Espectrometria de Massas por Ionização por Electrospray: Técnica de espectrometria de massa usada para análise de compostos não voláteis tais como proteínas e macromoléculas. A técnica envolve preparação de gotas eletricamente carregadas das moléculas em análise dissolvidas em solvente. As gotas eletricamente carregadas entram em uma câmara de vácuo onde o solvente é evaporado. A evaporação de solvente reduz o tamanho da gota, através disso aumentando a repulsão coulombiana dentro da gota. Como as gotas carregadas se tornam menores, a carga excessiva dentro delas lhes faz desintegrar e liberar moléculas em teste. As moléculas volatilizadas são então analisados por espectrometria de massa.Espectrometria de Massas: Método analítico usado para determinar a identidade de um composto químico com base em sua massa, empregando analisadores/espectrômetros de massa.Espectrometria de Massas em Tandem: Técnica de espectrometria de massa utilizada com dois (MS/MS) ou mais analisadores de massa. Com os dois em tandem, os íons precursores são selecionados primeiro por um analisador de massa e focados na região de colisão, na qual serão fragmentados, originando produtos iônicos que serão, então, caracterizados por um segundo analisador de massa. Várias técnicas são utilizadas para separar os compostos, ionizá-los e introduzí-los no primeiro analisador de massa. Por exemplo, no caso da GC-MS/MS, a CROMATOGRAFIA DE GASES E ESPECTROMETRIA DE MASSAS estão envolvidas na separação dos compostos relativamente pequenos, por meio da cromatografia gasosa, antes de injetá-los na câmara de ionização para a seleção por massa.Espectrometria de Massas por Ionização e Dessorção a Laser Assistida por Matriz: Técnica espectrométrica de massa que é utilizada para análise de grandes biomoléculas. Moléculas analíticas são enterradas em uma matriz excedente de pequenas moléculas orgânicas que mostram uma alta absorção ressonante ao comprimento de onda do laser usado. A matriz absorve a energia do laser, induzindo então uma desintegração suave da mistura amostra-matriz na matriz livre (fase gasosa) e as moléculas analíticas e íons moleculares. Em geral, somente os íons moleculares das moléculas analíticas são produzidos, e quase nenhuma fragmentação ocorre. Isto torna o método bem ajustado para determinações de peso molecular e análise de misturas.Cromatografia Líquida: Técnica cromatográfica na qual a fase móvel é um líquido.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Cromatografia Gasosa-Espectrometria de Massas: Técnica microanalítica que combina espectrometria de massas e cromatografia gasosa para determinação qualitativa e quantitativa de compostos.Ionização do Ar: Dissociação de moléculas do ar em íons positivos e negativos sob a influência de um campo elétrico.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Íons: Átomo ou grupo de átomos que têm uma carga elétrica positiva ou negativa devido a ganho (carga negativa) ou perda (carga positiva) de um ou mais elétrons. Átomos com carga positiva são conhecidos como CÁTIONS e, aqueles com carga negativa são ÂNIONS.Ciclotrons: Dispositivos para aceleração de partículas com carga elétrica em um caminho espiral, pela ação de um campo elétrico variável de frequência constante. Este campo é sincronizado com o movimento das partículas em um campo magnético constante.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Calibragem: Determinação, por medida ou comparação com um padrão, do valor correto de cada escala lida em um metro ou outro instrumento de medida; ou a determinação da calibragem de um dispositivo controle que corresponda a valores particulares de voltagem, corrente, frequência ou outra potência.Gases: Fluido aeriforme. Toma a forma do espaço onde está confinado e pode mudar para o estado líquido ou sólido por perda de temperatura ou aumento de pressão (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Pressão Atmosférica: Pressão em qualquer ponto da atmosfera exercida exclusivamente pelo peso dos gases atmosféricos sobre este ponto.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Espectrometria de Massas de Bombardeamento Rápido de Átomos: Técnica espectrométrica de massa que é utilizada para análise de uma ampla faixa de biomoléculas, tais como glicoalcaloides, glicoproteínas, polissacarídeos e peptídeos. O espectro do átomo de bombardeamento rápido positivo e negativo é registrado em um espectrômetro ajustado a uma pistola atômica com xenônio como feixe usual. O espectro de massa obtido contém o reconhecimento do peso molecular bem como a sequência de informação.Análise de Fourier: Análise baseada na função matemática primeiramente formulada por Jean-Baptiste-Joseph Fourier em 1807. A função, conhecida como transformada de Fourier, descreve o padrão senoidal da qualquer padrão oscilante no mundo físico em termos de amplitude e fase. Tem vasta aplicação na biomedicina, p.ex., análise dos dados de cristalografia de raios X centrais para identificar a natureza de dupla hélice do DNA e analisar outras moléculas, inclusive vírus, e o algoritmo modificado de retroprojeção usado universalmente no processamento das imagens de tomografia computadorizada, etc.Glicerofosfolipídeos: Derivados do ácido fosfatídico, nos quais as regiões hidrofóbicas são compostas por dois ácidos graxos e um álcool polar encontra-se ligado na posição C-3 do glicerol através de uma ligação fosfodiéster. São denominados de acordo com suas cabeças polares, tais como fosfatidilcolina e fosfoatidiletanolamina.Espectrometria de Massa de Íon Secundário: Técnica de espectrometria de massa que é usada para análise química microscópica. Um feixe de íons primários com uma energia de 5-20 quiloeletrovolts (keV) bombardeia um pequeno ponto na superfície da amostra em condições ultra-altas de vácuo. Os íons secundários positivos e negativos expelidos da superfície são analisados em um espectrômetro de massa em relação a sua proporção de massa e carga. O imageamento digital pode ser gerado a partir dos feixes de íons secundários e sua intensidade pode ser medida. As imagens iônicas podem ser correlacionadas com as imagens de microscopia óptica ou outra, fornecendo ferramentas úteis para estudos moleculares e de ações de drogas.