Bovinos: Animais bovinos domesticados (do gênero Bos) geralmente são mantidos em fazendas ou ranchos e utilizados para produção de carne, derivados do leite ou para trabalho pesado.Doenças dos Bovinos: Doenças do gado doméstico do gênero Bos. Estão incluídas doenças de vacas, iaques e zebus.Tuberculose Bovina: Infecção em bovinos causada pelo MYCOBACTERIUM BOVIS. É transmissível ao homem e a outros animais.Criação de Animais Domésticos: A ciência de procriação, alimentação e cuidados de animais domésticos; inclui alojamento e nutrição.Ração Animal: Produtos alimentícios usados para animais domésticos, de laboratório ou para o gado.Cruzamento: Produção de descendência por cruzamento seletivo ou HIBRIDIZAÇÃO GENÉTICA em animais ou plantas.Tripanossomíase Bovina: A infecção no gado causada por várias espécies de tripanossomas.Carne: As porções comestíveis de qualquer animal usados como comida e que incluem mamíferos domésticos (sendo os principais gado, suínos e ovelha) junto com aves, peixes, moluscos e caça.Rhipicephalus: Gênero de CARRAPATOS (família IXODIDAE) amplamente disseminado na África, cujos membros incluem vários vetores, importantes patógenos em animais e humanos.Matadouros: Lugares onde animais são sacrificados e preparados para a comercialização.Brucelose Bovina: Doença em bovinos causada por bactérias do gênero BRUCELLA que leva a aborto no final da gestação. BRUCELLA ABORTUS é o principal agente infeccioso.Rúmen: O primeiro estômago dos ruminantes. Localiza-se no lado esquerdo do corpo, ocupando totalmente o lado esquerdo do abdome e até mesmo estendendo-se até o lado direito cruzando o plano mediano do corpo. É amplo, divide-se em um saco superior e um inferior, cada um apresentando um saco cego em sua extremidade posterior. O rúmen encontra-se revestido por uma mucosa que não contém glândulas digestórias, mas glândulas secretoras de muco estão presentes em grande número. O alimento mastigado parcial e grosseiramente é armazenado e agitado no rúmen até o animal encontrar circunstâncias convenientes para a ruminação. Quando isto ocorre, pequenas bolas de alimento são regurgitadas para dentro da boca através do esôfago, são submetidas a uma segunda mastigação mais completa, são engolidas, e passam para as outras partes do estômago composto.Búfalos: Ruminantes da família Bovidae que compreende os Bubalus arnee e Syncerus caffer. Este conceito é diferenciado de BISON, que se refere aos Bison bison e Bison bonasus.Theileriose: Infecção de bovinos, ovinos ou cabras com protozoários do gênero THEILERIA. Esta infecção produz um estado febril agudo ou crônico.Fezes: Excrementos oriundos do INTESTINO que contêm sólidos não absorvidos, resíduos, secreções e BACTÉRIAS do SISTEMA DIGESTÓRIO.Escherichia coli O157: Sorogrupo que produz verocitotoxina e pertence à subfamília O da Escherichia coli, que mostrou causar doenças graves disseminadas por alimentos. Uma linhagem deste sorogrupo, o sorotipo H7, produz TOXINAS SHIGA, que são ligadas a surto de doenças humanas resultantes da contaminação de alimentos por E.coli O 157 de origem bovina.Intoxicação por Plantas: Intoxicação pela ingestão de plantas ou suas folhas, frutos, raizes ou caules. As manifestações, tanto em humanos como em animais, variam no grau de severidade, desde leve até causar risco de morte. Em animais, especialmente animais domésticos, normalmente é o resultado da ingestão de fungos ou forragem fermentada.Neospora: Gênero de protozoários parasitas da subclasse COCCÍDIOS. Suas espécies são parasitas de cães, gado, bodes e carneiros, entre outros. N. caninum, espécie que infecta principalmente cães, é intracelular em células neurais e de outros tecidos do corpo, multiplica-se por endodiogenia, não possui vacúolo parasitóforo e possui numerosas roptrias. É conhecida por causar lesões em vários tecidos, especialmente no cérebro e medula espinhal, assim como aborto em fêmeas prenhas.Encefalopatia