Testes Neuropsicológicos: Testes projetados para a avaliação da função neurológica associada a certos comportamentos. São utilizados no diagnóstico de disfunção ou dano cerebral e dos transtornos ou lesões do sistema nervoso central.Maturidade dos Órgãos Fetais: Capacidade funcional de órgãos específicos ou sistemas corporais do FETO no útero.Endocrinologia: Subespecialidade da medicina interna que lida com o metabolismo, fisiologia e distúrbios do SISTEMA ENDÓCRINO.Neuropsicologia: Um ramo da psicologia que investiga a correlação entre a experiência ou o comportamento e os processos neurofisiológicos básicos. O termo neuropsicologia enfatiza o papel dominante do sistema nervoso. É uma área com uma definição mais restrita que a psicologia fisiológica ou psicofisiologia.Receptor PAR-2: Receptor ativado por proteinase, acoplado a uma proteína G expresso em vários tecidos, abrangendo o ENDOTÉLIO, LEUCÓCITOS e TRATO GASTROINTESTINAL. O receptor é ativado pela TRIPSINA que cliva o peptídeo N-terminal do receptor. O novo peptídeo N-terminal é um ligante oculto para o receptor. O receptor não clivado também pode ser ativado pelo peptídeo N-terminal presente nos RECEPTORES DA TROMBINA ativado, e por pequenos peptídeos sintéticos que contêm a sequência N-terminal exposta.Memória: Função mental complexa que tem quatro fases distintas: (1) memorização ou aprendizagem, (2) retenção, (3) rememoração e (4) reconhecimento. Clinicamente, a memória é, em geral, subdividida em imediata, recente, e remota.Escalas de Wechsler: Testes projetados para medir o funcionamento intelectual em crianças e adultos.Transtornos da Memória: Distúrbios no registro de uma impressão, na retenção de uma impressão adquirida, ou na lembrança de uma impressão. Deficiências de memória estão associadas com DEMÊNCIA, TRAUMA CRANIOCEREBRAL, ENCEFALITE, ALCOOLISMO (ver também TRANSTORNO AMNÉSICO ALCOÓLICO), ESQUIZOFRENIA e outras afecções.Aprendizagem Verbal: Ato de aprender a responder verbalmente a um sinal de estímulo verbal.Concussão Encefálica: Termo não específico usado para descrever alterações transitórias ou perda de consciência após traumatismos cranianos fechados. A duração da INCONSCIÊNCIA geralmente dura alguns segundos, porém podendo persistir por várias horas. As concussões podem ser classificadas como leve, intermediária e severa. Os períodos prolongados de inconsciência (geralmente definidos como maior que 6 horas de duração) podem ser referidos como COMA PÓS-TRAUMATISMO DA CABEÇA. (Tradução livre do original: Rowland, Merritt's Textbook of Neurology, 9th ed, p418)Atenção: Ato de focalizar certos aspectos da experiência atual e excluir outros. É o ato de levar em consideração, de notar ou de se concentrar.Inteligência: Habilidade para aprender e manejar novas situações e desempenhar eficientemente tarefas que envolvam abstração.Simulação de Doença: Simulação proposital dos sintomas de uma doença ou de um ferimento, com a intenção de atingir uma meta, como por exemplo, uma alegação de doença física com o objetivo de não comparecer a uma convocação a júri.Desempenho Psicomotor: A coordenação de um processo (cognitivo) sensorial ou ideacional e uma atividade motora.Vigabatrina: Análogo do ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO. É um inibidor irreversível da 4-AMINOBUTIRATO TRANSAMINASE, a enzima responsável pelo metabolismo do ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO. (Tradução livre do original: Martindale The Extra Pharmacopoeia, 31st ed)Demência: Transtorno mental orgânico adquirido, com perda das habilidades intelectuais de severidade suficiente para interferir com o funcionamento social ou ocupacional. A disfunção é multifacetada e envolve a memória, comportamento, personalidade, julgamento, atenção, relações espaciais, linguagem, pensamento abstrato e outras funções executivas. O declínio intelectual, normalmente é progressivo e inicialmente poupa o nível de consciência.Probenecid: Protótipo dos uricosúricos. Inibe a excreção renal de ânions orgânicos e diminui a reabsorção tubular de urato. O Probenecid também tem sido utilizado para tratar pacientes com prejuízo renal e como fármaco auxiliar na terapia antibacteriana, devido a sua capacidade em diminuir a excreção tubular renal de outras drogas.Processos Mentais: As funções conceituais ou o pensamento em todas as suas formas.Rigidez Muscular: Contração muscular mantida, involuntária e contínua, frequentemente uma manifestação de DOENÇAS DOS GÂNGLIOS DA BASE. Quando um músculo afetado é estirado passivamente, o grau de resistência permanece constante, independentemente da velocidade que o músculo é estendido. Essa característica ajuda a distinção entre rigidez e ESPASTICIDADE MUSCULAR. