Tamanho da Partícula: Relativo ao tamanho de sólidos.Aerossóis: Coloides com uma fase de dispersão gasosa e outra fase de dispersão líquida (nevoeiro) ou sólida (fumaça). Usados em fumigação ou em terapia por inalação. Podem conter agentes propelentes.Pós: Substâncias feitas de uma agregação de pequenas partículas, como as obtidas pela moagem ou trituração de uma substância sólida. (Dorland, 28a ed)Nanopartículas: Partículas com tamanho nanométrico, apresentando nanoescala em três dimensões. Entre elas estão materiais nanocristalinos, NANOCÁPSULAS, NANOPARTÍCULAS METÁLICAS, DENDRÍMEROS e PONTOS QUÂNTICOS. O uso de nanopartículas inclui SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e marcação e processamento de imagens de câncer.Química Farmacêutica: Química que estuda a composição e preparação de agentes usados em AÇÕES FARMACOLÓGICAS ou uso diagnóstico.Composição de Medicamentos: Preparação, dosagem e montagem de uma droga.Tecnologia Farmacêutica: Aplicação de conhecimento científico ou tecnológico à farmácia e à indústria farmacêutica. Inclui métodos, técnicas e instrumentação usada na manufatura, preparação, composição, dispensação, embalagem e armazenamento de drogas e outras preparações usadas no diagnóstico e em procedimentos determinantes, e no tratamento de pacientes.Portadores de Fármacos: Formas nas quais substâncias são incorporadas para melhorar a liberação e a eficácia dos fármacos. Os portadores de fármacos são utilizados em sistemas de entrega de medicamentos, como as tecnologias de liberação controlada para prolongar a ação dos fármacos in vivo, queda do seu metabolismo e redução de sua toxicidade. Os portadores também são usados em planos para aumentar a eficácia de entrega dos fármacos aos locais-alvo de ações farmacológicas. Os lipossomos, microesferas de albumina, polímeros sintéticos solúveis, complexos de DNA, conjugados de proteína-fármaco e portadores de eritrócitos, entre outros, têm sido empregados como carregadores biodegradáveis de fármacos.Microesferas: Pequenas partículas esféricas de tamanho uniforme e dimensões micrométricas, frequentemente marcadas com radioisótopos ou vários reagentes que atuam como etiquetas ou marcadores.Suspensões: Coloides com fase líquida contínua e fase sólida dispersa. O termo também é usado livremente para sólido-em-gás (AEROSSÓIS) e outros sistemas coloidais. As drogas insolúveis em água podem ser determinadas como suspensões.Excipientes: Substâncias geralmente inertes adicionadas a uma prescrição para garantir uma consistência satisfatória para a formulação. Estas incluem aglutinantes, matrizes, bases ou diluentes usados em pílulas, comprimidos, cremes, pomadas, etc.Emulsões: Coloides formados pela combinação de dois líquidos imiscíveis, como óleo e água. As emulsões de lipídeos em água geralmente são líquidas (como o leite ou as loções) e as emulsões de água em lipídeos tendem a ser cremes. A formação de emulsões pode ser auxiliada por moléculas anfipáticas que envolvem um dos componentes do sistema para formar MICELAS.Lipoproteínas HDL: Classe de lipoproteínas compostas de partículas de pequeno tamanho (4 a 13 nm) e denso (maior que 1,063 g/ml). As lipoproteínas HDL, sintetizadas no fígado sem um centro lipídico, acumula ésteres de colesterol dos tecidos periféricos e os transporta para o fígado para serem reutilizados ou eliminados do corpo (o transporte inverso de colesterol). Seu principal componente proteico é a APOLIPOPROTEÍNA A-I. A HDL também faz uma ponte de ida e volta entre as APOLIPOPROTEÍNAS C e as APOLIPOPROTEÍNAS E para formar lipoproteínas ricas em triglicerídeos durante seu catabolismo. O nível plasmático de HDL tem sido inversamente correlacionado com o risco de doenças cardiovasculares.Coloides: Sistemas de duas fases em que uma é dispersa uniformemente em outra, como partículas suficientemente pequenas, de modo que não podem ser filtradas ou não se separam ('settle out'). A fase dispersante ou contínua, ou meio, envolve as partículas da fase descontínua. Os três estados da matéria podem formar coloides entre si.Lipoproteínas LDL: Classe de lipoproteínas compostas de partículas de pequeno tamanho (18 a 25 nm) e leves (1,019 a 1,063 g/ml) com um centro constituído principalmente de ÉSTERES DE COLESTEROL e pequenas quantidades de TRIGLICERÍDEOS. A monocamada superficial consiste, na sua maioria, de FOSFOLIPÍDEOS, uma única cópia de APOLIPOPROTEÍNA B-100, e de colesterol livre. A função principal do LDL é o transporte de colesterol e ésteres de colesterol aos tecidos extra-hepáticos.Quitosana: QUITINA desacetilada, polissacarídeo linear de beta-1,4-D-glucosamina desacetilada. É utilizada em HIDROGEL e para tratar ferimentos.Exposição por Inalação: Exposição (involuntária, ocupacional, etc.) [das vias aéreas] a agentes químicos físicos ou biológicos potencialmente prejudiciais.Microscopia Eletrônica de Varredura: Microscopia em que o objeto é examinado diretamente por uma varredura de feixe de elétrons na amostra ponto-a-ponto. A imagem é construída por detecção de produtos de interação da amostra que são projetados acima do seu plano como elétrons dispersos no plano oposto. Embora a MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO também varra ponto-a-ponto a amostra com o feixe de elétrons, a imagem é construída pela detecção de elétrons, ou de seus produtos de interação que são transmitidos através do plano da amostra, formando desta maneira, a MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO.Vírion: Sistema infectivo de um vírus, composto do genoma viral, proteínas nucleares e uma capa proteica, chamada capsídeo, que pode estar "nu" ou envolto por envelope lipoproteico, chamado peplos.Dióxido de Silício: Cristal transparente e insípido encontrado na natureza como ágata, ametista, calcedônia, cristobalita, pedra, areia, QUARTZO e tridimita. O composto é insolúvel em água ou ácidos, exceto o ácido fluorídrico.