Acetolactato Sintase: Flavoproteína que catalisa a formação de acetolactato, a partir de 2 moles de ÁCIDO PIRÚVICO, na biossíntese de VALINA e a formação de acetoidroxibutirato, a partir de piruvato e alfa-cetobutirato, na biossíntese de ISOLEUCINA. Esta enzima foi anteriormente classificada como EC 4.1.3.18.Oxo-Ácido-Liases: Qualquer membro de uma subsubclasse de enzimas da classe das liases que catalisam a clivagem de uma ligação C-C de um 3-hidroxi ácido. (Dorland, 28a ed). EC 4.1.3.Herbicidas: Pesticidas usados para destruir a vegetação indesejada, especialmente vários tipos de ervas daninhas, gramas (POACEAE) e plantas lenhosas. Algumas plantas desenvolvem RESISTÊNCIA A HERBICIDA.Compostos de Sulfonilureia2-Acetolactato Mutase: Enzima envolvida na biossíntese de isoleucina e valina. Converte 2-acetolactato a 3-hidroxi-2-oxo-isovalerato. Também age sobre 2-hidroxi-2-acetobutirato para formar 2-hidroxi-2-oxo-3-metilvalerato. EC 5.4.99.3.Isoleucina: Aminoácido essencial de cadeia alifática ramificada encontrado em muitas proteínas. É um isômero da LEUCINA. É importante na síntese de hemoglobina, regulação de açúcar no sangue e níveis de energia.Pontederiaceae: Família de plantas (ordem Liliales, subclasse Liliidae, classe Liliopsida) monocotiledôneas. A maioria das espécies é perene, nativa principalmente da América tropical. Possuem rizomas rastejantes, raizes fibrosas e folhas agrupadas na base da planta ou nas ramificações do caule. O fruto é uma cápsula contendo várias sementes ou única semente alada.Resistência a Herbicidas: Falta ou diminuição de respostas das PLANTAS a HERBICIDAS.Valina: Aminoácido essencial de cadeia ramificada que possui atividade estimulante. Promove o crescimento de músculos e reparo de tecidos. É uma precursora da via biossintética da penicilina.Aminoácidos de Cadeia Ramificada: Aminoácidos que contêm uma cadeia de cadeia ramificada.Escherichia coli: Espécie de bactérias Gram-negativas, facultativamente anaeróbicas, em forma de bastão (BACILOS GRAM-NEGATIVOS ANAERÓBIOS FACULTATIVOS) comumente encontrada na parte mais baixa do intestino de animais de sangue quente. Geralmente não é patogênica, embora algumas linhagens sejam conhecidas por produzir DIARREIA e infecções piogênicas. As linhagens patogênicas (virotipos) são classificadas pelos seus mecanismos patogênicos específicos como toxinas (ESCHERICHIA COLI ENTEROTOXIGÊNICA), etc.Acetoína: Produto da fermentação. É um componente do ciclo do butanediol em microrganismos. Em mamíferos é oxidado a dióxido de carbono.Mutação: Qualquer mudança detectável e hereditária que ocorre no material genético causando uma alteração no GENÓTIPO e transmitida às células filhas e às gerações sucessivas.Tiamina Pirofosfato: Forma da coenzima da vitamina B1 presente em muitos tecidos animais. É um intermediário necessário no COMPLEXO PIRUVATO DESIDROGENASE e no COMPLEXO CETOGLUTARATO DESIDROGENASE.Genes: Categoria de sequências de ácidos nucleicos que agem como unidades da hereditariedade e que codificam as instruções básicas para o desenvolvimento, reprodução e manutenção dos organismos.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Hidroxibutiratos: Ésteres e sais do ácido hidroxibutírico.Lactatos: Sais ou ésteres do ÁCIDO LÁTICO que contêm a fórmula geral CH3CHOHCOOR.