Sistemas de Liberação de Medicamentos: Sistema de liberação de medicamentos para atingir locais de ação farmacológica. Entre as tecnologias empregadas estão a preparação do medicamento, via de administração, local-alvo, metabolismo e toxicidade.Portadores de Fármacos: Formas nas quais substâncias são incorporadas para melhorar a liberação e a eficácia dos fármacos. Os portadores de fármacos são utilizados em sistemas de entrega de medicamentos, como as tecnologias de liberação controlada para prolongar a ação dos fármacos in vivo, queda do seu metabolismo e redução de sua toxicidade. Os portadores também são usados em planos para aumentar a eficácia de entrega dos fármacos aos locais-alvo de ações farmacológicas. Os lipossomos, microesferas de albumina, polímeros sintéticos solúveis, complexos de DNA, conjugados de proteína-fármaco e portadores de eritrócitos, entre outros, têm sido empregados como carregadores biodegradáveis de fármacos.Química Farmacêutica: Química que estuda a composição e preparação de agentes usados em AÇÕES FARMACOLÓGICAS ou uso diagnóstico.Nanopartículas: Partículas com tamanho nanométrico, apresentando nanoescala em três dimensões. Entre elas estão materiais nanocristalinos, NANOCÁPSULAS, NANOPARTÍCULAS METÁLICAS, DENDRÍMEROS e PONTOS QUÂNTICOS. O uso de nanopartículas inclui SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e marcação e processamento de imagens de câncer.Preparações de Ação Retardada: Preparações de uma droga que agem durante um intervalo de tempo por meio de processos ou tecnologia de liberação controlada .Composição de Medicamentos: Preparação, dosagem e montagem de uma droga.Emulsificantes: TENSOATIVOS que induzem a dispersão de material não dissolvido por um líquido.Emulsões: Coloides formados pela combinação de dois líquidos imiscíveis, como óleo e água. As emulsões de lipídeos em água geralmente são líquidas (como o leite ou as loções) e as emulsões de água em lipídeos tendem a ser cremes. A formação de emulsões pode ser auxiliada por moléculas anfipáticas que envolvem um dos componentes do sistema para formar MICELAS.Tecnologia Farmacêutica: Aplicação de conhecimento científico ou tecnológico à farmácia e à indústria farmacêutica. Inclui métodos, técnicas e instrumentação usada na manufatura, preparação, composição, dispensação, embalagem e armazenamento de drogas e outras preparações usadas no diagnóstico e em procedimentos determinantes, e no tratamento de pacientes.Nanomedicina: Ramo da medicina relacionado com a aplicação da NANOTECNOLOGIA para a prevenção e tratamento de doenças. Envolve a monitoração, reparo, construção e controle de humanos nos sistemas biológicos em nível molecular usando nano-dispositivos e NANOESTRUTURAS construídos. (Tradução livre do original: Freitas Jr., Nanomedicine, vol 1, 1999)Tamanho da Partícula: Relativo ao tamanho de sólidos.Nanocápsulas: Objetos nanométricos, ocos e esféricos que podem ser utilizados para encapsular pequenas quantidades de drogas, enzimas ou outros catalizadores (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechnology, 4th ed).Excipientes: Substâncias geralmente inertes adicionadas a uma prescrição para garantir uma consistência satisfatória para a formulação. Estas incluem aglutinantes, matrizes, bases ou diluentes usados em pílulas, comprimidos, cremes, pomadas, etc.Polímeros: Compostos formados pela combinação de unidades menores, geralmente repetitivas, unidas por ligações covalentes. Estes compostos frequentemente formam grandes macromoléculas (p.ex., BIOPOLÍMEROS, PLÁSTICOS).Quitosana: QUITINA desacetilada, polissacarídeo linear de beta-1,4-D-glucosamina desacetilada. É utilizada em HIDROGEL e para tratar ferimentos.Solubilidade: Habilidade de uma substância ser dissolvida, isto é, de formar uma solução com outra substância. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Lipossomos: Vesículas artificiais, simples ou multilamelares (preparadas a partir de lecitina ou outros lipídeos), usadas para liberar uma variedade de moléculas ou complexos moleculares biológicos em células, por exemplo, liberação de drogas e transferência de genes. Usados também para estudar membranas e proteínas de membranas.Ácido Poliglicólico: Polímero biocompatível utilizado como material para sutura cirúrgica.Nanotecnologia: Desenvolvimento e emprego de técnicas para estudar fenômenos físicos e estruturas construídas em escala nanométrica ou menor.Comprimidos: Forma sólida de administração, de peso variável, tamanho e formato, que pode ser moldada ou comprimida, e que contém uma substância medicinal em forma pura ou diluída. (Dorland, 28a ed)Formas de Dosagem: Formas completas de preparação farmacêutica, em que estão incluídas as doses prescritas do medicamento. São planejadas para resistir à ação dos líquidos gástricos, impedir vômitos e náuseas, reduzir ou aliviar o paladar e o odor indesejáveis associados com a administração oral, atingir uma concentração elevada da droga no sítio alvo, ou produzir um efeito da droga retardado ou duradouro.Preparações Farmacêuticas: Drogas dirigidas para uso humano ou veterinário, apresentadas em sua formulação final. Estão incluídos aqui os materiais usados na preparação e/ou na formulação final.Nanoestruturas: Materiais que têm componentes estruturados com pelo menos uma dimensão na faixa de 1 a 100 nanômetros. Entre eles estão NANOCOMPOSTOS, NANOPARTÍCULAS, NANOTUBOS, e NANOFIOS.Microesferas: Pequenas partículas esféricas de tamanho uniforme e dimensões micrométricas, frequentemente marcadas com radioisótopos ou vários reagentes que atuam como etiquetas ou marcadores.Administração Cutânea: Aplicação de doses adequadas de medicamentos na pele para efeitos locais ou sistêmicos.Disponibilidade Biológica: Ponto até o qual o ingrediente ativo da formulação de uma droga se torna disponível no sítio de ação para essa droga ou em um meio biológico que supostamente permita o acesso ao sítio de ação.Polietilenoglicóis: Polímeros de ÓXIDO DE ETILENO e água e seus éteres. Variam em consistência de líquido a sólido, dependendo do peso molecular, indicado por um número após o nome. São utilizados como SURFACTANTES, agentes dispersores, solventes, unguentos, bases para supositórios, veículos e excipientes de comprimidos. Alguns grupos específicos são: NONOXINOL, OCTOXINOL e POLOXÂMERO.Materiais Biocompatíveis: Materiais sintéticos ou naturais (exceto as drogas), usados para substituir ou reparar qualquer tecido ou função do corpo.Metilcelulose: Metiléster da celulose. É utilizada como emulsificante e agente de suspensão em cosméticos, na indústria química e farmacêutica. Também é utilizada terapeuticamente como laxativo.Hidrogéis: Macromoléculas hidrofílicas rígidas, com malha tridimensional contendo ligações intercruzadas, inchada (swollen) com 20-95 por cento de água. Usados em pinturas, tintas para impressão, alimentos, fármacos e cosméticos.Poloxâmero: Copolímero bloqueador não iônico de polioxietileno-polioxipropileno com a fórmula geral HO(C2H4O)a(-C3H6O)b(C2H4O)aH. Está disponível em diferentes graduações que variam de líquidos a sólidos. É utilizado como agente emulsificante, agente solubilizante, surfactante e agente umectante para antibióticos. O poloxâmero também é utilizado como unguento, bases supositórias e como aglutinante ou revestimento de comprimidos. (Tradução livre do original: Martindale The Extra Pharmacopoeia, 31st ed)Absorção Cutânea: Captação de substâncias através da PELE.Cronoterapia Farmacológica: A adaptação da administração de medicamentos às variações conhecidas da PERIODICIDADE biológica, como os RITMOS CIRCADIANOS. O tratamento é direcionado ao apoio dos ritmos normais ou à modificação dos horários de administração para atingir o máximo de eficácia e mínimo de efeitos adversos.Implantes de Medicamento: Pequenos recipientes ou cápsulas de medicamento