Ansiedade: Sensação ou emoção de pavor, apreensão e desastre iminente, porém não incapacitante como nos TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.Transtornos de Ansiedade: ANSIEDADE persistente e incapacitante.Ansiedade ao Tratamento Odontológico: Medo ou pavor anormal de procurar o dentista para cuidados preventivos e ansiedade injustificada em relação aos procedimentos dentários.Escala de Ansiedade Manifesta: Questionário tipo falso-verdadeiro composto de itens considerados indicativos de ansiedade, no qual o indivíduo indica quais sentenças melhor o descrevem.Ansiedade de Separação: Ansiedade experimentada por um indivíduo quando se separa de uma pessoa ou objeto que lhe é particularmente significativo.Transtornos Fóbicos: Transtornos da ansiedade nas quais o aspecto central é um medo persistente e irracional de um objeto, atividade ou situação específicos, que o indivíduo se sente compelido a evitar. O indivíduo reconhece que o medo é excessivo e despropositado.Escala de Ansiedade Frente a Teste: Teste autoaplicável que consiste de questões sobre medo e preocupação em relação às situações de teste e a atividade fisiológica, como frequência cardíaca, suor, etc, antes, durante e depois de testes.Depressão: Estados depressivos, geralmente de intensidade moderada quando comparados à depressão maior, presentes nos transtornos neuróticos e psicóticos.Ansiolíticos: Fármacos que aliviam a ANSIEDADE, tensão e os TRANSTORNOS DA ANSIEDADE, promovem sedação e tem um efeito calmante sem afetar a clareza da consciência ou as condições neurológicas. Os ANTAGONISTAS ADRENÉRGICOS BETA são comumente usados no tratamento sintomático da ansiedade, mas não são incluídos aqui.Escalas de Graduação Psiquiátrica: Procedimentos padronizados baseados em escalas de avaliação ou roteiros de entrevistas conduzidos por profissionais da saúde para a avaliação do grau de doença mental.Transtorno de Pânico: Tipo de transtorno da ansiedade caracterizado por ataques de pânico inesperados com duração de minutos ou, mais raramente, de horas. Ataques de pânico iniciam-se com uma apreensão, medo ou terror intenso e, frequentemente, com um sentimento de tragédia iminente. Os sintomas experimentados durante um ataque de pânico incluem dispneia, sensações de sufocamento, tontura, perda do equilíbrio ou fraqueza, sensações de engasgamento, palpitações ou taquicardia, tremores, suor, náusea ou outra forma de sofrimento abdominal, despersonalização ou desrealização, parestesias, calores ou arrepios, dor ou desconforto no peito, medo de morrer ou de perder o controle sobre si mesmo ou de enlouquecer. Também pode se desenvolver agorafobia. Assim como os outros transtornos da ansiedade, pode ser herdado como uma característica autossômica dominante.Transtorno Depressivo: Transtorno afetivo que se manifesta tanto por um humor disfórico como pela perda de interesse ou prazer nas atividades usuais. O distúrbio do humor é predominante e relativamente persistente.Ansiedade de Desempenho: Ansiedade relacionada à execução de uma tarefa. (Tradução livre do original: Campbell's Psychiatric Dictionary, 9th ed.)Estresse Psicológico: Quadro mórbido característico, de natureza basicamente psíquica, onde inexistem causas orgânicas capazes de serem evidenciadas pelos meios usuais de exame médico, que aparece em condições especiais, de trabalho ou de guerra. Apresenta quadro predominante psíquico acompanhado de repercussões orgânicas. A sintomatologia é múltipla e polimorfa com cefaleias, tonturas, anorexia, tremores de extremidades, adinamia, dificuldades de concentração, crises de choro.Medo: A resposta afetiva a um perigo externo real, que desaparece com o fim da situação ameaçadora.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Inventário de Personalidade: Inventário, geralmente a ser preenchido por uma pessoa a respeito de si mesma, que consiste de várias sentenças sobre características pessoais a serem endossadas ou não.Transtornos do Humor: Aqueles transtornos que têm como principal característica o distúrbio do humor.Terapia Cognitiva: Forma de psicoterapia baseada na interpretação das situações (estrutura cognitiva das experiências) que determinam o modo como um indivíduo se sente e se comporta. É baseada na premissa de que a cognição, o processo de aquisição do conhecimento e de formação de crenças, é primariamente determinado pelo humor e o comportamento. A terapia utiliza técnicas comportamentais e verbais para identificar e corrigir pensamentos negativos que estão na raiz dos comportamentos aberrantes.Comorbidade: Presença de doenças coexistentes ou adicionais com relação ao diagnóstico inicial ou com relação à doença índice que é o objetivo do estudo. A comorbidade pode afetar o desempenho de indivíduos afetados e até mesmo a sua sobrevivência. Pode ser usado como um indicador prognóstico para a duração da hospitalização, fatores de custos e de melhoria ou sobrevivência.Agorafobia: Medo obsessivo, persistente e intenso, dos espaços abertos.Adaptação Psicológica: Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).Psicometria: A avaliação de variáveis psicológicas através da aplicação de procedimentos matemáticos.Emoções: Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.Pânico: Estado de ansiedade aguda extrema e de medo sem fundamento, acompanhado pela desorganização do funcionamento da personalidade.Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais: Classificação categórica de TRANSTORNOS MENTAIS baseada nos grupos de critérios com características definidas. É produzido pela American Psychiatric Association. (DSM-IV, página xxii)Hipocondríase: Preocupação com o medo de se ter, ou com a ideia de que se tem, uma doença séria baseada na interpretação errônea dos sintomas corporais.Tonsila do Cerebelo: Grupo de núcleos basais, em forma de amêndoa, anteriores ao corno inferior do ventrículo lateral do LOBO TEMPORAL. A amigdala é parte do sistema límbico.Transtorno Depressivo Maior: Depressão importante que surge no período de involução e que se caracteriza por alucinações, delírios, paranoia e agitação.Qualidade de Vida: Conceito genérico que reflete um interesse com a modificação e a aprimoramento dos componentes da vida, ex. ambiente físico, político, moral e social; a condição geral de uma vida humana.Afeto: O tom emocional que acompanha uma ideia ou representação mental. É o derivado psíquico mais direto do instinto e o representante das várias transformações corporais através do qual os instintos se manifestam.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Aprendizagem em Labirinto: A aprendizagem do caminho correto através de um labirinto para obtenção de reforço. É utilizado para populações humanas ou animais.Comportamento Exploratório: A tendência a explorar ou investigar um ambiente novo. É considerada uma motivação não se distingue claramente da curiosidade.Índice de Gravidade de Doença: Níveis dentro de um grupo de diagnósticos estabelecidos por vários critérios de medição aplicados à gravidade do transtorno de um paciente.Testes Psicológicos: Testes padronizados projetados para medir habilidades, como nos testes de inteligência, aptidão, e realização, ou para avaliar traços de personalidade.Entrevista Psicológica: Conversação direta com o objetivo de obter informação para o diagnóstico e avaliação psiquiátrica, planejamento do tratamento, etc. A entrevista pode ser conduzida por um assistente social ou psicólogo.Transtornos Somatoformes: Transtornos em que há a presença de sintomas físicos que sugerem uma situação médica geral mas sem base médica constatável, pelos efeitos diretos de uma substância ou por qualquer outro transtorno mental. Os sintomas devem causar um desconforto clínico significativo, prejuízo social, ocupacional ou em outras áreas de ação. Ao contrário dos TRANSTORNOS AUTOINDUZIDOS ou SIMULAÇÃO DE DOENÇA, os sintomas físicos não estão sob controle voluntário. (Tradução livre do original: APA, DSM-V).Comportamento Animal: A resposta observável de um animal diante de qualquer situação.Timidez: Desconforto e inibição parcial do modo usual de se comportar, quando na presença de outras pessoas.Temperamento: Predisposição para reagir ao seu próprio ambiente de um certo modo; usualmente refere-se a mudanças de humor; condição que assegura sinais fisiológicos e tendências mórbidas gerais condicionando manifestações psíquicas secundárias.Transtornos de Estresse Pós-Traumáticos: Classe de transtornos de estresse traumático com sintomas que perduram por mais de um mês. Há várias formas de transtornos de estresse pós-traumático, dependendo do tempo de início e a duração destes sintomas estressantes. Na forma aguda, a duração dos sintomas está entre 1 a 3 meses. Na forma crônica, os sintomas persistem por mais de 3 meses. Com o início tardio, os sintomas se desenvolvem mais que 6 meses após o evento traumático.Reação de Alarme: Resposta involuntária complexa a um forte e inesperado estímulo, geralmente de natureza auditiva.Comportamento Social: Qualquer comportamento que é causado por um outro indivíduo, ou que afeta outro indivíduo, em geral da mesma espécie.Prevalência: Número total de casos de uma dada doença em uma população especificada num tempo designado. É diferenciada de INCIDÊNCIA, que se refere ao número de casos novos em uma população em um dado tempo.Determinação da Personalidade: Determinação e avaliação das características da personalidade através de entrevistas, observações, testes e escalas. Os artigos voltados para a medida da personalidade fazem parte do escopo deste termo.Psicoterapia: Termo genérico para o tratamento da doença mental ou dos distúrbios emocionais primariamente através da comunicação verbal ou não verbal.