Cavidade Pulpar: O espaço em um dente limitado pela dentina e que contém a polpa dentária. A porção da cavidade dentro da coroa do dente é a câmara da polpa; enquanto que a porção dentro da raiz é o canal da polpa ou canal radicular.Polpa Dentária: Tecido conjuntivo inervado e ricamente vascularizado de origem mesodérmica, encerrado na cavidade central de um dente e delimitado pela dentina. Apresenta funções de proteção, sensibilidade, nutrição e formação. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992)Dentina Secundária: Dentina formada por polpa normal, depois que a formação definitiva da raiz se completa.Calcificações da Polpa DentáriaCapeamento da Polpa Dentária: Aplicação de um agente protetor a uma polpa exposta (capeamento direto) ou à fina camada de dentina remanescente sobre uma polpa quase exposta (capeamento indireto) para permitir à polpa recuperar e manter sua vitalidade e função normais.Pulpite: Inflamação da POLPA DENTÁRIA, geralmente devida à infecção bacteriana em cárie dentária, fratura dentária ou outras afecções que causam exposição da polpa à invasão bacteriana. Irritantes químicos, fatores térmicos, alterações hiperêmicas e outros fatores também podem causar pulpite.OdontoblastosAssistência Odontológica: Totalidade de serviços odontológicos diagnósticos, preventivos e restauradores fornecidos de modo a satisfazer as necessidades de um paciente. (Tradução livre do original: Illustrated Dictionary of Dentistry, 1982).Exposição da Polpa Dentária: O resultado de mudanças patológicas no tecido duro de um dente causadas por lesões relacionadas a cáries, fatores mecânicos ou trauma que deixam a polpa susceptível à invasão bacteriana a partir do ambiente externo.Doenças da Polpa Dentária: Doenças endodônticas da POLPA DENTÁRIA (dentro do dente), diferente das DOENÇAS PERIAPICAIS do tecido que circunda a raiz.Educação em Odontologia: Usada para artigos relativos a educação dental em geral.Cárie Dentária: Destruição localizada na superfície dentária, iniciada por descalcificação do esmalte, seguido por lise enzimática das estruturas orgânicas levando à formação de cavidades. Se não for avaliada, a cavidade pode penetrar no esmalte e na dentina alcançando a polpa.Escolas de Odontologia: Instituições educacionais para indivíduos em especialização no campo da odontologia.Estudantes de Odontologia: Indivíduos matriculados em uma escola de odontologia ou em um programa de educação formal que leva a uma graduação em odontologia.Dentinogênese: Formação da dentina. A dentina aparece primeiro na camada entre os ameloblastos e odontoblastos, tornando-se imediatamente calcificada. A formação progride a partir da extremidade da papila acima de sua lateral (slope) formando uma capa calcificada, tornando-se mais espessa pela aposição de novas camadas em direção à polpa. Uma camada de dentina não calcificada é encontrada entre o tecido calcificado e o odontoblasto e seus processos.Agentes de Capeamento da Polpa Dentária e Pulpectomia: Materiais usados no CAPEAMENTO PULPAR ou em PULPECTOMIA.Papila Dentária: Tecido mesodérmico encerrado na porção invaginada do órgão do esmalte epitelial e que dá origem à dentina e polpa.Assistência Odontológica para Doentes Crônicos: Assistência odontológica a pacientes com doenças crônicas. Essas doenças incluem doenças cardiovasculares crônicas, doenças endocrinológicas, hematológicas, imunológicas, neoplásicas e renais. O conceito não abrange assistência odontológica para os mentalmente ou fisicamente deficientes que é a ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PARA DEFICIENTES.Necrose da Polpa Dentária: Morte do tecido da polpa com ou sem invasão bacteriana. Quando a necrose é devida à isquemia com infecção bacteriana superimposta, é chamada de gangrena da polpa. Quando a necrose não é bacteriana na sua origem, é chamada de mumificação da polpa.Dente Molar: Os dentes mais posteriores em cada lado da mandíbula e maxila, totalizando oito na dentição decídua (2 de cada lado, superior e inferiormente), e usualmente doze na dentição permanente (3 de cada lado, superior e inferiormente). São dentes trituradores, apresentando coroas grandes e amplas superfícies de mastigação. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992, p821)Assistência Odontológica para Crianças: Dar atenção à necessidade odontológica especial das crianças, incluindo a prevenção das doenças dos dentes e instrução em higiene e saúde dentária. A assistência odontológica pode incluir os serviços prestados por especialistas odontológicos.Clínicas Odontológicas: Instalações onde é providenciado cuidado odontológico aos pacientes.Calcificação de Dente: Processo através do qual sais de cálcio são depositados no esmalte dental. O processo é normal no desenvolvimento de ossos e dentes.Higienistas Dentários: Pessoas treinadas em escola reconhecida e autorizada pelo estado em que residem para prover profilaxia dentária sob a direção de um dentista licenciado.Docentes de Odontologia: O pessoal de ensino e o pessoal administrativo que possui graduação acadêmica em uma escola de odontologia.Dente Decíduo: Os vinte dentes da primeira dentição, os quais caem e são substituídos pelos dentes permanentes, usualmente em torno dos seis anos de idade. Espera-se que a erupção de todos os dentes decíduos normalmente ocorra em torno de dois anos e meio de idade.Dentina: A porção rígida do dente que está ao redor da polpa, revestida por esmalte na coroa e cemento na raiz, a qual é mais rígida e densa que osso, mas menos rígida que o esmalte, sendo desta forma facilmente desgastada quando deixada desprotegida.Assistência Odontológica para Pessoas com Deficiências: Assistência odontológica para pacientes emocionalmente, mentalmente ou fisicamente deficientes. Não inclui assistência odontológica para cronicamente enfermos (= ASSISTÊNCIA ODONTOLÓGICA PARA CRONICAMENTE ENFERMOS).Teste da Polpa Dentária: Investigações realizadas sobre a saúde física dos dentes que envolve a utilização de uma ferramenta que transmite corrente elétrica quente ou fria na superfície de um dente e que podem determinar problemas com esse dente dependendo das reações às correntes.Dente: Uma de um conjunto de estruturas semelhantes a ossos na boca usadas para morder e mastigar.Desvitalização da Polpa Dentária: Destruição da vitalidade da polpa do dente. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992, p243)Odontalgia: Dor nas áreas adjacentes ao dente.Ansiedade ao Tratamento Odontológico: Medo ou pavor anormal de procurar o dentista para cuidados preventivos e ansiedade injustificada em relação aos procedimentos dentários.Seguro Odontológico: Seguro que cobre tratamentos odontológicos.Saco Dentário: Densa camada fibrosa formada pelo tecido mesodérmico que envolve o esmalte do dente. Suas células eventualmente migram para a superfície externa da dentina recém formada na raiz do dente e dão origem aos cementoblastos que depositam cemento na raiz em desenvolvimento, aos fibroblastos do ligamento periodontal em desenvolvimento e aos osteoblastos do osso alveolar em desenvolvimento.Auxiliares de Odontologia: Pessoal cujo trabalho é designado e supervisionado por um dentista.Serviços de Saúde Bucal: Serviços destinados a promoção, reabilitação, manutenção e restauração da saúde oral.Odontogênese: Processo de formação do DENTE, dividido em vários estágios, entre eles: estágios de lâmina dentária, botão, capuz e campânula. A odontogênese inclui produção de esmalte dentário (AMELOGÊNESE), dentina (DENTINOGÊNESE) e cemento dentário (CEMENTOGÊNESE).Pesquisa em Odontologia: Estudo de leis, teorias e hipóteses através de um exame sistemático dos fatos pertinentes, e sua interpretação no campo da odontologia.Arco Dental: Curva formada pela fileira de DENTES em sua posição normal na ARCADA OSSEODENTÁRIA. O arco dental inferior é formado pelos dentes mandibulares, e o superior, pelos dentes maxilares.Assistência Odontológica para Idosos: Dar atenção às necessidades dentárias especiais dos idosos para