Helmintos: Este grupo (vulgarmente conhecido como de vermes parasitas) inclui ACANTOCÉFALOS, NEMATOIDES e PLATELMINTOS. São considerados helmintos (por alguns autores) algumas espécies de SANGUESSUGAS que podem se tornar temporariamente parasitas.Helmintíase: A infestação com vermes parasitas da classe dos helmintos.Helmintíase Animal: A infestação em animais de vermes parasitas da classe dos helmintos. A infecção pode ser experimental ou veterinária.Terapia com Helmintos: Tratamento de doenças do sistema imunitário por meio de infestações propositais com helmintos. Esta terapia é parcialmente baseada na HIPÓTESE DA HIGIENE, que formula que a ausência de parasitas aumenta a desregulação imunitária por causa da ausência de estimulação de LINFÓCITOS T REGULADORES.Enteropatias Parasitárias: Infecção dos INTESTINOS com PARASITAS, geralmente envolvendo VERMES PARASITAS. Infecções com vermes cilíndricos (INFECÇÕES POR NEMATOIDES) e tênias (INFECÇÕES POR CESTOIDES) também são conhecidas como HELMINTÍASES.Trichuris: Gênero de vermes nematoides que compreende as whipworms (ou vermes em forma de chicote).Anticorpos Anti-Helmínticos: Imunoglobulinas produzidas em uma resposta a ANTÍGENOS DE HELMINTOS.Antígenos de Helmintos: Qualquer parte ou derivado de um helminto que induz uma reação imune. Os antígenos de helmintos mais frequentemente encontrados são os do schistosomos.Ancylostomatoidea: Superfamília de nematódeos uncinados parasitas que compreendem quatro gêneros: ANCYLOSTOMA, NECATOR, Bunostomum e Uncinaria. ANCYLOSTOMA e NECATOR ocorrem em humanos e outros mamíferos. Bunostomum é comum em ruminantes e Uncinaria, em lobos, raposas e cães.Anti-Helmínticos: Agentes destrutivos para os vermes parasitários. São usados terapeuticamente para tratar a HELMINTÍASE, tanto no homem como nos animais.Proteínas de Helminto: Proteínas encontradas em quaisquer espécies de helminto.Nematospiroides dubius: Espécie de nematoide parasita intestinal que ocorre mais comumente em camundongos. A infestação ocorre pela ingestão de larvas. Esta espécie em particular é utilizada extensamente em pesquisa imunológica.Infecções por Strongylida: As infecções por nematoides da ordem STRONGYLIDA.Infecções por Nematoides: As infecções por nematoides, gerais ou não especificadas.Cestoides: Subclasse de vermes segmentados compreendendo as tênias.Contagem de Ovos de Parasitas: Determinação do número de ovos de parasitas nas fezes.Albendazol: Anti-helmíntico benzimidazólico de largo espectro, relacionado estruturalmente com o MEBENDAZOL, que é eficaz contra muitas doenças.Schistosoma mansoni: Espécie de trematódeo sanguíneo da família Schistosomatidae. É comum no delta do Nilo. O hospedeiro intermediário é o caramujo planorbídeo. Este parasita causa esquistossomose mansoni e bilhiarziose intestinal.Infecções por Protozoários: Infecções por organismos unicelulares membros do antigo sub-reino Protozoa.Filarioidea: Superfamília de nematoides da subordem SPIRURINA. Seus organismos possuem corpo filiforme e boca cercada por papilas.Schistosoma: Gênero de trematódeos que pertence à família Schistosomatidae. Possui mais de doze espécies. Estes parasitas são encontrados no homem e outros mamíferos. Caramujos são os hospedeiros intermediários.Infecções por Cestoides: As infecções por tênias verdadeiras da subclasse CESTODA dos helmintos.Filariose: Infecções com nematoides da superfamília FILARIOIDEA. A presença de vermes vivos no corpo é principalmente assintomática, mas a morte dos vermes adultos causa a inflamação granulomatosa e fibrose permanente. Os organismos do gênero Elaeophora infectam alces silvícolas e carneiro doméstico causando necrose isquêmica do cérebro, cegueira e dermatose facial.Nippostrongylus: Gênero de nematoide parasita intestinal que pertence à superfamília HELIGMOSOMATOIDEA, que comumente ocorre em ratos, mas que já foi transmitida experimentalmente a outros roedores e coelhos. A infestação é geralmente pela pele.Esquistossomose: Infecção com vermes (trematódeos) do gênero SCHISTOSOMA. Três espécies produzem as doenças clínicas mais frequentes: SCHISTOSOMA HAEMATOBIUM (endêmico na África e Oriente Médio), SCHISTOSOMA MANSONI (no Egito, norte e sul do continente africano, em algumas ilhas das Índias Orientais, 2/3 do norte da América do Sul) e SCHISTOSOMA JAPONICUM (no