sólido, implantadas no corpo para obter liberação contínua da droga.Bombas de Infusão Implantáveis: Sistemas de propulsão de líquidos implantados com fonte de força autocontida para propiciar uma taxa controlada de distribuição a longo prazo de medicamentos, como agentes quimioterápicos ou analgésicos. A taxa de distribuição pode ser controlada externamente ou osmoticamente ou controlado peristalticamente com o auxílio de monitores transcutâneos.Estabilidade de Medicamentos: Integridade química e física de um produto farmacêutico.Nanoconjugados: Macromoléculas confeccionadas que possuem módulos biologicamente ativos ligados covalentemente que direcionados especificamente para tecidos e células. Os módulos ativos ou grupos funcionais podem incluir drogas, pró-drogas, anticorpos e oligonucleotídeos, que podem agir sinergisticamente e ter múltiplos alvos.Óleos: Substâncias gordurosas, combustíveis, na forma líquida ou facilmente liquefativa e que são solúveis em éter e por aquecimento, mas insolúveis em água. Estas substâncias, dependendo da origem, são classificadas como óleos animais, minerais ou vegetais. Dependendo do seu comportamento ao aquecimento, são classificados como voláteis ou fixos. (Dorland, 28a ed)Ácidos Polimetacrílicos: Ácidos poli-2-metilpropenoico. Utilizado na fabricação de resinas metacriladas e plásticos na forma de "pellets" e grânulos, como absorvente para materiais biológicos e como filtros; também como membranas biológicas e como hidrogênio. Sinônimos: polímero metilacrilato; poli(metilacrilato); polímero éster metílico do ácido acrílico.Administração Oftálmica: Aplicação de agentes farmacologicamente ativos em tecidos do OLHO.Tensoativos: Substâncias que modificam a tensão superficial da água. Costumam ser substâncias que apresentam um grupo lipofílico e outro hidrofílico na [mesma] molécula; incluem sabões, detergentes, emulsificantes, dispersantes e umectantes, e vários grupos de antissépticos.Cápsulas: Cápsulas duras ou moles solúveis utilizadas para a administração oral de medicamento.Micelas: Partículas que consistem em agregados de moléculas mantidas frouxamente juntas por ligações secundárias. Geralmente, a superfície das micelas é constituída por compostos anfipáticos que são orientados de tal forma que a energia de interação entre a micela e o meio ambiente é minimizada. Os líquidos com grande número de micelas em suspensão são chamados de EMULSÕES.Dendrímeros: Compostos poliméricos, altamente ramificados, como árvores. Crescem tridimensionalmente pela adição de cascas de moléculas ramificadas a um núcleo central. A forma geral globular e a presença de cavidades dão um potencial como transportadores de drogas e AGENTES DE CONTRASTES.Nanosferas: Partículas esféricas com dimensões nanométricas.Poliésteres: Polímeros de ácidos e álcoois orgânicos, [unidos por] ligações éster -- geralmente tereftalato de polietileno; pode ser transformado em plástico rígido, em filmes ou fitas, ou [ainda] em fibras que podem ser entrelaçadas formando tecidos, malhas ou veludos.Poliglactina 910: Poliéster usado para suturas absorvíveis e malhas cirúrgicas, especialmente nas cirurgias oftálmicas. O polímero 2-hidroxi-ácido propanoico com ácido hidroxiacético polimerizado forma o polímero 3,6-dimetil-1,4-dioxano-diona com o copolímero 1,4-dioxano-2,5-diona de peso molecular de aproximadamente 80.000 daltons (80 kDa).Adesivos: Substâncias que promovem aderência de duas superfícies. Esse termo compreende colas (propriamente adesivos derivados do colágeno), mucilagens, pastas adesivas, gomas, resinas ou látex.