Espongiforme Bovina: Encefalopatia espongiforme transmissível do bovino associada com proteínas príon anormais no cérebro. Os animais afetados desenvolvem excitabilidade e salivação seguidas de ATAXIA. Este transtorno tem sido associado com consumo de proteína derivada de ruminante infectado por SCRAPIE. Esta afecção pode ser transmitida aos humanos, em que é definida como uma variante ou nova variante da SÍNDROME DE CREUTZFELDT-JAKOB. (Tradução livre do original: Vet Rec 1998 Jul 25;143(41):101-5))Doenças dos Ovinos: Doenças das ovelhas domésticas e montanhosas do gênero Ovis.Mustelidae: Família de carnívoros terrestres, de corpo longo e delgado, que apresentam longa cauda e glândula odorífera anal. Entre eles estão texugos, doninhas, MARTAS, FURÕES, visom, glutões e LONTRAS.Derrame de Bactérias: Eliminação de bactérias do corpo. Os tratos respiratório, genital e intestinal são vias importantes de eliminação bacteriana.Infestações por Carrapato: As infestações por carrapatos de corpo amolecido (Argasidae) ou de corpo endurecido (Ixodidae).Ovinos: Qualquer mamífero ruminante com chifres curvados (gênero Ovis, família Bovodae) que possuem sulco lacrimal e glândulas interdigitais (ausentes nas CABRAS).Fenômenos Fisiológicos da Nutrição Animal: Fisiologia nutricional dos animais.Aborto Animal: Expulsão prematura do FETO em animais.Febre Aftosa: A doença é produzida pelo menos por seis tipos de vírus, classificados como A,O,C,SAT-1,SAT-2 e SAT-3, sendo que os três últimos foram isolados na África e os demais apresentam ampla disseminação. Não há transmissores de aftosa; o vírus é vinculado pelo ar, pela água e alimentos, apesar de ser sensível ao calor e a luz. A imunidade contra um deles não protege contra os outros. Além disso, constataram-se alguns subtipos dos vírus citados, com a particularidade de que uns causam ataques mais graves que outros e alguns se propagam mais facilmente. Esta complexidade apresenta um aspecto muito desfavorável pois um animal atacado por um tipo de vírus, embora ofereça resistência ao mesmo, é ainda suscetível aos outros tipos e subtipos. O agente etiológico é um vírus da família Picornaviridae, gênero Aphthovírus. (Fonte: Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, Brasil. Acessado em 7/5/2014. Disponível em http://www.agricultura.sp.gov.br/contato/1-fale-conosco/54-o-que-e-febre-aftosa-)Cabras: Quaisquer dos numerosos RUMINANTES, ágeis, cornos ocos, (gênero Capra, família Bovidae) muito relacionados com as OVELHAS.Mycobacterium bovis: Tipo bovino do bacilo tuberculoso. Também é chamado Mycobacterium tuberculosis var. bovis.Complexo Respiratório Bovino: Doença multifatorial dos BOVINOS, resultado de complexas interações entre os fatores ambiental, hospedeiro e patógeno. Os fatores ambientais atuam como estressantes afetando adversamente o SISTEMA IMUNOLÓGICO e outras defesas do hospedeiro, elevando a transmissão de agentes infecciosos.Distribuição Aleatória: Processo envolvendo a probabilidade usada em ensaios terapêuticos ou outra investigação que tem como objetivo alocar sujeitos experimentais, humanos ou animais, entre os grupos de tratamento e controle, ou entre grupos de tratamento. Pode também ser aplicado em experimentos em objetos inanimados.Leite: Líquido branco secretado pelas glândulas mamárias. Contém proteínas, açúcar, lipídeos, vitaminas e minerais.Coccidiose: A infecção por protozoários encontrada em animais e no homem. Ela é causada por vários gêneros diferentes de COCCIDIA.Poaceae: Grande família de gramíneas herbáceas de folhas estreitas da ordem Cyperales, subclasse Commelinidae, classe Liliopsida (monocotiledôneas). GRÃO COMESTÍVEL vem de membros desta família. RINITE ALÉRGICA SAZONAL pode ser induzida por PÓLEN de muitas gramíneas.Leucose Enzoótica Bovina: Doença neoplásica linfoide em bovinos causada pelo vírus da leucemia bovina. A leucose enzoótica bovina pode se apresentar como