Compreensão: Ato ou fato de captar o significado, natureza ou importância de [alguma coisa]; entendimento. (Tradução livre do original: American Heritage Dictionary, 4th ed). Inclui o entendimento, por um paciente (ou objeto de pesquisa), sobre informação fornecida oralmente ou por escrito.Testes de Linguagem: Testes projetados para avaliar o comportamento e as capacidades verbais. Incluem testes de vocabulário, compreensão, gramática e utilização prática da linguagem, como por exemplo, Development Sentence Scoring, Receptive-Expressive Emergent Language Scale, Parsons Language Sample, Utah Test of Language Development, Michigan Language Inventory and Verbal Language Development Scale, Illinois Test of Psycholinguistic Abilities, Northwestern Syntax Screening Test, Peabody Picture Vocabulary Test, Ammons Full-Range Picture Vocabulary Test, e Assessment of Children's Language Comprehension.LeituraPsicolinguística: Disciplina voltada para as relações entre mensagens e as características dos indivíduos que as selecionam e as interpretam. Trata diretamente dos processos de codificação (fonética) e decodificação (psicoacústica) na medida em que eles relacionam a condição das mensagens à condição dos comunicadores.Percepção da Fala: O processo pelo qual uma fala é decodificada em uma representação em termos de unidades linguísticas (sequencias de segmentos fonéticos que se combinam formando morfemas léxicos e gramaticais)Semântica: As relações ente símbolos e seus significados.Linguagem: Meio, verbal ou não verbal, de comunicar ideias ou sentimentos.Afasia de Broca: Afasia caracterizada por dificuldades na LINGUAGEM expressiva (fala, escrita, sinais) e conservação relativa das capacidades de linguagem receptiva (i. é, compreensão). Esta afecção é causada por lesões do córtex motor associado no LOBO FRONTAL (ÁREA DE BROCA e regiões da substância branca e cortical adjacentes).Afasia de Wernicke: Deficiência na compreensão da fala e do significado de palavras, tanto por meio falado como escrito, e no significado transposto por suas relações gramaticais nas sentenças. É causada por lesões que afetam principalmente a área de Wernicke que se localiza na região perisilviana posterior do lobo temporal do hemisfério dominante. (Tradução livre do original: Brain & Bannister, Clinical Neurology, 7th ed, p141)Linguística: A ciência da linguagem, inclusive fonética, fonologia, morfologia, sintaxe, semântica, pragmática e linguística histórica.Vocabulário: A soma ou a ação de palavras usadas por uma linguagem, um grupo ou um indivíduo.Afasia: Transtorno cognitivo caracterizado pela deficiência da capacidade de compreender ou expressar a linguagem nas suas formas escrita ou falada. Esta afecção é causada por doenças que afetam as áreas de linguagem do hemisfério dominante. Os sinais clínicos são usados para classificar os vários subtipos desta doença. Como categorias gerais, estão incluídas as formas receptiva, expressiva e mista de afasia.Metáfora: Aplicação de um conceito ao que não é literalmente o mesmo, mas que sugere uma semelhança e comparação. Metáforas médicas eram difundidas em literatura antiga; a descrição de um corpo doente era frequentemente usada por escritores antigos para definir uma situação crítica do Estado no qual a parte corrupta pode arruinar o sistema inteiro. (Tradução livre do original: Med Secoli Arte Sci, 1990;2(3): abstract 331)Comportamento Verbal: Inclui tanto a produção de palavras como as respostas a elas, sejam escritas ou faladas.Fala: Comunicação através de um sistema convencional de símbolos vocais.Transtornos da Linguagem: Afecções caracterizadas por deficiências da compreensão ou expressão das formas de linguagem escrita e falada. Incluem transtornos adquiridos e desenvolvidos.Dislexia: Transtorno cognitivo caracterizado pela capacidade deficiente em compreender palavras ou frases escritas e impressas, apesar da visão estar intacta. Esta afecção pode ser decorrente do desenvolvimento ou adquirida. A dislexia do desenvolvimento é marcada por realização de leitura que decai substancialmente abaixo do esperado, dada a idade cronológica do indivíduo, medida de inteligência e educação apropriada à idade. O distúrbio da leitura interfere significativamente