Ácido Valproico: Ácido graxo com propriedades anticonvulsivantes utilizado no tratamento de epilepsia. Os mecanismos de suas ações terapêuticas não são muito compreendidos. Pode atuar aumentando os níveis de ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO no encéfalo ou por alteração das propriedades dos canais de sódio dependente de voltagem.Anticonvulsivantes: Drogas utilizadas para impedir CONVULSÕES ou reduzir sua gravidade.Inibidores de Histona Desacetilases: Compostos que inibem as HISTONAS DESACETILASES. Esta classe de drogas pode influenciar a expressão gênica por meio da elevação do nível de HISTONAS acetiladas em domínios específicos da CROMATINA.Antimaníacos: Fármacos usados para tratar transtornos bipolares ou manias quando associadas com outros distúrbios afetivos.Carbamazepina: Anticonvulsivante usado para controlar o grande mal e ataques psicomotores ou focais. Seu modo de ação não está completamente esclarecido, mas algumas das suas ações lembram as da FENITOÍNA. Embora haja pouca semelhança química entre os dois compostos, sua estrutura tridimensional é similar.Teratogênios: Agente que causa a produção de defeitos físicos no embrião em desenvolvimento.Etossuximida: Anticonvulsivante especialmente eficaz no tratamento das crises de ausência desacompanhadas por outros tipos de crise.Epilepsia: Transtorno caracterizado por episódios recorrentes de disfunção cerebral paroxística, devido a súbita descarga neuronal excessiva e desordenada. Os sistemas de classificação da epilepsia geralmente se baseiam em (1) sinais clínicos dos episódios de ataques (ex. ataque motor), (2) etiologia (ex. pós-traumático), (3) localização anatômica da origem do ataque (ex. ataque do lobo frontal), (4) tendência em se alastrar para outras estruturas encefálicas, e (5) padrões temporais (ex. epilepsia noturna). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p313)Fenitoína: Anticonvulsivante usado para tratar uma grande variedade de surtos convulsivos. Também é antiarrítmico e relaxante muscular. O mecanismo de ação terapêutica não foi esclarecido, embora várias ações celulares tenham sido descritas, incluindo efeitos nos canais iônicos, transporte ativo e estabilização geral da membrana. O mecanismo do seu efeito de relaxante muscular parece envolver a redução da sensibilidade dos feixes musculares ao alongamento. A fenitoína tem sido indicada para várias outras aplicações terapêuticas, mas seu uso tem sido limitado pelos seus muitos efeitos adversos e interações com outras drogas.Histona Desacetilases: Desacetilases que removem grupos N-acetil das cadeias amínicas laterais dos aminoácidos das HISTONAS. A família das enzimas pode ser divida em pelo menos três subclasses estruturalmente definidas. As desacetilases das classes I e II usam um mecanismo dependente de zinco. As sirtuínas são histona desacetilases pertencentes à classe III e são enzimas dependentes de NAD.Anormalidades Induzidas por Medicamentos: Anormalidades congênitas causadas por substâncias medicinais ou drogas de abuso dadas ou tomadas pela mãe, ou às quais ela tenha sido inadvertidamente exposta durante a manufatura de tais substâncias. O conceito exclui anormalidades resultantes da exposição a substâncias químicas não medicinais no ambiente.Ácidos Hidroxâmicos: Classe de ácidos fracos com a fórmula geral R-CONHOH.Acetilação: Formação de um derivado acetil. (Stedman, 25a ed)GABAérgicos: Substâncias usadas por sua ação farmacológica sobre os sistemas GABAérgicos. Os agentes GABAérgicos incluem agonistas, antagonistas, inibidores da degradação ou captação, agentes que esgotam (depleters) estoques de drogas, precursores, e moduladores da função do receptor.Triazinas: Anéis heterocíclicos contendo três átomos de nitrogênio, geralmente nos formatos 1,2,4 ou 1,3,5 ou 2,4,6. Alguns são utilizados como HERBICIDAS.Inibidores Enzimáticos: Compostos ou agentes que se combinam com uma enzima de tal maneira a evitar a combinação substrato-enzima normal e a reação catalítica.Piracetam: Composto proposto como nootrópico e agente neuroprotetor.Epilepsia Tipo Ausência: Transtorno de convulsão infantil caracterizado por descargas cerebrais elétricas rítmicas de início generalizado. Os sinais clínicos incluem cessação súbita de atividades rotineiras, normalmente sem perda do tônus postural. O piscar rítmico das pálpebras ou mordiscar dos lábios frequentemente acompanham as CONVULSÕES. A duração normal é de 5 a 10 segundos e episódios múltiplos podem ocorrer diariamente. A epilepsia (do tipo ausência juvenil) é caracterizada pelo início na fase juvenil de ataques do tipo ausência e um aumento na incidência de mioclonia e de ataques tônico-clônicos. (Tradução livre do original: Menkes, Textbook of Child Neurology, 5th ed, p736)Interações de Medicamentos: Ação de uma droga que pode afetar a atividade, metabolismo ou toxicidade de outra droga.Hiperamonemia: Nível elevado de AMÔNIA no sangue. É sinal de defeito no CATABOLISMO de AMINOÁCIDOS ou amônia para UREIA.Hemoperfusão: Remoção de toxinas ou metabólitos da circulação pela passagem de sangue, num adequado circuito extracorpóreo, sobre microcápsulas semipermeáveis contendo adsorventes (por exemplo, carvão mineral ativado) ou enzimas, outras preparações enzimáticas (por exemplo, microssomos aprisionados em gel, enzimas de membrana livres, ligadas a carreadores artificiais) ou outros adsorventes (por exemplo, várias resinas, agarose conjugada à albumina).Histonas: Pequenas proteínas cromossomais (aproximadamente 12-20 kD) que possuem uma estrutura aberta, não dobrada e ligada ao DNA no núcleo celular através de ligações iônicas. A classificação em vários tipos (histona I, histona II, etc.) baseia-se nas quantidades relativas de arginina e lisina de cada uma.Defeitos do Tubo Neural: Malformações congênitas do sistema nervoso central e estruturas adjacentes relacionadas ao fechamento do tubo neural defeituoso durante o primeiro trimestre de gravidez, geralmente ocorrendo entre os 18-29 dias de gestação. As malformações ectodérmicas e mesodérmicas (principalmente envolvendo o crânio e vértebras) podem ocorrer como resultado dos defeitos de fechamento do tubo neural. (Tradução livre do original: From Joynt, Clinical Neurology, 1992, Ch55, pp31-41)Anetol Tritiona: Colerético utilizado para suavizar a boca seca e constipação devido ao uso de tranquilizantes.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Epilepsia Mioclônica Juvenil: Transtorno caracterizado pelo início de mioclonia na adolescência, um aumento marcante na incidência de ataques tipo ausência (ver EPILEPSIA TIPO AUSÊNCIA), e ataques motores maiores generalizados (ver EPILEPSIA TÔNICO-CLÔNICA). Os episódios mioclônicos tendem a ocorrer logo após o despertar. Os ataques tendem a se agravar pela privação do sono e consumo de álcool. Foram identificadas as formas hereditária e esporádica.