Ácido Poliglicólico: Polímero biocompatível utilizado como material para sutura cirúrgica.Sistemas de Liberação de Medicamentos: Sistema de liberação de medicamentos para atingir locais de ação farmacológica. Entre as tecnologias empregadas estão a preparação do medicamento, via de administração, local-alvo, metabolismo e toxicidade.Solubilidade: Habilidade de uma substância ser dissolvida, isto é, de formar uma solução com outra substância. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Nanopartículas Metálicas: Nanopartículas produzidas de metais cuja utilização estão os biossensores, ópticos e catalizadores. Nas aplicações biomédicas, as partículas geralmente são envolvidas em metais nobres, especialmente ouro e prata.Nanocápsulas: Objetos nanométricos, ocos e esféricos que podem ser utilizados para encapsular pequenas quantidades de drogas, enzimas ou outros catalizadores (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechnology, 4th ed).Propriedades de Superfície: Características ou atributos dos limites externos dos objetos, incluindo moléculas.Estabilidade de Medicamentos: Integridade química e física de um produto farmacêutico.Microscopia Eletrônica: Microscopia que utiliza um feixe de elétrons, em vez de luz, para visualizar a amostra, permitindo assim uma grande amplificação. As interações dos ELÉTRONS com as amostras são usadas para fornecer informação sobre a estrutura fina da amostra. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO, as reações dos elétrons transmitidas através da amostra são transformadas em imagem. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA, um feixe de elétrons incide em um ângulo não normal sobre a amostra e a imagem é formada a partir de reações que ocorrem acima do plano da amostra.Microscopia Eletrônica de Transmissão: Microscopia eletrônica em que os ELÉTRONS ou seus produtos de reação que atravessam a amostra são convertidos em imagem abaixo do plano da amostra.Difração de Pó: Método em que se usa pó policristalino e um refinamento de Rietveld (ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS) DIFRAÇÃO DE RAIO X ou de DIFRAÇÃO DE NÊUTRONS. Permite contornar as dificuldades existentes para produzir cristais grandes únicos.Nebulizadores e Vaporizadores: Dispositivos que convertem um líquido ou sólido em um aerossol (jato - "spray") ou um vapor. É usado na administração de medicamentos por inalação, umidificação do ar ambiental e em certos instrumentos analíticos.Teste de Materiais: Teste de materiais e dispositivos, especialmente os usados para PRÓTESES E IMPLANTES; SUTURAS; ADESIVOS TECIDUAIS, etc., para dureza, força, durabilidade, segurança, eficácia e biocompatibilidade.Ácidos Polimetacrílicos: Ácidos poli-2-metilpropenoico. Utilizado na fabricação de resinas metacriladas e plásticos na forma de "pellets" e grânulos, como absorvente para materiais biológicos e como filtros; também como membranas biológicas e como hidrogênio. Sinônimos: polímero metilacrilato; poli(metilacrilato); polímero éster metílico do ácido acrílico.Molhabilidade: Qualidade ou estado de ser molhável, ou o grau a que algo pode ser umedecido. Também a capacidade de qualquer superfície sólida de ficar molhada quando em contato com um líquido cuja tensão superficial foi reduzida, de modo que o líquido se espalha sobre a superfície do sólido.Lipoproteínas: Complexos lipoproteicos envolvidos no transporte e metabolismo dos lipídeos no corpo. São partículas esféricas compostas por um centro hidrofóbico de TRIGLICERÍDEOS e ÉSTERES DE COLESTEROL rodeado por uma camada hidrofílica sem COLESTEROL, com FOSFOLIPÍDEOS e APOLIPOPROTEÍNAS. As lipoproteínas são classificadas de acordo com seus vários tamanhos e densidades flutuantes.Material Particulado: Partículas de qualquer substância sólida, geralmente menores que 30 micra de tamanho, cuja notação é PM30. Há especial preocupação com PM1, que pode atingir os ALVÉOLOS PULMONARES e induzir a ATIVAÇÃO DE MACRÓFAGOS e a FAGOCITOSE levando à REAÇÃO A CORPO ESTRANHO e PNEUMOPATIAS.Preparações de Ação Retardada: Preparações de uma droga que agem durante um intervalo de tempo por meio de processos ou tecnologia de liberação controlada .Nanoestruturas: Materiais que têm componentes estruturados com pelo menos uma dimensão na faixa de 1 a 100 nanômetros. Entre eles estão NANOCOMPOSTOS, NANOPARTÍCULAS, NANOTUBOS, e NANOFIOS.Quartzo: Quartzo (SiO2). Uma forma cristalina ou vítrea do dióxido de sílica. Muitas variedades coloridas são pedras semipreciosas.Liofilização: Método de preparação de tecido no qual uma amostra de tecido é congelada e então desidratada a baixas temperaturas em alto vácuo. Este método é também utilizado para desidratar produtos farmacêuticos e produtos alimentícios.Digestão: Processo de degradação de alimentos para o metabolismo e uso pelo corpo.Apolipoproteína A-I: Componente proteico mais abundante das LIPOPROTEÍNAS HDL. Esta proteína atua como aceptor do COLESTEROL liberado das células, promovendo o efluxo do colesterol para o HDL e depois para o FÍGADO, para ser excretado (transporte reverso do colesterol). Atua também como cofator da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE, que forma ÉSTERES DE COLESTEROL nas partículas de HDL. As mutações no gene APOA1 causam deficiência de HDL, como na doença familiar de deficiência da alfa lipoproteína e em alguns pacientes