com êxito acadêmico ou com atividades da vida diária que necessitam habilidades de leitura. (Tradução livre do original: DSM-IV)Linguagem Infantil: A linguagem e os sons utilizados pela criança em um determinado estágio de maturação.Transtornos do Desenvolvimento da Linguagem: Afecções caracterizadas por capacidade de linguagem (compreensão e expressão de fala e escrita) abaixo do nível esperado para uma determinada idade, geralmente na ausência de uma deficiência intelectual. Estas afecções podem estar associadas com SURDEZ, DOENÇAS CEREBRAIS, TRANSTORNOS MENTAIS ou fatores ambientais.Narração: Ato, processo ou narração de apresentação, i. é, o relato de uma história. No contexto da MEDICINA ou da ÉTICA, a narração inclui o relato de fatos particulares e pessoais da vida de um indivíduo.Desenvolvimento da Linguagem: A expansão gradual, em complexidade e significado, dos símbolos e sons conforme percebidos e interpretados pelo indivíduo através do processo de maturação e aprendizagem. Os estágios de desenvolvimento incluem o balbucio, o arrulho, a imitação de palavras com cognição e o uso de sentenças curtas.Medida da Produção da Fala: Medida dos parâmetros da produção da fala, tais como timbre vocal, altura, entonação, qualidade da voz, articulação, ressonância, fonação, estrutura fonética e prosódia.Fonética: A ciência ou estudo dos sons da fala e a sua produção, transmissão, recepção e sua análise, classificação e transcrição.Mapeamento Encefálico: Técnicas de imagem usadas para colocalizar os sítios das funções ou atividades fisiológicas do encéfalo com suas respectivas estruturas.Lobo Temporal: Parte lateral inferior do hemisfério cerebral responsável pelo processamento auditório, olfatório e semântico. Está localizado em posição inferior à fissura lateral e anterior ao LOBO OCCIPITAL.Inteligibilidade da Fala: Capacidade de produzir sons reconhecíveis através da fala.Educação de Pessoas com Deficiência Auditiva: Ensino ou treinamento de indivíduos com dificuldade de audição ou deficiência auditiva.Dislexia Adquirida: Afasia visual receptiva caracterizada pela perda da capacidade adquirida previamente em compreender o significado ou significância de palavras escritas a mão, apesar da visão estar intacta. Esta afecção pode estar associada com INFARTO DA ARTÉRIA CEREBRAL POSTERIOR e outras DOENÇAS CEREBRAIS.Imagem por Ressonância Magnética: Método não invasivo de demonstração da anatomia interna baseado no princípio de que os núcleos atômicos em um campo magnético forte absorvem pulsos de energia de radiofrequência e as emitem como ondas de rádio que podem ser reconstruídas nas imagens computadorizadas. O conceito inclui técnicas tomográficas do spin do próton.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Cognição: Processo intelectual ou mental por meio do qual um organismo obtém conhecimento.Lateralidade Funcional: Manifestações comportamentais da dominância cerebral em que há um uso preferencial e um funcionamento superior do lado esquerdo ou direito, como no uso preferencial da mão direita ou do pé direito.Recursos Audiovisuais: Materiais instrutivos auditivos ou visuais.Termos de Consentimento: Documentos que descrevem o tratamento médico ou projeto de pesquisa, incluindo os procedimentos propostos, riscos e alternativas, que devem ser assinados por um indivíduo ou por seu procurador para indicar o entendimento sobre seu/sua documento e vontade em submeter-se ao tratamento ou participar de uma pesquisa.Estudos de Linguagem: Habilidades no uso de linguagem que conduz a proficiência em comunicação escrita ou falada.Fantasia: Sequência de eventos imaginados ou de imagens mentais, como por exemplo, devaneios.Aprendizagem Verbal: Ato de aprender a responder verbalmente a um sinal de estímulo verbal.Estimulação Acústica: Uso do som para extrair uma resposta no sistema nervoso.Afasia Primária Progressiva: Forma progressiva de demência caracterizada pela perda global das habilidades de linguagem e preservação inicial de outras funções cognitivas. Foram descritos os subtipos fluente e não fluente. Eventualmente emerge um padrão de disfunção cognitiva global, similar à DOENÇA DE ALZHEIMER. Patologicamente, não há alterações do tipo da DOENÇA DE PICK ou de