linfossarcoma, linfoma maligno ou leucemia, mas a presença de células malignas no sangue não é um achado consistente.Ganho de Peso: Aumento de PESO CORPORAL acima do existente.Bison: Gênero da família Bovidae que possui duas espécies: B. bison e B. bonasus. Este conceito é diferenciado de BÚFALOS, que se refere a Bubalus arnee e Syncerus caffer.Doença das Mucosas por Vírus da Diarreia Viral Bovina: Doença aguda de bovinos causada pelos VÍRUS DA DIARREIA VIRAL BOVINA. Frequentemente, as ulcerações na boca são o único sinal, mas febre, diarreia, queda na produção de leite e perda do apetite também são observados. A gravidade da doença clínica varia e depende da espécie. As erupções caracterizam-se por uma baixa morbidade e alta mortalidade.Digestão: Processo de degradação de alimentos para o metabolismo e uso pelo corpo.Ruminantes: Subordem (ordem ARTIODACTYLA) cujos membros têm a característica distintiva de possuir um estômago com quatro câmaras, incluindo o RÚMEN (grande capacidade). Geralmente, chifres ou cornos estão presentes (ao menos em machos).Anaplasmose: Doença em bovinos causada pela ocupação parasitária das hemácias por bactérias do gênero ANAPLASMA.Adubos: Acúmulo de excrementos animais, sólidos ou líquidos, geralmente de estábulos e currais, com ou sem lixo. Sua aplicação principal é como um fertilizante.Vírus da Leucemia Bovina: Representante da espécie de DELTARETROVIRUS, causador de uma forma de linfossarcoma bovino (LEUCOSE ENZOÓTICA BOVINA) ou linfocitose persistente.Desmame: Substituição, geralmente gradual, do leite humano por outros alimentos na dieta da criança, levando a completa interrupção da amamentação no peito. Pode, em alguns casos, ocorrer abruptamente quando a criança é afastada do seio antes do término da secreção de leite.Babesia bovis: Espécie de protozoários que é causa da babeose bovina. Carrapatos dos gêneros Boophilus, Rhipicephalus e IXODES são os principais vetores.Trypanosoma congolense: Espécie de tripanossomos hemoflagelados que são transmitidos por moscas tsé-tsé causando anemia severa no gado. Estes parasitas também são encontrados em cavalos, carneiros, bodes e camelos.Bluetongue: Infecção por reovirus, principalmente em carneiros, caracterizada por apresentação de língua inchada e azul, pela inflamação catarral dos tratos respiratório superior e gastrointestinal e por estar frequentemente acompanhada por inflamação das lâminas sensíveis das patas e a da coroa do casco.Brucella abortus: Espécie do gênero BRUCELLA, cujos hospedeiros naturais são bovinos (e outras famílias bovidae). Aborto e placentite são frequentes em animais prenhes. Outros mamíferos (inclusive humanos) podem ser infectados.Vírus da Diarreia Viral Bovina: Grupo de vírus (gênero PESTIVIRUS) causador de diarreia, febre, ulcerações orais, síndrome hemorrágica e várias lesões necróticas entre bovinos e outros animais domésticos. As duas espécies (genótipos) BVDV-1 and BVDV-2 apresentam diferenças antigênicas e patológicas. A designação histórica BVDV consistiu em ambos os genótipos (desconhecidos).Gado: Animais domesticados criados para uso próprio ou comercialização, mas que exclui a criação de AVES DOMÉSTICAS. Caracteristicamente, o termo gado inclui BOVINOS, CARNEIROS, CAVALOS, SUÍNOS, CABRAS e outros.Theileria: Gênero de protozoários, transportados por carrapatos, que são parasitas de linfócitos, eritrócitos e células endoteliais de mamíferos. Seus organismos multiplicam-se assexuadamente e então invadem os eritrócitos, onde não ocorre nenhuma outra reprodução até que sejam ingeridos por um carrapato transmissor.Peste Bovina: Doença viral de ungulados causada por MORBILLIVIRUS. Pode ser aguda, subaguda ou crônica com as lesões principais caracterizadas por inflamação e ulceração de todo o trato digestório. A doença foi declarada como erradicada com sucesso no mundo todo em 2010.Estações do Ano: Estações do ano: Divisões do ano de acordo com algum fenômeno regularmente recorrente, geralmente astronômico ou climático. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) Variações sazonais: Diferenças sazonais na ocorrência de eventos vitais.Cervos: Família Cervidae, de 17 gêneros e 45 espécies, que ocorre praticamente em toda América do Norte, América do Sul e Eurásia, na maioria das ilhas continentais associadas e no norte da África. Populações selvagens de cervos foram estabelecidas, depois de introduzidas por pessoas, em Cuba, Nova Guiné, Austrália, Nova Zelândia e outros locais em que a família não ocorre naturalmente. São finos, com longas pernas e melhor caracterizados pela presença de cornos. Seu habitat são florestas, pântanos, cerrados, desertos e tundra ártica. São geralmente bons nadadores; alguns migram sazonalmente.Animais Endogâmicos: Animais produzidos pelo cruzamento de mesma prole por várias gerações. A cepa resultante de animais é virtualmente idêntica genotipicamente. Linhagens animais altamente endogâmicas permitem o estudo de certas características de forma relativamente pura. (Tradução livre do original: Segen, Dictionary of Modern Medicine, 1992)Peso Corporal: Massa ou quantidade de peso de um indivíduo, expresso em unidades de quilogramas ou libras.Abrigo para AnimaisMannheimia haemolytica: Espécie de bactéria Gram-negativa, anaeróbica facultativa, em forma de bastonete, normalmente comensal da flora de BOVINOS e OVINOS. Entretanto, sob condições de ESTRESSE FISIOLÓGICO ou físico, podem causar MASTITE em ovinos e FEBRE DO EMBARQUE ou PNEUMONIA ENZOÓTICA DOS BEZERROS em bovinos. Sua denominação anterior era Pasteurella haemolytica.Reservatórios de Doenças: Fontes animadas ou inanimadas que normalmente abrigam organismos causadores de doenças, servindo, assim, como fontes potenciais para surtos de doenças. Os reservatórios são diferenciados em vetores (VETORES DE DOENÇAS) e transmissores, que são agentes de transmissão de doenças, ao invés de fontes contínuas de surtos potenciais.Infecções por Escherichia coli: As infecções por bactérias da espécie ESCHERICHIA COLI.Animais Selvagens: Animais considerados selvagens ou ferozes ou não adaptados a uso doméstico. Não inclui animais selvagens em zoológicos para os quais ANIMAIS DE ZOOLÓGICO está disponível.Sistemas de Identificação Animal: Procedimentos para reconhecimento individual do animal e certas características identificáveis pertencentes a eles; incluem métodos computadorizados, etiquetas nas orelhas, etc.Cereais: Gramíneas que originam sementes (POACEAE) que são importantes na dieta alimentar.Ingestão de Alimentos: Consumo de substâncias comestíveis.Silagem: Forragem convertida em alimento suculento para gado por processos de fermentação anaeróbica (como em um silo).Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Anaplasma: Gênero de bactérias Gram-negativas cujos organismos são parasitas obrigatórios de vertebrados. As espécies são transmitidas por vetores artrópodes apenas a ruminantes. Anaplasma marginale é a espécie mais patogênica e é o agente causador de anaplasmose bovina severa.Abomaso: O quarto estômago de animais ruminantes. É também chamado de estômago "verdadeiro". Consiste de um saco alongado, em formato de pera, localizado no assoalho do abdome, no lado direito, e aproximadamente entre a sétima e a décima segunda costelas. Esta estrutura leva ao início do intestino delgado. (Tradução livre do original: Black's Veterinary Dictionary, 17th ed)Composição Corporal: Quantidades relativas de vários componentes no corpo, tais como porcentagem de gordura corporal.Festuca: Gênero de plantas (família POACEAE), cujo nome vulgar 'fescue' também é usado para algumas outras gramíneas.Medicina Veterinária: Ciência médica voltada para a prevenção, diagnóstico, e o tratamento de doenças em animais.Doenças das Cabras: Doenças das cabras domésticas ou selvagens do gênero Capra.ArtiodáctilosTheileria parva: Protozoário