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Padrões de Referência: Base [metodológica] com valores estabelecidos para se medir quantidade, massa, extensão ou qualidade, p.ex. padrões para massa, soluções, métodos, técnicas e procedimentos usados no diagnóstico e na terapêutica.Deutério: Deutério. Um isótopo estável do hidrogênio. Possui somente um nêutron e um próton em seu núcleo.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Proteômica: Estudo sistemático do complexo completo de proteínas (PROTEOMA) dos organismos.Indicadores e Reagentes: Substâncias usadas para detecção, identificação, análise, etc. de processos ou condições químicas, biológicas ou patológicas. Indicadores são substâncias que mudam sua aparência física (p.ex., cor) no ponto final de uma titulação química (ou dele se aproximando), p.ex., na passagem entre a acidez e a alcalinidade. Reagentes são substâncias usadas para detecção ou determinação (especialmente análise) de outra substância por meios químicos ou microscópicos. Os tipos de reagentes são precipitantes, solventes, oxidantes, redutores, fluxos, e reagentes colorimétricos.Misturas Complexas: Misturas de muitos componentes em proporções não exatas, geralmente naturais, como EXTRATOS DE PLANTAS, VENENOS e ADUBOS. Estes se diferenciam de COMBINAÇÃO DE MEDICAMENTOS que tem só uns poucos componentes em proporções definidas.Sequência de Carboidratos: Sequência de carboidratos dentro de POLISSACARÍDEOS, GLICOPROTEÍNAS, e GLICOLIPÍDEOS.Peptídeos: Membros da classe de compostos constituídos por AMINOÁCIDOS ligados entre si por ligações peptídicas, formando estruturas lineares, ramificadas ou cíclicas. Os OLIGOPEPTÍDEOS são compostos aproximadamente de 2 a 12 aminoácidos. Os polipeptídeos são compostos aproximadamente de 13 ou mais aminoácidos. As PROTEÍNAS são polipeptídeos lineares geralmente sintetizados nos RIBOSSOMOS.Limite de Detecção: Concentração ou quantidade derivada da menor medida que pode ser detectada com razoável grau de certeza para um dado procedimento analítico.Eletroforese Capilar: Técnica altamente sensível (da ordem de picomolar, que é 10.000 vezes mais sensível que a eletroforese convencional) e eficiente que permite a separação de PROTEÍNAS, ÁCIDOS NUCLEICOS e CARBOIDRATOS. (Tradução livre do original: Segen, Dictionary of Modern Medicine, 1992)Extração em Fase Sólida: Método de extração que separa amostras a serem analisadas usando uma fase sólida e uma líquida. É utilizada para a purificação de uma amostra, antes de analisá-la por CROMATOGRAFIA e outros métodos analíticos.Isomerismo: Fenômeno através do qual determinados compostos químicos apresentam estruturas [espaciais] diferentes, embora possuam a mesma composição elementar.Medição da Troca de Deutério: Técnica de pesquisa para medir as regiões moleculares expostas a um solvente que é utilizada para obter informação sobre a CONFORMAÇÃO PROTEICA.Espectroscopia de Ressonância Magnética: Método espectroscópico de medição do momento magnético de partículas elementares, como núcleos atômicos, prótons ou elétrons. É empregada em aplicações clínicas, como Tomografia por RMN (IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).Solventes: Líquidos [usados para] dissolver outras substâncias (solutos), estas geralmente sólidas, sem que haja mudança em sua composição química [do soluto], como açúcar [soluto] [dissolvido] em água [solvente], [ou iodo (soluto) dissolvido em álcool (solvente)].Nanotecnologia: Desenvolvimento e emprego de técnicas para estudar fenômenos físicos e estruturas construídas em escala nanométrica ou menor.Modelos Químicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a atividade de processos ou fenômenos químicos; compreende o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Proteoma: Complemento proteico de um organismo codificado por seu genoma.Proteínas: Polipeptídeos lineares sintetizados nos RIBISSOMOS e posteriormente podem ser modificados, entrecruzados, clivados ou agrupados em proteínas complexas com várias subunidades. A sequência específica de AMINOÁCIDOS determina a forma que tomará o polipeptídeo, durante o DOBRAMENTO DE PROTEÍNA e a função da proteína.Mapeamento de Peptídeos: Análise de PEPTÍDEOS gerados pela digestão ou fragmentação de uma proteína ou mistura de PROTEÍNAS, por ELETROFORESE, CROMATOGRAFIA ou ESPECTROMETRIA DE MASSAS. Os resultados das impressões digitais de peptídeos são analisados para vários propósitos, entre eles a identificação das proteínas em uma amostra, POLIMORFISMO GENÉTICO, padrões de expressão gênica e padrões de diagnósticos de doenças.Microquímica: Desenvolvimento e uso de técnicas e equipamentos para estudar ou executar reações químicas, usando pequenas quantidades de material, frequentemente menos que um miligrama ou mililitro.Concentração de Íons de Hidrogênio: Normalidade de uma solução com relação a íons de HIDROGÊNIO, H+. Está relacionada com medições de acidez na maioria dos casos por pH = log 1/2[1/(H+)], onde (H+) é a concentração do íon hidrogênio em equivalentes-grama por litro de solução. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Mioglobina: Proteína conjugada que é o pigmento transportador de oxigênio do músculo. É formado de uma cadeia polipeptídica de globina e um grupo heme.Detecção do Abuso de Substâncias: Detecção de abuso, uso excessivo ou uso errôneo de drogas, incluindo drogas legais e ilegais. O método usual de detecção é a triagem da urina.Soluções: Misturas homogêneas formadas ao se misturar uma substância (soluto) sólida, líquida ou gasosa em um líquido (solvente), do qual as substâncias dissolvidas podem ser recuperadas através de processos físicos.Oligossacarídeos: Carboidratos formados por dois (DISSACARÍDEOS) a dez MONOSSACARÍDEOS ligados entre si por uma ligação alfa- ou beta-glicosídica. São encontrados em toda a natureza tanto sob a forma livre como complexada.Eletroforese em Gel Bidimensional: Eletroforese na qual uma segunda condução eletroforética perpendicular é feita nos componentes separados resultantes da primeira eletroforese. Esta técnica é geralmente feita em géis de poliacrilamida.Peso Molecular: Soma do peso de todos os átomos em uma molécula.Espectroscopia Infravermelho Transformada de Fourier: Técnica espectroscópica na qual uma faixa de comprimentos de onda é apresentada simultaneamente com um interferômetro e o espectro é matematicamente derivado do padrão que é então obtido.Metais Alcalinos: Metais que constituem o grupo I (anteriormente grupo 1a) da tabela periódica. São os mais fortes metais eletropositivos. Observar que o HIDROGÊNIO não é considerado um metal alcalino, embora localizado no grupo 1 iniciando a tabela periódica.Hidrogênio: Hidrogênio. O primeiro elemento da tabela periódica. Possui símbolo atômico H, número atômico 1 e peso atômico [1.00784; 1.00811]. Existe, sob condições normais, como um gás bi-atômico incolor, inodoro e insípido. Os íons de hidrogênio são PRÓTONS. Além do comum isótopo H1, o hidrogênio ainda existe nas formas do isótopo estável, DEUTÉRIO e do isótopo instável, o TRÍTIO.Metabolômica: Identificação sistemática e quantificação de todos os produtos metabólicos de uma célula, um tecido, um órgão ou organismo em condições variáveis. O METABOLOMA de uma célula ou organismo é uma coleção de metabólitos que representa sua rede de respostas às condições em curso.Substâncias Explosivas: Substâncias energeticamente instáveis que podem gerar uma expansão súbita de material, denominada explosão, acompanhada de calor, pressão e ruído. Outras coisas que foram descritas como explosivas e que não foram incluídas aqui são o aquecimento da ação do laser, o comportamento humano, surtos epidêmicos súbitos ou rápido crescimento celular.Fragmentos de Peptídeos: Proteínas parciais formadas pela hidrólise parcial de proteínas completas ou geradas através de técnicas de ENGENHARIA DE PROTEÍNAS.Ionização de Chama: Pirólise de compostos orgânicos à temperatura de uma chama de ar de hidrogênio para produção de intermediários iônicos que podem ser coletados e a corrente iônica resultante ser medida por cromatografia gasosa.Cromatografia de Fase Reversa: Técnica de cromatografia em que a fase estacionária é composta por uma substância não polar e a fase móvel é polar, ao contrário da cromatografia de fase normal, em que a fase estacionária é uma substância polar e a fase móvel é não polar.Tripsina: Serina endopeptidase formada a partir do TRIPSINOGÊNIO no pâncreas. É convertida na sua forma ativa pela ENTEROPEPTIDASE no intestino delgado. Catalisa a hidrólise do grupo carboxila de ambas, arginina ou lisina. EC 3.4.21.4.Álcoois Benzílicos: Derivados alcoólicos do radical arílico (C6H5CH2-) e definidos por C6H5CHOH. O conceito inclui derivados com qualquer substituto no anel benzênico.Modelos Moleculares: Modelos usados experimentalmente ou teoricamente para estudar a forma das moléculas, suas propriedades eletrônicas ou interações [com outras moléculas]; inclui moléculas análogas, gráficos gerados por computador e estruturas mecânicas.Espectrofotometria Ultravioleta: Determinação do espectro de absorção ultravioleta por moléculas específicas em gases ou líquidos, por exemplo, Cl2, SO2, NO2, CS2, ozônio, vapor de mercúrio e vários compostos insaturados.Conformação Proteica: Forma tridimensional característica de uma proteína, incluindo as estruturas secundária, supersecundária (motivos), terciária (domínios) e quaternária das cadeias peptídicas. A ESTRUTURA QUATERNÁRIA DE PROTEÍNA descreve a conformação assumida por proteínas multiméricas (agregados com mais de uma cadeia polipeptídica).PolissacarídeosAcetonitrilos: Compostos em que um grupo metil está anexado à parte ciano.Oxirredução: Reação química em que um elétron é transferido de uma molécula para outra. A molécula doadora do elétron é o agente de redução ou redutor; a molécula aceitadora do elétron é o agente de oxidação ou oxidante. Os agentes redutores e oxidantes funcionam como pares conjugados de oxidação-redução ou pares redox (tradução livre do original: Lehninger, Principles of Biochemistry, 1982, p471).Ação Capilar: Fenômeno em que a superfície de um líquido que entra em contato com um sólido encontra-se elevada ou afundada, devido à atração relativa das moléculas do líquido entre si e entre elas e o sólido. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Eletroquímica: Estudo das transformações químicas resultantes da ação elétrica e, [também inversamente] da atividade elétrica resultante das transformações químicas.Configuração de Carboidratos: Forma característica tridimensional de um carboidrato.Ciências Forenses: Disciplinas que aplicam as ciências à lei. Entre as ciências forenses estão uma grande variedade de disciplinas, como TOXICOLOGIA FORENSE, ANTROPOLOGIA FORENSE, MEDICINA LEGAL, ODONTOLOGIA LEGAL e outras.