com a DOENÇA DE TANGIER.Ração Animal: Produtos alimentícios usados para animais domésticos, de laboratório ou para o gado.Poluentes Ocupacionais do Ar: Poluentes do ar encontrados na área de trabalho. São geralmente produzidos pela natureza específica da ocupação.Porosidade: Situação em que se tem poros ou espaços abertos. Refere-se frequentemente a ossos, implantes ósseos, ou cimentos ósseos, mas pode se referir ao estado poroso de qualquer substância sólida.Polímeros: Compostos formados pela combinação de unidades menores, geralmente repetitivas, unidas por ligações covalentes. Estes compostos frequentemente formam grandes macromoléculas (p.ex., BIOPOLÍMEROS, PLÁSTICOS).Poliestirenos: Formas polimerizadas do estireno usadas como material biocompatível, especialmente em odontologia. São termoplásticos utilizados como isolantes, para a injeção de peças fundidas e moldes, como folhas, placas, hastes, formas rígidas e esferas.Varredura Diferencial de Calorimetria: Análise térmica diferencial na qual o compartimento da amostra no aparelho é um calorímetro diferencial, que permite uma medida exata do calor de transição independente do calor específico, condutividade térmica e outras variáveis da amostra.Nanomedicina: Ramo da medicina relacionado com a aplicação da NANOTECNOLOGIA para a prevenção e tratamento de doenças. Envolve a monitoração, reparo, construção e controle de humanos nos sistemas biológicos em nível molecular usando nano-dispositivos e NANOESTRUTURAS construídos. (Tradução livre do original: Freitas Jr., Nanomedicine, vol 1, 1999)Polietilenoglicóis: Polímeros de ÓXIDO DE ETILENO e água e seus éteres. Variam em consistência de líquido a sólido, dependendo do peso molecular, indicado por um número após o nome. São utilizados como SURFACTANTES, agentes dispersores, solventes, unguentos, bases para supositórios, veículos e excipientes de comprimidos. Alguns grupos específicos são: NONOXINOL, OCTOXINOL e POLOXÂMERO.Partícula de Reconhecimento de Sinal: Complexo ribonucleoproteico citosólico cuja função é induzir a interrupção da elongação de proteínas de membrana e pré-secretoras nascentes até o ribossomo associar-se com o retículo endoplasmático rugoso. Ela é constituída de um RNA de 7S e pelo menos seis subunidades polipeptídicas (massas moleculares relativas de 9, 14, 19, 54, 68 e 72K).Lipídeos: Termo genérico para gorduras e lipoides, constituintes do protoplasma, solúveis em álcool e éter, e são insolúveis em água. Compreendem as gorduras, óleos graxos, óleos essenciais, ceras, fosfolipídeos, glicolipídeos, sulfolipídeos, aminolipídeos, cromolipídeos (lipocromos) e ácidos graxos. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Filtração: Processo de separação de partículas de um fluido, como ar ou líquido, pela passagem do fluido carreador através de um meio pelo qual as partículas não passarão.Poloxâmero: Copolímero bloqueador não iônico de polioxietileno-polioxipropileno com a fórmula geral HO(C2H4O)a(-C3H6O)b(C2H4O)aH. Está disponível em diferentes graduações que variam de líquidos a sólidos. É utilizado como agente emulsificante, agente solubilizante, surfactante e agente umectante para antibióticos. O poloxâmero também é utilizado como unguento, bases supositórias e como aglutinante ou revestimento de comprimidos. (Tradução livre do original: Martindale The Extra Pharmacopoeia, 31st ed)Nanosferas: Partículas esféricas com dimensões nanométricas.Apolipoproteínas: Componentes proteicos na superfície das LIPOPROTEÍNAS. Formam uma camada ao redor do centro lipídico hidrofóbico. Há várias classe de apolipoproteínas, cada uma com um papel diferente no transporte e METABOLISMO DOS LIPÍDEOS. Estas proteínas são sintetizadas principalmente no FÍGADO e nos INTESTINOS.Prata: Prata. Um elemento com o símbolo atômico Ag, número atômico 47 e peso atômico 107,87. É um metal macio utilizado medicamente em instrumentos cirúrgicos, próteses dentárias e ligas metálicas. Utilização dos sais de prata por um longo período pode levar a uma forma de envenenamento conhecida por ARGIRIA.Poeira: Terra ou outra matéria em partículas finas e secas.(Tradução livre do original:Random House Unabridged Dictionary, 2d ed)Nanotecnologia: Desenvolvimento e emprego de técnicas para estudar fenômenos físicos e estruturas construídas em escala nanométrica ou menor.Administração por Inalação: Administração de medicamentos pela via respiratória. Abrange insuflação no trato respiratório.TriglicerídeosMonitoramento Ambiental: Monitoração do nível de toxinas, poluentes químicos, contaminantes microbianos ou outras substâncias danosas no ambiente (solo, ar e água), no trabalho ou nos corpos das pessoas e animais presentes naquele ambiente.Comprimidos: Forma sólida de administração, de peso variável, tamanho e formato, que pode ser moldada ou comprimida, e que contém uma substância medicinal em forma pura ou diluída. (Dorland, 28a ed)Formas de Dosagem: Formas completas de preparação farmacêutica, em que estão incluídas as doses prescritas do medicamento. São planejadas para resistir à ação dos líquidos gástricos, impedir vômitos e náuseas, reduzir ou aliviar o paladar e o odor indesejáveis associados com a administração oral, atingir uma concentração elevada da droga no sítio alvo, ou produzir um efeito da droga retardado ou duradouro.Poluentes do Ar: Qualquer substância no ar que poderia (se presente, em concentração suficiente elevada) prejudicar humanos, animais, vegetação ou material. Entre as substâncias estão GASES, MATERIAL PARTICULADO e COMPOSTOS ORGÂNICOS voláteis.Lipossomos: Vesículas artificiais, simples ou multilamelares (preparadas a partir de