manutenção ou tratamento apropriado. A assistência odontológica pode incluir os serviços fornecidos por especialistas odontológicos.Placa Dentária: Filme que se adere aos dentes, frequentemente causando a CÁRIE DENTÁRIA e GENGIVITE. É composta por MUCINAS (secretadas pelas glândulas salivares) e micro-organismos.Ligamento Periodontal: TECIDO CONJUNTIVO fibroso que reveste a RAIZ DO DENTE separando-o do osso alveolar e fixando-o a este (PROCESSO ALVEOLAR).Sepultamento: Ato ou cerimônia de colocar um cadáver sob a terra, num jazigo ou no mar; ou a colocação das cinzas obtidas por CREMAÇÃO em uma urna.Incisivo: Qualquer dos oito dentes frontais (quatro maxilares e quatro mandibulares) que apresentam uma lâmina incisiva aguda para o corte do alimento e uma única raiz, os quais são encontrados no homem, tanto nos dentes permanentes quanto nos decíduos.Consultórios Odontológicos: Sala ou salas nas quais o dentista e sua equipe prestam cuidados. Os consultórios incluem todas salas do endereço do consultório.Registros Odontológicos: Coleta de dados feita durante um exame odontológico para o estudo, diagnóstico ou planejamento do tratamento.Recursos Humanos em Odontologia: Pessoal que presta serviços odontológicos a pacientes em uma clínica organizada, instituição ou agência.Equipamentos Odontológicos: Itens não consumíveis utilizados pelo dentista ou equipe dentária no desempenho das obrigações profissionais.Odontologia: Profissão preocupada com os dentes, cavidade oral e estruturas associadas, e o diagnóstico e tratamento de suas doenças, incluindo prevenção e restauração de tecido defeituoso e perdido.Odontologia Geral: Prática odontológica não especializada que permite oferecer cuidado odontológico primário e contínuo.Amálgama Dentário: Liga usada na odontologia restauradora que contém mercúrio, prata, estanho, cobre, e possivelmente zinco.Anestesia Dentária: Variedade de métodos usados para reduzir a dor e a ansiedade durante procedimentos odontológicos.Células-Tronco Adultas: Células derivadas de adultos, com elevada capacidade proliferativa e de auto-renovação.Fraturas Maxilares: Fraturas do maxilar superior.Assistentes de Odontologia: Pessoas que assistem o dentista ou higienista dentário.Educação Continuada em Odontologia: Programas educacionais destinados a informar os dentista sobre recentes avanços em seus campos.Implantes Dentários: Materiais biocompatíveis colocados dentro (endosteal) da ou sobre (subperiósteo) a arcada osseodentária para sustentar uma coroa, uma ponte ou um dente artificial ou, ainda, para estabilizar um dente doente.Cavidade Nasal: Porção proximal das passagens respiratórias em cada lado do SEPTO NASAL. As cavidades nasais, estendendo-se das narinas até a NASOFARINGE, são revestidas por uma MUCOSA NASAL ciliada.Materiais Dentários: Materiais usados na produção de bases dentais, restaurações, impressões, próteses, etc.Radiografia Dentária: Técnicas radiográficas utilizadas em odontologia.Esfoliação de Dente: Perda fisiológica da dentição primária. (Tradução livre do original: Zwemer, Boucher's Clinical Dental Terminology, 4th ed)Modelos Dentários: Dispositivos de apresentação usados para a educação do paciente e para a formação técnica em odontologia.Educação de Pós-Graduação em Odontologia: Programas educacionais para graduados em odontologia que ingressam em uma especialidade. Eles incluem treinamento convencional da especialidade bem como trabalho acadêmico nas ciências odontológicas básicas e clínicas e podem conduzir a uma certificação ou grau odontológico avançado.Células-Tronco: Células relativamente indiferenciadas que conservam a habilidade de dividir-se e proliferar durante toda a vida pós-natal, a fim de fornecer células progenitoras que possam diferenciar-se em células especializadas.