Japão, China, Filipinas, Sulawesi, Tailândia, Laos). S. mansoni é detectado com frequência em porto-riquenhos que moram nos Estados Unidos.Esquistossomose mansoni: A esquistossomose causada pelo Schistosoma mansoni. Ela é endêmica na África, no Oriente Médio, na América do Sul e no Caribe e afeta principalmente os intestinos, o baço e o fígado.Trematódeos: Classe de trematódeos parasitas compreendendo três subclasses, Monogenea, Aspidogastrea e Digenea. Os trematódeos dioicos (com sexos separados) são os únicos encontrados no homem. São endoparasitas e requerem dois hospedeiros para completar seu ciclo de vida.Fezes: Excrementos oriundos do INTESTINO que contêm sólidos não absorvidos, resíduos, secreções e BACTÉRIAS do SISTEMA DIGESTÓRIO.DNA de Helmintos: Ácido desoxirribonucléico que forma o material genético de helmintos.Fasciola hepatica: Espécie de helminto comumente chamado de trematódeo hepático de carneiros. Ocorre nas passagens biliares, fígado e vesícula biliar durante diversos estágios de desenvolvimento. Caramujos e vegetação aquática são os hospedeiros intermediários. Ocasionalmente visto no homem, é mais comum em carneiros e gado.Infecções por Trematódeos: As infecções causadas pela infestação de vermes da classe Trematoda.Necator americanus: Parasita comum de humanos nos trópicos e subtrópicos úmidos. Estes organismos aderem às vilosidades do intestino delgado e sugam sangue, causando diarreia, anorexia e anemia.Interações Hospedeiro-Parasita: Relação entre um invertebrado e outro organismo (o hospedeiro), um dos quais vive às custas do outro. Tradicionalmente excluídos da definição de parasitas, são BACTÉRIAS patogênicas, FUNGOS, VÍRUS e PLANTAS; entretanto eles podem viver de modo parasitário.Solo: Mineral inconsolidado ou matéria orgânica na superfície da terra que serve como meio natural para o crescimento de plantas terrestres.Nematoides: Classe de helmintos não segmentados com simetria bilateral fundamental e simetria trirradiada secundária das estruturas oral e esofagianas. Diversas espécies são parasitas.Doenças Parasitárias: Infecções ou infestações por parasitas. Frequentemente são contraídas por meio do contato com um vetor intermediário, mas podem ocorrer como resultado da exposição direta.Células Th2: Subgrupo dos linfócitos T auxiliadores-indutores que sintetizam e secretam as interleucinas IL-4, IL-5, IL-6 e IL-10. Estas citocinas influenciam o desenvolvimento das células B, a produção de anticorpos e também provocam o aumento das respostas humorais.Trichinella spiralis: Parasita de mamíferos carnívoros que causa TRIQUINELOSE. É especialmente comum em ratos e suínos que se alimentam de restos não cozidos. A infestação humana se inicia pelo consumo de carne de porco ou de outro animal que esteja crua ou insuficientemente cozida e contenha a larva encistada.Strongyloides stercoralis: Espécie de nematoide parasita amplamente distribuído em países tropicais e subtropicais. As fêmeas e suas larvas habitam a mucosa do trato intestinal onde causam ulceração e diarreia.Himenolepíase: A infecção por tênias do gênero Hymenolepsis.Parasitologia: Estudo de parasitas e DOENÇAS PARASITÁRIAS.Taenia: Gênero de grandes tênias ou solitárias.Necatoríase: Infecção em humanos ou animais por ancilóstomos do gênero NECATOR. A anemia resultante desta infecção é menos grave do que a da ANCILOSTOMÍASE.Ascaris: Gênero de nematoides da superfamília ASCARIDOIDEA cujas espécies geralmente habitam o intestino.Mebendazol: Benzimidazol que atua interferindo no METABOLISMO DOS CARBOIDRATOS e inibindo a polimerização dos MICROTÚBULOS.Strongyloidea: Superfamília de estrôngilos ou vermes cilíndricos que são parasitas do trato intestinal de equinos, porcos, roedores e primatas (incluindo o homem). Inclui os gêneros Cyasthostomum, Ransomus, Globocephalus, OESOPHAGOSTOMUM e STRONGYLUS.Genoma Helmíntico: Complemento genético de um helminto (HELMINTOS) como representado em seu DNA.Estrongiloidíase: A infecção por nematoides do gênero STRONGYLOIDES. A presença das larvas pode produzir pneumonite e a presença do verme adulto no intestino pode causar uma diarreia moderada a grave.Hymenolepis nana: Menor espécie de TÊNIA. É o único cestoda que parasita humanos sem necessitar de hospedeiro intermediário.Antiparasitários: Fármacos usados para tratar ou para prevenir infecções parasitárias.Triquinelose: Infeção por TRICHINELLA. É causada pela ingestão de carne crua ou mal cozida que estiver infectada com larvas de vermes nematoides do gênero TRICHINELLA. Todos os membros do gênero TRICHINELLA podem afetar humanos, além da TRICHINELLA SPIRALIS, o agente etiológico tradicional. É distribuído em boa parte do mundo e é reemergente em algumas partes como um dano à saúde pública e um problema de segurança alimentar.