parasita que é o agente etiológico da Febre da Costa Leste (THEILERIOSE). A transmissão ocorre por carrapatos dos gêneros Physicephalus e Hyalomma.Variação Genética: Diferenças genotípicas observadas entre indivíduos em uma população.Zea mays: Espécie de planta da família POACEAE. É uma gramínea alta cultivada por seu GRÃO COMESTÍVEL e utilizada como alimento para consumo humano e animal.Manipulação de Alimentos: Qualquer aspecto das operações envolvidas no preparo, processamento, transporte, armazenagem, embalagem e exposição para venda, serviços ou distribuição de alimentos.Característica Quantitativa Herdável: Característica que mostra uma herança quantitativa como a PIGMENTAÇÃO DA PELE em humanos. (Tradução livre do original: From A Dictionary of Genetics, 4th ed)Genótipo: Constituição genética do indivíduo que abrange os ALELOS presentes em cada um dos LOCI GÊNICOS.Reação em Cadeia da Polimerase: Método in vitro para produção de grandes quantidades de DNA específico ou fragmentos de RNA de comprimento definido de pequenas quantidades de oligonucleotídeos curtos de sequências flanqueantes (iniciadores ou "primers"). O passo essencial inclui desnaturação térmica de moléculas alvo da dupla fita, reassociação dos primers a suas sequências complementares e extensão do iniciador reassociado pela síntese enzimática com DNA polimerase. A reação é eficiente, específica e extremamente sensível. A utilização da reação inclui diagnóstico de doenças, detecção de patógenos difíceis de se isolar, análise de mutações, teste genético, sequenciamento de DNA e análise das relações evolutivas.Lactação: Processo de secreção de leite pelas GLÂNDULAS MAMÁRIAS maternas após o PARTO. A proliferação do tecido glandular mamário, síntese, expulsão ou diminuição do leite é controlada pelas interações de vários hormônios, incluindo o ESTRADIOL, PROGESTERONA, PROLACTINA e OCITOCINA.Babesiose: Grupo de doenças de mamíferos transmitida por carrapatos que incluem ZOONOSES em humanos. São causadas por protozoários do gênero BABESIA que parasitam os eritrócitos, causando hemólise. Nos EUA, o hospedeiro natural do organismo é o camundongo e a transmissão é pelo carrapato dos cervos IXODES SCAPULARIS.Mastite Bovina: INFLAMAÇÃO no úbere em vacas.Herpesvirus Bovino 1: Espécie de VARICELLOVIRUS que causa RINOTRAQUEÍTE INFECCIOSA BOVINA e outras síndromes associadas em BOVINOS.Anaplasma marginale: Espécie de bactéria Gram-negativa e agente causadora de ANAPLASMOSE bovina grave. É a mais patogênica das espécies de ANAPLASMA.Ácidos Graxos Voláteis: Ácidos graxos de cadeia curta com mais de seis átomos de carbonos em comprimento. São os principais produtos finais da fermentação microbial no trato digestório de ruminantes. Apresentam-se também implicados na causa de distúrbios neurológicos em humanos.Pasteurelose Pneumônica: Doença respiratória bovina encontrada em animais que foram transportados ou expostos a BOVINOS recém-transportados. O principal agente responsável pela doença é o MANNHEIMIA HAEMOLYTICA e, menos comumente, a PASTEURELLA MULTOCIDA ou o HAEMOPHILUS SOMNUS. Todos os três agentes são habitantes normais da mucosa faríngea nasal de bovinos, mas não do PULMÃO. São considerados patógenos oportunistas que se seguem ao ESTRESSE FISIOLÓGICO e/ou a uma infecção viral. A BRONCOPNEUMONIA fibrosa bacteriana resultante é frequentemente fatal.Zoonoses: Doenças de animais que podem ser transmitidas aos HUMANOS ou podem ser transmitidas dos humanos para os animais.