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Nível de Alerta: Vigilância cortical ou prontidão para modular presumidamente em resposta a uma estimulação sensorial, por meio do sistema reticular ativador.Autoimagem: A visão que a pessoa tem de si mesma.Diazepam: Benzodiazepina com propriedades anticonvulsiva, ansiolítica, sedativa, de relaxante muscular, amnésica e de efeito de longa duração. Suas ações são mediadas pelo aumento da atividade do ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO.Personalidade: Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.Transtorno Obsessivo-Compulsivo: Transtorno da ansiedade caracterizado por obsessões ou compulsões recorrentes e persistentes. Obsessões são ideias, pensamentos e imagens intrusivos, que são experimentados como não tendo sentido ou sendo repulsivos. Compulsões são comportamentos repetitivos e aparentemente propositais, geralmente reconhecidos pelo indivíduo como não tendo sentido e não trazendo prazer, embora proporcionem um alívio da tensão.Antidepressivos: Drogas estimuladoras do humor usadas inicialmente no tratamento de distúrbios afetivos e outras afecções relacionadas. Vários INIBIDORES DA MONOAMINOXIDASE são úteis como antidepressivos, aparentemente como consequência tardia da modulação de seus níveis de catecolaminas. Os compostos tricíclicos usados como agentes antidepressores (ANTIDEPRESSIVOS TRICÍCLICOS) também parecem agir através dos sistemas de catecolaminas do cérebro. Um terceiro grupo (ANTIDEPRESSIVOS DE SEGUNDA GERAÇÃO) diferente inclui algumas drogas que atuam especificamente sobre os sistemas serotoninérgicos.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Mães: Genitores do sexo feminino, humanos ou animais.Ira: Sentimento intenso de desprazer causado pela experiência de algum impedimento, prejuízo ou ameaça.Estudos Longitudinais: Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.Relações Interpessoais: A interação recíproca de duas ou mais pessoas.Inibidores da Captação de Serotonina: Compostos que inibem especificamente a recaptação de serotonina no cérebro.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Fatores Sexuais: Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.Acontecimentos que Mudam a Vida: Os eventos, incluindo os sociais, os psicológicos e os ambientais, que exigem um ajustamento do indivíduo ou causam uma mudança no seu padrão de vida.Dor: Sensação desagradável induzida por estímulos nocivos que são detectados por TERMINAÇÕES NERVOSAS de NOCICEPTORES.Transtornos Neuróticos: Transtornos cujos sintomas trazem sofrimento para o indivíduo e são reconhecidos por ele como sendo inaceitáveis. As relações sociais podem ser imensamente afetadas, mas geralmente permanecem dentro de limites aceitáveis. O transtorno é relativamente duradouro e recorrente se não for tratado.Modelos Psicológicos: Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Expressão Facial: Alterações da expressão da face, em resposta a um estímulo emocional.Resposta Galvânica da Pele: Alteração da resistência elétrica da pele que ocorre com as emoções e em outras situações determinadas.Terapia Assistida por Computador: Sistemas computadorizados utilizados como auxiliares no tratamento de doenças.Medição da Dor: Escalas, questionários, testes e outros métodos utilizados para avaliar a severidade e duração da dor em pacientes ou animais experimentais, com o objetivo de ajudar no diagnóstico, terapêutica e estudos fisiológicos.Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Autorrelato: Método para obter informação por meio de respostas verbais, escritas ou orais, dos sujeitos.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Saúde Mental: É o estado de bem-estar no qual o indivíduo percebe as próprias habilidades, pode lidar com os estresses normais da vida, é capaz de trabalhar produtivamente e está apto a contribuir com sua comunidade. É mais do que ausência de doença mental. (WHO 2001)Dessensibilização Psicológica: Técnica de terapia comportamental em que o relaxamento muscular profundo é utilizado para inibir os efeitos de estímulos ansiogênicos classificados conforme o grau de ansiedade que provocam.Pais: Pessoas que atuam como pais naturais, adotivos, ou substitutos. O descritor inclui o conceito de paternidade/maternidade, bem como o da preparação para a paternidade.Atividade Motora: Atividade física de um humano ou de um animal como um fenômeno comportamental.Síndrome de Abstinência a Substâncias: Sintomas fisiológicos ou psicológicos associados com abstinência do uso de uma droga, após administração ou hábito prolongado. O conceito inclui abstinência de fumar ou beber, como também abstinência de uma droga administrada.Psicopatologia: O estudo das causas e processos significativos para o desenvolvimento da doença mental.