Éteres de Coroa: Poliéteres macrocíclicos com repetição da unidade (-CH2-CH2-O)n onde n é maior que 2 e alguns oxigênios podem ser substituídos por nitrogênio, enxofre ou fósforo. Estes compostos são úteis para coordenar CÁTIONS. A nomenclatura usa um prefixo para indicar o tamanho do anel e um sufixo para vários heteroátomos.Hidrólise: Processo de clivar um composto químico pela adição de uma molécula de água.Plasmalogênios: GLICEROFOSFOLIPÍDEO, no qual uma das duas cadeias acil encontra-se ligada ao glicerol com uma ligação alcenil éter no lugar de um éster como com outros glicerofosfolipídeos.Estabilidade de Medicamentos: Integridade química e física de um produto farmacêutico.Marcação por Isótopo: Técnicas para marcação de uma substância com um isótopo estável ou radioativo. Não é utilizada para condições envolvendo substâncias marcadas a menos que o método de marcação seja substancialmente discutido. Os traçadores que podem ser marcados incluem substâncias, células ou microrganismos.Cromatografia em Camada Delgada: Cromatografia em camadas delgadas de adsorventes e não em colunas. O adsorvente pode ser alumina, sílica gel, silicatos, carvão vegetal ou celulose.Métodos Analíticos de Preparação de Amostras: Utilização de vários métodos químicos de separação e extração, como EXTRAÇÃO EM FASE SÓLIDA, CROMATOGRAFIA e extração com fluido supercrítico, para preparar amostras das medidas analíticas dos componentes.Estereoisomerismo: Fenômeno através do qual compostos cujas moléculas têm o mesmo número e tipo de átomos e o mesmo arranjo atômico, mas diferem nas relações espaciais.Metais: Elementos químicos eletropositivos caracterizados pela ductibilidade, maleabilidade, brilho e condutibilidade de calor e eletricidade. Podem substituir o hidrogênio existente nos ácidos formando bases com radicais hidroxila.Técnicas de Química Analítica: Metodologias usadas para o isolamento, identificação, detecção e quantificação de substâncias químicas.Glicerilfosforilcolina: Componente das FOSFATIDILCOLINAS ou LECITINAS, no qual os dois grupos de hidróxidos de GLICEROL são esterificados com ácidos graxos (Tradução livre de original: Stedman, 26th ed). Age contra os efeitos da ureia em enzimas e outras macromoléculas.Ligação Proteica: Processo pelo qual substâncias endógenas ou exógenas ligam-se a proteínas, peptídeos, enzimas, precursores proteicos ou compostos relacionados. Medidas específicas de ligantes de proteínas são usadas frequentemente como ensaios em avaliações diagnósticas.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Bovinos: Animais bovinos domesticados (do gênero Bos) geralmente são mantidos em fazendas ou ranchos e utilizados para produção de carne, derivados do leite ou para trabalho pesado.Conformação Molecular: Forma característica tridimensional de uma molécula.Sulfoglicoesfingolipídeos: Glicoesfingolipídeos com um grupo sulfato esterificado em um dos grupos de açúcar.Glicosilação: Adição química ou bioquímica de carboidratos ou grupos glicosídicos a outras substâncias químicas, especialmente peptídeos ou proteínas. [As enzimas] que catalisam esta reação bioquímica são as glicosil transferases.Fosfolipídeos: Lipídeos que contêm um ou mais grupos fosfatos, particularmente aqueles derivados tanto do glicerol (fosfoglicerídeos, ver GLICEROFOSFOLIPÍDEOS) ou esfingosinas (ESFINGOLIPÍDEOS). São lipídeos polares de grande importância para a estrutura e função das membranas celulares, sendo os lipídeos mais abundantes de membranas, embora não sejam armazenados em grande quantidade.Lipídeos: Termo genérico para gorduras e lipoides, constituintes do protoplasma, solúveis em álcool e éter, e são insolúveis em água. Compreendem as gorduras, óleos graxos, óleos essenciais, ceras, fosfolipídeos, glicolipídeos, sulfolipídeos, aminolipídeos, cromolipídeos (lipocromos) e ácidos graxos. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Sítios de Ligação: Partes de uma macromolécula que participam diretamente em sua combinação específica com outra molécula.Metanol: Líquido incolor e inflamável utilizado na fabricação do FORMALDEÍDO e do ÁCIDO ACÉTICO, na síntese química, como anticongelante e como solvente. A ingestão de metanol é tóxica e pode causar cegueira.Dissulfetos: Grupo de substâncias químicas que contêm ligações covalentes de dissulfetos -S-S-. Os átomos de enxofre podem estar ligados a partes inorgânicas ou orgânicas.Cavalos: Grandes mamíferos com cascos da família EQUIDAE. Cavalos são ativos dia e noite, com a maior parte do dia sendo gasta com a procura e consumo de alimento. Os picos de alimentação ocorrem no início da manhã e ao fim da tarde, e há diversos períodos diários de descanso.Medicina Legal: Aplicação do conhecimento médico às perguntas da lei.Oligonucleotídeos: Polímeros constituídos por poucos (2-20) nucleotídeos. Em genética molecular, referem-se a uma sequência curta sintetizada para se combinar a uma região onde sabidamente ocorre uma mutação e, que é então, usada como uma sonda (SONDA DE OLIGONUCLEOTÍDEO). (Dorland, 28a ed)Monossacarídeos: Açúcares simples, carboidrato que não pode ser decomposto por hidrólise. Os monossacarídeos são substâncias cristalinas incolores com gosto doce e têm a mesma fórmula geral CnH2nOn. São classificados de acordo com o número de átomos de carbono na cadeia em dioses (C2H4O2), trioses (C3H6O3), etc., e são adicionalmente classificados como aldoses ou cetoses. (Dorland, 28a ed)Eletroforese em Gel de Poliacrilamida: Eletroforese na qual um gel de poliacrilamida é utilizado como meio de difusão.Cisteína: Aminoácido não essencial contendo tiol que é oxidado para formar CISTINA.Eletrocromatografia Capilar: Separação técnica que combina cromatografia líquida e eletroforese capilar.Fracionamento Químico: Separação de uma mistura em estágios sucessivos, cada estágio remove da mistura alguma proporção de uma das substâncias, por exemplo, solubilidade diferencial em misturas de água e solventes. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Transição de Fase: A alteração de uma substância de uma forma ou de um estado a outro.Volatilização: Fase de transição do estado líquido para o estado gasoso, que está afetado pela lei de Raoult. Pode ser realizada pela destilação parcial.Dissacarídeos: Oligossacarídeos contendo duas unidades monossacarídicas ligadas por uma ligação glicosídica.Glucuronídeos: Glicosídeos do ÁCIDO GLUCURÔNICO formados pela reação do ÁCIDO GLUCURÔNICO URIDINA DIFOSFATO com algumas substâncias endógenas e exógenas. Sua formação é importante na destoxificação de drogas, na excreção dos esteroides e no metabolismo da BILIRRUBINA, transformando-a em um compostos mais hidrossolúvel que pode ser eliminado na URINA ou na BILE.Medicamentos de Ervas Chinesas: Extratos de ervas ou plantas chinesas usadas como drogas para tratar doenças ou para promover bem-estar geral. Não inclui os compostos sintéticos preparados na China.Dimenidrinato: Combinação de drogas que contêm DIDIFRENIDRAMINA e TEOFILINA. É utilizada para tratar VERTIGEM, ENJÔO DEVIDO AO MOVIMENTO e NÁUSEA associada à GRAVIDEZ.Glicosídeos: Qualquer composto que contém uma molécula carboidrato (açúcar), no qual o grupo hidroxila ligado ao primeiro carbono é substituído por um grupo alcoólico, fenólico ou outro. Recebem seu nome especificamente em relação ao açúcar contido, como glucosídeo (glucose), pentosídeo (pentose), frutosídeo (frutose) etc. A hidrólise [de glicosídeos] forma um componente açúcar e um componente não açúcar (aglicona).Proteínas Recombinantes: Proteínas preparadas através da tecnologia de DNA recombinante.Desenho de Equipamento: Métodos de criação de máquinas e dispositivos.Escherichia coli: Espécie de bactérias Gram-negativas, facultativamente anaeróbicas, em forma de bastão (BACILOS GRAM-NEGATIVOS ANAERÓBIOS FACULTATIVOS) comumente encontrada na parte mais baixa do intestino de animais de sangue quente. Geralmente não é patogênica, embora algumas linhagens sejam conhecidas por produzir DIARREIA e infecções piogênicas. As linhagens patogênicas (virotipos) são classificadas pelos seus mecanismos patogênicos específicos como toxinas (ESCHERICHIA COLI ENTEROTOXIGÊNICA), etc.Metaboloma: Coleção dinâmica de metabólitos que representam a rede de respostas metabólicas de uma célula ou organismo para as condições correntes.Muramidase: Enzima básica que está presente na saliva, lágrimas, clara de ovo e muitos fluidos animais. Funciona como agente antibacteriano. A enzima catalisa a hidrólise de ligações 1,4-beta entre os resíduos de ácido N-acetilmurâmico e a N-acetil-D-glucosamina na peptidoglicana, e entre resíduos de N-acetil-D-glucosamina na quitodextrina. EC 3.2.1.17.Cerebrosídeos: Glicoesfingolipídeos neutros que contêm um monossacarídeo, normalmente uma glucose ou galactose, na ligação 1-orto-betaglicosídica com álcool primário de um esfingoide N-acil (ceramida). Em plantas, o monossacarídeo é normalmente a glucose e o esfingoide usualmente a fitoesfingosina. Em animais, o monossacarídeo é normalmente a galactose, embora possa variar de acordo com o tecido em questão, enquanto o esfingoide é normalmente a esfingosina ou a di-hidroesfingosina.Adutos de DNA: Produtos de reações químicas que resultam na adição de grupos de substâncias químicas estranhas ao DNA.Complexos de Coordenação: Ligantes neutros ou carregados negativamente ligados a cátions de metais ou a átomos neutros. O número de átomos do ligante ao qual o centro do metal está diretamente ligado corresponde ao número de coordenação do cátion metálico, sendo este número sempre maior do que a valência ou o número de oxidação do metal. Um complexo de coordenação pode ser carregado negativamente ou positivamente ou ser neutro.Toxicologia Forense: Aplicação do conhecimento em TOXICOLOGIA às questões de direito.Acetatos: Derivados do ÁCIDO ACÉTICO. Sob este descritor estão incluídos uma grande variedade de formas ácidas, sais, ésteres e amidas que contêm a estrutura carboximetano.Esfingolipídeos: Classe de lipídeos de membrana que possuem uma cabeça polar e duas caudas não polares. São compostos por uma molécula do aminoálcool esfingosina de cadeia longa (4-esfingenina) ou um de seus derivados, uma molécula de ácido graxo de cadeia longa, uma cabeça de álcool polar e, algumas vezes, ácido fosfórico em ligações diéster na cabeça polar.Análise de Falha de Equipamento: Avaliação de incidentes envolvendo a perda de função de um equipamento. Estas avaliações são usadas para uma variedade de propósitos para determinar as taxas de insucessos, as causas de falhas, os custos das falhas e a confiança e durabilidade dos dispositivos.Compostos de Sulfidrila: Compostos que contêm o radical -SH.Desnaturação Proteica: Rompimento das ligações não covalentes e/ou dissulfídicas responsáveis pela manutenção da forma tridimensional e da atividade da proteína nativa.Ácidos Graxos: Ácidos monobásicos orgânicos derivados de hidrocarbonetos pela oxidação equivalente de um grupo metil em um álcool, aldeído e, então, ácido. Ácidos graxos são saturados e não saturados (ÁCIDOS GRAXOS NÃO SATURADOS).Ânions: Átomos, radicais ou grupos atômicos carregados negativamente capazes de se deslocarem em direção ao anodo ou polo positivo durante a eletrólise.