Ácido Láctico: Intermediário normal na fermentação (oxidação, metabolismo) do açúcar. Na forma pura, um líquido xaroposo, inodoro e incolor, obtido pela ação do bacilo do ácido láctico sobre o leite ou açúcar lácteo; na forma concentrada, um cáustico usado internamente para evitar a fermentação gastrintestinal. Uma cultura do bacilo, ou do leite que o contém, em geral é administrada no lugar do ácido. (Stedman, 25a ed)Propriedades de Superfície: Características ou atributos dos limites externos dos objetos, incluindo moléculas.Parto Obstétrico: Expulsão do FETO e PLACENTA sob os cuidados de um obstetra ou profissional da saúde. Os partos obstétricos podem envolver intervenções físicas, psicológicas, clínicas ou cirúrgicas.Administração Oral: Administração de medicamentos, substâncias químicas ou outras substâncias pela boca.Polietilenoimina: Polímero intensamente catiônico que se liga a algumas proteínas; utilizado como marcador em imunologia, para precipitar e purificar enzimas e lipídeos. Sinônimo: polímero arizidina; Epamina; Epomina; Polímero etilenimina; Montrek; PEI; Polimin(a).Desenho de Drogas: Projeto (design) molecular de drogas para finalidades específicas (como ligação de DNA, inibição enzimática, eficácia anticancerígena, etc.) baseado no conhecimento de propriedades moleculares como atividade de grupos funcionais, geometria molecular, e estrutura eletrônica, e também em informações catalogadas sobre moléculas análogas. O desenho de drogas geralmente é uma modelagem molecular auxiliada por computador, mas não inclui farmacocinética, análise de dosagem ou de administração da droga.Vias de Administração de Medicamentos: As várias maneiras de se administrar um medicamento ou outra substância química, em um local no paciente ou animal, de onde a substância química é absorvida no sangue e distribuída aos tecidos alvo.Polissorbatos: Derivados sorbitano mono-9-octadecanoato poli(oxi-1,2-etanodi-ílico) que são misturas complexas de éteres de polioxietileno utilizados como emulsificantes ou agentes dispersantes na indústria farmacêutica.Porosidade: Situação em que se tem poros ou espaços abertos. Refere-se frequentemente a ossos, implantes ósseos, ou cimentos ósseos, mas pode se referir ao estado poroso de qualquer substância sólida.Antineoplásicos: Substâncias que inibem ou impedem a proliferação de NEOPLASIAS.Pós: Substâncias feitas de uma agregação de pequenas partículas, como as obtidas pela moagem ou trituração de uma substância sólida. (Dorland, 28a ed)Géis: Coloides com uma fase sólida contínua e líquido como a fase dispersa. Os géis podem ser instáveis quando a fase sólida se liquefaz devido à temperatura ou outra causa. O coloide resultante é chamado um sol.Farmacocinética: Mecanismos dinâmicos e cinéticos de química exógena e LIBERAÇÃO CONTROLADA DE FÁRMACOS, ABSORÇÃO, TRANSPORTE BIOLÓGICO, DISTRIBUIÇÃO TECIDUAL, BIOTRANSFORMAÇÃO, eliminação e TOXICOLOGIA como uma função da dose e da taxa do METABOLISMO. Inclui a toxicocinética, mecanismo farmacocinético dos efeitos tóxicos de uma substância. ADME e ADMET são abreviaturas para absorção, distribuição, metabolismo, eliminação e toxicologia.Resinas AcrílicasMicroscopia Eletrônica de Transmissão: Microscopia eletrônica em que os ELÉTRONS ou seus produtos de reação que atravessam a amostra são convertidos em imagem abaixo do plano da amostra.Microscopia Eletrônica de Varredura: Microscopia em que o objeto é examinado diretamente por uma varredura de feixe de elétrons na amostra ponto-a-ponto. A imagem é construída por detecção de produtos de interação da amostra que são projetados acima do seu plano como elétrons dispersos no plano oposto. Embora a MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO também varra ponto-a-ponto a amostra com o feixe de elétrons, a imagem é construída pela detecção de elétrons, ou de seus produtos de interação que são transmitidos através do plano da amostra, formando desta maneira, a MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO.Viscosidade: Resistência que um sistema líquido ou gasoso oferece para fluir quando é submetido à tensão de cisalhamento. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Microtecnologia: Tecnologia de produção de dispositivos microscópicos na escala de micrômetro (tipicamente entre 1 e 100 micrômetros), como circuitos integrados ou MEMS (do inglês Micro-Electro-Mechanical Systems, sistemas micro-eletrônicos-mecânicos). O processo geralmente envolve a replicação e a fabricação paralela de centenas ou milhares de estruturas idênticas usando várias técnicas de deposição de filme fino que acontecem em salas de ambiente controlado.Cetoprofeno: Anti-inflamatório analgésico e antipirético do tipo IBUPROFENO. É utilizado no tratamento da artrite reumatoide e osteoartrite.Linhagem Celular Tumoral: Linhagem celular derivada de células tumorais cultivadas.Doxorrubicina: Antibiótico antineoplásico obtido de Streptomyces peucetis. É um derivado hidroxilado da DAUNORRUBICINA.Nanopartículas de Magnetita: Partículas magnéticas sintéticas menores que 100 nanômetros que possuem muitas aplicações biomédicas, incluindo em SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e como AGENTES DE CONTRASTE. As partículas são geralmente recobertas por uma grande variedade de polímeros.Nanotubos de Carbono: Tubos com tamanho da ordem de nanômetros compostos principalmente de CARBONO. Tais nanotubos são utilizados como sondas para obter imagens de alta resolução da estrutura química de biomoléculas através de MICROSCOPIA DE FORÇA ATÔMICA.Oxprenolol: Antagonista beta-adrenérgico utilizado no tratamento da hipertensão, angina pectoris, arritmias e ansiedade.Sonicação: Aplicação de ultrassom de alta intensidade a líquidos.Espectroscopia Infravermelho Transformada de Fourier: Técnica espectroscópica na qual uma faixa de comprimentos de onda é apresentada simultaneamente com um interferômetro e o espectro é matematicamente derivado do padrão que é então obtido.Técnicas de Transferência de Genes: Introdução de GENES funcionais (geralmente clonados) nas células. Uma variedade de técnicas e processos que ocorrem naturalmente são usados para a transferência gênica, como hibridização celular, transferência gênica mediada por microcélulas ou LIPOSSOMOS, ELETROPORAÇÃO, transferência gênica mediada por cromossomos, TRANSFECÇÃO e TRANSDUÇÃO GENÉTICA. A transferência gênica pode resultar em células e indivíduos geneticamente transformados.Hidrogel: Rede de macromoléculas hidrofílicas inter-relacionadas utilizadas em aplicações biomédicas.Soluções Oftálmicas: Solução estéril para instilação no olho. Não incluem soluções para limpeza de óculos ou SOLUÇÕES PARA LENTES DE CONTATO.Gomas Vegetais: Gomas polissacarídeas obtidas de PLANTAS.Varredura Diferencial de Calorimetria: Análise térmica diferencial na qual o compartimento da amostra no aparelho é um calorímetro diferencial, que permite uma medida exata do calor de transição independente do calor específico, condutividade térmica e outras variáveis da amostra.Implantes Absorvíveis: Implantes feitos de materiais desenvolvidos para serem absorvidos pelo corpo sem produzir uma resposta imune. Usualmente são compostos de plásticos e são frequentemente usados em ortopedia e ortodontia.Teste de Materiais: Teste de materiais e dispositivos, especialmente os usados para PRÓTESES E IMPLANTES; SUTURAS; ADESIVOS TECIDUAIS, etc., para dureza, força, durabilidade, segurança, eficácia e biocompatibilidade.Ácidos Hexurônicos: Termo utilizado para designar os ácidos tetraidroxi aldeídicos pela oxidação do açúcar hexose, i. é, ácido glucurônico, ácido galacturônico, etc. Historicamente, o nome do ácido hexurônico foi originalmente dado ao ácido ascórbico.Gelatina: Produto formado da pele, tecido conjuntivo branco, ou COLÁGENO dos ossos. É utilizado como alimento proteico adjuvante, substituto do plasma, agente hemostático, agente para suspensão nas fórmulas de manipulação e na fabricação de cápsulas e supositórios.Ácido Glucurônico: Ácido de açúcar formado pela oxidação do carbono C6 da GLUCOSE. Além de ser um metabólito intermediário central da via do ácido urônico, o ácido glucurônico também desempenha papel na desentoxicação de certos medicamentos e toxinas por meio de sua conjugação com eles, formando GLUCURONÍDEOS.