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Ancylostoma: Gênero de nematoides parasitas intestinais que compreende diversas espécies. A. duodenale é o ancilóstomo comum em humanos. A. braziliense, A. ceylonicum e A. caninum ocorrem primariamente em cães e gatos, mas também já foram relatados em humanos.Parasitos: Organismos invertebrados que vivem sobre um organismo ou dentro dele (hospedeiro) tirando proveito. Tradicionalmente, estão excluídos da definição de parasitas, as BACTÉRIAS patogênicas, os FUNGOS, os vírus e as PLANTAS, embora possam viver de forma parasita.Praziquantel: Anti-helmíntico usado na maioria das infestações por esquistossoma e muitos cestódeos.Ascaris suum: Espécie de nematoide parasita geralmente encontrada em porcos domésticos e alguns outros animais. A infestação do homem também pode ocorrer, provavelmente em decorrência de manuseio de adubo de porcos e pode levar à obstrução intestinal.Coinfecção: Infecção simultânea de um organismo hospedeiro por dois ou mais patógenos. Em virologia, co-infecção se refere mais frequentemente à infecção simultânea de uma única célula por dois ou mais vírus diferentes.Hymenolepis: Gênero de pequenas tênias de aves e mamíferos.Teníase: A infecção por tênias do gênero Taenia.Fasciolíase: Doença hepática causada por infecções com trematódeos parasitas do gênero FASCIOLA, como a FASCÍOLA HEPÁTICA.Spiruroidea: Superfamília de nematoides parasitas que requerem um ou dois hospedeiros artrópodes intermediários antes de serem ingeridos pelo hospedeiro terminal. Seus organismos ocorrem raramente no homem.Imunoglobulina E: Imunoglobulina associada com MASTÓCITOS. A superexpressão tem sido associada com hipersensibilidade alérgica (HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA).Costa do Marfim: República na África ocidental, ao sul de MALI e BURKINA FASSO, margeada por GANA ao leste. Sua capital administrativa é Abidjan e Yamoussoukro tem sido a capital oficial desde 1983. Antigamente era chamada Ivory Coast.Mansonelose: A infecção por nematoide do gênero MANSONELLA. Os sintomas incluem prurido, cefaleia e inchaço articular.Schistosoma haematobium: Espécie de trematódeo sanguíneo da família Schistosomatidae que ocorre em diferentes fases do desenvolvimento nas veias dos sistemas pulmonar e hepático e, finalmente, na luz da bexiga. Este parasita causa esquistossomose urinária.Equinostomíase: A infecção causada por trematódeos do gênero Echinostoma.Toxocaríase: A infecção por nematódeos do gênero TOXOCARA, normalmente encontrados em gatos silvícolas ou domesticados e em cachorros e raposas, com exceção da larva, que pode produzir a larva migrans visceral ou ocular no homem.Basófilos: Leucócitos granulares caracterizados por uma coloração relativamente pálida. O lóbulo nuclear e o citoplasma contêm grânulos escuros, grosseiros e de tamanhos variados que são corados por corantes básicos.Wuchereria bancrofti: Verme branco e em forma de fio que causa elefantíase, linfangite e quilúria por interferir com a circulação linfática. As microfilárias são encontradas no sangue circulante e são transportadas por mosquitos.Strongyloides: Gênero de nematoides parasitas amplamente distribuídos como parasitas intestinais de mamíferos.Doenças Parasitárias em Animais: Infecções ou infestações por organismos parasitas. As infestações podem ser experimentais ou veterinárias.Antinematódeos: Substâncias usadas no tratamento ou no controle das infestações por nematoides. Também são usados na prática veterinária.Amebozoários: Supergrupo (para alguns, é um filo) dos EUCARIOTOS ameboides que compreende ARCHAMOEBAE, LOBOSEA e MYCETOZOA.Esquistossomose Urinária: Doença humana causada por infecção pelo verme parasita SCHISTOSOMA HAEMATOBIUM. É endêmica na ÁFRICA e partes do ORIENTE MÉDIO. Os tecidos, mais frequentemente danificados estão no SISTEMA URINÁRIO, especificamente a BEXIGA URINÁRIA.Doenças Negligenciadas: Doenças que são subfinanciadas e