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6a ed, p73)Entrevista Psiquiátrica Padronizada: Entrevista clínica padronizada utilizada para avaliar psicopatologia atual através da graduação em escala das respostas do paciente.Delirium, Demência, Transtorno Amnéstico e Outros Transtornos Cognitivos: Transtornos cognitivos que incluem o delirium, a demência e outros. Estes podem ser resultantes do uso de substâncias, traumas ou outras causas.Teste de Sequência Alfanumérica: A capacidade do indivíduo de ligar, em sequencia e em um determinado intervalo de tempo, 25 círculos com letras e números. Um escore de 12 ou menos é sugestivo de lesões cerebrais orgânicas.Verbascum: Gênero de plantas da família SCROPHULARIACEAE.Lipoproteínas HDL2: Subclasse de lipoproteínas de baixa a alta densidades, com partículas de tamanhos entre 8 a 13nm.Trifluralina: Herbicida pré-emergencial capaz de romper microtúbulos.Vírus Sinciciais Respiratórios: Grupo de vírus do gênero PNEUMOVIRUS que causa infecções respiratórias em vários mamíferos. Os humanos e o gado são os mais afetados, embora infecções em cabras e carneiros já tenham sido observadas.Psicologia do Esquizofrênico: O estudo dos processos e do comportamento dos esquizofrênicos.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Atrofia: Diminuição no tamanho de uma célula, tecido, órgão ou múltiplos órgãos associada com uma variedade de afecções, como alterações celulares anormais, isquemia, desnutrição ou alterações hormonais.Escalas de Graduação Psiquiátrica: Procedimentos padronizados baseados em escalas de avaliação ou roteiros de entrevistas conduzidos por profissionais da saúde para a avaliação do grau de doença mental.Microssomos: Vesículas de artefato formadas a partir do retículo endoplasmático quando as células se rompem. São isolados por centrifugação diferencial e são compostos de três padrões estruturais: vesículas rugosas, vesículas lisas e ribossomos. Numerosas atividades enzimáticas estão associadas com a fração microssomal.Memória de Curto Prazo: Lembrança de informação por poucos segundos a horas.Esquizofrenia: Transtorno emocional grave de profundidade psicótica caracteristicamente marcado por um afastamento da realidade com formação de delírios, ALUCINAÇÕES, desequilíbrio emocional e comportamento regressivo.Dano Encefálico Crônico: Afecção caracterizada por disfunção ou dano encefálico de longa duração, geralmente com duração de três meses ou mais. Entre as etiologias potenciais estão: INFARTO ENCEFÁLICO, certos TRANSTORNOS NEURODEGENERATIVOS, TRAUMATISMOS CRANIOCEREBRAIS, ANÓXIA ENCEFÁLICA, ENCEFALITE, certas síndromes de NEUROTOXICIDADE, transtornos metabólicos (ver DOENÇAS ENCEFÁLICAS METABÓLICAS) e outras afecções.Complexo AIDS Demência: Afecção neurológica associada com a SÍNDROME DA IMUNODEFICIÊNCIA ADQUIRIDA e caracterizada por perda de concentração e memória, vagareza nos movimentos das mãos, ATAXIA, incontinência, apatia e dificuldades para andar associadas com a infecção pelo vírus HIV-1 no sistema nervoso central. O exame clínico do cérebro revela rarefação de substância branca, infiltrados perivasculares de linfócitos, macrófagos espumosos e células gigantes multinucleadas. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp760-1; N Engl J Med, 1995 Apr 6; 332(14): 934-40)Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Doença de Whipple: Infecção sistêmica crônica por bactéria Gram positiva (Tropheryma whippelii) que afeta principalmente o INTESTINO DELGADO; também afeta os ARTICULAÇÕES, o SISTEMA CARDIOVASCULAR e o SISTEMA NERVOSO CENTRAL. A doença é caracterizada por depósitos de gordura na MUCOSA INTESTINAL e nos LINFONODOS, má absorção, DIARREIA com esteatorreia oleosa, DESNUTRIÇÃO e ARTRITE.Povidona-Iodo: Polímero polivinílico iodado utilizado como antisséptico tópico em cirurgias e em infecções de pele, mucosas e também como aerosol. O iodo pode ser radiomarcado para propósitos de pesquisas.Testes de Associação de Palavras: Teste em que o indivíduo é solicitado a dizer qual o significado conceitual que ele atribui a cada palavra de uma lista.Linguagem: Meio, verbal ou não verbal, de comunicar ideias ou sentimentos.Transtornos da Linguagem: Afecções caracterizadas por deficiências da compreensão ou expressão das formas de linguagem escrita e falada. Incluem transtornos adquiridos e desenvolvidos.Atrofia: Diminuição no tamanho de uma célula, tecido, órgão ou múltiplos órgãos associada com uma variedade de afecções, como alterações celulares anormais, isquemia, desnutrição ou alterações hormonais.Proteína 1 de Modelagem do Nucleossomo: Chaperona de histona que facilita a montagem do nucleossomo por mediar a formação do octâmero de histona e sua transferência para o DNA.Epilepsia Rolândica: Síndrome epiléptica parcial, de herança autossômica dominante, com início entre os 3 e 13 anos de idade. Os surtos são caracterizados por PARESTESIA e atividade tônica ou clônica da face inferior associada com hipersalivação e disartria. Na maioria dos casos, as crianças afetadas são normais no que se refere à parte neurológica e de desenvolvimento. (Tradução livre do original: Epilepsia 1998 39;Suppl 4:S32-S41)Dominância Cerebral: Dominância de um hemisfério cerebral sobre o outro nas funções cerebrais.Reprodutibilidade dos Testes: Propriedade de se obter resultados idênticos ou muito semelhantes a cada vez que for realizado um teste ou medida. (Tradução livre do original: Last, 2001)Estudos Longitudinais: Estudo no qual as variáveis relacionadas a um indivíduo ou grupo de indivíduos são acompanhadas por anos e com contato a