Alzheimer, entretanto, alterações espongiformes das camadas corticais II e III estão presentes nos LOBOS TEMPORAL e FRONTAL. (Tradução livre do original: Brain 1998 Jan;121(Pt 1):115-26)Surdez: Termo geral para perda completa da habilidade em ouvir por ambas as orelhas.Pensamento: Atividade mental, que não é predominantemente perceptiva, através da qual se apreende algum aspecto de um objeto ou situação com base no aprendizado e experiência anteriores.Multilinguismo: Habilidade para falar, ler ou escrever várias linguagens ou muitas linguagens com alguma facilidade. Bilinguismo é a forma mais comum.Transtornos da Percepção Auditiva: Transtornos cognitivos adquiridos ou desenvolvidos de PERCEPÇÃO AUDITIVA, caracterizados por uma redução da capacidade em perceber informações contidas em estímulos auditivos apesar de vias auditivas intactas. Os indivíduos afetados têm dificuldade com a percepção da fala, localização sonora e compreensão do significado de inflecções da fala.Testes de Associação de Palavras: Teste em que o indivíduo é solicitado a dizer qual o significado conceitual que ele atribui a cada palavra de uma lista.Afasia de Condução: Tipo de afasia fluente caracterizada por dificuldade na capacidade em repetir uma e/ou duas frases de palavras, apesar da compreensão estar mantida. Esta afecção está associada com lesões do hemisfério dominante envolvendo os fascículos arqueados (uma projeção da substância branca entre as áreas de Broca e Wernicke) e estruturas adjacentes. Assim como os pacientes com AFASIA DE WERNICKE, os pacientes com afasia de condução são fluentes, mas cometem erros parafásicos durante tentativas de escrever e formas orais de comunicação. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p482; Brain & Bannister, Clinical Neurology, 7th ed, p142; Kandel et al., Principles of Neural Science, 3d ed, p848)Alfabetização em Saúde: Grau de capacidade que indivíduos têm de obter, processar e compreender a informação e os serviços básicos sobre saúde, necessário para tomar decisões apropriadas em saúde.Formação de Conceito: Processo cognitivo envolvendo a formação de ideias a partir da generalização do conhecimento que se tem sobre as qualidades, aspectos e relações dos objetos.Gestos: Movimento de uma parte do corpo visando a comunicação.Memória de Curto Prazo: Lembrança de informação por poucos segundos a horas.Anomia: Disfunção de linguagem caracterizada pela incapacidade em nomear pessoas e objetos que são corretamente percebidos. O indivíduo é capaz de descrever o objeto em questão, mas não pode dizer o nome. Esta afecção está associada com lesões do hemisfério dominante envolvendo as áreas de linguagem, em particular, o LOBO TEMPORAL. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p484)Individualidade: Aquelas características psicológicas que diferenciam os indivíduos entre si.Linguagem de Sinais: Sistema de gestos manuais utilizados para comunicação por surdos ou indivíduos falando diferentes línguas.Virtudes: Traços de caráter considerados moralmente louváveis (Tradução livre do original: Bioethics Thesaurus).Tempo de Reação: Tempo desde o início de um estímulo até que uma resposta seja observada.Lobo Frontal: Parte do hemisfério cerebral anterior ao sulco central e superior ao sulco lateral.Desenvolvimento Moral: Processo pelo qual os indivíduos incoporam padrões certos ou errados de condutas.Comunicação não Verbal: A transmissão de emoções, ideias e atitudes entre indivíduos, de maneiras outras que não através da linguagem falada.Processamento de Imagem Assistida por Computador: Técnica de entrada de imagens bidimensionais em um computador e então realçar ou analisar a imagem em uma forma que é mais útil ao observador humano.Potenciais Evocados: Respostas elétricas registradas a partir do nervo, músculo, RECEPTORES SENSITIVOS ou área do SISTEMA NERVOSO CENTRAL seguida à estimulação. Sua intensidade varia de menos de um microvolt a vários microvolts. Os potenciais evocados podem ser auditivos (POTENCIAIS EVOCADOS AUDITIVOS), POTENCIAIS SOMATOSSENSORIAIS EVOCADOS ou POTENCIAIS EVOCADOS VISUAIS, ou POTENCIAIS EVOCADOS MOTORES, ou outras modalidades tenham sido descritas.Percepção Auditiva: Processo por meio do qual os estímulos auditivos são selecionados, organizados e interpretados por um organismo.