lecitina ou outros lipídeos), usadas para liberar uma variedade de moléculas ou complexos moleculares biológicos em células, por exemplo, liberação de drogas e transferência de genes. Usados também para estudar membranas e proteínas de membranas.Povidona: Polímero polivinílico de peso molecular variável. Utilizada como agente para suspensão e dispersão e serve de veículo para produtos farmacêuticos. Também é utilizada como dilatador do volume sanguíneo.Látex: Produto leitoso excretado pelos canais de látex de várias espécies vegetais contendo cautchu. O látex é composto por 25-35 por cento de cautchu, 60-75 por cento de água, 2 por cento de proteína, 2 por cento de resina, 1,5 por cento de açúcar e 1 por cento de cinza. A BORRACHA é preparada retirando-se a água do látex (Tradução livre do original: Concise Encyclopedia Biochemistry and Molecular Biology, 3rd ed). Proteínas da hévea são responsáveis pela HIPERSENSIBILIDADE AO LÁTEX. O látex é usado como veículo inerte para transportar anticorpos ou antígenos em TESTES DE FIXAÇÃO DO LÁTEX.Titânio: Elemento metálico cinzento-escuro de distribuição muito ampla, mas que ocorre em pequenas quantidades. Possui número atômico 22, peso atômico 47,90, símbolo Ti, densidade 4. Usado para fixação de fraturas. (Dorland, 28a ed)HDL-Colesterol: Colesterol que está contido em ou ligado a lipoproteínas de densidade alta (HDL), incluindo os ÉSTERES DO COLESTEROL e colesterol livre.Difração de Raios X: Dispersão de raios-x pela matéria, especialmente cristais, que acompanha a variação da intensidade devido a efeitos de interferência. A análise da estrutura cristalográfica das substâncias é feita pela passagem de raios-x através delas e do registro de difração da imagem dos raios (CRISTALOGRAFIA POR RAIOS X).Mastigação: Ato e processo de mastigar e triturar o alimento na boca.Montagem de Vírus: Conjunto de PROTEÍNAS ESTRUTURAIS VIRAIS e ácidos nucleicos (DNA VIRAL ou RNA VIRAL) para formar uma PARTÍCULA VIRAL.Poaceae: Grande família de gramíneas herbáceas de folhas estreitas da ordem Cyperales, subclasse Commelinidae, classe Liliopsida (monocotiledôneas). GRÃO COMESTÍVEL vem de membros desta família. RINITE ALÉRGICA SAZONAL pode ser induzida por PÓLEN de muitas gramíneas.Inaladores Dosimetrados: Pequena vasilha com aerossol usado para liberar uma quantidade calibrada de medicamento para inalação.Técnica de Fratura por Congelamento: Preparação para microscopia eletrônica de réplicas diminutas de superfícies expostas da célula que foi rompida no estado congelado. A amostra é congelada, e então clivada a alto vácuo à mesma temperatura. A superfície exposta é escurecida com carbono e platina e revestida com carbono para obter uma réplica de carbono.Metilcelulose: Metiléster da celulose. É utilizada como emulsificante e agente de suspensão em cosméticos, na indústria química e farmacêutica. Também é utilizada terapeuticamente como laxativo.Movimentos do Ar: Movimentação de correntes de ar.Lipoproteínas VLDL: Classe de lipoproteínas de partículas muito leves (0,93 a 1,006 g/ml) e grandes (30 a 80 nm), com um centro composto principalmente por TRIGLICERÍDEOS e uma monocamada superficial de FOSFOLIPÍDEOS e de COLESTEROL, nas quais estão inseridas as apolipoproteínas B, E e C. A VLDL facilita o transporte dos triglicerídeos produzidos endogenamente para os tecidos extra-hepáticos. À medida que seus triglicerídeos e a Apo C são removidos, as VLDL são convertidas em LIPOPROTEÍNAS DE DENSIDADE INTERMEDIÁRIA, e depois para LIPOPROTEÍNAS DE BAIXA DENSIDADE, que são as formas que liberam o colesterol para os tecidos extra-hepáticos.Centrifugação com Gradiente de Concentração: Separação de partículas de acordo com a densidade, por empregar um gradiente de densidades variadas. No equilíbrio, cada partícula estabelece no gradiente, um ponto igual a sua densidade.Celulose: Polissacarídeo com unidades de glucose ligadas como em CELOBIOSE. É o constituinte principal de fibras de plantas, sendo o algodão, forma natural mais pura desta substância. Como matéria-prima, forma a base de muitos derivados utilizados em cromatografia, material de troca iônica, manufatura de explosivos e preparações farmacêuticas.Administração Oftálmica: Aplicação de agentes farmacologicamente ativos em tecidos do OLHO.Linhagem Celular: Determinadas culturas de células que têm o potencial de se propagarem indefinidamente.Dispositivos de Proteção Respiratória: Respiradores para proteção individual evitando a respiração de ar contaminado com poeiras prejudiciais, gases, fumaças, "sprays" ou vapores.Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Tensoativos: Substâncias que modificam a tensão superficial da água. Costumam ser substâncias que apresentam um grupo lipofílico e outro hidrofílico na [mesma] molécula; incluem sabões, detergentes, emulsificantes, dispersantes e umectantes, e vários grupos de antissépticos.Difusão: Tendência de um gás ou de um soluto a passar de um ponto de pressão ou concentração maior para um ponto de pressão ou concentração menor, e de distribuir-se no espaço disponível. A difusão, especialmente a DIFUSÃO FACILITADA, é um mecanismo importante de TRANSPORTE BIOLÓGICO.Microbiologia do Ar: Presença de bactérias, vírus, e fungos no ar. Esta expressão não se restringe a organismos patogênicos.Vacinas de Partículas Semelhantes a Vírus: Vacinas que usam estruturas supra-moleculares compostas de múltiplas cópias de proteínas estruturais virais expressadas de modo recombinante. Com frequência são antigenicamente indistinguíveis dos vírus dos quais se derivaram.Desenho de Equipamento: Métodos de criação de máquinas e dispositivos.Espectroscopia Infravermelho Transformada de Fourier: Técnica espectroscópica na qual uma faixa de comprimentos de onda é apresentada simultaneamente com um interferômetro e o espectro é matematicamente derivado do padrão que é então obtido.Disponibilidade Biológica: Ponto até o qual o ingrediente ativo da formulação de uma droga se torna disponível no sítio de ação para essa droga ou em um meio biológico que supostamente permita o acesso ao sítio de ação.Emulsificantes: TENSOATIVOS que induzem a dispersão de material não dissolvido por um líquido.