intervalos regulares.Rememoração Mental: O processo através do qual uma representação da experiência passada é evocada.Demência Vascular: Termo impreciso referente à demência associada com TRANSTORNOS CEREBROVASCULARES, incluindo o INFARTO CEREBRAL (único ou múltiplo), e afecções associadas com ISQUEMIA CEREBRAL crônica. Foram descritos os subtipos difuso, cortical e subcortical. (Tradução livre do original: Gerontol Geriatr 1998 Feb;31(1):36-44)Polimixinas: Grupo de antibióticos lipopeptídicos básicos obtidos do Bacillus polymyxa. Eles afetam a membrana celular pela sua ação detergente e podem causar lesão neuromuscular e renal. Pelo menos onze membros diferentes do grupo de polimixinas foram identificados, cada um designado por uma letra.Estudos de Casos e Controles: Estudos epidemiológicos observacionais nos quais grupos de indivíduos com determinada doença ou agravo (casos) são comparados com grupos de indivíduos sadios (controles) em relação ao histórico de exposição a um possível fator causal ou de risco. (Tradução livre do original: Last, 2001)Lobo Temporal: Parte lateral inferior do hemisfério cerebral responsável pelo processamento auditório, olfatório e semântico. Está localizado em posição inferior à fissura lateral e anterior ao LOBO OCCIPITAL.Tempo de Reação: Tempo desde o início de um estímulo até que uma resposta seja observada.Exame Neurológico: Avaliação das reações e reflexos motores e sensoriais usada para detectar uma doença do sistema nervoso.Deformidades Adquiridas do Pé: A distorção ou desfiguramento do pé ou parte do pé, adquirida através de doença ou lesão depois do parto.Sulfa-HemoglobinaDestreza Motora: A realização de atos motores complexos.Envelhecimento: Mudanças graduais irreversíveis na estrutura e funcionamento de um organismo que ocorrem como resultado da passagem do tempo.Escolaridade: Período de frequência à escola ou nível de aprendizado adquirido.Valor Preditivo dos Testes: O valor preditivo de um teste diagnóstico é a probabilidade de um resultado positivo (ou negativo) corresponder a um indivíduo doente (ou não doente). Depende da sensibilidade e especificidade do teste (adaptação e tradução livre do original: Last, 2001)Valores de Referência: Faixa (ou distribuição de frequências) dos [valores] medidos em uma população (de organismos, órgãos ou coisas) que não foi selecionada para [indicar] a presença de doença ou de anormalidade.Bateria Neuropsicológica de Luria-Nebraska: Série de testes projetados para avaliar as funções neuropsicológicas. A bateria é utilizada para diagnosticar disfunções cerebrais específicas e também para determinar a lateralização.Displasia do Colo do Útero: Desenvolvimento anormal das CÉLULAS EPITELIAIS escamosas imaturas do colo do útero, termo usado para descrever alterações citológicas pré-malignas no EPITÉLIO cervical. Estas células atípicas não penetram a MEMBRANA BASAL epitelial.Quinase 1 de Adesão Focal: Proteína tirosina quinase não receptora localizada nas ADERÊNCIAS FOCAIS e componente central das vias de transdução de sinal mediadas pela integrina. A Quinase 1 de Adesão Focal interage com a PAXILINA e passa por FOSFORILAÇÃO em resposta à adesão de integrinas da superfície celular à MATRIZ EXTRACELULAR. A proteína p125FAK fosforilada se liga a várias proteínas contendo o Domínio SH2 e o Domínio SH3 e auxilia na regulação da ADERÊNCIA CELULAR e migração celular.Análise e Desempenho de Tarefas: O exame detalhado da atividade e comportamento observáveis associados à execução ou término de uma função necessária ou de uma unidade de trabalho.Síndrome Pós-Concussão: Distúrbios orgânicos e psicogênicos observados após TRAUMATISMOS CRANIANOS FECHADOS. A síndrome após concussão inclui queixas físicas (i. é, cefaleia, vertigem), alterações cognitivas, emocionais e comportamentais. Estes distúrbios podem ser crônicos, permanentes ou de manifestação tardia.Estatística como Assunto: A ciência e arte de coletar, resumir e analisar dados que são sujeitos à variação aleatória. O termo é também usado para os próprios dados e para o resumo desses dados.Bem-Estar da Criança: Esforços organizados ou organizações para melhoria da saúde e bem-estar da criança.Seguimentos: Estudos nos quais indivíduos ou populações são seguidos para avaliar o resultado de exposições, procedimentos ou efeitos de uma característica, por exemplo, ocorrência de doença.Integrina alfa6beta4: Esta integrina é um componente chave dos HEMIDESMOSSOMOS e necessária para sua formação e manutenção em células epiteliais. A integrina alfa6beta4 também é encontrada nos timócitos, fibroblastos e células de Schwann, onde as funções de receptor de laminina (RECEPTORES DE LAMININA) está envolvida em cicatrização de feridas, migração celular e tumores não agressivos.Simulação de Ambiente Espacial: Ambiente que simula um ou mais parâmetros do ambiente espacial, aplicado a sistemas ou componentes de provas espaciais. Frequentemente se usa um compartimento fechado, capaz de se aproximar do vácuo e dos ambientes normais do espaço. Isso também inclui estudos de ATIVIDADE EXTRAVEICULAR simulados em câmaras de exposição atmosférica ou tanques com água.Eletroencefalografia: Registro de correntes elétricas produzidas no cérebro, pela medida de eletrodos adaptados ao couro cabeludo, na superfície do cérebro, ou colocados no cérebro.Afeto: O tom emocional que acompanha uma ideia ou representação mental. É o derivado psíquico mais direto do instinto e o representante das várias transformações corporais através do qual os instintos se manifestam.Transcortina: Membro da família serpina que se liga a GLICOCORTICOIDES e os transporta no SANGUE.