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Extratos Vegetais: Preparações farmacêuticas concentradas de plantas obtidas pela remoção dos constituintes ativos com um solvente adequado (que é eliminado por evaporação) e ajuste do resíduo [seco] a um padrão prescrito.Alga Marinha: Macroalgas multicelulares marinhas que incluem alguns membros de algas vermelhas (RODÓFITAS), verdes (CLORÓFITAS) e pardas (FEÓFITAS). São amplamente distribuídas no oceano, ocorrendo desde o nível do mar até profundidades consideráveis, flutuando livremente (planctônicas) ou ancoradas no substrato (bênticas). Carecem de um sistema vascular especializado, mas ingerem líquidos, nutrientes e gases diretamente da água. Contêm CLOROFILA e são fotossintéticas (algumas também possuem outros pigmentos que absorvem a luz). Muitas têm importância econômica como ALIMENTOS, fertilizantes, ÁGAR, potassa ou como fonte de IODO.Processamento de Proteína Pós-Traducional: Qualquer das várias modificações pós-traducionais de PEPTÍDEOS ou PROTEÍNAS catalisadas enzimaticamente na célula de origem. Essas modificações incluem carboxilação, HIDROXILAÇÃO, ACETILAÇÃO, FOSFORILAÇÃO, METILAÇÃO, GLICOSILAÇÃO, ubiquitinação, oxidação, proteólise e a formação de ligações cruzadas e resultam em alterações no peso molecular e na motilidade eletroforética.ÉsteresDietilaminasEspectrometria de Fluorescência: Medida da intensidade e qualidade da fluorescência.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Aminas: Grupo de compostos derivados da amônia pela substituição do hidrogênio por radicais orgânicos. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Especificidade por Substrato: Aspecto característico [(dependência)] da atividade enzimática em relação ao tipo de substrato com o qual a enzima (ou molécula catalítica) reage.Análise de Sequência: Processo de múltiplos estágios que inclui a determinação de uma sequência (proteína, carboidrato, etc.), sua fragmentação e análise, e a interpretação da informação resultante da sequência.Biotransformação: Alteração química de uma substância exógena por/ou em um sistema biológico. A alteração pode inativar o composto ou pode resultar na produção de um metabólito ativo de um composto precursor inativo. As alterações podem ser divididas em DESINTOXICAÇÃO METABÓLICA FASE I e DESINTOXICAÇÃO METABÓLICA FASE II.Proteínas de Bactérias: Proteínas encontradas em qualquer espécie de bactéria.Elétrons: Partículas elementares estáveis tendo a menor carga negativa conhecida, presentes em todos os elementos; também denominados negatrons. Elétrons positivamente carregados são chamados pósitrons. Os números, as energias e o arranjo dos elétrons em torno do núcleos atômicos determinam a identidade química dos elementos. Feixes de elétrons são chamados RAIOS CATÓDICOS.Algoritmos: Procedimento constituído por uma sequência de fórmulas algébricas e/ou passos lógicos para se calcular ou determinar uma dada tarefa.Prótons: Partículas elementares estáveis que possuem a menor carga positiva conhecida, sendo encontradas no núcleo de todos os elementos. A massa de um próton é menor que a do nêutron. Um próton é o núcleo do átomo de hidrogênio leve, i. é, do íon de hidrogênio.Dicroísmo Circular: Alteração da polarização planar à elíptica quando uma onda de luz inicialmente polarizada no plano atravessa um meio oticamente ativo.Ácidos: Compostos químicos que cedem íons hidrogênio ou prótons quando dissolvidos em água podendo o hidrogênio ser substituído por metais ou radicais básicos ou ainda, substâncias que podem reagir com bases formando sais e água (neutralização). Uma extensão do termo inclui também substâncias dissolvidas em outros meios que não água. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Eletricidade Estática: Acúmulo de uma carga elétrica em um objeto.Química Encefálica: Alterações nas quantidades de vários compostos químicos (neurotransmissores, receptores, enzimas e outros metabólitos) específicos da área do sistema nervoso central contido dentro da cabeça. São monitoradas ao longo do tempo, durante a estimulação sensorial, ou em diferentes estágios de doenças.Cátions: Átomos, radicais ou grupos de átomos carregados positivamente que se deslocam em direção ao catodo ou polo negativo durante a eletrólise.Tulipa: Gênero de plantas (família LILIACEAE) cujos membros contêm tuliposídeos e tulipalinas e tem sido associados com dermatite de contato alérgica em floristas.Ácidos Carboxílicos: Compostos orgânicos contendo o grupo carboxi (-COOH). Este grupo de compostos inclui os aminoácidos e ácidos graxos. Os ácidos carboxílicos podem ser saturados, insaturados ou aromáticos.Análise de Injeção de Fluxo: Análise de uma substância química pela inserção de uma amostra em um fluxo carreador de reagente, utilizando uma válvula de injeção de amostra que impele a amostra ao longo do fluxo onde ocorre uma mistura em um tubo espiralado, e então o fluxo passa através de um detector e um registrador ou outro aparelho que manipula os dados.Fosfatidilcolinas: Derivados do ácido fosfatídico, nos quais o ácido fosfórico encontra-se ligado a uma molécula de colina por meio de ligação éster. A hidrólise completa dá origem a um mol de glicerol, ácido fosfórico e colina e 2 moles de ácidos graxos.Fosfatidiletanolaminas: Derivados do ácido fosfatídico, nos quais o ácido fosfórico encontra-se ligado a uma molécula de etanolamina por uma ligação éster. A hidrólise completa dá origem a 1 mol de glicerol, ácido fosfórico e etanolamina e, 2 moles de ácidos graxos.Ligantes: Moléculas que se ligam a outras moléculas. O termo é usado especialmente para designar uma pequena molécula que se liga especificamente a uma molécula maior, e.g., um antígeno que se liga a um anticorpo, um hormônio ou neurotransmissor que se liga a um receptor, ou um substrato ou efetor alostérico que se liga a uma enzima. Ligantes são também moléculas que doam ou aceitam um par de elétrons, formando uma ligação covalente coordenada com o átomo metálico central de um complexo de coordenação. (Dorland, 28a ed)Ventriculite Cerebral: Inflamação dos VENTRÍCULOS CEREBRAIS.