Doenças Transmissíveis: Doença causada por um agente infeccioso ou suas toxinas através da transmissão deste agente ou seus produtos, do reservatório ou de uma pessoa infectada ao hospedeiro suscetível, quer diretamente através de uma pessoa ou animal infectado quer indiretamente através de um hospedeiro intermediário vegetal ou animal, por meio de um vetor, ou através do meio ambiente inanimado.Controle de Doenças Transmissíveis: 1) Programas de vigilância elaborados para prevenir a transmissão de doenças, por qualquer via, de pessoa para pessoa ou de animal para humano (MeSH). 2) Operações e programas de monitoramento de doenças transmissíveis com o objetivo de reduzir e eliminar sua incidência e/ou prevalência. (Tradução livre do original: Last, 2001)Notificação de Doenças: Comunicação obrigatória de determinadas doenças às autoridades de saúde pública locais, após diagnosticadas. (Tradução livre do original: Last, 2001)Quarentena: Limitação à liberdade de trânsito de pessoas sãs que foram expostas a uma doença transmissível, pelo tempo estritamente necessário para controlar o risco de contágio. A quarentena deve ser ordenada por escrito por uma autoridade competente, prévio ditame médico, e consiste em que as pessoas expostas não saiam de um determinado local ou que sua assistência seja restringida a determinados lugares (Material IV - Glosario de Protección Civil, OPAS, 1992)Vigilância da População: Exame minucioso de uma população (população em geral, estudo de população, objetivo da população, etc.) geralmente usando métodos notáveis por sua praticabilidade, uniformidade e frequentemente por sua rapidez e mais ainda por sua completa precisão.Doenças Transmissíveis Emergentes: Doenças infecciosas que são novas em relação à abrangência de seus surtos (geográficos e de hospedeiros) ou modo de transmissão.Surtos de Doenças: Aumento repentino na incidência de uma doença. O conceito inclui EPIDEMIA e PANDEMIA.Administração em Saúde Pública: Organização das unidades sanitárias que compõem a rede de serviços e atenção em saúde pública, identificando e descrevendo os tipos e modelos de organização, as prioridades e programações específicas, os órgãos centrais e regionais de saúde e a integração de serviços de saúde pública. (Botelho LJ ; Philippi JMS 1999 Universidade Federal de Sta. Catarina)Responsabilidade pela Informação: Obrigação do profissional da saúde de quebrar a CONFIDENCIALIDADE do paciente para notificar terceiros sobre o risco de ser acometido ou de contrair infecção grave.Saúde Pública: Ramo da medicina voltado para a prevenção e o controle de doenças e deficiências, e para a promoção da saúde física e mental da população tanto nos níveis internacional e nacional, como no estadual ou municipal.Pesquisa Operacional: Grupo de técnicas desenvolvidas para utilizar métodos e ferramentas científicos para solucionar os problemas de TOMADA DE DECISÃO em organizações e sistemas complexos. A pesquisa operacional busca soluções ideais em situações de METAS conflitantes e dispõe de modelos matemáticos dos quais soluções de problemas reais podem ser deduzidas. (Tradução livre do original: Psychiatric Dictionary, 6th ed)Membro de Comitê: Composição de um comitê; o estado ou status de ser membro de um comitê.Região do Mediterrâneo: O MAR MEDITERRÂNEO, as ILHAS DO MEDITERRÂNEO e os países que limitam coletivamente o mar.Isolamento de Pacientes: Isolamento de pacientes com doenças transmissíveis ou outras doenças, por um tempo determinado. O isolamento pode ser estrito, no qual os movimentos e contatos sociais são limitados; modificado, onde é feito um esforço para controlar aspectos específicos do cuidado, para prevenir um contágio; ou reverso, onde o paciente é isolado em um ambiente controlado ou isento de germes, para sua proteção a alguma contaminação.Epidemiologia: Estudo da distribuição e dos determinantes de estados ou eventos relacionados à saúde em populações específicas, bem como a aplicação desse estudo no controle de problemas ligados à saúde. (Tradução livre do original: Last, 2001)Organização Mundial da Saúde: Agência especializada das Nações Unidas, designada como uma autoridade coordenadora no trabalho internacional de saúde. Sua intenção é promover o nível mais alto possível de