Úvea: Túnica vascular pigmentada do globo ocular, constituída por COROIDE, CORPO CILIAR e ÍRIS, que são contínuas entre si. (Tradução livre do original: Cline et al., Dictionary of Visual Science, 4th ed).Estudos de Coortes: Estudos em que os subconjuntos de uma certa população são identificados. Estes grupos podem ou não ser expostos a factores hipotéticos para influenciar a probabilidade da ocorrência de doença em particular ou outros desfechos. Coortes são populações definidas que, como um todo, são seguidos de uma tentativa de determinar as características que distinguem os subgrupos.Lactalbumina: A principal fração proteica obtida do SORO DO LEITE.Avaliação Geriátrica: Avaliação do nível de funcionamento físico, fisiológico ou mental em grupos populacionais de idosos.Transtornos Psicóticos: Transtornos em que há uma perda dos limites do ego e um prejuízo acentuado do teste da realidade, com delírios ou alucinações proeminentes.(Tradução livre do original: From DSM-IV, 1994)Estudos Prospectivos: Estudos planejados para a observação de eventos que ainda não ocorreram.Análise de Regressão: Procedimentos para encontrar a função matemática que melhor descreve a relação entre uma variável dependente e uma ou mais variáveis independentes. Na regressão linear (v. MODELOS LINEARES) a relação é construída para ser uma linha reta e usa-se a ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS para determinar o melhor ajuste. Na regressão logística (v. MODELOS LOGÍSTICOS) a variável dependente é qualitativa em vez de uma variável contínua e são usadas FUNÇÕES VEROSSIMILHANÇA para encontrar a melhor relação. Na regressão múltipla, considera-se que a variável dependente pende mais que uma única variável independente.Transtornos da Percepção: Transtornos cognitivos caracterizados pela capacidade deficiente em perceber a natureza de objetos ou conceitos através do uso dos órgãos dos sentidos. Estes incluem síndromes de omissão espacial, nas quais o indivíduo não responde a estímulos visuais, auditivos ou sensoriais apresentados de um lado do corpo.Doenças do Sistema Nervoso: Doenças do sistema nervoso central e periférico. Estas incluem distúrbios do cérebro, medula espinhal, nervos cranianos, nervos periféricos, raizes nervosas, sistema nervoso autônomo, junção neuromuscular e músculos.Multilinguismo: Habilidade para falar, ler ou escrever várias linguagens ou muitas linguagens com alguma facilidade. Bilinguismo é a forma mais comum.Assédio Sexual: Forma de discriminação no ambiente de trabalho que infringe o Ato (americano) dos Direitos Civis de 1964. O assédio sexual ocorre de duas formas: 'quid pro quo', em que o empregado deve se submeter a investidas sexuais em troca de benefícios no trabalho ou, se recusar, sofre penalidades; ou o estabelecimento de um ambiente hostil onde a atmosfera de trabalho é ofensiva e afeta o bem-estar do empregado. A conduta sexual ofensiva pode incluir investidas sexuais indesejáveis, comentários, toques, perguntas sobre estado civil e práticas sexuais, etc. Tanto o homem como a mulher podem ser agressores ou vítimas. Embora a legislação dos diretos civis trate do assédio sexual no ambiente de trabalho, o comportamento não está restrito a este contexto e pode se apresentar fora do ambiente de trabalho, como em escolas e faculdades, em associações de atletas e outros meios e atividades sociais.Mapeamento Encefálico: Técnicas de imagem usadas para colocalizar os sítios das funções ou atividades fisiológicas do encéfalo com suas respectivas estruturas.Percepção Visual: A seleção e organização dos estímulos visuais com base na experiência anterior do indivíduo.Aprendizagem: Mudança de comportamento relativamente duradoura que resulta da experiência passada ou da prática. O conceito inclui a aquisição de conhecimento.Traumatismos em Atletas: Traumatismos que ocorrem durante a participação em esportes competitivos ou não competitivos.Registros de Dieta: Registros de ingestão de nutrientes em um período específico de tempo, normalmente mantidos pelo paciente.Enquadramento (Psicologia): Prontidão para pensar ou responder de uma forma predeterminada quando confrontado com um problema ou uma situação-estímulo.Condução de Veículo: O efeito dos fatores ambientais ou psicológicos sobre os motoristas e a capacidade de dirigir. Estão incluídos a fadiga ao dirigir e o efeito de drogas, doença e incapacidades físicas no dirigir.