Transtornos das Habilidades Motoras: Prejuízos acentuados do desenvolvimento da coordenação motora que interferem com as atividades cotidianas. (DSM-V)Destreza Motora: A realização de atos motores complexos.Córtex Motor: Área do LOBO FRONTAL relacionada com o controle motor primário localizado no giro pré-central (ver LOBO FRONTAL) dorsal imediatamente anterior ao sulco central. É composto por três áreas: o córtex motor primário localizado no lóbulo paracentral anterior na superfície medial do cérebro; o córtex pré-motor localizado anteriormente ao córtex motor primário; e a área motora suplementar localizada na superfície mediana do hemisfério anterior ao córtex motor primário.Aprendizagem: Mudança de comportamento relativamente duradoura que resulta da experiência passada ou da prática. O conceito inclui a aquisição de conhecimento.Neurônios Motores: Neurônios que ativam CÉLULAS MUSCULARES.Potencial Evocado Motor: Resposta elétrica evocada em um músculo ou nervo motor por estimulação elétrica ou magnética. Os métodos comuns de estimulação são a transcraniana e ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA. É, com frequência, usado para monitoração durante neurocirurgias.Atividade Motora: Atividade física de um humano ou de um animal como um fenômeno comportamental.Prática (Psicologia): Realização de uma ação uma ou mais vezes, com vistas à sua fixação ou aperfeiçoamento; qualquer ação ou comportamento que leve à aprendizagem.Desempenho Psicomotor: A coordenação de um processo (cognitivo) sensorial ou ideacional e uma atividade motora.Movimento: Ação, processo ou resultado de passar de um lugar, ou posição, para outro. Difere de LOCOMOÇÃO no sentido de que esta se restringe à passagem do corpo inteiro de um lugar para outro, enquanto movimento compreende tanto a locomoção como a mudança na posição do corpo inteiro ou qualquer de suas partes. Movimento pode ser usado em relação a humanos, animais vertebrados e invertebrados, e micro-organismos. Distinguir também de ATIVIDADE MOTORA, movimento associado com o comportamento.Transtorno Bipolar: Transtorno afetivo importante caracterizado por graves oscilações do humor (episódios de mania ou de depressão significativa) e por uma tendência à remissão e à recorrência.Aprendizagem Seriada: Ato de aprender a produzir uma série de respostas em uma ordem exata.Transtornos dos Movimentos: Síndromes caracterizadas por DISCINESIAS como manifestação cardinal do processo da doença. Incluídas nesta categoria estão as afecções degenerativas, hereditárias, pós-infecciosas, induzidas por medicamentos, condições pós-inflamatórias e pós-traumáticas.Desenvolvimento Infantil: Maturação sequencial contínua (fisiológica e psicológica) desde o nascimento de um indivíduo, mas não inclui a ADOLESCÊNCIA.Análise e Desempenho de Tarefas: O exame detalhado da atividade e comportamento observáveis associados à execução ou término de uma função necessária ou de uma unidade de trabalho.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Transtornos de Ansiedade: ANSIEDADE persistente e incapacitante.Proteínas Motores Moleculares: Proteínas que estão envolvidas em/ou causam MOVIMENTO CELULAR como os de estruturas rotatórias (motor flagelar) ou estruturas cujo movimento está dirigido ao longo dos filamentos do citoesquelto (famílias motoras de MIOSINA, CINESINA e DINEÍNA).Transtornos do Humor: Aqueles transtornos que têm como principal característica o distúrbio do humor.Lateralidade Funcional: Manifestações comportamentais da dominância cerebral em que há um uso preferencial e um funcionamento superior do lado esquerdo ou direito, como no uso preferencial da mão direita ou do pé direito.Membro Anterior: Membro dianteiro de um quadrúpede.Plasticidade Neuronal: Capacidade do SISTEMA NERVOSO em modificar sua reatividade como resultado de ativações sucessivas.Tempo de Reação: Tempo desde o início de um estímulo até que uma resposta seja observada.Teste de Desempenho do Rota-Rod: Teste de desempenho baseado na ATIVIDADE MOTORA forçada em uma haste alternada, usualmente por roedores. Parâmetros incluem o tempo de marcha (segundos) ou a resistência. O teste é usado para avaliar o equilíbrio e a coordenação dos sujeitos, em particular em modelos animais experimentais dos transtornos neurológicos e os efeitos de drogas.Mãos: Parte distal do braço além do punho em seres humanos e primatas, que inclui a palma da mão, dedos e o polegar.Deficiências do Desenvolvimento: Distúrbios nos quais há um atraso do desenvolvimento em relação ao esperado para uma determinada idade ou estágio de desenvolvimento; estes distúrbios incluem fatores biológicos e não biológicos.Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Transtornos Psicomotores: Anormalidades da função motora associadas com transtornos cognitivos orgânicos e não orgânicos.