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Escolaridade: Período de frequência à escola ou nível de aprendizado adquirido.Consentimento Livre e Esclarecido: Autorização voluntária dada por um paciente ou sujeito da pesquisa, com total compreensão dos riscos envolvidos nos procedimentos de diagnóstico ou de pesquisa e para tratamento médico ou cirúrgico.Disartria: Transtornos da articulação da fala causados por coordenação imperfeita da faringe, laringe, língua ou músculos faciais. Podem resultar de DOENÇAS DOS NERVOS CRANIANOS, DOENÇAS NEUROMUSCULARES, DOENÇAS CEREBELARES, DOENÇAS DOS GÂNGLIOS DA BASE, doenças do TRONCO ENCEFÁLICO ou doenças dos tratos corticobulbares (v. TRATOS PIRAMIDAIS). Os centros de linguagem corticais estão intactos nesta afecção. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p489)Comunicação: A troca ou transmissão de ideias, atitudes ou crenças entre indivíduos ou grupos.Leitura Labial: Processo pelo qual um observador compreende a fala pela observação dos movimentos labiais da pessoa que fala, sem ouvir a voz da mesma.Dominância Cerebral: Dominância de um hemisfério cerebral sobre o outro nas funções cerebrais.Teoria da Mente: Habilidade de atribuir estados mentais (ex.: crenças, desejos, sentimentos, intenções, pensamentos etc.) para si e para os outros, permitindo que um indivíduo entenda e infira comportamento na base dos estados mentais. A diferença ou déficit na teoria da mente está associada com a SÍNDROME DE ASPERGER, TRANSTORNO AUTÍSTICO e ESQUIZOFRENIA etc.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Recognição (Psicologia): O conhecimento ou percepção que alguém ou algo presente tenha sido encontrado anteriormente.Transtornos Cognitivos: Distúrbios do processo mental relacionados com o aprendizado, pensamento, o raciocínio e o julgamento.Logro: Aqueles fatores que levam um organismo a se comportar ou a agir de modo a atingir um objetivo ou alguma satisfação. Podem ser influenciados por impulsos psicológicos ou por estímulos externos.Rotulagem de Medicamentos: Uso de material escrito, impresso ou gráfico sobre ou acompanhando um recipiente de um medicamento ou invólucro. Inclui teor, indicações, efeitos, dosagens, vias, métodos, frequência e duração de administração, advertências, riscos, contra-indicações, efeitos colaterais, precauções e outras informações relevantes.Afasia Primária Progressiva não Fluente: Forma de degeneração lobar frontotemporal e uma forma progressiva de demência caracterizada por comprometimento motor da fala e AGRAMATISMO, com dificuldade relativa de compreensão de palavras soltas e memória semântica.Folhetos: Publicações impressas que geralmente têm um formato sem encadernação e sem capa e têm menos que um determinado número de páginas. São frequentemente dedicados a um único assunto (MeSH). Publicação não periódica impressa que contém no mínimo 5 e no máximo 48 páginas, excluídas as capas (Aurélio eletrônico, versão 3.0, 1999).Córtex Cerebral: Camada delgada de SUBSTÂNCIA CINZENTA localizada na superfície dos hemisférios cerebrais (ver CÉREBRO) que se desenvolve a partir do TELENCÉFALO e se molda em giros e sulcos. Alcança seu maior desenvolvimento no ser humano, sendo responsável pelas faculdades intelectuais e funções mentais superiores.Julgamento: O processo de descobrir ou afirmar uma relação objetiva ou intrínseca entre dois objetos ou conceitos; uma capacidade ou poder que permite que a pessoa realize julgamentos; o processo de esclarecer e afirmar o significado implícito de um conceito; uma avaliação crítica de uma pessoa ou situação.Ilustração Médica: Campo em que se lida com o esclarecimento de conceitos biomédicos através de ilustrações, como diagramas e desenhos. A ilustração pode ser produzida à mão, por fotografia, computador, ou por outros métodos eletrônicos ou mecânicos.Generalização (Psicologia): O fenômeno em que um organismo responde a todas as situações semelhantes àquela na qual foi condicionado.Avaliação Educacional: A avaliação das realizações acadêmica ou educacional. Inclui todos os aspectos de teste e construção de teste.Nomes: Nomes pessoais, determinados ou apelidados, como características