Índice de Massa Corporal: Indicador da densidade do corpo que é determinado pela relação entre o PESO CORPORAL e a ESTATURA. IMC=peso (kg)/altura ao quadrado (m2). O IMC se correlaciona com a gordura corporal (TECIDO ADIPOSO). Sua relação varia com a idade e o gênero. Para adultos, o IMC se encontra nestas categorias: abaixo de 18.5 (subpeso), 18.5-24.9 (normal), 25.0-29.9 (sobrepeso), 30.0 ou superior (obeso). (Tradução livre do original: National Center for Health Statistics, Centers for Disease Control and Prevention)Aldeídos: Compostos orgânicos contendo o grupo carbonil sob a forma -CHO.Química Física: Estudo dos processos e FENÔMENOS QUÍMICOS em termos dos processos e FENÔMENOS FÍSICOS subjacentes.Compostos Orgânicos: Ampla classe de substâncias que contêm carbono e seus derivados. Muitas dessas substâncias químicas irão conter frequentemente hidrogênio com ou sem oxigênio, nitrogênio, enxofre, fósforo e outros elementos. Eles existem tanto na forma de cadeias como na forma de anéis carbônicos.Carboidratos: Maior classe de compostos orgânicos incluindo AMIDO, GLICOGÊNIO, CELULOSE, POLISSACARÍDEOS e MONOSSACARÍDEOS simples. Os carboidratos são compostos por carbono, hidrogênio e oxigênio na proporção Cn(H2O)n.Alquilação: Ligação covalente de um grupo alquila a um composto orgânico. Pode ocorrer por uma simples reação de adição ou por substituição de outro grupo funcional.Cromatografia Gasosa: Fracionamento de uma amostra vaporizada como uma consequência da partição entre uma fase móvel gasosa e uma fase estacionária presa em uma coluna. São de dois tipos, cromatografia gas-sólido, em que a fase estacionária é um sólido e gás-líquido, em que a fase estacionária é um líquido não volátil apoiado em uma matriz sólida inerte.Gálio: Elemento metálico raro designado pelo símbolo Ga, número atômico 31 e peso atômico 69,72.Doping nos Esportes: Uso ilegítimo de substâncias para atingir efeitos desejados em esportes de competição. Inclui humanos e animais.Catálise: Facilitação de uma reação química por um material (catalisador) que não é consumido na reação.BenzoxazóisTemperatura Ambiente: Propriedade de objetos que determina a direção do fluxo de calor quando eles são posicionados em contato térmico direto. A temperatura é a energia dos movimentos microscópicos (translacionais e de vibração) das partículas dos átomos.Técnicas de Diluição do Indicador: Qualquer um de vários métodos para avaliar fluxo através do sistema circulatório pela injeção de uma quantidade conhecida de indicador, tal como um corante, radionuclídeo, ou líquido refrigerado, dentro do sistema e monitoramento da sua concentração ao longo de tempo em um ponto específico no sistema. (Dorland, 28a ed)Manejo de Espécimes: Procedimentos para coleta, preservação e transporte de espécimes suficientemente estáveis para fornecer resultados eficientes e precisos, adequados à interpretação clínica.Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Glicolipídeos: Qualquer composto contendo um ou mais resíduos monossacarídeos unidos através de uma ligação glicosídica a uma molécula hidrofóbica, tal como um acilglicerol (ver GLICERÍDEOS), um esfingoide, uma ceramida (CERAMIDAS) (N-ACILESFINGOIDE) ou um frenil fosfato.FosfopeptídeosAminoácidos: Compostos orgânicos compostos que geralmente contêm um grupo amina (-NH2) e um carboxil (-COOH). Vinte aminoácidos diferentes são as subunidades que ao serem polimerizadas formam as proteínas.2,2'-Dipiridil: Reagente utilizado para a determinação de ferro.Trissacarídeos: Oligossacarídeos contendo três unidades monossacarídicas unidas por ligações glicosídicas.Hydrangea: Gênero de plantas (família HYDRANGEACEAE) cujos membros possuem hidrangenol, tumberginóis, hidramacrosídeos A e B e glicosídeos secoiridoides.Imagem Molecular: Uso de sondas de imagens dirigidas molecularmente para localizar e/ou monitorar processos bioquímicos e celulares por meio de várias modalidades de imagens que incluem CINTILOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA, IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, imagem de fluorescência (ver IMAGEM ÓPTICA) e MICROSCOPIA.Homologia de Sequência de Aminoácidos: Grau de similaridade entre sequências de aminoácidos. Esta informação é útil para analisar a relação genética de proteínas e espécies.Extração Líquido-Líquido: Remoção de um componente solúvel de uma mistura líquida por meio de contato com um segundo líquido, imiscível com o líquido de transporte, em que o componente é preferencialmente solúvel. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Glucuronatos: Derivados do ÁCIDO GLUCURÔNICO. Sob este descritor está uma ampla variedade de formas de ácidos, sais, ésteres e amidas que contêm a estrutura de glicose com carboxila no carbono 6.Fenômenos Físico-Químicos: Fenômeno físico que descreve a estrutura e as propriedades de átomos e moléculas, e seus processos de reação e interação.Zinco: Elemento metálico com número atômico 30 e peso atômico 65,38. Este elemento é necessário na dieta, formando uma porção essencial de muitas enzimas e exercendo um importante papel na síntese de proteína e divisão celular. A deficiência de zinco está associada com ANEMIA, estatura baixa, HIPOGONADISMO, prejudica a CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS e geofagia. É conhecido pelo símbolo Zn.Cardiolipinas: Fosfolipídeos acídicos compostos de 2 moléculas de ácido fosfatídico covalentemente ligado a uma molécula de glicerol. Encontradas primariamente em membranas internas de mitocôndrias e membranas plasmáticas de bactérias. Elas são o principal componente antigênico do antígeno do tipo Wassermann que