possuem baixo reconhecimento, mas são as principais ameaças em países pouco desenvolvidos. A Organização Mundial da Saúde apontou seis doenças infecciosas tropicais como negligenciadas em países industrializados que são endêmicas em muitos países em desenvolvimento (HELMINTÍASE, HANSENÍASE, ELEFANTÍASE FILARIAL, ONCOCERCOSE, ESQUISTOSSOMOSE e TRACOMA).Ivermectina: Mistura composta na maior parte de avermectina H2B1a (RN 71827-03-7) com pouca avermectina H2B1b (Rn 70209-81-3), que são macrolídeos obtidos de STREPTOMYCES avermitilis. Esta mistura se liga aos canais de cloreto controlados por glutamato causando aumento na permeabilidade e hiperpolarização de células nervosas e musculares. Interagem também com outros CANAIS DE CLORETO. É um antiparasitário de amplo espectro e ativo contra microfilárias de ONCHOCERCA VOLVULUS, mas não contra a forma adulta.Higiene: Ciência que lida com a implantação e manutenção de saúde ao indivíduo e ao grupo. Inclui procedimentos, condições e práticas que conduzem à saúde. (Tradução livre do original: Webster, 3rd ed)Medicina Tropical: Ramo da medicina voltado (concerned) para as doenças, principalmente de origem parasitária, comuns nas regiões tropicais e subtropicais.Oxyurida: Ordem de nematoides da subclasse SECERNENTEA. Seus organismos são caracterizados por uma única glândula excretora ventral e corpo relativamente robusto e curto.LaosVerde de Metila: Tribenzeno-amônio (geralmente combinado com cloreto de zinco), utilizado como corante biológico e para tingimento e impressão têxtil.Ancilostomíase: Infecção de humanos e animais com ancilóstomas do gênero ANCYLOSTOMA. As características incluem anemia, dispepsia, eosinofilia e inchaço abdominal.Hidrologia: Parte das ciências naturais que lida com água.Mansonella: Gênero de nematoides parasitas cujos organismos são distribuídos nas Américas Central e do Sul. Suas características incluem fina cutícula e extremidade anterior alargada.Interleucina-4: Fator solúvel produzido por LINFÓCITOS T ativados, que induz a expressão dos GENES CLASSE II do COMPLEXO II HISTOCOMPATIBILIDADE (MHC) e os RECEPTORES FC nos LINFÓCITOS B e causa sua proliferação e diferenciação. Age também nos linfócitos T, MASTÓCITOS, e em várias outras células da linhagem hematopoiética.Filariose Linfática: As infestações por parasitas do sistema linfático humano causadas pela WUCHERERIA BANCROFTI ou BRUGIA MALAYI. Ela também é chamada de filaríase linfática (ou elefantíase filárica).Platelmintos: Filo de vermes achatados acelomados, bilateralmente simétricos e sem ânus definido. Inclui três classes: Cestoda, Turbellaria e Trematoda.Camundongos Endogâmicos BALB COxyuroidea: Superfamília de nematoides parasitas compreendendo diversos gêneros. ENTEROBIUS, que ocorre em humanos, e Oxyuris, que ocorre em cavalos, são dois dos mais comuns. Outros gêneros são: Skrjabinema, Passalurus, Dermatoxys e Probstmayria.Hymenolepis diminuta: Espécie de tênia (TÊNIAS) que infecta RATOS E CAMUNDONGOS e raramente causa doença em seres humanos. Seu ciclo de vida envolve os ROEDORES como seu hospedeiro definitivo e os BESOUROS como hospedeiro intermediário.Ascaridídios: Ordem de nematoides da subclasse SECERNENTEA. Seus organismos possuem dois ou três pares de papilas caudais dorsolaterais.Toxocara canis: Espécie de nematoide parasita encontrado no intestino de cães. Lesões cerebrais, hepáticas, oculares, renais e pulmonares são causadas pelas larvas em migração. Em humanos estas larvas não seguem os padrões normais e podem produzir LARVA MIGRANS VISCERAL.Complicações Parasitárias na Gravidez: Ocorrências de doenças parasitárias ao longo da gravidez. A infecção parasitária pode preceder ou seguir a FERTILIZAÇÃO.Oncocercose: Infecção com nematoide do gênero ONCHOCERCA. Entre as características estão a presença de nódulos subcutâneos firmes preenchidos por vermes adultos, PRURIDO e lesões oculares.Trichostrongyloidea: Superfamília de nematoides, parasita (maioria) intestinal de ruminantes e acidentalmente de humanos. Esta superfamília inclui sete gêneros: DICTYOCAULUS, HAEMONCHUS, Cooperia, OSTERTAGIA, Nematodirus, TRICHOSTRONGYLUS e Hyostrongylus.Echinostoma: Gênero de trematódeos intestinais da família Echinostomatidae que consiste de várias espécies. Ocorrem no homem e outros vertebrados. Os hospedeiros intermediários são frequentemente moluscos.