culturais, como etnologia ou padrões religiosos, como indicações da distribuição geográfica de famílias e endogamia, etc. Análise de isonímia, a qualidade de ter os mesmos ou semelhantes nomes, é útil no estudo da genética da população. NOMES também são usados para a história de nomes ou mudanças de nome de pessoas jurídicas como sociedades médicas, universidades, hospitais, agências governamentais, etc.Escalas de Wechsler: Testes projetados para medir o funcionamento intelectual em crianças e adultos.Processos Mentais: As funções conceituais ou o pensamento em todas as suas formas.Medições dos Movimentos Oculares: Métodos e procedimentos para registrar os MOVIMENTOS OCULARES.Estimulação Luminosa: Técnica de pesquisa usada durante a ELETROENCEFALOGRAFIA em que uma série de flashes de luz brilhante ou padrões visuais são usados para induzir a atividade cerebral.Patologia da Fala e Linguagem: Estudo dos distúrbios da fala ou da linguagem, e seu diagnóstico e correção.Aprendizagem por Associação de Pares: Aprendizagem em que o indivíduo deve responder com uma palavra ou sílaba quando diante de outra palavra ou sílaba.Pessoas com Deficiência Auditiva: Pessoas com qualquer grau de perda de audição que tem um impacto em suas atividades de vida diárias ou que requerem ajuda especial ou intervenção.Simbolismo: Conceito que representa ou sugere alguma coisa mais em razão de seu relacionamento, associação, convenção ou semelhança. O simbolismo pode ser mental ou um signo ou representação visível.Orfanatos: Instituições para a moradia e cuidados a órfãos, enjeitados e crianças abandonadas. Elas existem como tal desde o período medieval, mas o título também se aplica a este uso no linguajar moderno.Desempenho Psicomotor: A coordenação de um processo (cognitivo) sensorial ou ideacional e uma atividade motora.Ciência Cognitiva: O estudo da natureza precisa de diferentes tarefas mentais e das operações cerebrais que permitem que elas sejam realizadas. Inclui ramos da psicologia, informática, filosofia e linguística.Desenhos Animados como Assunto: Imagens usadas para comentar sobre certos assuntos como eventos contemporâneos, hábitos sociais ou tendências políticas, e geralmente executadas de maneira abrangente ou abreviada.Testes de Discriminação da Fala: Testes da habilidade de ouvir e entender a fala, determinada pela contagem do número de palavras em uma lista de palavras repetidas corretamente.Terapia da Linguagem: Reabilitação de indivíduos com distúrbios de linguagem ou treinamento de crianças com distúrbios de desenvolvimento da linguagem.Meningomielocele: Herniação congênita ou raramente adquirida dos tecidos meníngeos e da medula espinhal, devido a defeito ósseo na coluna vertebral. A maioria destes defeitos ocorre na região lombossacral. Entre os sinais clínicos estão PARAPLEGIA, perda da sensação na parte inferior do corpo e incontinência. Esta afecção pode estar associada com MALFORMAÇÃO DE ARNOLD-CHIARI e HIDROCEFALIA. (Tradução livre do original: Joynt, Clinical Neurology, 1992, Ch55, pp35-6)Atenção: Ato de focalizar certos aspectos da experiência atual e excluir outros. É o ato de levar em consideração, de notar ou de se concentrar.Educação de Pacientes como Assunto: Ensino e treinamento de pacientes em relação às suas próprias necessidades de saúde.Eletroencefalografia: Registro de correntes elétricas produzidas no cérebro, pela medida de eletrodos adaptados ao couro cabeludo, na superfície do cérebro, ou colocados no cérebro.Aprendizagem: Mudança de comportamento relativamente duradoura que resulta da experiência passada ou da prática. O conceito inclui a aquisição de conhecimento.Consentimento Informado por Menores: Autorização voluntária dada por uma pessoa com idade menor do que a da maioridade para diagnóstico ou procedimentos investigativos ou para tratamento médico ou cirúrgico. (Tradução livre do original: English A, Shaw FE, McCauley MM, Fishbein DB Pediatrics 121:Suppl Jan 2008 pp S85-7)Percepção Visual: A seleção e organização dos estímulos visuais com base na experiência anterior do indivíduo.Sujeitos da Pesquisa: Pessoas inscritas em estudo de pesquisa ou que são sujeitos de pesquisa.Análise e Desempenho de Tarefas: O exame detalhado da atividade e