Sacos Aéreos: Sacos ou espaços de paredes finas que funcionam como uma parte do sistema respiratório de pássaros, peixes, insetos e mamíferos.Ar: Mistura de gases presentes na atmosfera da terra, consistindo em oxigênio, nitrogênio, dióxido de carbono e pequenas quantidades de outros gases.Saco Vitelino: Primeira membrana embrionária, entre as quatro existentes, formada durante a EMBRIOGÊNESE. Em RÉPTEIS e AVES surge do endoderma e mesoderma para incorporar o SACO VITELÍNICO no TRATO DIGESTÓRIO para nutrição do embrião. Em MAMÍFEROS placentários, sua função nutricional é vestigial, entretanto, é a fonte da MUCOSA INTESTINAL, CÉLULAS SANGUÍNEAS, e CÉLULAS GERMINATIVAS. Como é chamado de saco vitelino, não deve ser confundido com a MEMBRANA VITELINA do ovo.Rouquidão: Qualidade da voz não natural descrita como sendo profunda e grosseira.Rena: Gênero de renas, Rangifer, que habitam partes ao norte da Europa, Ásia e América. Caribu é o nome norte-americano; rena, o europeu. São frequentemente domesticados e utilizados, especialmente na Lapônia, para puxar trenós e como fonte alimentar. Rangifer é o único gênero da família dos cervos em que ambos os sexos possuem cornos. A maioria dos caribus habita tundra ártica e florestas coníferas arbóreas vizinhas, e a maioria possui turnos sazonais de migração. São extensamente caçadas por sua carne, pele, cornos e outras partes.Laringe: Órgão tubular da produção da VOZ. É localizado no pescoço anterior, superior à TRAQUEIA e inferior à LÍNGUA e ao OSSO HIOIDE.Dinossauros: Nome genérico de duas ordens extintas (era Mesozoica) de répteis: Saurischia e Ornithischia.Poluentes do Ar: Qualquer substância no ar que poderia (se presente, em concentração suficiente elevada) prejudicar humanos, animais, vegetação ou material. Entre as substâncias estão GASES, MATERIAL PARTICULADO e COMPOSTOS ORGÂNICOS voláteis.Poluição do Ar: Presença de contaminantes ou substâncias poluidoras no ar (POLUENTES DO AR) que interferem com a saúde e o bem-estar humano, ou causam efeitos danosos no meio ambiente. Entre estas substâncias podem estar GASES, MATERIAL PARTICULADO ou COMPOSTOS ORGÂNICOS voláteis.Doenças das Aves Domésticas: Doenças das aves criadas como fonte de carne ou ovos, para o consumo humano, sendo normalmente encontradas em chiqueiros, granjas, etc. O conceito difere de DOENÇAS DAS AVES que se refere a doenças de aves não domésticas e são normalmente encontradas em zoológicos, parques e florestas.Saco Endolinfático: Bolsa cega na extremidade do ducto endolinfático. É um reservatório para estocar o excesso de ENDOLINFA, formada pelos vasos sanguíneos no labirinto membranoso.Vocalização Animal: Sons utilizados na comunicação animal.Músculos do Pescoço: Os músculos do pescoço consistem do platisma, esplênio da cabeça, esternocleidomastóideo, longo do pescoço (longo cervical), escaleno anterior, médio e posterior, digástrico, estiloióideo, miloióideo, genioióideo, esternoióideo, omoióideo, esternotireóideo e tireoióideo.Sistema Respiratório: Órgãos e estruturas tubulares e cavernosas, por meio das quais a ventilação pulmonar e as trocas gasosas entre o ar externo e o sangue são realizadas.Tórax: Parte superior do tronco entre o PESCOÇO e o ABDOME; contém os principais órgãos dos sistemas circulatório e respiratório. (Tradução livre do original: Stedman, 25a ed)Sacos Anais: Par de glândulas anais ou sacos localizado em ambos os lados do ÂNUS que produz e armazena um líquido escuro com odor desagradável em animais carnívoros, como MEPHITIDAE e CÃES. O líquido expelido é usado como repelente defensivo (em gambás) ou como material para marcar território (cães).Perus: AVES grandes de caça da subfamília Meleagridinae, família Phasianidae, ordem GALLIFORMES. Foram outrora pertencentes a uma família diferente, Meleagrididae.Infecções por Mycoplasma: As infecções por espécies do gênero MYCOPLASMA.Embolia Aérea: Bloqueio de um vaso sanguíneo por bolhas de ar que entram no sistema circulatório, normalmente após TRAUMA, procedimentos cirúrgicos, ou mudanças na pressão atmosférica.Microbiologia do Ar: Presença de bactérias, vírus, e fungos no ar. Esta expressão não se restringe a organismos patogênicos.Tentilhões: Nome vulgar dado aos pequenos PASSERIFORMES (família Fringillidae) que apresentam bico curto e resistente (BICO) adaptado para triturar SEMENTES. Algumas espécies de tentilhões do Velho Mundo são chamadas de CANÁRIOS.Aves Canoras: PASSERIFORMES (subordem Oscines) cujos tendões flexores dos dedos são separados, e a siringe inferior possui 4 a 9 pares de músculos tensores inseridos em ambas extremidades dos anéis traqueais. Incluem várias aves comumente conhecidas como CORVOS, TENTILHÕES, tordos, PARDAIS e ANDORINHAS.Mergulho: Refere-se às condições criadas para que mergulhadores e homens-rãs possam trabalhar em ambiente subaquático e as consequências delas (as condições) sobre a saúde do ser humano.Crânio: O ESQUELETO da CABEÇA; compreende também os OSSOS FACIAIS e os que recobrem o CÉREBRO.Aves Domésticas: Aves domesticadas criadas para alimentação. Caracteristicamente inclui GALINHAS, PERUS, PATOS, GANSOS e outros.Traqueia: Tubo cartilaginoso e membranoso que desce a partir da laringe e ramifica-se em brônquios direito e esquerdo.Testes de Impedância Acústica: Testes objetivos da função da orelha média baseados na dificuldade (impedância) ou facilidade (admitância) do som fluir pela orelha média. Estes incluem impedância estática e impedância dinâmica (isto é, timpanometria e testes de impedância em conjunto com elicitação reflexa do músculo intra-aural). Este termo é usado para vários componentes de impedância e admitância (por exemplo, observância, condutância, reatância, resistência, susceptância).