Congêneres do Estradiol: Compostos esteroidais relacionados com o ESTRADIOL, o mais importante hormônio sexual feminino dos mamíferos. Os congêneres do estradiol compreendem importantes precursores do estradiol na via biossintética, metabólitos, derivados e os esteroides sintéticos com atividades estrogênicas.Estradiol: Isômero 17-beta do estradiol, um esteroide C18 aromatizado com grupo hidroxila na posição 3-beta e 17-beta. O estradiol-17-beta é a forma mais potente de esteroide estrogênico de mamíferos.Bifenilos Policlorados: Produtos industriais constituídos por uma mistura de isômeros e congêneres bifenil clorado. Esses compostos são altamente lipofílicos e têm a tendência de se acumularem em armazenamentos de gordura nos animais. Muitos destes compostos são considerados tóxicos e poluentes ambientais em potencial.Receptores de Estradiol: proteínas citoplasmáticas que ligam estradiol, migram para o núcleo e regulam a transcrição de DNA.Éteres Difenil Halogenados: Compostos que contêm dois anéis benzênicos halogenados ligados por meio de um átomo de OXIGÊNIO. Muitos difenil éteres polibromados são usados como RETARDADORES DE CHAMA.Arocloros: Produtos químicos industriais que se tornaram poluentes ambientais amplamente espalhados. Cada arocloro é um mistura de bifenilas policloradas (série 1200) ou terfenilas clorados (série 5400) ou uma combinação de ambos (série 4400).Poluentes Ambientais: Substâncias ou energias, por exemplo, calor ou luz, que, ao serem introduzidas no ar, água ou solo, ameaçam a vida ou a saúde de indivíduos ou ECOSSISTEMAS.Etinilestradiol: ESTRADIOL alquilado semi-sintético com uma substituição 17-alfa-etinil. Possui alta potência estrogênica quando administrado oralmente e frequentemente é utilizado como componente estrogênico em ANTICONCEPCIONAIS ORAIS.Bifenil Polibromatos: Compostos bifenílicos que estão intensamente bromados. Muitos destes compostos são tóxicos poluentes ambientais.Ovariectomia: Remoção cirúrgica de um ou ambos os ovários.Retardadores de Chama: Materiais aplicados a tecidos, roupas de cama, mobília, plásticos, etc. para retardar sua combustão; muitos podem lixiviar causando alergias ou outros problemas (harm).Progesterona: Maior esteroide progestacional secretado principalmente pelo CORPO LÚTEO e PLACENTA. A progesterona atua no ÚTERO, GLÂNDULAS MAMÁRIAS e ENCÉFALO. É necessário para a IMPLANTAÇÃO DO EMBRIÃO, manutenção da GRAVIDEZ e no desenvolvimento do tecido mamário para a produção de LEITE. A progesterona, convertida a partir da PREGNENOLONA, também serve como um intermediário na biossíntese dos HORMÔNIOS ESTEROIDES GONADAIS e dos CORTICOSTEROIDES da suprarrenal.Estrogênios: Compostos que interagem com RECEPTORES ESTROGÊNICOS em tecidos alvos para provocar os efeitos semelhantes aos do ESTRADIOL. Os estrogênios estimulam os órgãos reprodutivos femininos, e o desenvolvimento das CARACTERÍSTICAS SEXUAIS femininas. Os compostos químicos estrogênicos incluem os naturais, sintéticos, esteroides, ou não esteroides.Benzofuranos: Compostos que contêm anel benzênico fusionado com um anel furânico.Dioxinas: Hidrocarbonetos clorados contendo heteroátomos e presentes como contaminantes de herbicidas. As dioxinas são carcinogênicas, teratogênicas e mutagênicas. Seu uso foi proibido pela FDA.Testosterona: Esteroide androgênico potente e produto principal secretado pelas CÉLULAS DE LEYDIG do TESTÍCULO. Sua produção é estimulada por HORMÔNIO LUTEINIZANTE da HIPÓFISE. Por sua vez, a testosterona exerce controle de retroalimentação na secreção do LH e FSH da hipófise. Dependendo dos tecidos, a testosterona pode ser convertida a DIIDROTESTOSTERONA ou ESTRADIOL.Antagonistas do Estradiol: Compostos que inibem ou antagonizam a biossíntese ou a ação do estradiol.Estradiol Desidrogenases: Enzimas que catalisam a oxidação de estradiol no grupo 17-hidroxila na presença de NAD+ ou NADP+ para dar estrona e NADH ou NADPH. O grupo 17-hidroxila pode estar na configuração alfa ou beta. EC 1.1.1.62.Hormônio Luteinizante: Principal gonadotropina secretada pela ADENO-HIPÓFISE. O hormônio luteinizante regula a produção de esteroides pelas células intersticiais do TESTÍCULO e OVÁRIO. O HORMÔNIO LUTEINIZANTE pré-ovulatório aparece em fêmeas induzindo a OVULAÇÃO e subsequente LUTEINIZAÇÃO do folículo. O HORMÔNIO LUTEINIZANTE consiste em duas subunidades ligadas não covalentemente, uma alfa e outra beta. Dentro de uma espécie, a subunidade alfa é comum nos três hormônios glicoproteicos hipofisários (TSH, LH e FSH), porém a subunidade beta é única e confere sua especificidade biológica.Estrona: Esteroide C18 aromatizado com um grupo 3-hidroxila ou uma 17-cetona É o principal estrógeno dos mamíferos. A estrona é convertida diretamente da ANDROSTENEDIONA ou da TESTOSTERONA via ESTRADIOL. Em humanos, é produzida principalmente pelos ovários cíclicos, PLACENTA e TECIDO ADIPOSO de homens e mulheres pós-menopausa.Éteres Fenílicos: Éteres ligados a uma estrutura de anel benzênico.Hormônio Foliculoestimulante: Principal gonadotropina secretada pela ADENO-HIPÓFISE. O hormônio folículo estimulante ativa a GAMETOGÊNESE e as células de sustentação, como as CÉLULAS GRANULOSAS ovarianas, as CÉLULAS DE SERTOLI testiculares e as CÉLULAS DE LEYDIG. O FSH consiste em duas subunidades (uma alfa e outra beta) ligadas não covalentemente. Dentro de uma espécie, a subunidade alfa é comum nos três hormônios glicoproteicos hipofisários (TSH, LH e FSH), porém a subunidade beta é única e confere sua especificidade biológica.Chlorodiphenyl (54% Chlorine)Tetraclorodibenzodioxina: Produto químico que resulta da queima ou incineração de compostos químicos clorados industriais e outros hidrocarbonetos. Este composto é considerado uma toxina ambiental e pode apresentar riscos à reprodução, bem como outros riscos para a saúde de animais e humanos.