Unified Medical Language System: Programa de pesquisa e desenvolvimento iniciado pela NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para construir fontes de conhecimento para auxiliar o desenvolvimento de sistemas que ajudem aos profissionais da saúde a recuperar e integrar as informações biomédicas. As fontes do conhecimento podem ser utilizadas para integrar informações discrepantes para compensar os problemas de recuperação devidos a diferenças de terminologia e dispersão das informações relevantes nos diversos bancos de dados. As três fontes de conhecimento são: o Metathesaurus, o Semantic Network e o Specialist Lexicon.Descritores: Termos ou expressões que provêm os meios principais de acesso por assunto para a unidade bibliográfica.Vocabulário Controlado: Lista definida de termos com um significado fixo e inalterável, e da qual uma seleção é feita para a CATALOGAÇÃO, RESUMOS E INDEXAÇÃO, ou para pesquisa em LIVROS, REVISTAS COMO ASSUNTO e outros documentos. O controle tem a intenção de evitar a dispersão de assuntos relacionados entre DESCRITORES diferentes. A lista pode ser alterada ou estendida apenas pelo editor ou agência emissora. (Tradução livre do original: Harrod's Librarians' Glossary, 7th ed, p163)Processamento de Linguagem Natural: Processamento por computador de uma linguagem com regras que refletem e descrevem costumes atuais em lugar de costumes prescritos.Semântica: As relações ente símbolos e seus significados.Terminologia como Assunto: Os termos, expressões, designações ou símbolos usados em uma ciência particular, disciplina ou área de assunto especializada.Resumos e Indexação como Assunto: Atividades realizadas para identificar conceitos e aspectos de informações e relatórios de pesquisa publicados.Dicionários como Assunto: Listas de palavras, normalmente ordenadas alfabeticamente, informando a forma, pronuncia, etimologia, gramática e significados.Armazenamento e Recuperação da Informação: Atividades organizadas relacionadas com a estocagem, localização, busca e recuperação de informação.National Library of Medicine (U.S.): Agência do NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH (U.S.) envolvida com o planejamento global, promoção e administração de programas pertinentes ao avanço das ciências médicas e relacionadas. A maioria de suas atividades inclui a coleção, disseminação e troca de informação importante para o progresso da medicina e da saúde, pesquisa em informática médica e apoio para o desenvolvimento de biblioteca médica.Registros Médicos Orientados a Problemas: Sistema de registro, no qual a lista dos problemas do paciente, todo o histórico, dados físicos, dados laboratoriais, etc. pertinente a cada problema é colocada sob este cabeçalho.Grateful Med: Pacote de software para microcomputador que provê uma interface amigável ao usuário para o sistema MEDLARS da Biblioteca Nacional de Medicina.Systematized Nomenclature of Medicine: Vocabulário controlado de termos clínicos produzido pelo International Health Terminology Standards Development Organisation (IHTSDO).MEDLINE: Principal base de dados bibliográficos da NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE (U.S.). MEDLINE® (MEDLARS Online) é o principal subgrupo do PUBMED e pode ser encontrado no site NLM's Web no PubMed ou no NLM Gateway. As referências do MEDLINE são indexadas por MEDICAL SUBJECT HEADINGS (MeSH).Medical Subject Headings: Dicionário de vocabulário controlado produzido pela NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. Consiste em conjuntos de termos chamados descritores (estruturados hierarquicamente) que permitem pesquisar em vários níveis de especificidade.Integração de Sistemas: Procedimentos envolvidos em combinar módulos, componentes ou subsistemas desenvolvidos separadamente, de forma que eles trabalhem (juntamente) como um sistema completo.Redes de Comunicação de Computadores: Sistema que contém qualquer combinação de computadores, terminais de computador, impressoras, dispositivos de exibição auditivos ou visuais ou telefones interconectados por equipamento de telecomunicações ou cabos: usados para transmitir ou receber informação.Bases de Dados como Assunto: Coleções organizadas de registros de computador, unificadas em formato e conteúdo que são armazenadas em qualquer de uma variedade de modos legíveis por computador. Eles são grupos básicos de dados dos quais são criados arquivos legíveis por computador.Informática Médica: O campo da ciência de informação preocupado com a análise e disseminação de dados médicos através da aplicação de computadores para vários aspectos dos cuidados de saúde e da medicina.Linguística: A ciência da linguagem, inclusive fonética, fonologia, morfologia, sintaxe, semântica, pragmática e linguística histórica.Inteligência Artificial: Teoria e desenvolvimento de SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO que realizam tarefas que normalmente exigiriam a inteligência humana. Tais tarefas podem incluir reconhecimento de fala, APRENDIZAGEM, PERCEPÇÃO VISUAL, COMPUTAÇÃO MATEMÁTICA, raciocínio, RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, TOMADA DE DECISÕES e tradução de idioma.Sistemas Computadorizados de Registros Médicos: Sistemas baseados em computadores para admissão, estoque, demonstração, recuperação e impressão de informação contida em um registro médico do paciente.Mineração de Dados: Uso de ferramentas de análise sofisticada para classificar, organizar, examinar e combinar grandes conjuntos de informação.Algoritmos: Procedimento constituído por uma sequência de fórmulas algébricas e/ou passos lógicos para se calcular ou determinar uma dada tarefa.Interface Usuário-Computador: A parte de um programa de computador interativo que emite mensagens para um usuário e recebe comandos de um usuário.Desenvolvimento da Linguagem: A expansão gradual, em complexidade e significado, dos símbolos e sons conforme percebidos e interpretados pelo indivíduo através do processo de maturação e aprendizagem. Os estágios de desenvolvimento incluem o balbucio, o arrulho, a imitação de palavras com cognição e o uso de sentenças curtas.Bases de Dados Factuais: Coleções extensivas, supostamente completas, de fatos e dados armazenados do material de uma área de assunto especializada posto à disposição para análise e aplicação. A coleção pode ser automatizada através de vários métodos contemporâneos para recuperação. O conceito deve ser diferenciado de BASES DE DADOS BIBLIOGRÁFICAS que é restringida a coleções de referências bibliográficas.Transtornos da Linguagem: Afecções caracterizadas por deficiências da compreensão ou expressão das formas de linguagem escrita e falada. Incluem transtornos adquiridos e desenvolvidos.Software: Programas e dados operacionais sequenciais que instruem o funcionamento de um computador digital.Linguagens de Programação: Linguagens específicas usadas para preparar programas de computador.Transtornos do Desenvolvimento da Linguagem: Afecções caracterizadas por capacidade de linguagem (compreensão e expressão de fala e escrita) abaixo do nível esperado para uma determinada idade, geralmente na ausência de uma deficiência intelectual. Estas afecções podem estar associadas com SURDEZ, DOENÇAS CEREBRAIS, TRANSTORNOS MENTAIS ou fatores ambientais.Linguagem de Sinais: Sistema de gestos manuais utilizados para comunicação por surdos ou indivíduos falando diferentes línguas.Linguagem: Meio, verbal ou não verbal, de comunicar ideias ou sentimentos.Internet: A confederação livre de redes de comunicação de computadores ao redor do mundo. As redes que compõem a Intenet são conectadas através de várias redes centrais. A internet proveio do projeto ARPAnet do governo norte-americano e foi projetada para facilitar a troca de informações.Terapia da Linguagem: Reabilitação de indivíduos com distúrbios de linguagem ou treinamento de crianças com distúrbios de desenvolvimento da linguagem.