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Creatina: Aminoácido encontrado nos tecidos e urina dos vertebrados. No tecido muscular, geralmente a creatina é encontrada sob forma de fosfocreatina. A creatina é excretada na urina como CREATININA.Arsênico: Elemento cinza brilhante cujo símbolo atômico é As, número atômico 33 e peso atômico 75. Ocorre em todo o universo, principalmente na forma de arsenietos metálicos. A maioria das formas são tóxicas. De acordo com o Quarto Relatório Anual sobre Carcinógenos (NTP 85-002, 1985), o arsênico e alguns de seus compostos tem sido listados como conhecidos carcinógenos. (Tradução livre do original: Merck Index, 11th ed)Análise Fatorial: Conjunto de métodos estatísticos para analisar as correlações entre diversas variáveis, no sentido de estimar o número, as dimensões fundamentais que sustentam os dados observados e para descrever e medir aquelas dimensões. É usado frequentemente no desenvolvimento de sistemas de contagem para avaliar escalas e questionários.Transtorno do Deficit de Atenção com Hiperatividade: Transtorno comportamental que tem origem na infância e cujas características essenciais são sinais de desatenção inconsistentes com o nível de desenvolvimento, impulsividade e hiperatividade. Embora muitos indivíduos tenham sintomas tanto de desatenção como de hiperatividade-impulsividade, um ou outro padrão podem ser predominantes. O transtorno é mais frequente em indivíduos do sexo masculino do que feminino. O início se dá na infância. Os sintomas geralmente são atenuados no fim da adolescência, embora uma minoria experimente o quadro completo de sintomas até o meio da idade adulta. (Tradução livre do original: DSM-V)Fatores Etários: Idade como um elemento ou influência que contribui à produção de um resultado. Pode ser aplicável à causa ou efeito de uma circunstância. É usado com os conceitos humano e animal, mas devem ser diferenciados de ENVELHECIMENTO, um processo fisiológico, e FATORES DE TEMPO que se refere somente ao transcurso do tempo.Depressão: Estados depressivos, geralmente de intensidade moderada quando comparados à depressão maior, presentes nos transtornos neuróticos e psicóticos.Modelos Lineares: Modelos estatísticos nos quais os valores dos parâmetros são linearmente proporcionais às variáveis dependentes, ex. y = a + bx, onde y é a resposta, x é o fator de interesse e a & b são os parâmetros.Individualidade: Aquelas características psicológicas que diferenciam os indivíduos entre si.Comparação Transcultural: Estudos que comparam duas ou mais culturas ou que comparam variáveis, de como estas são afetadas em diferentes contextos culturais.Transtorno Bipolar: Transtorno afetivo importante caracterizado por graves oscilações do humor (episódios de mania ou de depressão significativa) e por uma tendência à remissão e à recorrência.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Testes Psicológicos: Testes padronizados projetados para medir habilidades, como nos testes de inteligência, aptidão, e realização, ou para avaliar traços de personalidade.Encefalopatia Hepática: Síndrome caracterizada por disfunção do sistema nervoso central em associação com FALÊNCIA HEPÁTICA, incluindo derivações portossistêmicas. Entre as características clínicas estão letargia e CONFUSÃO (progredindo frequentemente para o COMA), Asterixe, NISTAGMO PATOLÓGICO, reflexos oculovestibulares bruscos, postura de descerebração e descorticação, ESPASTICIDADE MUSCULAR e reflexo plantar extensor bilateral (v. REFLEXO DE BABINSKI). A ELETROENCEFALOGRAFIA pode demonstrar ondas trifásicas. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, pp1117-20; Plum & Posner, Diagnosis of Stupor and Coma, 3rd ed, p222-5)Córtex Cerebral: Camada delgada de SUBSTÂNCIA CINZENTA localizada na superfície dos hemisférios cerebrais (ver CÉREBRO) que se desenvolve a partir do TELENCÉFALO e se molda em giros e sulcos. Alcança seu maior desenvolvimento no ser humano, sendo responsável pelas faculdades intelectuais e funções mentais superiores.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Progressão da Doença: Piora de uma doença ao longo do tempo. Este conceito é usado com mais frequência para doenças crônica e incuráveis, em que o estágio da doença é um determinante importante de terapia e prognóstico.Baixo Rendimento Escolar: Desempenho, geralmente no trabalho escolar, abaixo do que era previsto pelos testes de aptidão e inteligência.LeituraGlaucófitas: Filo ou classe de EUCARIOTOS microscópicos de água doce considerados plantas ou MICROALGAS. Seus CLOROPLASTOS (chamados de cianelas) são supostamente derivados de endossimbiose de CIANOBACTÉRIAS.Estatísticas não Paramétricas: Classe de métodos estatísticos aplicáveis a um grande grupo de distribuição de probabilidades utilizado para testes de correlação, localização, independência, etc. Na maioria dos testes não paramétricos, o escore original ou as observações são substituídas por outra variável contendo menos informação. Uma classe importante de testes utiliza informação sobre se uma observação está acima ou abaixo de algum valor fixado, tal como uma mediana, e uma terceira classe é baseada na frequência de ocorrência dos períodos no dado.Recognição (Psicologia): O conhecimento ou percepção que alguém ou algo presente tenha sido encontrado anteriormente.Aminoacilação de RNA de Transferência: Conversão de um RNA DE TRANSFERÊNCIA descarregado para um AMINOACIL TRNA.Transtornos Mentais: Doenças psiquiátricas que se manifestam por rupturas no processo de adaptação expressas primariamente por anormalidades de pensamento, sentimento e comportamento, produzindo sofrimento e prejuízo do funcionamento.Epilepsia: Transtorno caracterizado por episódios recorrentes de disfunção cerebral paroxística, devido a súbita descarga neuronal excessiva e desordenada. Os sistemas de classificação da epilepsia geralmente se baseiam em (1) sinais clínicos dos episódios de ataques (ex. ataque motor), (2) etiologia (ex. pós-traumático), (3) localização anatômica da origem do ataque (ex. ataque do lobo frontal), (4) tendência em se alastrar para outras estruturas encefálicas, e (5) padrões temporais (ex. epilepsia noturna). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p313)Infecções por HIV: Incluem o espectro das infecções pelo vírus da imunodeficiência humana que vão desde o estado soropositivo assintomático, passando pelo complexo relação-AIDS até a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).Afasia: Transtorno cognitivo caracterizado pela deficiência da capacidade de compreender ou expressar a linguagem nas suas formas escrita ou falada. Esta afecção é causada por doenças que afetam as áreas de linguagem do hemisfério dominante. Os sinais clínicos são usados para classificar os vários subtipos desta doença. Como categorias gerais, estão incluídas as formas receptiva, expressiva e mista de afasia.Tornados: 1) Colunas de ar rotante que se estendem de uma tempestade acompanhada de raios e trovoadas em direção ao chão. Tornados geralmente causam um caminho de destruição de 100 jardas (91,44 m) de largura ou menos, com comprimento de algumas milhas. 2) Uma coluna ondulante de nuvens, com diâmetro de menos de 2km, que se desloca a uma velocidade de 30km/h a 60km/h. É considerado a mais destruidora entre as perturbações atmosféricas - estima-se que a velocidade do vento dentro do funil possa atingir 450km/h -, embora a área afetada por ele seja mais restrita. Ocorre com a chegada de frentes frias em regiões onde o ar está muito quente e instável. Os mais intensos costumam acontecer no centro-oeste dos EUA e na Austrália (Almanaque Abril, 1999)Hexosaminidase A: Isoforma beta-hexosaminidade de mamíferos, que é uma proteína heterodimérica composta por subunidades alfa e beta hexosaminidases. A deficiência de hexosaminidase A devido a mutações no gene que codifica a subunidade alfa hexosaminidase é um caso de DOENÇA DE TAY-SACHS. A deficiência da hexosaminidase A e de HEXOSAMINIDASE B devido a mutações no gene que codifica a subunidade beta hexosaminidase é um caso de DOENÇA DE SANDHOFF.Rutina: Glicosídeo flavonoide encontrado em várias plantas, incluindo FAGÓPIRO, TABACO, FORSYTHIA, HYDRANGEA, VIOLA, etc. Tem sido utilizada terapeuticamente para diminuir a fragilidade capilar.Autorrelato: Método para obter informação por meio de respostas verbais, escritas ou orais, dos sujeitos.Sensibilidade e Especificidade: Medidas de classificação binária para avaliar resultados de exames. Sensibilidade ou taxa de recall é a proporção de verdadeiros positivos. Especificidade é a probabilidade do teste determinar corretamente a ausência de uma afecção. (Tradução livre do original: Last, Dictionary of Epidemiology, 2d ed)Método Duplo-Cego: Método de estudo sobre uma droga ou procedimento no qual ambos, grupos estudados e investigador, desconhecem quem está recebendo o fator em questão. (Tradução livre do original: Last, 2001)Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Fatores de Risco: Aspecto do comportamento individual ou do estilo de vida, exposição ambiental ou características hereditárias ou congênitas que, segundo evidência epidemiológica, está sabidamente associado a uma condição relacionada com a saúde considerada importante de ser prevenida.Órgãos Governamentais: Unidades administrativas do governo responsável por criar políticas e administrar as atividades governamentais.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Inteligência Artificial: Teoria e desenvolvimento de SISTEMAS DE COMPUTAÇÃO que realizam tarefas que normalmente exigiriam a inteligência humana. Tais tarefas podem incluir reconhecimento de fala, APRENDIZAGEM, PERCEPÇÃO VISUAL, COMPUTAÇÃO MATEMÁTICA, raciocínio, RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS, TOMADA DE DECISÕES e tradução de idioma.Serenoa: Gênero de plantas (família ARECACEAE, ordem Arecales, subclasse Arecidae) cujos frutos ou extrato (Permixon) são utilizados no tratamento de HIPERPLASIA PROSTÁTICA.Projetos Piloto: Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.Anomia: Disfunção de linguagem caracterizada pela incapacidade em nomear pessoas e objetos que são corretamente percebidos. O indivíduo é capaz de descrever o objeto em questão, mas não pode dizer o nome. Esta afecção está associada com lesões do hemisfério dominante envolvendo as áreas de linguagem, em particular, o LOBO TEMPORAL. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p484)Esclerose Múltipla: Transtorno autoimune que afeta principalmente adultos jovens, caracterizado pela destruição de mielina no sistema nervoso central. Entre os achados patológicos estão múltiplas áreas bem demarcadas de desmielinização por toda substância branca do sistema nervoso central. Entre as manifestações clínicas estão perda visual, transtornos de movimentos extraoculares, parestesias, perda de sensação, fraqueza, disartria, espasticidade, ataxia e disfunção da bexiga. O padrão usual é de ataques recorrentes seguidos de recuperação parcial (v. ESCLEROSE MÚLTIPLA RECIDIVANTE-REMITENTE), porém, também ocorrem formas progressivas fulminantes e crônicas (v. ESCLEROSE MÚLTIPLA CRÔNICA PROGRESSIVA). (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p903)Proteína D Associada a Surfactante Pulmonar: Abundante proteína associada a surfactante pulmonar que liga vários patógenos pulmonares aumentando sua opsonização e matando células fagocíticas. A proteína D surfactante contém um domínio como o colágeno N-terminal e um domínio lectina C-terminal que são características dos membros da família de proteínas colectinas.Análise de Componente Principal: Procedimento matemático que transforma diversas variáveis correlatas possíveis em um número muito pequeno de variáveis não correlatas chamadas de componestes principais.Amino Acid Transport System y+LHormônio Liberador da Corticotropina: Peptídeo de aproximadamente 41 aminoácidos que estimula a liberação de HORMÔNIO ADRENOCORTICOTRÓPICO. O CRH é sintetizado por neurônios nos núcleos paraventriculares do HIPOTÁLAMO sendo após liberado na circulação portal hipofisária. O CRH estimula a liberação de ACTH da HIPÓFISE. O CRH também pode ser sintetizado em outros tecidos, como PLACENTA, MEDULA SUPRARRENAL e TESTÍCULO.Melanesia: Nome coletivo para as ilhas do Oceano Pacífico a nordeste da Austrália, abrangendo NOVA CALEDÔNIA, VANUATU, Novas Hébridas, Ilhas Salomão, Ilhas do Almirantado, Arquipélago Bismarck, FIJI, etc. A Melanésia (do Grego melas, negro + nesos, ilha) é chamada assim por causa da cor negra dos nativos, que geralmente são considerados ser originalmente descendentes dos Negroides Papuas e dos Polinésios ou Malaios. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p748 & Room, Brewer's Dictionary of Names, 1992, p344)Narcolepsia: Afecção caracterizada por episódios recidivantes de sonolência durante o dia e lapsos de consciência (microssonias) que podem estar associados com comportamentos automáticos e AMNÉSIA. CATAPLEXIA, PARALISIA DO SONO e ALUCINAÇÕES hipnagógicas frequentemente acompanham a narcolepsia. A fisiologia deste transtorno inclui os movimentos rápidos dos olhos (REM) no início do sono, o que normalmente ocorre seguido aos estágios III ou IV do sono. (Tradução livre do original: Neurology 1998 Feb; 50 (2 Suppl 1): S2-S7)Neoplasias do Ceco: Tumores ou câncer do CECO.Reparo do DNA: Reconstrução de uma molécula contínua de DNA de fita dupla, sem incorreções, a partir de uma molécula contendo regiões lesadas. Os principais mecanismos de reparo são o reparo de excisão, em que as regiões defeituosas de uma fita são extirpadas e ressintetizadas, usando-se as informações de pareamento das bases complementares da fita intata; reparo de foto-reativação, em que os efeitos letais e mutagênicos da luz ultravioleta são eliminados; e reparo pós-replicação, em que as lesões primárias não são reparadas, mas as lacunas de uma dúplex filha são preenchidas por meio da incorporação de porções da outra dúplex filha (não danificada). Os reparos de excisão e de pós-replicação às vezes são chamados de "reparo escuro" porque não exigem luz.Alcoolismo: Doença crônica, primária, com fatores genéticos, psicossociais e ambientais influenciando seu desenvolvimento e manifestações. A doença é geralmente progressiva e fatal. É caracterizada pela falta de controle sobre a bebida, pré-ocupação com a droga álcool, uso de álcool apesar das consequências adversas, e distorções no pensamento, negação notável. Cada um destes sintomas pode ser contínuo ou periódico.RxNorm: Nomenclatura padronizada para medicamentos e dispositivos de liberação de medicamentos. Ela direciona seus nomes para muitos dos vocabulários usados comumente na administração de farmácias.Fatores Sexuais: Usado quando sexo é discutido como um fator em relação a algum assunto ou problema específico.Vicia sativa: Espécie de plantas (gênero VICIA, família FABACEAE) cujas sementes são utilizadas como alimentos e contém TIOCIANATOS, como prunasina, cianoalanina, cianógeno e vicina.Hipocampo: Elevação curva da SUBSTÂNCIA CINZENTA, que se estende ao longo de todo o assoalho no LOBO TEMPORAL do VENTRÍCULOS LATERAIS (ver também LOBO TEMPORAL). O hipocampo, subículo e GIRO DENTEADO constituem a formação hipocampal. Algumas vezes, os autores incluem o CÓRTEX ENTORRINAL na formação hipocampal.Apraxias: Grupo de transtornos cognitivos caracterizados pela inabilidade em desempenhar habilidades previamente adquiridas, que não podem ser atribuídas a deficiências da função motora ou sensorial. Os dois principais subtipos desta afecção são o ideomotor (ver APRAXIA IDEOMOTORA) e apraxia ideacional, que se refere à perda da habilidade em formular mentalmente os processos envolvidos no desempenho de uma ação. Por exemplo, a