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Pró-Fármacos: Compostos que, depois de administrados, precisam sofrer conversão química através de processos metabólicos para se tornarem substâncias farmacologicamente ativas (em relação às quais constituem uma prodroga).Distribuição Tecidual: Acúmulo de uma droga ou substância em vários órgãos (inclusive naqueles não relevantes para sua ação farmacológica ou terapêutica). Essa distribuição depende do fluxo sanguíneo ou da taxa de perfusão do órgão, da capacidade de a droga permear membranas de órgãos, da especificidade do tecido, da ligação a proteínas. A distribuição geralmente é expressa como razão tecido / plasma.Concentração de Íons de Hidrogênio: Normalidade de uma solução com relação a íons de HIDROGÊNIO, H+. Está relacionada com medições de acidez na maioria dos casos por pH = log 1/2[1/(H+)], onde (H+) é a concentração do íon hidrogênio em equivalentes-grama por litro de solução. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Veículos Farmacêuticos: Transportador, ou meio inerte usado como solvente (ou diluente), com o qual o agente medicinalmente ativo é formulado e ou administrado.Dióxido de Silício: Cristal transparente e insípido encontrado na natureza como ágata, ametista, calcedônia, cristobalita, pedra, areia, QUARTZO e tridimita. O composto é insolúvel em água ou ácidos, exceto o ácido fluorídrico.Sobrevivência Celular: Medida da viabilidade de uma célula caracterizada pela capacidade para realizar determinadas funções como metabolismo, crescimento, reprodução, alguma forma de responsividade e adaptabilidade.Difusão: Tendência de um gás ou de um soluto a passar de um ponto de pressão ou concentração maior para um ponto de pressão ou concentração menor, e de distribuir-se no espaço disponível. A difusão, especialmente a DIFUSÃO FACILITADA, é um mecanismo importante de TRANSPORTE BIOLÓGICO.Nanofibras: Fibras submicrométricas com diâmetros tipicamente entre 50 e 500 nanômetros. As dimensões extremamente pequenas destas fibras podem gerar uma área superficial grande em relação ao volume (razão área/volume elevada), o que os torna potenciais candidatos para várias aplicações biomédicas e outras aplicações.Nanocompostos: Estruturas compostas, em escala nanométrica, de moléculas orgânicas intimamente incorporadas a moléculas inorgânicas (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechology Terms, 4th ed).Povidona: Polímero polivinílico de peso molecular variável. Utilizada como agente para suspensão e dispersão e serve de veículo para produtos farmacêuticos. Também é utilizada como dilatador do volume sanguíneo.Adesividade: Propriedade da superfície de um objeto que lhe confere adesão a outra superfície.Comprimidos com Revestimento Entérico: Comprimido revestido com material que retarda a liberação da medicação até depois de ele deixar o estômago. (Dorland, 28a ed)Alginatos: Sais do ácido algínico extraídos de algas pardas marinhas grandes e usados para fazer moldagens odontológicas e como material absorvente para curativos cirúrgicos.Termogravimetria: Técnica através da qual a carga de uma amostra pode se seguido acompanhada por um período de tempo enquanto sua temperatura está sendo alterada (geralmente aumentada a uma frequência constante).Nanopartículas Metálicas: Nanopartículas produzidas de metais cuja utilização estão os biossensores, ópticos e catalizadores. Nas aplicações biomédicas, as partículas geralmente são envolvidas em metais nobres, especialmente ouro e prata.Difração de Pó: Método em que se usa pó policristalino e um refinamento de Rietveld (ANÁLISE DOS MÍNIMOS QUADRADOS) DIFRAÇÃO DE RAIO X ou de DIFRAÇÃO DE NÊUTRONS. Permite contornar as dificuldades existentes para produzir cristais grandes únicos.Permeabilidade: Propriedade das membranas e de outras estruturas que permitem a