Álcool de Polivinil: Polímero preparado de acetatos de polivinil pela substituição dos grupos acetatos por grupos hidroxila. É utilizado como apoio farmacêutico e lubrificante oftálmico, bem como, na fabricação de esponjas artificiais de recobrimentos de superfícies, cosméticos e outros produtos.Cromatografia com Fluido Supercrítico: Método de CROMATOGRAFIA usando fluido supercrítico, geralmente dióxido de carbono em alta pressão (cerca de 73 atmosferas ou 1070 psi a temperatura ambiente) como na fase móvel. Outros solventes são, às vezes, adicionados como modificadores. Este método é utilizado tanto para propósitos analíticos (SFC) como de extração (SFE).Apolipoproteínas B: Principais proteínas estruturais das LIPOPROTEÍNAS ricas em triacilglicerol. Existem duas formas, a apolipoproteína B-100 e a apolipoproteína B-48, ambas provenientes de um único gene. A ApoB-100 expressa no fígado é encontrada nas lipoproteínas de baixa densidade (LIPOPROTEÍNAS LDL; LIPOPROTEÍNAS VLDL). A ApoB-48 expressa no intestino é encontrada em QUILOMÍCRONS. São importantes na biossíntese, no transporte, e no metabolismo de lipoproteínas ricas em triacilglicerol. Os níveis plasmáticos de Apo-B são altos em pacientes ateroscleróticos mão não detectáveis em ABETALIPOPROTEINEMIA.Manipulação de Alimentos: Qualquer aspecto das operações envolvidas no preparo, processamento, transporte, armazenagem, embalagem e exposição para venda, serviços ou distribuição de alimentos.Partículas Submitocôndricas: Os vários filamentos, grânulos, túbulos ou outras inclusões no interior da mitocôndria.Lubrificantes: Compostos que proporcionam LUBRIFICAÇÃO entre superfícies para reduzir o ATRITO.Inaladores de Pó Seco: Dispositivo que libera medicamento para os pulmões na forma de um pó seco.Apolipoproteína A-II: Segundo componente proteico mais abundante das LIPOPREOTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE ou HDL. Tem alta afinidade para os lipídeos e é conhecido por deslocar a APOLIPOPROTEÍNA A-I das partículas HDL gerando um complexo estável. A ApoA-II modula a ativação da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE na presença da APOLIPOPROTEÍNA A-I, afetando portanto o metabolismo do HDL.Fosfatos de Cálcio: Sais de cálcio do ácido fosfórico. Esses compostos são frequentemente utilizados como suplementos de cálcio.Colesterol: Principal esterol de todos os animais superiores, distribuído nos tecidos do corpo, especialmente no cérebro e na medula espinhal, e nas gorduras e óleos animais.LDL-Colesterol: Colesterol que está contido em ou ligado a lipoproteínas de baixa densidade (LDL), incluindo os ÉSTERES DE COLESTEROL e colesterol livre.Resinas AcrílicasNanopartículas de Magnetita: Partículas magnéticas sintéticas menores que 100 nanômetros que possuem muitas aplicações biomédicas, incluindo em SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e como AGENTES DE CONTRASTE. As partículas são geralmente recobertas por uma grande variedade de polímeros.Ácido Láctico: Intermediário normal na fermentação (oxidação, metabolismo) do açúcar. Na forma pura, um líquido xaroposo, inodoro e incolor, obtido pela ação do bacilo do ácido láctico sobre o leite ou açúcar lácteo; na forma concentrada, um cáustico usado internamente para evitar a fermentação gastrintestinal. Uma cultura do bacilo, ou do leite que o contém, em geral é administrada no lugar do ácido. (Stedman, 25a ed)Ouro: Elemento metálico amarelo, cujo símbolo atômico é Au (número atômico 79 e massa atômica 197). É utilizado em joias, para banhar outros metais, como moeda e em restaurações dentárias. Em muitas de suas aplicações clínicas, por exemplo como ANTIRREUMÁTICOS, encontra-se na forma de sais.Viscosidade: Resistência que um sistema líquido ou gasoso oferece para fluir quando é submetido à tensão de cisalhamento. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Hidrocarbonetos FluoradosHiperlipidemia Familiar Combinada: Tipo de transtorno familiar no metabolismo lipídico, caracterizado por padrão variável de COLESTEROL e/ou TRIGLICERÍDEOS plasmáticos elevados. Os múltiplos genes em cromossomos diferentes podem estar envolvidos, como o principal fator de transcrição tardio (FATORES ESTIMULADORES DE INÍCIO DE CADEIA) no CROMOSSOMO 1.Temperatura Ambiente: Propriedade de objetos que determina a direção do fluxo de calor quando eles são posicionados em contato térmico direto. A temperatura é a energia dos movimentos microscópicos (translacionais e de vibração) das partículas dos átomos.Emissões de Veículos: Gases, fumaças, vapores e odores que escapam dos cilindros de um motor de combustão interna, com gasolina ou diesel.Espalhamento de Radiação: Derivação da RADIAÇÃO (térmica, eletromagnética ou nuclear) do seu caminho original em consequência de interações ou colisões com átomos, moléculas ou partículas maiores presentes na atmosfera ou em outro meio. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Nanocompostos: Estruturas compostas, em escala nanométrica, de moléculas orgânicas intimamente incorporadas a moléculas inorgânicas (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechology Terms, 4th ed).Lipoproteínas IDL: Mistura de lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL), particularmente a VLDL é pobre em triglicerídeos, com mobilidade eletroforética baixa e difusa nas regiões beta e alfa2, que são similares às beta-lipoproteínas (LDL) ou alfa-lipoproteínas (HDL). Podem intermediar as lipoproteínas (remanescentes) no processo de delipidação, ou ainda, dos remanescentes de QUILOMÍCRONS mutantes e LIPOPROTEÍNAS DE DENSIDADE MUITO BAIXA que não podem ser completamente metabolizadas, como observado na disbetalipoproteinemia familiar.Micelas: Partículas que consistem em agregados de moléculas mantidas frouxamente juntas por ligações secundárias. Geralmente, a superfície das micelas é constituída por compostos anfipáticos que são orientados de tal forma que a energia de interação entre a micela e o meio ambiente é minimizada. Os líquidos com grande número de micelas em suspensão são chamados de EMULSÕES.Propelentes de Aerossol: Gases ou vapores comprimidos em um recipiente que, após liberação da pressão e expansão através de uma válvula, carregam outra substância do recipiente. São usados para cosméticos, produtos para limpeza, etc. Exemplos: BUTANOS, DIÓXIDO DE CARBONO, FLUORCARBONETOS, NITROGÊNIO e PROPANO (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed).Apolipoproteínas A: Proteínas estruturais das alfa-lipoproteínas (LIPOPROTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE), incluindo a APOLIPOPROTEÍNA A-I e a APOLIPOPROTEÍNA A-II. Podem modular a atividade da LECITINA COLESTEROL ACILTRANSFERASE. Pacientes portadores de aterosclerose possuem baixos níveis de apolipoproteína A. Estão ausentes ou presentes em concentrações plasmáticas extremamente baixas na DOENÇA DE TANGIER.Ultracentrifugação: Centrifugação com uma centrífuga que desenvolve campos gravitacionais de mais de 100.000 vezes a gravidade.Concentração de Íons de Hidrogênio: Normalidade de uma solução com relação a íons de HIDROGÊNIO, H+. Está relacionada com medições de acidez na maioria dos casos por pH = log 1/2[1/(H+)], onde (H+) é a concentração do íon hidrogênio em equivalentes-grama por litro de solução. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Reologia: Estudo da deformação e fluxo de uma substância, usualmente líquidos ou fluidos, e do fluxo plástico de sólidos. O conceito cobre consistência, dilatância, liquefação, resistência ao fluxo, cisalhamento, tixotropia e VISCOSIDADE.Nanoconjugados: Macromoléculas confeccionadas que possuem módulos biologicamente ativos ligados covalentemente que direcionados especificamente para tecidos e células. Os módulos ativos ou grupos funcionais podem incluir drogas, pró-drogas, anticorpos e oligonucleotídeos, que podem agir sinergisticamente e ter múltiplos alvos.Adsorção: Adesão de gases, líquidos ou substâncias dissolvidas em superfícies. Inclui fenômenos adsortivos de bactérias e vírus a superfícies. A ABSORÇÃO da substância pode se seguir, mas não necessariamente.Capsídeo: Carapaça externa (proteica) de um vírus, que protege seu ácido nucleico.Fenômenos Físico-Químicos: Fenômeno físico que descreve a estrutura e as propriedades de átomos e moléculas, e seus processos de reação e interação.Cápsulas: Cápsulas duras ou moles solúveis utilizadas para a administração oral de medicamento.Óxido de Zinco: Adstringente suave e protetor tópico com algumas ações antissépticas. É também utilizado em curativos, pastas, unguentos, cimentos dentais e como protetor solar.Compostos de Cromo: Compostos inorgânicos que contêm cromo como parte integral da molécula.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Compostos Férricos: Compostos inorgânicos ou orgânicos que contêm ferro trivalente.Partículas alfa: Partículas carregadas positivamente compostas de dois prótons e dois NÊUTRONS, isto é, equivalentes a núcleos de HÉLIO, emitidos durante a desintegração de ISÓTOPOS pesados. Os raios alfa têm poder de ionização muito elevado, porém baixa penetrabilidade.Óxido de Alumínio: Óxido de alumínio ocorre na natureza sob a forma de vários minerais, como bauxita, corindo (corindon), etc. É utilizado como adsorvente, agente dessecante, catalisador e na manufatura de cimentos e refratores dentais.Cristalização: Formação de substâncias cristalinas a partir de soluções ou fusões. (tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Poliésteres: Polímeros de ácidos e álcoois orgânicos, [unidos por] ligações éster -- geralmente tereftalato de polietileno; pode ser transformado em plástico rígido, em filmes ou fitas, ou [ainda] em fibras que podem ser entrelaçadas formando tecidos, malhas ou veludos.Maleabilidade: Qualidade (ou estado) de poder ser curvado ou dobrado repetidamente.Poluição do Ar em Ambientes Fechados: Contaminação de ar em recinto fechado.Química Física: Estudo dos processos e FENÔMENOS QUÍMICOS em termos dos processos e FENÔMENOS FÍSICOS subjacentes.Sprays Nasais: Agentes farmacológicos liberados nas narinas sob a forma de névoa ou spray.