Hidroxilaminas: Compostos orgânicos que contêm o radical (-NH2OH).Hidroxilamina: Composto inorgânico incolor (HONH2) utilizado na síntese orgânica e como um agente redutor devido a sua capacidade em doar óxido nítrico.Nitrosomonas: Gênero de bactérias Gram-negativas, em forma elipsoidal ou de bastonete, que têm como principal fonte de energia e poder redutor a oxidação de amônia a nitrito. Suas espécies ocorrem no solo, oceanos, lagos, rios e sistemas de depósito de dejetos.Dietil Pirocarbonato: Conservante de vinhos, bebidas suaves, suco de frutas e esterificante moderado.Nitrosomonas europaea: Espécie tipo do gênero NITROSOMONAS, quimiolitotrofo, Gram-negativo, que oxida amônia a nitrito. É encontrado em solo, águas residuais, água doce e em paredes de edifícios e, principalmente, em áreas poluídas onde o ar contém níveis elevados de compostos de nitrogênio.Sulfametoxazol: Antibacteriano bacteriostático que interfere com a síntese do ácido fólico em bactérias suscetíveis. Seu amplo espectro de atividade foi limitado pelo desenvolvimento de resistência.Nitritos: Sais do ácido nitroso ou compostos que possuem o grupamento NO2-. Os nitritos inorgânicos do tipo MNO2 (onde M=metal) são todos insolúveis, exceto os nitritos alcalinos. Os nitritos orgânicos podem ser isômeros, mas não idênticos aos seus correspondentes compostos nitrogenados.HidrazinasTriacetonamina-N-Oxil: Radical de N-óxido cíclico que funciona como um marcador de giro e agente sensível à radiação.Oxirredutases: Classe de todas as enzimas que catalisam reações de oxidorredução. O substrato que é oxidado é considerado doador de hidrogênio. O nome sistemático é baseado na oxidorredutase doador:receptor. O nome recomendado é desidrogenase, onde for possível. Como alternativa, redutase pode ser usado. O termo oxidase é usado apenas nos casos em que o O2 é o receptor.Acilação: A adição de um radical de ácido orgânico numa molécula.Dapsona: Sulfona ativa contra um ampla espectro de bactérias, mas é principalmente empregada por suas ações contra a MYCOBACTERIUM LEPRAE. Seus mecanismos de ação são provavelmente similares aos das SULFONAMIDAS, que envolvem a inibição da síntese do ácido fólico em organismos suscetíveis. É também utilizada com a PIRIMETAMINA no tratamento da malária.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Ácidos Palmíticos: Um grupo de ácidos graxos de dezesseis carbonos que não contêm duplas ligações.Oxirredução: Reação química em que um elétron é transferido de uma molécula para outra. A molécula doadora do elétron é o agente de redução ou redutor; a molécula aceitadora do elétron é o agente de oxidação ou oxidante. Os agentes redutores e oxidantes funcionam como pares conjugados de oxidação-redução ou pares redox (tradução livre do original: Lehninger, Principles of Biochemistry, 1982, p471).Oximas: Compostos que contêm o radical R2C=N.OH derivado da condensação de ALDEÍDOS ou CETONAS com HIDROXILAMINA. Membros deste grupo são REATIVADORES DA COLINESTERASE.Óxidos de Nitrogênio: Óxidos inorgânicos que contêm nitrogênio.Ácido Palmítico: Ácido graxo saturado comum encontrado em gorduras e ceras incluindo azeite de oliva, óleo de palmeira, e lipídeos corporais.Amônia: Gás alcalino e incolor. É formado pelo corpo durante a decomposição de matéria orgânica ao longo de uma série de importantes reações metabólicas. Note-se que a forma aquosa da amônia é denominada HIDRÓXIDO DE AMÔNIA.Nitrito Redutases: Grupo de enzimas que oxidam diversas substâncias nitrogenadas para dar nitrito. EC 1.Nitrito Redutase (NAD(P)H): Enzima encontrada principalmente em BACTÉRIAS e FUNGOS, que cataliza a oxidação de hidróxido de amônio a nitrito. É um HEME ferro-enxofre, uma FLAVOPROTEÍNA contendo siroheme, e que pode utilizar tanto NAD como NADP como cofatores. Esta enzima foi anteriormente classificada como EC 1.6.6.4.Óxidos N-Cíclicos: Compostos heterocíclicos em que um oxigênio se encontra ligado a um nitrogênio cíclico.Espectrofotometria: Arte ou processo de comparar fotometricamente a intensidade relativa da luz em diferentes regiões do espectro.Concentração de Íons de Hidrogênio: Normalidade de uma solução com relação a íons de HIDROGÊNIO, H+. Está relacionada com medições de acidez na maioria dos casos por pH = log 1/2[1/(H+)], onde (H+) é a concentração do íon hidrogênio em equivalentes-grama por litro de solução. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Citocromo-B(5) Redutase: FLAVOPROTEÍNA oxidorredutase que ocorre como uma enzima solúvel e como uma enzima ligada a membrana devido ao PROCESSAMENTO ALTERNATIVO de um único RNAm. A forma solúvel está presente, principalmente nos ERITRÓCITOS e está envolvido na redução da METEMOGLOBINA. A forma da enzima ligada a membrana é encontrada, principalmente no RETÍCULO ENDOPLASMÁTICO e na membrana mitocondrial externa, onde participa da insaturação dos ÁCIDOS GRAXOS, biossíntese do COLESTEROL e metabolismo da droga. A deficiência desta enzima pode resultar em METEMOGLOBINEMIA.Tetróxido de Ósmio: (T-4)-óxido de ósmio (OsO4). Um óxido de ósmio altamente tóxico e volátil utilizado na indústria como um agente oxidante. É também utilizado como fixador e corante histológico e como um agente de sinovectomia em articulações artríticas. Seu vapor pode causar lesões nos olhos, pele e pulmões.Sulfitos: Sais inorgânicos do ácido sulfuroso.Ferredoxina-Nitrito Redutase: Proteína contendo FERRO que usa 'siroheme' e centros de ferro-enxofre 4F e 4S como grupos prostéticos. Catalisa a oxidação de seis elétrons da AMÔNIA a nitrito.Histidina: Aminoácido essencial necessário para a produção de HISTAMINA.Halorrodopsinas: Bombas de cloreto dirigida por luz que são encontradas ubiquamente em membros halofílicos do grupo ARCHAEA (HALOBACTERIALES).Ditionita: Ditionita. O íon do ácido ditionoso e seus sais.Citocromos a1: Subclasse de heme a contendo citocromos que têm uma reduzida absorção alfa-banda de 587-592 nm. São encontrados principalmente em micro-organismos.Iodatos: Sais inorgânicos do ácido iódico (HIO3).Formiatos: Derivados dos ácidos fórmicos. Está incluída sob este descritor uma ampla variedade de formas de ácidos, sais, ésteres e amidas que são formadas por grupamento carboxila de um único carbono.Ácidos Mirísticos: Ácidos monocarboxílicos saturados de cadeias de catorze carbonos.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Compostos NitrososMetemoglobinaButanosBoroidretos: Classe de compostos inorgânicos ou orgânicos que contêm o ânion boroidreto (BH4-).Reativadores Enzimáticos: Compostos que restauram a atividade enzimática, removendo um grupo inibidor ligado ao sítio reativo da enzima.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Heme: Porção provedora de cor da hemoglobina. É encontrada sob a forma livre em tecidos e como o grupo prostético em diversas hemeproteínas.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Beggiatoa: Gênero de bactérias filamentosas e incolores da família THIOTRICHACEAE, cujas células contêm inclusões de grânulos de enxofre. Quando encontradas em leitos com algas marinhas em decomposição e mesmo em águas poluídas apresentam sinais de degradação ambiental.Bromatos: Sais ou íons negativos derivados do ácido brômico (HBrO3).Hemeproteínas: Proteínas que contêm uma porfirina ligada ao ferro, ou heme, grupo prostético que se assemelha à hemoglobina.Espectrofotometria Ultravioleta: Determinação do espectro de absorção ultravioleta por moléculas específicas em gases ou líquidos, por exemplo, Cl2, SO2, NO2, CS2, ozônio, vapor de mercúrio e vários compostos insaturados.Pentanonas: Cetonas de cinco carbonos de cadeia linear ou cadeia ramificada.Rodopsinas Sensoriais: Rodopsinas fotossensoriais encontradas em micro-organismos, como as EURYARCHAEOTA. Convertem os sinais luminosos em informação bioquímica que regula algumas funções celulares, como a atividade motora dos flagelos.Compostos de Pralidoxima: Vários sais de oxima amônio quaternário que reconstitui acetilcolinesterase inativadas, especialmente nas junções neuromusculares, podendo causar bloqueio neuromuscular. São utilizados como antídotos nos envenenamentos por organofosforosos como cloretos, iodetos, metanossulfonados (mesilatos) dentre outros sais.Rodopsina: Pigmento vermelho-arroxeado, sensível à luz, encontrado nos BASTONETES DA RETINA da maioria dos vertebrados. É um complexo que consiste de uma molécula de OPSINA DE BASTONETE e uma molécula de 11-cis retinal (RETINALDEÍDO). Rodopsinas exibem pico de absorção no comprimento de onda de 500 nm.Química: Ciência básica envolvida com a composição, estrutura e propriedades da matéria, bem como as reações que ocorrem entre substâncias e o intercâmbio de energia associado às reações.Compostos de Amônio Quaternário: Derivados de compostos de amônio (NH4+ Y-), em que todos os quatro átomos de hidrogênio (ligados ao nitrogênio) foram substituídos por grupos hidrocarbila (NR4+ Y-). São diferentes das IMINAS (RN=CR2).Iodobenzoatos: Ésteres ou sais do ácido benzoico substituídos com um ou mais átomos de iodo.Sítios de Ligação: Partes de uma macromolécula que participam diretamente em sua combinação específica com outra molécula.Fenômenos Químicos: Composição, conformação e propriedades de átomos e moléculas, e seus processos de reação e interação.Peso Molecular: Soma do peso de todos os átomos em uma molécula.FenantrolinasCitocromos c1: Proteína citocrômica mitocondrial tipo c de 30-kDa ligada à membrana, que funciona como doador de elétron para o GRUPO DOS CITOCROMOS C na CADEIA RESPIRATÓRIA mitocondrial e bacteriana. (Tradução livre do original: From Enzyme Nomenclature, 1992, p545)Escherichia coli: Espécie de bactérias Gram-negativas, facultativamente anaeróbicas, em forma de bastão (BACILOS GRAM-NEGATIVOS ANAERÓBIOS FACULTATIVOS) comumente encontrada na parte mais baixa do intestino de animais de sangue quente. Geralmente não é patogênica, embora algumas linhagens sejam conhecidas por produzir DIARREIA e infecções piogênicas. As linhagens patogênicas (virotipos) são classificadas pelos seus mecanismos patogênicos específicos como toxinas (ESCHERICHIA COLI ENTEROTOXIGÊNICA), etc.