passagem de luz, calor, gases, líquidos, metabólitos, e íons minerais.Terapia Genética: Técnicas e estratégias que incluem o uso de sequências gênicas codificadoras e outros meios convencionais e radicais para transformar ou modificar as células com o propósito de tratar ou reverter situações de doença.Barreira Hematoencefálica: CÉLULAS ENDOTELIAIS especializadas (não fenestradas, unidas firmemente por meio de JUNÇÕES ÍNTIMAS), que formam uma barreira à troca de algumas substâncias entre os capilares e o tecido encefálico (ENCÉFALO).Insulina Regular de Porco: Preparações regulares de insulina que contêm sequência peptídica da insulina de SUS SCROFA.Fluoresceína: Corante indicador ftálico que parece amarelo-esverdeado no filme lacrimal normal, e verde brilhante em meio mais alcalino como no humor aquoso.PolivinilFulerenos: Estruturas poliédricas de CARBONO compostas por cerca de 60-80 átomos de carbono em uma configuração de pentágonos e hexágonos. Denominados segundo Buckminster Fuller devido à semelhança com cúpulas geodésicas. Os fulerenos podem ser produzidos em altas temperaturas como [as obtidas em] descargas de arcos elétricos em atmosfera inerte.Magnetismo: Estudo dos FENÔMENOS MAGNÉTICOS.Administração Tópica: Aplicação de preparações de droga às superfícies do corpo, especialmente na pele (ADMINISTRAÇÃO CUTÂNEA) ou nas mucosas. Este método de tratamento é usado para evitar efeitos colaterais sistêmicos quando doses altas são necessárias a uma área localizada ou como uma via alternativa de administração sistêmica, por exemplo, para evitar o processo hepático.Assistência à Saúde: Refere-se a todos os aspectos da provisão e distribuição de serviços de saúde a uma população.Interações Hidrofóbicas e Hidrofílicas: Interação termodinâmica entre uma substância e a ÁGUA.Poliestirenos: Formas polimerizadas do estireno usadas como material biocompatível, especialmente em odontologia. São termoplásticos utilizados como isolantes, para a injeção de peças fundidas e moldes, como folhas, placas, hastes, formas rígidas e esferas.Materiais Revestidos Biocompatíveis: Materiais biocompatíveis geralmente usados nos implantes dentais ou ósseos que aumentam a fixação biológica; isto aumenta a força de ligação entre o material de revestimento e o osso, e minimiza os possíveis efeitos biológicos que possam resultar do implante em si.Ultrassom: Subdivisão da acústica que lida com o alcance das frequências de rádio maiores do que as ONDAS acústicas (aproximadamente acima de 20 kilohertz). A radiação ultrassônica é usada terapeuticamente (DIATERMIA e TERAPIA ULTRASSÔNICA) para gerar CALOR e destruir seletivamente os tecidos. É usado também em métodos diagnósticos, por exemplo, ULTRASSONOGRAFIA, ECOENCEFALOGRAFIA e ECOCARDIOGRAFIA que mostram visualmente os ecos recebidos dos tecidos irradiados.Administração Intravaginal: Inserção de medicamentos na vagina para tratamento de infecções locais, neoplasias ou para indução de trabalho de parto. A fórmula de dosagem pode incluir pessários medicamentosos, fluidos de irrigação e supositórios.Acetato de Zinco: Sal produzido pela reação de óxido de zinco com ácido acético e utilizado como adstringente, estíptico e emético.Ciclodextrinas: Grupo de homólogos dos GLUCANOS cíclicos constituídos por unidades de glucose em ligações alfa-1,4 obtidas pela ação da ciclodextrina glucanotransferase sobre o amido ou substratos similares. A enzima é produzida por determinada espécie de Bacillus. As ciclodextrinas formam complexas inclusões com uma grande variedade de substâncias.Etilenoglicóis: Etileno com dois grupamento hidróxi (-OH) localizados em carbonos adjacentes. São líquidos viscosos e incolores. Alguns são utilizados como anestésicos ou hipnóticos. Entretanto, esta classe de substâncias são mais conhecidas por seu uso como líquido refrigerante ou como anticongelamento.Metacrilatos: Ácido acrílico ou acrilatos que são substituídos na posição