Ética Odontológica: Princípios de conduta profissional própria relativos aos direitos e deveres do dentista, relações com os pacientes e profissionais da mesma categoria, assim como ações do dentista no cuidado ao paciente e relações interpessoais com a família do paciente. (Tradução livre do original: Stedman, 25th ed)Preparo da Cavidade Dentária: Operação na qual o material cariado é removido dos dentes e formas bioquimicamente corretas são estabelecidas nos dentes para receber e reter restaurações. Uma exigência constante é o fornecimento para prevenção de falha da restauração por recorrência de cárie ou resistência inadequada à tensão aplicada.Unidade Hospitalar de Odontologia: Serviço hospitalar que presta assistência odontológica.Mandíbula: O maior (e o mais forte) osso da FACE; constitui o maxilar inferior, que sustenta os dentes inferiores.Odontólogos: Indivíduos autorizados a praticar ODONTOLOGIA.Sociedades Odontológicas: Sociedades cuja associação é limitada aos dentistas.Tecnologia Odontológica: Campo da odontologia envolvido em procedimentos para projetar e construir aparelhos dentários. Inclui também a aplicação de qualquer tecnologia no campo da odontologia.Inquéritos de Saúde Bucal: Coleta sistemática de dados reais relativos à saúde e doenças dentárias ou bucais em uma população humana em uma determinada área geográfica.Fluorose Dentária: Forma endêmica e crônica de hipoplasia do esmalte dentário causada por ingestão de água com um conteúdo alto de flúor durante a época de formação dentária e caracterizada por calcificações defeituosas que dão uma aparência de giz branco ao esmalte, que passa gradualmente por uma descoloração para o marrom. (Tradução livre do original: Jablonski's Dictionary of Dentistry, 1992, p286)Licenciamento em Odontologia: A concessão de uma licença para praticar odontologia.Laboratórios Odontológicos: Instalações para desempenho de serviços relativos ao tratamento dentário, mas não feitos diretamente na boca do paciente.Cavidade Peritoneal: Espaço recoberto pelo peritônio. É dividido em duas partes, o grande saco e o pequeno saco ou bolsa omental, que se localiza atrás do ESTÔMAGO. Os dois sacos estão conectados pelo forame de Winslow ou forame epiploico.Líquido Dentinal: A linfa ou líquido da dentina que aparece na superfície de cortes recentes da dentina, especialmente em dentes jovens; é um transudato de líquido extracelular, principalmente citoplasma de processos odontoblásticos, da polpa dentária através de túbulos dentinários. (Stedman, 25a ed)Especialidades Odontológicas: Vários ramos da prática odontológica limitados a setores (áreas) especializados.Dente Serotino: O dente permanente localizado mais posteriormente em cada lado da maxila e mandíbula.Honorários Odontológicos: Valor cobrado ao paciente por serviços odontológicos.Porphyromonas endodontalis: Espécie de bactéria Gram-negativa do gênero PORPHYROMONAS, família Porphyromonacaceae. É um patógeno crucial em infecções endodônticas.Hidróxido de Cálcio: Pó branco preparado a partir de calcário com muitas aplicações médicas e industriais. Pode ser encontrado em muitos preparados dentários, especialmente para obturação do canal radicular.Diferenciação Celular: Restrição progressiva do potencial para desenvolvimento e especialização crescente da função que leva à formação de células, tecidos e órgãos especializados.Técnicos em Prótese Dentária: Pessoas responsáveis pela fabricação de aparelhos dentais.Odontologia Legal: Aplicação do conhecimento odontológico às perguntas da lei.Administração da Prática Odontológica: Organização e operação dos aspectos empresariais da prática da odontologia.Dente Pré-Molar: Um dos oito dentes permanentes, dois em cada lado da mandíbula e da maxila, entre os caninos (DENTE CANINO) e os molares (DENTE MOLAR), que serve para triturar e esmagar o alimento. Os superiores têm duas cúspides (bicúspide) enquanto que os inferiores apresentam de uma a três cúspides.Conversão Análogo-Digital: O processo de converter dados analógicos, como voltagem medida continuamente, para uma distinta forma digital.Calcificação Fisiológica: Processo pelo qual um tecido orgânico se torna endurecido pelo depósito fisiológico de sais de cálcio.