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Eletroforese em Gel de Poliacrilamida: Eletroforese na qual um gel de poliacrilamida é utilizado como meio de difusão.Corantes de Alimentos: Corantes naturais ou sintéticos usados como agentes corantes em alimentos processados.Proteínas do Capsídeo: Proteínas que formam o CAPSÍDEO de VÍRUS.Absorção Cutânea: Captação de substâncias através da PELE.Lactose: Dissacarídeo de GLUCOSE e GALACTOSE em leites humano e vaca. Utilizado em farmácia como comprimidos, em medicina como nutriente, e indústria.Microscopia Crioeletrônica: Microscopia eletrônica envolvendo o congelamento rápido de amostras. A imagem das moléculas e organelas congeladas permite uma melhor resolução, o mais próximo possível do estado vivo, livre de corantes ou fixadores químicos.Solventes: Líquidos [usados para] dissolver outras substâncias (solutos), estas geralmente sólidas, sem que haja mudança em sua composição química [do soluto], como açúcar [soluto] [dissolvido] em água [solvente], [ou iodo (soluto) dissolvido em álcool (solvente)].Vírus Defeituosos: Vírus que não possuem um genoma completo, de forma que não podem se replicar completamente ou não conseguem formar uma capa proteica. Alguns são defeituosos que dependem do hospedeiro, ou seja, só podem se replicar em sistemas celulares que fornecem a função genética específica que os vírus não possuem. Outros, chamados VÍRUS SATÉLITES, são capazes de se replicar somente quando seu defeito genético é suprido por um vírus auxiliar.Amido: Qualquer um do grupo de polissacarídeos de fórmula geral (C6-H10-O5)n, compostos por um polímero de cadeia longa de glucose na forma de amilose e amilopectina. É a principal forma de armazenamento de reserva energética (carboidratos) em plantas.Magnetismo: Estudo dos FENÔMENOS MAGNÉTICOS.Corpos de Inclusão Viral: Área que mostra coloração alterada no núcleo ou citoplasma de uma célula infectada por vírus. Alguns corpos de inclusão representam "fábricas de vírus" onde o ácido nucleico ou proteína viral estão sendo sintetizadas; outros são meramente artefatos provenientes da fixação e coloração. Como exemplo, os corpos de Negri, são encontrados no citoplasma e processos de células nervosas de animais que morreram de hidrofobia.Umidade: Medida da quantidade de VAPOR DE ÁGUA no ar.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Bovinos: Animais bovinos domesticados (do gênero Bos) geralmente são mantidos em fazendas ou ranchos e utilizados para produção de carne, derivados do leite ou para trabalho pesado.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Distribuição Tecidual: Acúmulo de uma droga ou substância em vários órgãos (inclusive naqueles não relevantes para sua ação farmacológica ou terapêutica). Essa distribuição depende do fluxo sanguíneo ou da taxa de perfusão do órgão, da capacidade de a droga permear membranas de órgãos, da especificidade do tecido, da ligação a proteínas. A distribuição geralmente é expressa como razão tecido / plasma.Materiais Biocompatíveis: Materiais sintéticos ou naturais (exceto as drogas), usados para substituir ou reparar qualquer tecido ou função do corpo.ManequinsCinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.Rúmen: O primeiro estômago dos ruminantes. Localiza-se no lado esquerdo do corpo, ocupando totalmente o lado esquerdo do abdome e até mesmo estendendo-se até o lado direito cruzando o plano mediano do corpo. É amplo, divide-se em um saco superior e um inferior, cada um apresentando um saco cego em sua extremidade posterior. O rúmen encontra-se revestido por uma mucosa que não contém glândulas digestórias, mas glândulas secretoras de muco estão presentes em grande número. O alimento mastigado parcial e grosseiramente é armazenado e agitado no rúmen até o animal encontrar circunstâncias convenientes para a ruminação. Quando isto ocorre, pequenas bolas de alimento são regurgitadas para dentro da boca através do esôfago, são submetidas a uma segunda mastigação mais completa, são engolidas, e passam para as outras partes do estômago composto.Termogravimetria: Técnica através da qual a carga de uma amostra pode se seguido acompanhada por um período de tempo enquanto sua temperatura está sendo alterada (geralmente aumentada a uma frequência constante).Ésteres do Colesterol: Ésteres de ácido graxo do colesterol que constituem cerca de dois-terços do colesterol plasmático. O acúmulo de ésteres do colesterol na íntima arterial é uma característica da aterosclerose.Peso Molecular: Soma do peso de todos os átomos em uma molécula.Beclometasona: Glicocorticoide anti-inflamatório sintético. É usada topicamente como agente anti-inflamatório e na forma de aerossol para o tratamento da ASMA.Adesividade: Propriedade da superfície de um objeto que lhe confere adesão a outra superfície.Propantelina: Antagonista muscarínico utilizado como antiespasmódico na rinite, na incontinência urinária e no tratamento da úlcera. Em altas doses apresenta efeitos nicotínicos que levam ao bloqueio da transmissão neuromuscular.Fármacos do Sistema Respiratório: Fármacos usados por seus efeitos no sistema respiratório.Ribonucleoproteínas: Proteínas complexas ligando RNA com ácidos ribonucleicos (RNA).Óleos: Substâncias gordurosas, combustíveis, na forma líquida ou facilmente liquefativa e que são solúveis em éter e por aquecimento, mas insolúveis em água. Estas substâncias, dependendo da origem, são classificadas como óleos animais, minerais ou vegetais. Dependendo do seu comportamento ao aquecimento, são classificados como voláteis ou fixos. (Dorland, 28a ed)Gravidade Específica: Razão entre densidade de um material e a densidade de algum material padrão, tal como água ou ar, em uma temperatura específica.Lipoproteínas HDL3: Subclasse de partículas das lipoproteínas de alta densidade, com densidade intermediária e tamanho de 7 a 8 nm. Assim como a lipoproteína HDL2 (maior e mais leve), a HDL3 é rica em lipídeos.Clorofluorcarbonetos: Série de hidrocarbonetos que contém tanto cloro quanto flúor. Têm sido usados industrialmente como refrigerantes, agentes expansivos, fluidos de limpeza, solventes e como extintor de fogo. Demonstrou-se que causam a depleção de ozônio na camada estratosférica de ozônio e foram banidos para muitos