Temperamento: Predisposição para reagir ao seu próprio ambiente de um certo modo; usualmente refere-se a mudanças de humor; condição que assegura sinais fisiológicos e tendências mórbidas gerais condicionando manifestações psíquicas secundárias.Caráter: No uso corrente é praticamente o mesmo que personalidade. A soma dos traços de personalidade relativamente estáveis de um indivíduo e dos seus modos de resposta habituais.Comportamento do Lactente: Toda reposta ou ação observável de um neonato ou lactente até a idade de 23 meses.Timidez: Desconforto e inibição parcial do modo usual de se comportar, quando na presença de outras pessoas.Inventário de Personalidade: Inventário, geralmente a ser preenchido por uma pessoa a respeito de si mesma, que consiste de várias sentenças sobre características pessoais a serem endossadas ou não.Desenvolvimento da Personalidade: Evolução dos padrões habituais de comportamento durante a infância e adolescência.Personalidade: Padrões de respostas comportamentais que caracterizam o indivíduo.Comportamento Infantil: Toda resposta ou ação observável de uma criança de 2 a 12 anos de idade. Para neonatos ou crianças com menos de 24 meses de idade, o termo COMPORTAMENTO DO LACTENTE está à disposição.Manejo (Psicologia): Manipulação física de animais e humanos para induzir uma reação comportamental ou outra reação psicológica. Em psicologia experimental, o animal é manejado como forma de induzir uma situação de estresse ou de estudar os efeitos do comportamento ou maternal.Poder Familiar: Ato de fazer o papel de pai ou mãe ao dar cuidado, alimento e proteção ao filho, realizado pelos pais biológicos ou substitutos. Os pais apoiam as crianças através do exercício da autoridade e através da resposta comportamental, constante, enfática e apropriada, às necessidades da criança. Difere de EDUCAÇÃO INFANTIL pelo fato de que na educação infantil a ênfase está no ato de treinar e formar a criança e na interação entre pais e criança, enquanto em PODER FAMILIAR, a ênfase está na responsabilidade dos pais e no fato do seu comportamento servir de exemplo para a criança. (Fonte: Lei 10.406 de 2002. Livro IV Do Direito de Família. Título I Do Direito Pessoal. Subtítulo II Das Relações de Parentesco. Capítulo V Do Poder Familiar. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10406.htm#poderfamilia)Processos Fisiológicos do Sistema Nervoso: Ações e eventos biológicos que constituem as funções do SISTEMA NERVOSO.Frustração: O estado afetivo e/ou emocional resultante da experiência de ser bloqueado, impedido, desapontado ou derrotado.Inibição (Psicologia): O impedimento ou prevenção de uma resposta comportamental ou verbal apesar do estímulo para aquela resposta estar presente. Em psicanálise, a repressão inconsciente de um processo instintivo.Relações Mãe-Filho: Interação entre uma mãe e seu filho.Mães: Genitores do sexo feminino, humanos ou animais.Transtornos de Adaptação: Reações de desadaptação a estressores psicossociais identificáveis, que ocorrem pouco tempo depois do surgimento do estressor. Elas se manifestam através do prejuízo no funcionamento social e ocupacional ou através de sintomas (depressão, ansiedade, etc.) que vão além da reação normal e esperada ao estressor.Testes de Personalidade: Testes padronizados e objetivos projetados para facilitar a avaliação da personalidade.Ira: Sentimento intenso de desprazer causado pela experiência de algum impedimento, prejuízo ou ameaça.Determinação da Personalidade: Determinação e avaliação das características da personalidade através de entrevistas, observações, testes e escalas. Os artigos voltados para a medida da personalidade fazem parte do escopo deste termo.Ansiedade: Sensação ou emoção de pavor, apreensão e desastre iminente, porém não incapacitante como nos TRANSTORNOS DE ANSIEDADE.Controle Interno-Externo: Construção da personalidade, referente à percepção de um indivíduo sobre o local dos eventos, como sendo determinado internamente pelo próprio comportamento frente a destino, sorte ou forças externas (Tradução livre do original: ERIC Thesaurus, 1996).Psicologia da Criança: O estudo do comportamento infantil normal e anormal.Humor Irritável: Excitabilidade anormal ou excessiva, com desencadeamento fácil da raiva, aborrecimento ou impaciência.Desenvolvimento Infantil: Maturação sequencial contínua (fisiológica e psicológica) desde o nascimento de um indivíduo, mas não inclui a ADOLESCÊNCIA.Transtornos do Comportamento Infantil: Transtornos considerados patológicos de acordo com a adequação para a idade e o nível de desenvolvimento, por exemplo, distúrbios de conduta e depressão anaclítica. Este conceito não inclui as psiconeuroses, psicoses ou transtornos de personalidade com padrões fixos de comportamento.Autoritarismo: Padrão ou síndrome de personalidade que consiste de comportamentos e atitudes que refletem uma preocupação com o poder e com a autoridade nas relações interpessoais.Gagueira: Distúrbio dos padrões normais de tempo e fluência da fala sendo inapropriado para a idade do indivíduo. Este distúrbio é caracterizado por repetições frequentes ou prolongações de sons ou sílabas. Vários outros tipos de disfluências de fala podem também estar envolvidos incluindo interjeições, palavras quebradas, bloqueio silencioso ou audível, circunlocuções, palavras produzidas com excesso de tensão física e repetições monossilábicas da palavra toda. A gagueira pode ocorrer como afecção do desenvolvimento na infância ou como transtorno adquirido que pode estar associado a INFARTOS CEREBRAIS e outras DOENÇAS CEREBRAIS. (Tradução livre do original: DSM-IV, 1994)Relações Pais-Filho: As interações entre pais e filhos.Genética Comportamental: O estudo experimental da relação entre o genótipo de um organismo e o seu comportamento. O alcance do conceito vai desde os efeitos dos genes nos processos sensórios simples até a organização complexa do sistema nervoso central.Comportamento Materno: Os padrões de comportamento característicos da mãe.Individualidade: Aquelas características psicológicas que diferenciam os indivíduos entre si.Nova Orleans: Cidade no condado de Orleans Parish, maior cidade no estado de LOUISIANA. Está localizada entre o Rio Mississipi e o Lago Pontchartrain.Atuação (Psicologia): Ato de expressar conflitos emocionais ou sentimentos inconscientes, frequentemente de hostilidade ou amor, através do comportamento manifesto.Ajustamento Social: Adaptação de uma pessoa ao ambiente social. O ajuste pode ocorrer por adaptação do indivíduo (self) ao ambiente ou por transformação do ambiente (Tradução livre do original: Campbell, Psychiatric Dictionary, 1996).Comportamento Exploratório: A tendência a explorar ou investigar um ambiente novo. É considerada uma motivação não se distingue claramente da curiosidade.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Modelos Psicológicos: Representações teóricas que simulam processos psicológicos e/ou sociais. Envolvem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Hidrocortisona: Principal glucocorticoide secretado pelo CÓRTEX SUPRARRENAL. Seu equivalente sintético é usado tanto como injeção ou topicamente no tratamento de inflamação, alergia, doenças do colágeno, asma, deficiência adrenocortical, choque e alguns estados neoplásicos.Filho de Pais Incapacitados: Criança com um ou mais pais atormentados por um transtorno físico ou mental.Adaptação Psicológica: Estado de harmonia entre as necessidades internas e as exigências externas, e os processos usados na conquista desta condição. (Tradução livre do original: APA Thesaurus of Psychological Index Terms, 8th ed).Emoções: Aqueles estados afetivos que podem ser experimentados e que têm a propriedade de excitar e motivar o indivíduo.