saúde para todos os povos.Centers for Disease Control and Prevention (U.S.): Agência do UNITED STATES PUBLIC HEALTH SERVICE que conduz e financia programas para prevenção e controle de doenças e fornece a possibilidade de consulta e de assistência aos departamentos de saúde e outros países.Países em Desenvolvimento: Países no processo de mudança com o crescimento econômico, ou seja, um aumento na produção, consumo e renda per capita. O processo de crescimento econômico envolve a melhor utilização de recursos naturais e humanos que resultam em uma mudança nas estruturas sociais, políticas e econômicas.Prática de Saúde Pública: As atividades e empenho dos serviços de saúde pública em qualquer nível de uma comunidade.Transmissão de Doença Infecciosa: Transmissão de doença ou patógenos infecciosos. Quando a transmissão for dentro da mesma espécie, o modo pode ser [chamado] horizontal ou vertical (TRANSMISSÃO VERTICAL DE DOENÇA INFECCIOSA).Descontaminação: Remoção de material contaminante (como material radioativo, material biológico ou AGENTES PARA GUERRA QUÍMICA) de uma pessoa ou objeto.Cooperação Internacional: Interação de pessoas ou grupos de pessoas que representam várias nações na busca de uma meta ou interesse comum.Prioridades em Saúde: Programas, procedimentos, atividades ou serviços que têm preferência numa escala hierárquica, considerando um universo definido de possibilidades que compõem o campo da saúde em uma unidade de saúde, região, município, estado, país ou continente.País de GalesAssistência Noturna: Assistência noturna institucional a pacientes.Saúde Mundial: Conceito relativo ao estado de saúde dos habitantes do mundo. Por ordem de gravidade os principais riscos para a saúde mundial foram assim classificados: subalimentação, prática de sexo sem proteção, hipertensão, tabagismo, álcool, má qualidade da água, colesterol, fumaça de combustíveis sólidos como carvão e lenha, carência de ferro e a obesidade.Política Organizacional: Curso ou método de ação selecionado, geralmente por uma organização, instituição, universidade, sociedade, etc., entre alternativas para guiar e determinar decisões presentes e futuras e posições em assuntos de interesse público ou social. Não inclui política interna relativa à organização e à administração dentro da corporação para a qual a ORGANIZAÇÃO E ADMINISTRAÇÃO está acessível.Higiene: Ciência que lida com a implantação e manutenção de saúde ao indivíduo e ao grupo. Inclui procedimentos, condições e práticas que conduzem à saúde. (Tradução livre do original: Webster, 3rd ed)História do Século XXI: Período de tempo a partir de 2001 até 2100 da era comum.Viagem: Aspectos de saúde e de doença relacionados a viagens.História do Século XX: Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.ÁfricaControle de Infecções: Programas de vigilância de doenças, geralmente dentro de instalações de saúde, projetados para investigar, prevenir e controlar a disseminação das infecções e seus micro-organismos causadores.Vigilância de Evento Sentinela: Monitorização da proporção de ocorrência de condições específicas para avaliar a estabilidade ou alteração nos níveis de saúde de uma população. É também o estudo da proporção de doenças em um coorte específico, como uma área geográfica, um subgrupo populacional etc., para estimar uma tendência na população maior. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)SingapuraIncidência: Número de casos novos de doenças ou agravos numa determinada população e período.Sarampo: Doença infecciosa altamente contagiosa, causada por MORBILLIVIRUS, comum entre crianças, mas também observada nos não imunes em qualquer idade, em que o vírus entra no trato respiratório através de núcleos em gotículas, multiplica-se nas células epiteliais disseminando-se por todo o SISTEMA FAGOCITÁRIO MONONUCLEAR.Estações do Ano: Estações do ano: Divisões do ano de acordo com algum fenômeno regularmente recorrente, geralmente astronômico ou climático. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) Variações sazonais: Diferenças sazonais na ocorrência de eventos vitais.Emigração e Imigração: Movimento de entrada ou saída de indivíduos ou grupo de indivíduos, de um mesmo país para outro, geralmente em busca de melhores condições de vida.InglaterraUnited States Food and Drug Administration: Agência do PUBLIC HEALTH SERVICE envolvida com o planejamento global, promoção e administração de programas pertinentes à manutenção de padrões de qualidade de comida, medicamentos, dispositivos terapêuticos, etc.Métodos Epidemiológicos: Técnicas de pesquisa focalizadas em desenhos de estudo e dados que reúnem métodos em populações humanas e animais.Tuberculose: Qualquer uma das doenças infecciosas do ser humano e de outros animais causadas por espécies de MYCOBACTERIUM.Política de Saúde: Decisões geralmente desenvolvidas por formuladores de políticas do governo, para definição de objetivos imediatos e futuros do sistema de saúde.Estados UnidosEducação Médica Continuada: Programas educacionais destinados a informar os médicos sobre recentes avanços em seu campo.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Causas de Morte: Todas as doenças, afecções mórbidas ou lesões que produziram ou contribuíram para a morte e as circunstâncias do acidente ou violência que produziram quaisquer de tais lesões. (CID-10, vol.2, 8a ed., rev. e ampl. 2008)Reino UnidoPessoal de Saúde: Indivíduos que trabalham na provisão de serviços de saúde, quer como médicos individuais ou empregados de instituições e programas de saúde, profissionais de saúde treinados ou não, sujeitos ou não a regulamento público.Europa (Continente)Diarreia: Aumento na liquidez ou diminuição na consistência das FEZES, como evacuação contínua. A consistência fecal está relacionada com a razão entre a capacidade de sólidos insolúveis para reter água e a água total, e não com o total de água presente. Diarreia é diferente de excesso de defecação ou massa fecal aumentada.Pesquisa: Investigação crítica e exaustiva ou experimentação, tendo por objetivo a descoberta de fatos novos e sua interpretação correta, a revisão de conclusões, teorias ou leis aceitas, à luz de fatos recentemente descobertos, ou a aplicação prática dessas conclusões, teorias ou leis novas ou revisadas.Influenza Humana: Infecção viral aguda em humanos envolvendo o trato respiratório. Caracterizada por inflamação da MUCOSA NASAL, FARINGE, conjuntiva, cefaleia e mialgia grave, frequentemente generalizada.Assistência à Saúde: Refere-se a todos os aspectos da provisão e distribuição de serviços de saúde a uma população.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Distribuição por Idade: Agrupamento de indivíduos segundo idade ou faixa etária. O conceito não é restrito a humanos.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Coleta de Dados: Reunião sistemática de dados, com um objetivo específico, de várias fontes, incluindo questionários, entrevistas, observação, registros existentes e equipamentos eletrônicos.População Urbana: Habitantes de uma cidade ou município, inclusive áreas metropolitanas ou suburbanas.Infecções por HIV: Incluem o espectro das infecções pelo vírus da imunodeficiência humana que vão desde o estado soropositivo assintomático, passando pelo complexo relação-AIDS até a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).Recém-Nascido: Criança durante o primeiro mês após o nascimento.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Fatores Socioeconômicos: Fatores sociais e econômicos que caracterizam o indivíduo ou o grupo dentro da estrutura social.Entrevistas como Assunto: Conversações com indivíduos ou com grupo de pessoas a fim de obter informações acerca da formação pessoal e outros dados biográficos, suas atitudes e opiniões, etc. Inclui entrevistas de admissão em escolas ou em empregos.Distribuição por Sexo: Número de homens e mulheres numa dada população ou grupo.Sistema de Registros: Sistemas e processos relativos ao estabelecimento, manutenção, administração e operação de registros e cadastros como por exemplo, registros de doenças.Estudos Retrospectivos: Estudos nos quais os dados coletados se referem a eventos do passado.Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde: Conhecimento, atitudes e comportamentos associados, que fazem parte dos tópicos relacionados com a saúde, como doenças e PROCESSOS PATOLÓGICOS, sua prevenção e tratamento. Este termo refere-se a trabalhadores da área da saúde (PESSOAL DE SAÚDE) ou não.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.