comportamento observáveis associados à execução ou término de uma função necessária ou de uma unidade de trabalho.Movimentos Oculares: Movimentos oculares voluntários ou controlados por reflexos.Inteligência: Habilidade para aprender e manejar novas situações e desempenhar eficientemente tarefas que envolvam abstração.Lógica: A ciência que investiga os princípios que governam a conclusão correta ou fidedigna e negocia com os princípios e critérios de validade em pensamento e demonstração. Este sistema de raciocínio é aplicável a qualquer ramo de conhecimento ou estudo.Potenciais Evocados Auditivos: Resposta elétrica evocada no CÓRTEX CEREBRAL por ESTIMULAÇÃO ACÚSTICA ou estimulação das VIAS AUDITIVAS.Córtex Auditivo: Região do córtex cerebral que recebe a radiação auditiva do corpo geniculado medial (ver CORPOS GENICULADOS).Memória: Função mental complexa que tem quatro fases distintas: (1) memorização ou aprendizagem, (2) retenção, (3) rememoração e (4) reconhecimento. Clinicamente, a memória é, em geral, subdividida em imediata, recente, e remota.Priming de Repetição: Tipo de memória processual manifestada como uma alteração na habilidade em identificar um item como resultado de um encontro prévio com o mencionado item ou estímulo.Linguagem do Esquizofrênico: A linguagem artificial dos pacientes esquizofrênicos - neologismos (palavras formuladas pelo próprio paciente com novos significados)Criança Institucionalizada: Paciente infantil que está recebendo serviços de longa duração ou que reside em um ambiente institucional.Distúrbios da Fala: Afecções adquiridas ou desenvolvidas, caracterizadas por habilidade deficiente em compreender ou gerar formas da linguagem falada.Dano Encefálico Crônico: Afecção caracterizada por disfunção ou dano encefálico de longa duração, geralmente com duração de três meses ou mais. Entre as etiologias potenciais estão: INFARTO ENCEFÁLICO, certos TRANSTORNOS NEURODEGENERATIVOS, TRAUMATISMOS CRANIOCEREBRAIS, ANÓXIA ENCEFÁLICA, ENCEFALITE, certas síndromes de NEUROTOXICIDADE, transtornos metabólicos (ver DOENÇAS ENCEFÁLICAS METABÓLICAS) e outras afecções.Estudantes: Indivíduos matriculados em uma escola ou programa educacional formal.Amobarbital: Barbitúrico com propriedade hipnótica e sedativa (mas não antiansiedade). Efeitos adversos são principalmente consequência da depressão do SNC relacionada à dose, e é alto o risco de dependência com o uso contínuo.Ruído dos Transportes: Ruídos associados aos meios de transporte especialmente aeronaves e automóveis.Instrução por Computador: Técnica de autoaprendizado, geralmente online, que envolve a interação do estudante com materiais instrutivos programados.Magnetoencefalografia: Medida dos campos magnéticos da cabeça, geradas por correntes elétricas no encéfalo. Assim como em um condutor elétrico, os campos elétricos no encéfalo são acompanhados por campos magnéticos ortogonais. A medida desses campos provê informação sobre a localização da atividade encefálica que é complementar àquela proveniente da ELETROENCEFALOGRAFIA. A magnetoencefalografia pode ser utilizada sozinha ou em conjunto com a eletroencefalografia, para a medida da atividade espontânea ou evocada, e para propósitos clínicos ou de pesquisa.Barreiras de Comunicação: Aqueles fatores, como a linguagem ou as relações socioculturais, que interferem na interpretação e transmissão adequada das ideias entre os indivíduos ou grupos.Redação: O ato ou prática de composição literária, a ocupação do escritor ou produção e ocupação em trabalho literário como uma profissão.Lobo Parietal: Parte superior central do hemisfério cerebral. Está localizada posteriormente ao sulco central, anteriormente ao LOBO OCCIPITAL e superiormente ao LOBO TEMPORAL.Aeronaves: Estrutura que transporta carga para navegação pelo ar que é apoiada por sua própria flutuabilidade ou pela ação dinâmica do ar contra suas superfícies. (Tradução livre do original: Webster, 1973)Conscientização: O ato de levar em conta um objeto ou estado de coisas. Não implica em avaliação das qualidades ou da natureza do objeto, nem em atenção às mesmas.Implantes Cocleares: Dispositivos auditivos eletrônicos tipicamente usados em pacientes cuja função das orelhas externa e média é normal, mas