Autoimagem: A visão que a pessoa tem de si mesma.Autocuidado: Realização pelo paciente das atividades normalmente executadas por profissionais de saúde. Inclui cuidados consigo mesmo, família ou amigos.Tolerância a Antígenos Próprios: Falta normal da capacidade para produzir uma resposta imune contra antígenos autólogos (próprios). Quebra da autotolerância leva a doenças autoimunes. Capacidade para reconhecer a diferença entre o próprio e o que não lhe é próprio é a principal função do sistema imune.Formação de Conceito: Processo cognitivo envolvendo a formação de ideias a partir da generalização do conhecimento que se tem sobre as qualidades, aspectos e relações dos objetos.Psicologia do Self: Teoria psicanalítica centrada na interpretação do comportamento em referência a si mesmo. Esta elaboração dos conceitos psicanalíticos de narcisismo e "self" (si mesmo) foi desenvolvida por Heinz Kohut e enfatiza a importância do autoconhecimento das necessidades excessivas de aprovação e autogratificação.Autorrevelação: Desejo de revelar aos outros informações sobre si mesmo.Ego: A porção consciente da estrutura da personalidade, que serve como mediadora entre as exigências dos impulsos instintivos primitivos (o id), das proibições parentais e sociais internalizadas ou consciência (o superego), e da realidade.Automutilação: Ato de lesar o próprio corpo, até o ponto de cortar ou destruir permanentemente um membro ou outra parte essencial do corpo.Terminologia como Assunto: Os termos, expressões, designações ou símbolos usados em uma ciência particular, disciplina ou área de assunto especializada.Automedicação: Autoadministração de medicação que não tenha sido prescrita por um médico, ou de maneira não supervisionada por um médico.Autoeficácia: Mecanismo cognitivo baseado nas expectativas e crenças sobre a capacidade que o indivíduo tem de realizar as ações necessárias para obter um efeito determinado. Também é um componente teórico de modificação do comportamento em várias propostas terapêuticas.Unified Medical Language System: Programa de pesquisa e desenvolvimento iniciado pela NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para construir fontes de conhecimento para auxiliar o desenvolvimento de sistemas que ajudem aos profissionais da saúde a recuperar e integrar as informações biomédicas. As fontes do conhecimento podem ser utilizadas para integrar informações discrepantes para compensar os problemas de recuperação devidos a diferenças de terminologia e dispersão das informações relevantes nos diversos bancos de dados. As três fontes de conhecimento são: o Metathesaurus, o Semantic Network e o Specialist Lexicon.Autorrelato: Método para obter informação por meio de respostas verbais, escritas ou orais, dos sujeitos.Systematized Nomenclature of Medicine: Vocabulário controlado de termos clínicos produzido pelo International Health Terminology Standards Development Organisation (IHTSDO).Comportamento Autodestrutivo: Ato de se machucar ou de fazer mal a si mesmo sem que haja intenção de suicídio ou perversão sexual.Autoantígenos: Constituintes de tecidos endógenos que possuem capacidade de interagir com AUTOANTICORPOS e causar uma resposta imune.Autoavaliação: Avaliação das próprias características ou traços pessoais.Descritores: Termos ou expressões que provêm os meios principais de acesso por assunto para a unidade bibliográfica.Vocabulário Controlado: Lista definida de termos com um significado fixo e inalterável, e da qual uma seleção é feita para a CATALOGAÇÃO, RESUMOS E INDEXAÇÃO, ou para pesquisa em LIVROS, REVISTAS COMO ASSUNTO e outros documentos. O controle tem a intenção de evitar a dispersão de assuntos relacionados entre DESCRITORES diferentes. A lista pode ser alterada ou estendida apenas pelo editor ou agência emissora. (Tradução livre do original: Harrod's Librarians' Glossary, 7th ed, p163)Semântica: As relações ente símbolos e seus significados.História do Século XX: Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.Filosofia MédicaModelos Biológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Conceitos Matemáticos: Entidades, descrições, propriedades, relações, operações e eventos numéricas ou quantitativas.Processamento de Linguagem Natural: Processamento por computador de uma linguagem com regras que refletem e descrevem costumes atuais em lugar de costumes prescritos.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)História do Século XIX: Período de tempo a partir de 1801 até 1900 da era comum.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Atitude Frente à Saúde: Atitudes do público em relação à saúde, doença e sistema de atendimento médico.Modelos Teóricos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou atividade dos sistemas, processos ou fenômenos. Eles incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Autoimunidade: Processo através do qual o sistema imune reage contra os próprios tecidos do corpo. A autoimunidade pode produzir ou ser causada por DOENÇAS AUTOIMUNES.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Tolerância Imunológica: Insuficiência específica de um indivíduo normalmente responsivo para produzir uma resposta imune a um antígeno conhecido. Resulta de um contato prévio com o antígeno por um indivíduo imunologicamente imaturo (feto ou neonato) ou por um adulto exposto a uma dose de antígeno extremamente elevada ou baixa, ou ainda por exposição à radiação, antimetabólitos, soro antilinfocítico, etc.Fisiologia: Ciência biológica relacionada com as propriedades vitais de suporte, funções e processos de organismos vivos ou suas partes.Linfócitos T: Linfócitos responsáveis pela imunidade mediada por células. Foram identificados dois tipos: LINFÓCITOS T CITOTÓXICOS e linfócitos T auxiliadores (LINFÓCITOS T AUXILIARES-INDUTORES). São formados quando os linfócitos circulam pelo TIMO e se diferenciam em timócitos. Quando expostos a um antígeno, dividem-se rapidamente, produzindo um grande número de novas células T sensibilizadas a este antígeno.Resumos e Indexação como Assunto: Atividades realizadas para identificar conceitos e aspectos de informações e relatórios de pesquisa publicados.Algoritmos: Procedimento constituído por uma sequência de fórmulas algébricas e/ou passos lógicos para se calcular ou determinar uma dada tarefa.Relações Interpessoais: A interação recíproca de duas ou mais pessoas.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.