Spinacia oleracea: Planta amplamente cultivada, nativa da Ásia, que possui folhas comestíveis suculentas, consumidas como verdura. (tradução livre do original: American Heritage Dictionary, 1982)Cloroplastos: Corpos de inclusão das células vegetais que contêm o pigmento fotossintético CLOROFILA, que está associado com a membrana dos TILACOIDES. Os cloroplastos ocorrem nas células das folhas e troncos jovens de plantas superiores. São também encontrados em algumas formas de FITOPLÂNCTON como HAPTÓFITAS, DINOFLAGELADOS, DIATOMÁCEAS e CRIPTÓFITAS.Galactolipídeos: Grupo de GLICOLIPÍDEOS no qual o grupo açúcar é a GALACTOSE. Diferem dos GLICOESFINGOLIPÍDEOS pela ausência de nitrogênio. São os componentes principais dos LIPÍDEOS DA MEMBRANA em PLANTAS.Brassica: Gênero de plantas da família das Crucíferas. Contém muitas espécies e variedades cultivadas usadas na alimentação, incluindo repolho, couve-flor, brócolis, couve-de-Bruxelas, couve, vegetais verdes, MOSTARDEIRA; (B. alba, B. juncea, and B. nigra), nabo (BRASSICA NAPUS) e canola (BRASSICA RAPA).Plantas: Formas de vida eucarióticas e multicelulares do reino Plantae (lato sensu), compreendendo VIRIDIPLANTAE, RODÓFITAS e GLAUCÓFITAS, todas as quais obtiveram cloroplastos por endossimbiose direta com CIANOBACTÉRIAS. São caracterizadas por modo de nutrição predominantemente fotossintético; crescimento essencialmente ilimitado em certas regiões de divisão celular localizadas (MERISTEMA); celulose no interior das células que confere rigidez, ausência de órgãos de locomoção, ausência de sistemas nervoso e sensorial e alternância entre gerações haploides e diploides.Nitrato Redutase (NADH): Enzima dependente de NAD que catalisa a oxidação do nitrito em nitrato. É uma FLAVOPROTEÍNA que contém FERRO e MOLIBDÊNIO e está envolvida no primeiro passo da assimilação do nitrato em PLANTAS, FUNGOS e BACTÉRIAS. Foi anteriormente classificada como EC 1.6.6.1.Tiorredoxinas de Cloroplastos: Subtipo de tiorredoxina encontrada principalmente nos CLOROPLASTOS.Betaína-Aldeído Desidrogenase: Enzima dependente de NAD+ que catalisa a oxidação da betaína-aldeído para BETAÍNA.Frutose-Bisfosfatase: Enzima que catalisa a conversão de D-frutose 1,6-bifosfato e água a D-frutose 6-fosfato e ortofosfato. EC 3.1.3.11.Tartronatos2-Acetolactato Mutase: Enzima envolvida na biossíntese de isoleucina e valina. Converte 2-acetolactato a 3-hidroxi-2-oxo-isovalerato. Também age sobre 2-hidroxi-2-acetobutirato para formar 2-hidroxi-2-oxo-3-metilvalerato. EC 5.4.99.3.Cisteína Sintase: Enzima que catalisa a biossíntese de cisteína (em micro-organismos e plantas) a partir de O-acetil-L-serina e H2S. Anteriormente classificada como Ec 4.2.99.8.Proteínas de Plantas: Proteínas encontradas em plantas (flores, ervas, arbustos, árvores, etc.). O conceito não inclui proteínas encontradas em vegetais para os quais PROTEÍNAS DE VERDURAS estão disponíveis.Folhas de Planta: Estruturas expandidas, geralmente verdes, de plantas vasculares, consistindo caracteristicamente de uma expansão em lâmina ligada a um caule, funcionando como o principal órgão de fotossíntese e transpiração.Nitrato Redutases: Oxidorredutases que são específicas para a redução de NITRATOS.Fotossíntese: Síntese, por organismos, de compostos químicos orgânicos, especialmente carboidratos, a partir do dióxido de carbono usando a energia proveniente da luz em vez da oxidação dos compostos químicos. A fotossíntese é composta por dois processos distintos: as reações na luz e as reações no escuro. Nas plantas superiores, ALGAS VERDES e CIANOBACTÉRIAS, o NADPH e ATP formados pelas reações na luz dirigem a as reações que ocorrem no escuro, resultando na fixação do dióxido de carbono. (Tradução livre do original: Oxford Dictionary of Biochemistry and Molecular Biology, 2001)Escuridão: Ausência de luz.Tilacoides: Cisternas membranosas do CLOROPLASTO que contêm os pigmentos fotossintéticos, os centros de reação e a cadeia de transporte de elétrons. Cada tilacoide consiste de um saco achatado de membrana encerrando um estreito espaço intra-tilacoide (Tradução livre do original: Lackie and Dow, Dictionary of Cell Biology, 2nd ed). Os tilacoides individuais se conectam entre si e tendem a empilhar-se para formar agregados denominados grana. Eles são encontrados em cianobactérias e em todas as plantas.Verduras: Grupo de alimentos que compreende as PLANTAS COMESTÍVEIS e/ou suas partes.Genes de Plantas: Unidades hereditárias funcionais de PLANTAS.