apraxia de vestir-se pode resultar de uma inabilidade em formular mentalmente o ato de colocar roupas no corpo. As apraxias são geralmente associadas com lesões do LOBO PARIETAL dominante e giro supramarginal.Transtorno Amnésico Alcoólico: Transtorno mental associado com abuso crônico de etanol (ALCOOLISMO) e deficiências nutricionais caracterizadas por perda de memória a curto prazo, confabulações e distúrbios de atenção. (Tradução livre do original: Adams et al., Principles of Neurology, 6th ed, p1139)Curva ROC: Gráfico que se propõe a estimar a capacidade de um teste seletivo de discriminar entre pessoas saudáveis e doentes.Espectroscopia de Ressonância Magnética: Método espectroscópico de medição do momento magnético de partículas elementares, como núcleos atômicos, prótons ou elétrons. É empregada em aplicações clínicas, como Tomografia por RMN (IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA).Exame para Habilitação de Motoristas: Testes escritos e de direção exigidos pelo governo aplicados aos indivíduos antes de obterem uma licença de condutor.Deficiências do Desenvolvimento: Distúrbios nos quais há um atraso do desenvolvimento em relação ao esperado para uma determinada idade ou estágio de desenvolvimento; estes distúrbios incluem fatores biológicos e não biológicos.Doença Crônica: Doenças que têm uma ou mais das seguintes características: são permanentes, deixam incapacidade residual, são causadas por alteração patológica não reversível, requerem treinamento especial do paciente para reabilitação, pode-se esperar requerer um longo período de supervisão, observação ou cuidado.Doenças do Sistema Nervoso Central: Doenças de qualquer componente do cérebro (incluindo hemisférios cerebrais, diencéfalo, tronco cerebral e cerebelo) ou a medula espinhal.Serra Leoa: República na África ocidental, ao sul da GUINÉ e a oeste da LIBÉRIA. Sua capital é Freetown.Corpos Polares: Células muito pequenas produzidas durante o desenvolvimento de OÓCITOS durante a MEIOSE. Um corpo polar contém um dos núcleos derivados da primeira ou da segunda DIVISÃO CELULAR meiótica. Os corpos polares praticamente não têm CITOPLASMA. São eventualmente descartados pelo oócito. (Tradução livre do original: King & Stansfield, A Dictionary of Genetics, 4th ed)Células Oxífilas: Células grandes com núcleos pequenos e irregulares, e grânulos acidófilos densos (devido a MITOCÔNDRIAS abundantes). As células oxífilas (oncócitos) são encontradas em oncocitomas renais, glândulas salivares e endócrinas. Na glândula tireoide, as células oxífilas são conhecidas como células de Hurthle e Askenazy.Formação de Conceito: Processo cognitivo envolvendo a formação de ideias a partir da generalização do conhecimento que se tem sobre as qualidades, aspectos e relações dos objetos.Inibição Reativa: Tendência à diminuição da intensidade de uma resposta devido à prática ou à atividade. É independente do efeito da recompensa e é proporcional ao intervalo de tempo transcorrido desde a última resposta e ao número de respostas anteriores.Receptores Adrenérgicos beta 1: Subclasse de RECEPTORES ADRENÉRGICOS BETA. Os receptores adrenérgicos beta 1 são igualmente sensíveis à EPINEFRINA e NOREPINEFRINA e ligam-se ao agonista DOBUTAMINA e ao antagonista METOPROLOL com alta afinidade. São encontrados no CORAÇÃO, células justaglomerulares, e nos sistemas nervoso central e periférico.Boxe: Esporte praticado por duas pessoas no qual os punhos são habilidosamente utilizados para atacar e defender.Nomes: Nomes pessoais, determinados ou apelidados, como características culturais, como etnologia ou padrões religiosos, como indicações da distribuição geográfica de famílias e endogamia, etc. Análise de isonímia, a qualidade de ter os mesmos ou semelhantes nomes, é útil no estudo da genética da população. NOMES também são usados para a história de nomes ou mudanças de nome de pessoas jurídicas como sociedades médicas, universidades, hospitais, agências governamentais, etc.Grupo com Ancestrais do Continente Europeu: Indivíduos cujas origens ancestrais estão no continente europeu.Transtornos das Habilidades Motoras: Prejuízos acentuados do desenvolvimento da coordenação motora que interferem com as atividades cotidianas. (DSM-V)Escalas de Graduação Psiquiátrica Breve: Escala que consiste de 18 constructos de sintomas escolhidos para representar dimensões relativamente independentes da psicopatologia manifesta. O objetivo inicial era o de proporcionar uma forma mais eficiente de avaliação da resposta ao tratamento em pesquisa clínica psicofarmacológica. Contudo, a escala foi prontamente adaptada para outros usos. (Tradução livre do original: Hersen, M. and Bellack, A.S., Dictionary of Behavioral Assessment Techniques, p. 87)Transtorno da Personalidade Esquizotípica: Transtorno de personalidade em que estão presentes excentricidades do pensamento (pensamento mágico, ideação paranoide, desconfiança), percepção (ilusões, despersonalização), fala (digressiva, vaga, excessivamente elaborada), e comportamento (afeto inapropriado nas interações sociais, isolamento social frequente) que não são graves o suficiente para caracterizar a esquizofrenia.