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Relações Mãe-Filho: Interação entre uma mãe e seu filho.Atenção Primária à Saúde: É a assistência sanitária essencial baseada em métodos e tecnologias práticas, cientificamente fundados e socialmente aceitáveis, postos ao alcance de todos os indivíduos e famílias da comunidade mediante a sua plena participação e a um custo que a comunidade e o país possam suportar, em todas e cada etapa do seu desenvolvimento, com um espírito de autorresponsabilidade e autodeterminação. (Declaração de Alma-Ata - Organização Pan-Americana da Saúde, 2003)Sintomas Afetivos: Humor ou repostas emocionais dissonantes ou inapropriadas ao comportamento e/ou estímulo.Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Análise de Regressão: Procedimentos para encontrar a função matemática que melhor descreve a relação entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Na regressão linear (v. MODELOS LINEARES) a relação é construída para ser uma linha reta e usa-se a ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS para determinar o melhor ajuste. Na regressão logística (v. MODELOS LOGÍSTICOS) a variável dependente é qualitativa em vez de uma variável contínua e são usadas FUNÇÕES VEROSSIMILHANÇA para encontrar a melhor relação. Na regressão múltipla, considera-se que a variável dependente pende mais que uma única variável independente.Apoio Social: Sistemas de suporte que proporcionam assistência e encorajamento para os indivíduos com inaptidão física ou emocional para que eles possam melhor superá-la. Apoio social informal que normalmente é providenciado por amigos, parentes ou semelhantes, enquanto ajuda formal é providenciada por igrejas, grupos, etc.Controle Interno-Externo: Construção da personalidade, referente à percepção de um indivíduo sobre o local dos eventos, como sendo determinado internamente pelo próprio comportamento frente a destino, sorte ou forças externas (Tradução livre do original: ERIC Thesaurus, 1996).Depressão Pós-Parto: Depressão em MULHERES pós-parto, ocorrendo geralmente no período de quatro semanas após ter dado a luz (PARTO). O grau de depressão varia de transitório leve a transtornos depressivos psicóticos ou neuróticos. (Tradução livre do original: DSM-IV, p386)Psicoterapia de Grupo: Forma de terapia da qual dois ou mais pacientes participam sob a orientação de um ou mais psicoterapeutas, com o propósito de tratar distúrbios emocionais, desajustamentos sociais e estados psicóticos.Testes de Personalidade: Testes padronizados e objetivos projetados para facilitar a avaliação da personalidade.Psicotrópicos: Grupo vagamente definido de drogas que têm efeito sobre a função psicológica. Aqui os agentes psicotrópicos incluem os antidepressivos, alucinógenos, e tranquilizantes (inclusive os antipsicóticos e ansiolíticos).Inquéritos Epidemiológicos: Coleta sistemática de dados relativos ao estado de saúde de determinada população. Pode ser descritiva, exploratória ou explicativa. (Tradução livre do original: Last, 2001)Comportamento Materno: Os padrões de comportamento característicos da mãe.Autoavaliação: Avaliação das próprias características ou traços pessoais.Análise Fatorial: Conjunto de métodos estatísticos para analisar as correlações entre diversas variáveis, no sentido de estimar o número, as dimensões fundamentais que sustentam os dados observados e para descrever e medir aquelas dimensões. É usado frequentemente no desenvolvimento de sistemas de contagem para avaliar escalas e questionários.Transtornos Relacionados ao Uso de Substâncias: Transtornos relacionados ao abuso de substâncias.Aprendizagem da Esquiva: Uma resposta a um estímulo que é fundamental para evitar uma experiência nociva.Benzodiazepinas: Grupo de compostos heterocíclicos de dois anéis consistindo em um anel benzeno fundido a um anel diazepino. É permitido qualquer grau de hidrogenação, qualquer substituinte e qualquer isômero H.Alcoolismo: Doença crônica, primária, com fatores genéticos, psicossociais e ambientais influenciando seu desenvolvimento e manifestações. A doença é geralmente progressiva e fatal. É caracterizada pela falta de controle sobre a bebida, pré-ocupação com a droga álcool, uso de álcool apesar das consequências adversas, e distorções no pensamento, negação notável. Cada um destes sintomas pode ser contínuo ou periódico.