é utilizado na DIAGNÓSTICO SOROLÓGICO DA SÍFILIS não treponêmico.Lisofosfatidilcolinas: Derivadas das FOSFATIDILCOLINAS obtidas pela sua hidrólise parcial que remove uma das moléculas de ácido graxo.Pseudoefedrina: Fenetilamina isômero da EFEDRINA com menos efeitos no sistema nervoso central e é utilizada principalmente para a descongestão do trato respiratório.Grupo dos Citocromos c: Grupo de citocromos com ligações de tioéter covalente, entre as cadeias vinílicas laterais do proto-heme e a proteína, ou ambos.Tribulus: Gênero de plantas (família ZYGOPHYLLACEAE) cujos membros contêm saponinas esteroidais. A ingestão delas por animais que pastam causa TRANSTORNOS DE FOTOSSENSIBILIDADE chamada grande cabeça amarela (geeldikkop) no Sul da África.Glicopeptídeos: Proteínas que contêm carboidratos ligados covalentemente a cadeias polipeptídicas. A molécula de proteína é o grupo predominante, sendo que o carboidrato representa apenas uma pequena porcentagem do peso total.Sais: Substâncias produzidas a partir de reações entre ácidos e bases; compostos constituídos de um metal (positivo) e um radical não metal (negativo).Radioisótopos de Cádmio: Isótopos de cádmio instáveis que se decompõem ou desintegram emitindo radiação. Átomos de cádmio com pesos atômicos de 103-105, 107, 109, 115 e 117-119 são radioisótopos de cádmio.Pré-Albumina: Proteína tetramérica, com peso molecular entre 50.000 e 70.000, consistindo de 4 cadeias iguais e migrando em 3 frações na eletroforese (mais móvel que a albumina sérica). Sua concentração varia entre 7 e 33 por cento no soro, mas seus níveis diminuem nas doenças hepáticas.Compostos Organometálicos: Classe de compostos do tipo R-M, em que o átomo C está ligado diretamente a qualquer outro elemento que não o H, C, N, O, F, Cl, Br, I ou At.Glicoesfingolipídeos: Lipídeos contendo pelo menos um resíduo monossacarídeo e/ou um esfingoide ou uma ceramida (CERAMIDAS). Estão subdivididos em: GLICOESFINGOLIPÍDEOS NEUTROS, compreendendo os monoglicosil- e oligoglicosilesfingóideos, e monoglicosil- e oligoglicosilceramidas, e GLICOESFINGOLIPÍDEOS ACÍDICOS, que compreendem os sialosilglicosilesfingolipídeos (GANGLIOSÍDEOS), SULFOGLICOESFINGOLIPÍDEOS (anteriormente conhecidos como sulfatidas), glicuronoglicoesfingolipídeos, e os fosfo e fosfonoglicoesfingolipídeos. (Tradução livre do original: IUPAC's webpage)Reagentes para Ligações Cruzadas: Reagentes com dois grupos reativos, geralmente em extremidades opostas da molécula, que são capazes de reagir e assim formar pontes entre as cadeias laterais de aminoácidos nas proteínas; os sítios naturalmente reativos nas proteínas podem assim ser identificados; podem ser usados também com outras macromoléculas, como as glicoproteínas, ácidos nucleicos ou outros.Rutina: Glicosídeo flavonoide encontrado em várias plantas, incluindo FAGÓPIRO, TABACO, FORSYTHIA, HYDRANGEA, VIOLA, etc. Tem sido utilizada terapeuticamente para diminuir a fragilidade capilar.Interações Hidrofóbicas e Hidrofílicas: Interação termodinâmica entre uma substância e a ÁGUA.Citocromos c: Citocromos do tipo c encontrados na MITOCÔNDRIA eucariótica. Atuam como intermediários redox que aceitam elétrons do COMPLEXO III DA CADEIA DE TRANSPORTE DE ELÉTRONS mitocondrial e os transfere ao COMPLEXO IV DA CADEIA DE TRANSPORTE DE ELÉTRONS mitocondrial.Meprobamato: Carbamato com propriedades hipnóticas, sedativas e algumas de relaxamento muscular, entretanto em doses terapêuticas, a diminuição da ansiedade contribui mais para o relaxamento muscular do que uma ação direta. Meprobamato foi descrito com ações anticonvulsivas contra ataques do pequeno mal, porém ineficaz contra ataques de grande mal (que podem ser exacerbadas). É utilizado no tratamento dos TRANSTORNOS DA ANSIEDADE e também no gerenciamento a curto prazo da INSÔNIA, mas foi amplamente substituído pelos BENZODIAZEPÍNICOS. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p603)Marcadores Biológicos: Parâmetros biológicos mensuráveis e quantificáveis (p. ex., concentração específica de enzima, concentração específica de hormônio, distribuição fenotípica de um gene específico em uma população, presença de substâncias biológicas) que servem como índices para avaliações relacionadas com a saúde e com a fisiologia, como risco para desenvolver uma doença, distúrbios psiquiátricos, exposição ambiental e seus efeitos, diagnóstico de doenças, processos metabólicos, abuso na utilização de substâncias, gravidez, desenvolvimento de linhagem celular, estudos epidemiológicos, etc.GlucosídeosCromatografia por Troca Iônica: Técnica de separação na qual a fase estacionária consiste de resinas de troca iônica. As resinas contém pequenos íons livres que facilmente trocam de lugar com outros íons pequenos de igual carga, presentes na solução que banha a resina.Dimerização: Processo pelo qual duas moléculas da mesma composição química formam um produto de condensação ou polímero.Sequência de Bases: Sequência de PURINAS e PIRIMIDINAS em ácidos nucleicos e polinucleotídeos. É chamada também de sequência nucleotídica.Epimedium: Gênero de plantas (família BERBERIDACEAE) utilizadas para MEDICAMENTOS DE ERVAS CHINESAS. Seus membros contêm glicosídeos flavonoides incluindo epimedinas, icariinas e noricariinas.Dobramento de Proteína: Processos envolvidos na formação da ESTRUTURA TERCIÁRIA DE PROTEÍNA.Carisoprodol: Relaxante da musculatura esquelética de ação central cujo mecanismo de ação ainda não foi completamente elucidado, mas pode estar relacionado com ações sedativas. É utilizado como adjuvante no tratamento sintomático de afecções mioesqueléticas associadas com espasmo muscular doloroso. (Tradução livre do original: Martindale, The Extra Pharmacopoeia, 30th ed, p1202)