Fungos Mitospóricos: Grande e heterogêneo grupo de fungos cuja característica em comum é a ausência de estado sexual. Muitos dos fungos patogênicos para humanos pertencem a este grupo.Fungos: Reino de organismos eucarióticos e heterotróficos que vivem parasitariamente como sáprobios, incluindo COGUMELOS, LEVEDURAS, fuligens, bolores ou mofos, etc. Reproduzem-se sexuada ou assexuadamente e possuem ciclos de vida que variam de simples a complexo. Os fungos filamentosos, geralmente conhecidos como 'mofo', referem-se àqueles que crescem como colônias multicelulares.Ascomicetos: Filo de fungos que possuem paredes cruzadas ou septos no micélio. O estado perfeito é caracterizado pela formação de célula em forma de saco (asco) contendo ascósporos. A maioria dos fungos patogênicos com estados perfeitos conhecidos pertencem a este filo.Basidiomycota: Filo de fungos que produzem seus esporos sexuais (basidiósporos) na parte externa do basídio. Inclui formas popularmente conhecidas como cogumelos, boletos, bufas-de-lobo, "estrelas terrestres" (earthstars), fungos do ninho de aves, fungos de gelatina, fungos de suporte ou de prateleira, e bolores.Esporos Fúngicos: Corpos reprodutivos produzidos por fungos.DNA Fúngico: Ácido desoxirribonucléico que forma o material genético de fungos.Proteínas Fúngicas: Proteínas encontradas em quaisquer espécies de fungos.Penicillium: Gênero de fungos mitospóricos da família Trichocomaceae que desenvolvem corpos de frutificação semelhantes a uma vassoura. Quando identificados, os teleomorfos incluem EUPENICILLIUM e TALAROMYCES. Várias espécies (mas, especialmente, o PENICILLIUM CHRYSOGENUM) são fontes do antibiótico penicilina.Micélio: Corpo do fungo que é formado por HIFAS.Hypocreales: Ordem de fungos do filo ASCOMYCOTA que inclui numerosas espécies que são parasitas de plantas superiores, insetos ou fungos. Outras espécies são saprotróficas.