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Estimulação Magnética Transcraniana: Técnica que envolve o uso de bobinas elétricas na cabeça para gerar um campo magnético transitório que atinge o CÓRTEX CEREBRAL. Está acoplado com a detecção da resposta a ELETROMIOGRAFIA para avaliar a excitabilidade cortical pelo limiar necessário para induzir o POTENCIAL EVOCADO MOTOR. Este método também é usado para MAPEAMENTO ENCEFÁLICO, estudo da NEUROFISIOLOGIA e como um substituto para a ELETROCONVULSOTERAPIA no tratamento da DEPRESSÃO. A indução de CONVULSÕES limita seu uso clínico.Transferência de Experiência (Psicologia): Alteração da aprendizagem em uma situação devido à aprendizagem prévia em outra situação. A transferência pode ser positiva (com a segunda aprendizagem aperfeiçoada pela primeira) ou negativa (em que o oposto acontece).Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais: Classificação categórica de TRANSTORNOS MENTAIS baseada nos grupos de critérios com características definidas. É produzido pela American Psychiatric Association. (DSM-IV, página xxii)Dedos: Quatro ou cinco dígitos delgados articulados em humanos e primatas unidos a cada uma das MÃOS.Memória: Função mental complexa que tem quatro fases distintas: (1) memorização ou aprendizagem, (2) retenção, (3) rememoração e (4) reconhecimento. Clinicamente, a memória é, em geral, subdividida em imediata, recente, e remota.Cognição: Processo intelectual ou mental por meio do qual um organismo obtém conhecimento.Desenvolvimento da Linguagem: A expansão gradual, em complexidade e significado, dos símbolos e sons conforme percebidos e interpretados pelo indivíduo através do processo de maturação e aprendizagem. Os estágios de desenvolvimento incluem o balbucio, o arrulho, a imitação de palavras com cognição e o uso de sentenças curtas.Eletromiografia: Registro das alterações no potencial elétrico do músculo por meio de eletrodos de superfície ou agulhas.Apraxias: Grupo de transtornos cognitivos caracterizados pela inabilidade em desempenhar habilidades previamente adquiridas, que não podem ser atribuídas a deficiências da função motora ou sensorial. Os dois principais subtipos desta afecção são o ideomotor (ver APRAXIA IDEOMOTORA) e apraxia ideacional, que se refere à perda da habilidade em formular mentalmente os processos envolvidos no desempenho de uma ação. Por exemplo, a apraxia de vestir-se pode resultar de uma inabilidade em formular mentalmente o ato de colocar roupas no corpo. As apraxias são geralmente associadas com lesões do LOBO PARIETAL dominante e giro supramarginal.Transtornos Cognitivos: Distúrbios do processo mental relacionados com o aprendizado, pensamento, o raciocínio e o julgamento.Paresia: Termo geral que se refere ao grau leve a moderado de fraqueza muscular, ocasionalmente usado como sinônimo de PARALISIA (perda grave ou completa da função motora). Na literatura antiga, paresia geralmente se referia especificamente a neurossífilis parética (ver NEUROSSÍFILIS). "Paresia geral" e "paralisia geral" podem ainda trazer esta conotação. A paresia das extremidades inferiores bilateral é denominada PARAPARESIA.Mapeamento Encefálico: Técnicas de imagem usadas para colocalizar os sítios das funções ou atividades fisiológicas do encéfalo com suas respectivas estruturas.Retenção (Psicologia): A persistência em executar um comportamento aprendido (fatos ou experiências) após um intervalo de tempo durante o qual este comportamento não foi executado nem praticado.Conhecimento de Resultados (Psicologia): Princípio baseado no fato de que a aprendizagem é facilitada quando o aprendiz recebe uma avaliação imediata do seu desempenho. O conceito também propõe hipoteticamente que a aprendizagem é facilitada quando o aprendiz é prontamente informado se uma resposta está certa e, caso incorreta, informado sobre a direção do erro.Competência Clínica: A capacidade de realizar aceitavelmente aqueles deveres diretamente relacionados ao cuidado de paciente.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade: Transtorno comportamental que tem origem na infância e cujas características essenciais são sinais de desatenção inconsistentes com o nível de desenvolvimento, impulsividade e hiperatividade. Embora muitos indivíduos tenham sintomas tanto de desatenção como de hiperatividade-impulsividade, um ou outro padrão podem ser predominantes. O transtorno é mais frequente em indivíduos do sexo masculino do que feminino. O início se dá na infância. Os sintomas geralmente são atenuados no fim da adolescência, embora uma minoria experimente o quadro completo de sintomas até o meio da idade adulta. (Tradução livre do original: DSM-V)Transtorno Depressivo Maior: Depressão importante que surge no período de involução e que se caracteriza por alucinações, delírios, paranoia e agitação.Transtorno Autístico: Transtorno que tem o seu início na infância. É caracterizado pela presença de um desenvolvimento acentuadamente anormal ou prejudicado nas interações sociais e na comunicação social, e de um repertório de atividades e interesses restritos. As manifestações do distúrbio variam enormemente dependendo do nível de desenvolvimento e idade cronológica do indivíduo. (Tradução livre do original: DSM-V)