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Casco e Garras: Anexos altamente queratinizados que são afiadas e curvas, ou achatadas e com bordas pontiagudas. São encontrados principalmente na terminação dos membros em certos animais.Análise dos Mínimos Quadrados: Princípio de estimação onde as estimações de um conjunto de parâmetros em um modelo estatístico são aqueles valores que reduzem ao mínimo a soma das diferenças dos quadrados entre os valores observados de uma variável dependente e os valores prognosticados pelo modelo.Dieta: Método regular de ingestão de comida e bebida adotado por uma pessoa ou animal.Infecções por Pasteurella: Infecções por bactérias do gênero PASTEURELLA.Vírus Bluetongue: Espécie-tipo de ORBIVIRUS que causa uma séria doença em carneiros, especialmente cordeiros. Pode também afetar ruminantes selvagens e outros animais domésticos.Transportes: Os meios de mover pessoas, animais, bens ou materiais de um lugar para outro.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Análise de Sequência de DNA: Processo de vários estágios que inclui clonagem, mapeamento físico, subclonagem, determinação da SEQUÊNCIA DE DNA e análise de informação.Monensin: Agente antiprotozoário produzido por Streptomyces cinnamonensis. Exerce seu efeito durante o desenvolvimento da primeira geração de trofozoítas a esquizontes de primeira geração, no interior das células epiteliais intestinais. Não interfere com o desenvolvimento da imunidade adquirida do hospedeiro para a maioria das espécies de coccídeos. Monensin é um ionóforo seletivo de sódio e próton e é amplamente usado como tal em estudos bioquímicos.Filogenia: Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.Inseminação Artificial: Introdução artificial de SÊMEN ou ESPERMATOZOIDE na VAGINA para facilitar a FERTILIZAÇÃO.Pneumonia Intersticial Atípica dos Bovinos: Doença de gado bovino de causa incerta, provavelmente uma reação alérgica.Carrapatos: Parasitas acarídeos sugadores de sangue (ordem Ixodida) composto por duas famílias: os carrapatos de dorso mole (ARGASIDAE) e os carrapatos de dorso duro (IXODIDAE). Os carrapatos são maiores que os seus correlatos, os ÁCAROS. Penetram na pele de seus hospedeiros através de regiões da boca altamente especializadas em forma de gancho, e se alimentam de seu sangue. Os carrapatos atacam todos os grupos de vertebrados terrestres. No homem são responsáveis por muitas DOENÇAS TRANSMITIDAS POR CARRAPATOS, incluindo a transmissão da FEBRE MACULOSA DAS MONTANHAS ROCHOSAS, TULAREMIA, BABESIOSE, FEBRE SUÍNA AFRICANA e FEBRE RECORRENTE. (Tradução livre do original: Barnes, Invertebrate Zoology, 5th ed, pp543-44).Distocia: TRABALHO DE PARTO (ou NASCIMENTO) lento ou difícil.Ensaio de Imunoadsorção Enzimática: Imunoensaio utilizando um anticorpo ligado a uma enzima marcada, tal como peroxidase de raiz-forte (ou rábano silvestre). Enquanto a enzima ou o anticorpo estiverem ligados a um substrato imunoadsorvente, ambos retêm sua atividade biológica; a mudança na atividade enzimática como resultado da reação enzima-anticorpo-antígeno é proporcional à concentração do antígeno e pode ser medida por espectrofotometria ou a olho nu. Muitas variações do método têm sido desenvolvidas.Indústria de Embalagem de Carne: O empreendimento agregado da produção técnica de carne empacotada.Vírus da Febre Aftosa: Espécie típica de APHTHOVIRUS causadora de DOENÇAS NA BOCA E NOS PÉS de animais com casco fendido. Há vários sorotipos.United States Department of Agriculture: Departamento de gabinete do Ramo Executivo no Governo dos Estados Unidos que se ocupa da melhoria e preservação da renda agrícola, e desenvolvimento e expansão de mercados para os produtos agrícolas. Através de fiscalização e de serviços de classificação, protege e verifica padrões de qualidade na produção e suprimento de alimentos.Anticorpos Antibacterianos: Imunoglobulinas produzidas em resposta a ANTÍGENOS DE BACTÉRIAS.Coronavirus Bovino: Espécie de CORONAVIRUS que infecta bezerros recém-nascidos, resultando em diarreia aguda, frequentemente levando à morte.Fermentação: Degradação anaeróbica da GLUCOSE (ou de outros nutrientes orgânicos), que fornece energia em forma de ATP. Os produtos finais variam, dependendo dos organismos, substratos e das vias enzimáticas. Entre os produtos comuns de fermentação estão o ETANOL e o ÁCIDO LÁTICO.