) à revisão do Ato de Bem-Estar Animal e aprovação de pesquisa com animais financiada com recursos federais por um Comitê Institucional de Cuidados e Uso de Animais (IACUC) formalmente designado.Dor Visceral: Dor que se origina de órgãos internos (VÍSCERAS) associada com fenômenos autônomos (PALIDEZ, SUDORESE, NÁUSEA e VÔMITO). Com frequência se torna uma DOR REFERIDA.Homens: Humanos do sexo masculino como entidades culturais, psicológicas, sociológicas, políticas e econômicas.Complicações Pós-Operatórias: Processos patológicos que afetam pacientes após um procedimento cirúrgico. Podem ou não estar relacionados à doença pela qual a cirurgia foi realizada, podendo ser ou não resultado direto da cirurgia.Atenção Primária à Saúde: É a assistência sanitária essencial baseada em métodos e tecnologias práticas, cientificamente fundados e socialmente aceitáveis, postos ao alcance de todos os indivíduos e famílias da comunidade mediante a sua plena participação e a um custo que a comunidade e o país possam suportar, em todas e cada etapa do seu desenvolvimento, com um espírito de autorresponsabilidade e autodeterminação. (Declaração de Alma-Ata - Organização Pan-Americana da Saúde, 2003)Procedimentos Cirúrgicos Ambulatórios: Cirurgia feita em paciente externo. Pode ser feita num hospital, consultório ou centro cirúrgico.Manipulação Osteopática: Manipulação musculosquelética baseada nos princípios da MEDICINA OSTEOPÁTICA desenvolvida em 1874 pelo Dr Andrew Taylor Still.Médicos: Indivíduos autorizados a praticar medicina.Atitude Frente à Saúde: Atitudes do público em relação à saúde, doença e sistema de atendimento médico.Cirurgia Veterinária: Especialidade, certificada por um conselho de MEDICINA VETERINÁRIA, que exige pelo menos quatro anos de educação, treinamento e prática especiais de cirurgia veterinária depois da graduação em escola veterinária. Nos exames escritos, orais e práticos os candidatos podem escolher cirurgia de animais grandes ou pequenos.Prescrições de Medicamentos: Orientações escritas para a aquisição e uso de MEDICAMENTOS.Terapia de Relaxamento: Tratamento para melhorar as condições de saúde por meio da utilização de técnicas que conseguem reduzir o ESTRESSE FISIOLÓGICO, o ESTRESSE PSICOLÓGICO ou ambos.Manuseio das Vias Aéreas: Avaliação, planejamento e uso de uma gama de procedimentos e dispositivos para a manutenção e restauração da ventilação de um paciente.Metadona: Opioide sintético utilizado como o cloridrato. É um analgésico opioide que é predominantemente um agonista do receptor mu-opioide. Apresenta ação e usos similares aos da MORFINA. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p1082-3)Estimulação da Medula Espinal: Aplicação da corrente elétrica na coluna vertebral para o tratamento de uma variedade de afecções que envolvem inervação da medula espinal.Cuidados Pós-Operatórios: Período de cuidados que se inicia quando o paciente é removido da cirurgia, e que visa satisfazer as necessidades psicológicas e físicas do paciente logo após uma cirurgia.Região Lombossacral: Região das costas que inclui as VÉRTEBRAS LOMBARES, o SACRO e estruturas adjacentes.Referência e Consulta: Prática de enviar um paciente para outro programa ou médico para provisão de serviços ou aconselhamento, os quais a fonte da referência não está preparada para fornecer.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Competência Clínica: A capacidade de realizar aceitavelmente aqueles deveres diretamente relacionados ao cuidado de paciente.Toracotomia: Incisão cirúrgica na parede do tórax.Massagem: Conjunto de manipulações sistemáticas e científicas dos tecidos corporais de melhor eficiência, com as mãos, com o propósito de influenciar os sistemas nervoso e muscular e a circulação geral.Responsabilidade Legal: Dever jurídico de cumprir obrigação imposta por NORMAS LEGAIS, cujo descumprimento acarreta aplicação de SANÇÃO correspondente.Doenças Musculoesqueléticas: As doenças dos músculos e dos seus ligamentos associados e outros tecidos conectivos e dos ossos e cartilagens vistos coletivamente.Crioterapia: Forma de tratamento que consiste no uso local ou geral de frio. A destruição seletiva de tecidos pelo frio extremo ou congelamento é chamada criocirurgia.Quimioterapia Combinada: Terapia administrada simultaneamente com duas ou mais preparações diferentes para obter um efeito combinado.Tolerância a Medicamentos: Diminuição progressiva da susceptibilidade de humanos ou animais aos efeitos de um fármaco, em consequência de sua administração contínua. Deve ser distinguida de RESISTÊNCIA A MEDICAMENTOS, em que um organismo, doença ou tecido não conseguem responder à eficácia pretendida de uma substância química ou fármaco. Deveria também ser diferenciada da DOSE MÁXIMA TOLERAVEL e NÍVEL DE EFEITO ADVERSO NÃO OBSERVADO.Coleta de Dados: Reunião sistemática de dados, com um objetivo específico, de várias fontes, incluindo questionários, entrevistas, observação, registros existentes e equipamentos eletrônicos.