usos.Fosfolipídeos: Lipídeos que contêm um ou mais grupos fosfatos, particularmente aqueles derivados tanto do glicerol (fosfoglicerídeos, ver GLICEROFOSFOLIPÍDEOS) ou esfingosinas (ESFINGOLIPÍDEOS). São lipídeos polares de grande importância para a estrutura e função das membranas celulares, sendo os lipídeos mais abundantes de membranas, embora não sejam armazenados em grande quantidade.Fosfatidilcolina-Esterol O-Aciltransferase: Enzima secretada do fígado para o plasma de muitas espécies de mamíferos. Catalisa a esterificação de um grupo hidroxila do colesterol das lipoproteínas, pela transferência de um ácido graxo da posição C-2 da lecitina. Na doença familial de deficiência lecitina:colesterol aciltransferase, a ausência da enzima resulta em excesso de colesterol não esterificado no plasma. EC 2.3.1.43.Polietilenos: Termoplásticos sintéticos que são elásticos, flexíveis, inertes e resistentes aos compostos químicos e corrente elétrica. São frequentemente utilizados como materiais biocompatíveis para próteses e implantes.Zea mays: Espécie de planta da família POACEAE. É uma gramínea alta cultivada por seu GRÃO COMESTÍVEL e utilizada como alimento para consumo humano e animal.Replicação Viral: Processo de multiplicação viral intracelular que consiste em síntese de PROTEÍNAS, ÁCIDOS NUCLEICOS, e às vezes LIPÍDEOS, e sua reunião em uma nova partícula infecciosa.VLDL-Colesterol: Colesterol que está contido ou ligado a uma lipoproteína de densidade muito baixa (VLDL). Altos níveis circulantes de colesterol VLDL são encontrados na HIPERLIPOPROTEINEMIA TIPO IIB. O colesterol no VLDL é finalmente liberado pelas LIPOPROTEÍNAS DE BAIXA DENSIDADE para os tecidos após o catabolismo do VLDL em LIPOPROTEÍNAS DE DENSIDADE INTERMEDIÁRIA, e em seguida em LDL.Sonicação: Aplicação de ultrassom de alta intensidade a líquidos.Ácidos Esteáricos: Ácido octadecanoico; um dos mais abundantes ácidos graxos encontrados em lipídeos animais; usado em preparações farmacêuticas, pomadas, sabões e supositórios. (Stedman, 25a ed)Armazenamento de Medicamentos: Processo de manter os produtos farmacêuticos em local apropriado.Fagocitose: Engolfamento e degradação de micro-organismos, outras células que estejam mortas ou morrendo ou doentes e partículas estranhas por células fagocíticas (FAGÓCITOS).Virossomos: Complexo semi-sintético derivado de partículas virais livres de ácido nucleico. Essencialmente são envelopes virais reconstituídos, onde a nucleocapsídeo infecciosa é substituída por um composto selecionado. Virosomas retêm sua atividade fusogênica e desse modo liberam o composto incorporado (antígenos, drogas, genes) no interior da célula alvo. Podem ser usados para vacinas (VACINAS VIROSSOMAIS), liberação de medicamentos ou transferência de genes.Polissorbatos: Derivados sorbitano mono-9-octadecanoato poli(oxi-1,2-etanodi-ílico) que são misturas complexas de éteres de polioxietileno utilizados como emulsificantes ou agentes dispersantes na indústria farmacêutica.Proteínas Virais: Proteínas encontradas em quaisquer espécies de vírus.Carbono: Elemento não metálico com símbolo atômico C, número atômico 6 e massa atômica [12,0096; 12,0116]. Pode ocorrer como vários alótropos diferentes, entre eles, DIAMANTE, CARVÃO VEGETAL, GRAFITE e como FULIGEM a partir de queima incompleta de combustível.Hiperlipidemias: Excesso de LIPÍDEOS no sangue.Polietilenoimina: Polímero intensamente catiônico que se liga a algumas proteínas; utilizado como marcador em imunologia, para precipitar e purificar enzimas e lipídeos. Sinônimo: polímero arizidina; Epamina; Epomina; Polímero etilenimina; Montrek; PEI; Polimin(a).Modelos Biológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Suínos: Qualquer animal da família Suidae, compreendendo mamíferos onívoros, robustos, de pernas curtas, pele espessa (geralmente coberta com cerdas grossas), focinho longo e móvel, e cauda pequena. Compreendem os gêneros Babyrousa, Phacochoerus (javalis africanos) e o Sus, que abrange o porco doméstico (ver SUS SCROFA)Dessecação: Perda de água pelos poros, dos sedimentos, devida à compactação ou à evaporação causada pelo ar.Ventilação: O processo ou ato de suprir uma casa ou aposento continuamente com ar fresco. (Dorland, 28a ed)Química Verde: Prevenção da poluição por meio da criação de produtos químicos efetivos que tenham baixa ou nenhuma toxicidade e uso de processos químicos que reduzam ou eliminem o uso e a geração de substâncias perigosas.Lasers: Fonte óptica que emite fótons por um feixe coerente. A Amplificação da luz por Emissão de Radiação Estimulada (LASER) trouxe o uso de dispositivos que transformam a luz de várias frequências em uma única intensa, próxima do feixe não divergente de radiação monocromática. Os lasers operam nas regiões do espectro [dos comprimentos de onda] visível, infravermelho, ultravioleta ou de raios X.Interferência Viral: Fenômeno em que a infecção por um primeiro vírus resulta na resistência de células ou tecidos a infecção por um segundo vírus não aparentado [com o primeiro].Hipertrigliceridemia: Situação de níveis elevados de TRIGLICERÍDEOS no sangue.Cereais: Gramíneas que originam sementes (POACEAE) que são importantes na dieta alimentar.RNA Viral: Ácido ribonucleico que constitui o material genético de vírus.Coelhos: Espécie Oryctolagus cuniculus (família Leporidae, ordem LAGOMORPHA) nascem nas tocas, sem pelos e com os olhos e orelhas fechados. Em contraste com as LEBRES, os coelhos têm 22 pares de cromossomos.Zircônio: Elemento metálico bastante raro; símbolo Zr; número atômico, 40; peso atômico, 91,22; obtido principalmente de um mineral chamado zircão. (Dorland, 28a ed)