a da orelha interna está comprometida. Na CÓCLEA, as células ciliadas (CÉLULAS CILIADAS VESTIBULARES) podem estar ausentes ou danificadas, porém há fibras nervosas residuais. O dispositivo estimula eletricamente o NERVO COCLEAR para criar sensação sonora.Desenvolvimento Infantil: Maturação sequencial contínua (fisiológica e psicológica) desde o nascimento de um indivíduo, mas não inclui a ADOLESCÊNCIA.Fonoterapia: Tratamento para indivíduos com distúrbios da fala e que envolve aconselhamento e uso de vários exercícios e recursos auxiliares para o desenvolvimento de novos hábitos de fala.Reconhecimento Visual de Modelos: Processo mental para perceber visualmente um número crítico de fatos (o modelo), como caracteres, formas, exposições ou desenhos.Sinais (Psicologia): Sinais para uma ação; a porção específica do campo perceptivo ou do padrão de estímulos aos quais o indivíduo aprendeu a responder.Variação Contingente Negativa: Variação negativa dos potenciais elétricos corticais, que aumenta com o tempo. Está associada a uma resposta antecipada a um estímulo esperado. É também um evento elétrico indicativo de um estado de prontidão ou expectativa.Testes de Inteligência: Testes padronizados que medem a habilidade ou aptidão para realizar tarefas intelectuais em um determinado momento.Rememoração Mental: O processo através do qual uma representação da experiência passada é evocada.Ensino: O processo educacional de instrução.Resolução de Problemas: Situação de aprendizagem que envolve a seleção de uma alternativa, entre várias, para se atingir um objetivo específico.Agnosia: Perda da habilidade de compreender o significado ou reconhecer a importância de várias formas de estimulação que não podem ser atribuídas à deficiência de uma modalidade sensorial primária. A agnosia tátil é caracterizada pela inabilidade em perceber a forma e natureza de um objeto simplesmente pelo toque, apesar da sensação ao toque da luz, posição e outras modalidades sensoriais primárias estarem intactas.Testes Psicológicos: Testes padronizados projetados para medir habilidades, como nos testes de inteligência, aptidão, e realização, ou para avaliar traços de personalidade.Oxigênio: Elemento com símbolo atômico O, número atômico 8 e peso atômico [15.99903; 15.99977]. É o elemento mais abundante da Terra e essencial à respiração.Rede Nervosa: Estrutura emaranhada composta de células nervosas que se interconectam. Estas células podem estar separadas na fenda sináptica ou juntas a outras células pelos processos citoplasmáticos. Em invertebrados, por exemplo, a rede nervosa permite que os impulsos nervosos se espalhem sobre uma área ampla da rede uma vez que as sinapses podem passar informação em qualquer direção.Função Executiva: Conjunto de funções cognitivas que controla os complexos pensamentos e comportamentos direcionados a objetivos. A função executiva envolve vários domínios, como FORMAÇÃO DE CONCEITO, gerenciamento de objetivos, flexibilidade cognitiva, controle da INIBIÇÃO e MEMÓRIA OPERACIONAL. O comprometimento da função executiva é observado em uma série de distúrbios, como ESQUIZOFRENIA e TRANSTORNO DO DEFICIT DE ATENÇÃO COM HIPERATIVIDADE.Transtornos de Aprendizagem: Afecções caracterizadas por discrepância significativa entre nível intelectual percebido de um indivíduo e sua capacidade em adquirir novas habilidades de linguagem e outras cognitivas. Estes transtornos podem resultar de condições psicológicas ou orgânicas. Os subtipos relativamente comuns incluem DISLEXIA, DISCALCULIA e DISGRAFIA.Audição: Habilidade ou ação da sensação e da transmissão da ESTIMULAÇÃO ACÚSTICA ao SISTEMA NERVOSO CENTRAL.Ética em Pesquisa: Obrigações morais que regulam a conduta de pesquisa. Usada para discussões de ética na pesquisa como tópico geral.Testes com Listas de Dissílabos: Testes para transtornos de audição central, baseadas na técnica de mensagem concorrente (separação binauricular).Estado Vegetativo Persistente: Estado vegetativo referente à posição neurocognitiva de indivíduos com dano cerebral grave, nos quais as funções fisiológicas (ciclos dormir-despertar, controle autônomo e respiração) persistem, mas o estado de consciência (incluindo todas as funções e emoções cognitivas) é abolido.