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.CorticosteroidesReprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Anemia Falciforme: Doença caracterizada por anemia hemolítica crônica, crises dolorosas episódicas e envolvimento patológico de vários órgãos. É a expressão clínica de homozigosidade do gene que codifica a hemoglobina S.Amidas: Compostos orgânicos que contêm o radical -CO-NH2. As amidas são derivadas de ácidos pela substituição dos grupos -OH por grupos -NH2 ou então a partir da amônia, pela substituição do H por um grupo acila.Recém-Nascido: Criança durante o primeiro mês após o nascimento.Anestesia: Estado caracterizado pela perda dos sentidos ou sensações. Esta depressão da função nervosa geralmente é resultante de ação farmacológica e é induzida para permitir a execução de cirurgias ou outros procedimentos dolorosos.Assistência Ambulatorial: Cuidados ou tratamentos prestados a um indivíduo, cujas condições de saúde lhe permitem comparecer à consulta e retornar à casa, dispensando internação hospitalar. (European Commission Glossary)Relações Médico-Paciente: Interações entre médico e paciente.Medula Espinal: Coluna cilíndrica de tecido subjacente dentro do canal vertebral. É composto de SUBSTÂNCIA BRANCA e SUBSTÂNCIA CINZENTA.Infusões Intralesionais: Administração de medicamentos ou líquidos diretamente em lesões localizadas, por meio de fluxo gravitacional ou BOMBAS DE INFUSÃO.Bem-Estar do Animal: Proteção de animais em laboratórios ou outros ambientes específicos para promover sua saúde através de melhor nutrição, alojamento e cuidados.Síndrome Pós-Laminectomia: Afecção de dor e desconforto persistentes nas COSTAS e na PERNA após cirurgia lombar, frequentemente descrita em pacientes inscritos em CENTROS DE DOR.Dor do Parto: Dor associada com TRABALHO DE PARTO durante o PARTO. É causada, inicialmente por CONTRAÇÕES UTERINAS, bem como, pressão no Colo, BEXIGA e TRATO GASTROINTESTINAL. A dor do parto ocorre, na maioria das vezes, no ABDOME, VIRILHA e COSTAS.Amplitude de Movimento Articular: A distância e direção para qual uma articulação óssea pode ser estendida. A amplitude de movimento é uma função da condição das articulações, músculos e tecidos conjuntivos envolvidos. A flexibilidade da articulação pode ser melhorada através de EXERCÍCIOS DE ALONGAMENTO MUSCULAR apropriados.Procedimentos Ortopédicos: Procedimentos utilizados para tratar e corrigir deformidades, doenças e lesões do SISTEMA MUSCULOSQUELÉTICO, articulações e estruturas associadas.Medição de Risco: Métodos e técnicas aplicadas para identificar os fatores de risco e medir a vulnerabilidade aos perigos potenciais causados por desastres e substâncias químicas.Doenças do Sistema Nervoso Periférico: Doenças dos nervos periféricos externos ao cérebro e medula espinhal, incluindo doenças das raizes dos nervos, gânglios, plexos, nervos autônomos, nervos sensoriais e nervos motores.Atividades Cotidianas: Realização das atividades básicas de cuidados pessoais próprios como vestir-se, caminhar ou comer.Pacientes Internados: Pessoas admitidas em instalações de saúde que providenciam comida e alojamento, com o propósito de observação, cuidados, diagnóstico ou tratamento.Análise Custo-Benefício: Relação entre os benefícios gerados por um programa e seus custos. A razão benefício por custo é a medida do total esperado obtido por unidade de dinheiro dispendida.Medicina do Trabalho: Especialidade da medicina que trata da promoção e manutenção da saúde física e mental de trabalhadores em seu local de trabalho.Anestesia Epidural: Procedimento em que um anestésico é injetado no espaço epidural.Guias como Assunto: Sistemática de regras de fiscalização ou de princípios. Podem ser desenvolvidos por agências governamentais em qualquer nível, instituições, sociedades profissionais, juntas governamentais ou por reunião de especialistas para discussão. O texto pode ser cursivo ou em forma esquemática, mas é geralmente um guia completo para os problemas e abordagens em qualquer campo de atividade. Para guias nos campos dos cuidados de saúde e medicina clínica, GUIAS DE PRÁTICA CLÍNICA COMO ASSUNTO está disponível.Ambulatório Hospitalar: Serviços hospitalares que prestam assistência médica com base ambulatorial.National Health Insurance, United StatesComorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.