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Complexo de Proteína do Fotossistema II: Grande complexo de proteínas com múltiplas subunidades encontrado nos TILACOIDES. Utiliza a energia luminosa derivada dos COMPLEXOS DE PROTEÍNAS CAPTADORES DE LUZ para catalisar o processamento da ÁGUA em dioxigênio e de equivalentes redutores de HIDROGÊNIO.Glicolipídeos: Qualquer composto contendo um ou mais resíduos monossacarídeos unidos através de uma ligação glicosídica a uma molécula hidrofóbica, tal como um acilglicerol (ver GLICERÍDEOS), um esfingoide, uma ceramida (CERAMIDAS) (N-ACILESFINGOIDE) ou um frenil fosfato.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Portulaca: Gênero de plantas da família PORTULACACEAE.Arecaceae: Família de palmeiras (ordem Arecales, subclasse Arecidae, classe Liliopsida).Regulação da Expressão Gênica de Plantas: Qualquer dos processos pelos quais os fatores nucleares, citoplasmáticos ou intercelulares influem no controle diferencial da ação gênica nas plantas.Sequência de Bases: Sequência de PURINAS e PIRIMIDINAS em ácidos nucleicos e polinucleotídeos. É chamada também de sequência nucleotídica.Transporte de Elétrons: Processo pelo qual os ELÉTRONS são transportados de um substrato reduzido para o OXIGÊNIO molecular. (Tradução livre do original: Bennington, Saunders Dictionary and Encyclopedia of Laboratory Medicine and Technology, 1984, p270)Luz: Parte do espectro eletromagnético nas faixas visível, ultravioleta e infravermelha.Oxirredução: Reação química em que um elétron é transferido de uma molécula para outra. A molécula doadora do elétron é o agente de redução ou redutor; a molécula aceitadora do elétron é o agente de oxidação ou oxidante. Os agentes redutores e oxidantes funcionam como pares conjugados de oxidação-redução ou pares redox (tradução livre do original: Lehninger, Principles of Biochemistry, 1982, p471).Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Homologia de Sequência de Aminoácidos: Grau de similaridade entre sequências de aminoácidos. Esta informação é útil para analisar a relação genética de proteínas e espécies.Clonagem Molecular: Inserção de moléculas de DNA recombinante de origem procariótica e/ou eucariótica em um veículo replicante, tal como um plasmídeo ou vírus vetores, e a introdução das moléculas híbridas resultantes em células receptoras, sem alterar a viabilidade dessas células.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Brassicaceae: Família de plantas (ordem Capparales, subclasse Dilleniidae, classe Magnoliopsida) predominantemente herbáceas com folhas de sabor apimentado devido à gluconapina (GLUCOSINOLATOS) e seu produto de hidrólise butenilisotiocianato. A família inclui muitas plantas de importância econômica que têm sido amplamente alteradas e domesticadas pelos humanos. As flores têm 4 pétalas e os frutos, tipo vagem, contêm várias sementes. Agrião é o termo genérico utilizado para muitas plantas da família Brassicacea. Agrião da Rocha, geralmente é ARABIS; Agrião-Bravo é CARDAMINE; Agrião-do-Brejo é RORIPPA, "pennycress" é THLASPI; Agrião-D'água refere-se ao NASTURTIUM, RORIPPA ou TROPAEOLUM; o Agrião-de-Horta refere-se ao LEPIDIUM e Agrião-do-México refere-se ao TROPAEOLUM.Brassica rapa: Espécie de plantas cultivadas para obter as sementes usadas como ração animal e como uma fonte do óleo de canola para cozinha.Brassica napus: Espécie de plantas (família BRASSICACEAE) mais conhecidas pelas raizes comestíveis.Concentração de Íons de Hidrogênio: Normalidade de uma solução com relação a íons de HIDROGÊNIO, H+. Está relacionada com medições de acidez na maioria dos casos por pH = log 1/2[1/(H+)], onde (H+) é a concentração do íon hidrogênio em equivalentes-grama por litro de solução. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Clorofila: Derivados de porfirina contendo magnésio que atuam para converter energia luminosa em organismos fotossintéticos.Glucosinolatos: Tioglucosídeos substituídos. São encontrados no nabo silvestre (Brassica campestris) e outras crucíferas. Eles são metabolizados em uma variedade de produtos tóxicos, os quais parecem ser a causa de necrose hepática em animais e humanos.Oenanthe: Gênero de plantas da família APIACEAE que às vezes é denominado vulgarmente de enante cicuta aquática, mas não deve ser confundido com CICUTAS. Contém enantotoxina.