C-2 por um grupo metil.Desenho de Equipamento: Métodos de criação de máquinas e dispositivos.Suspensões: Coloides com fase líquida contínua e fase sólida dispersa. O termo também é usado livremente para sólido-em-gás (AEROSSÓIS) e outros sistemas coloidais. As drogas insolúveis em água podem ser determinadas como suspensões.Vetores Genéticos: Moléculas de DNA capazes de replicação autônoma dentro de uma célula hospedeira, na qual outras sequências de DNA podem ser inseridas e amplificadas. Muitos são provenientes de PLASMÍDEOS, BACTERIÓFAGOS ou VÍRUS. São usados para transportar genes estranhos às células receptoras. Os vetores genéticos possuem um local de replicação funcional e contêm MARCADORES GENÉTICOS para facilitar seu reconhecimento seletivo.Coloides: Sistemas de duas fases em que uma é dispersa uniformemente em outra, como partículas suficientemente pequenas, de modo que não podem ser filtradas ou não se separam ('settle out'). A fase dispersante ou contínua, ou meio, envolve as partículas da fase descontínua. Os três estados da matéria podem formar coloides entre si.Coelhos: Espécie Oryctolagus cuniculus (família Leporidae, ordem LAGOMORPHA) nascem nas tocas, sem pelos e com os olhos e orelhas fechados. Em contraste com as LEBRES, os coelhos têm 22 pares de cromossomos.Avaliação Pré-Clínica de Medicamentos: Teste pré-clínico de medicamentos em animais experimentais ou in vitro, para seus efeitos biológicos e tóxicos e aplicações clínicas potenciais.Microbolhas: Pequenas bolhas de gás encapsulado (diâmetro de micrômetros) que podem ser usadas como MEIO DE CONTRASTE e em outras aplicações terapêuticas e diagnósticas. Ao serem expostas a ultrassom suficientemente intenso, as microbolhas irão cavitar, romper-se, desaparecer e liberar o conteúdo de gás. Tais características das microbolhas podem ser usadas para aumentar os testes diagnósticos, dissolver coágulos e liberar drogas ou genes para terapia.Acrilamidas: Cristais incolores e inodoros utilizados amplamente em laboratórios de pesquisa na preparação de géis de poliacrilamida para eletroforese, na síntese orgânica e polimerização. Alguns de seus polímeros são utilizados no tratamento do esgoto e águas poluídas, como prensa têxtil permanente e como agentes condicionadores de solo.Administração por Inalação: Administração de medicamentos pela via respiratória. Abrange insuflação no trato respiratório.Injeções: Introdução de uma substância no corpo usando-se uma agulha e uma seringa.Pressão de Vapor: Contribuição da fase gasosa de uma substância em equilíbrio com sua fase sólida ou líquida à PRESSÃO barométrica.Ouro: Elemento metálico amarelo, cujo símbolo atômico é Au (número atômico 79 e massa atômica 197). É utilizado em joias, para banhar outros metais, como moeda e em restaurações dentárias. Em muitas de suas aplicações clínicas, por exemplo como ANTIRREUMÁTICOS, encontra-se na forma de sais.Antibióticos Antineoplásicos: Substâncias químicas produzidas por micro-organismos, que inibem ou impedem a proliferação de neoplasias.Absorção: Processos físicos ou fisiológicos pelos quais substâncias, tecidos, células, etc. absorvem ou assimilam outras substâncias ou energia.Injeções Espinhais: Introdução de agentes terapêuticos na região espinal usando agulha e seringa.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Área Sob a Curva: Medida estatística da informação resumida de uma série de medidas em um indivíduo. É utilizada com frequência em farmacologia clinica onde a ASC (AUC) dos níveis de soro pode ser interpretada como a captação total do que quer que tenha sido administrado. Como um gráfico da concentração de uma droga em oposição ao tempo, após uma única dose de medicamento, produzindo uma curva padrão, é uma medida comparativa da biodisponibilidade da mesma droga feita por diferentes companhias.Curcumina: Corante amarelo alaranjado obtido a partir do açafrão-da-terra (turmeric, em inglês), a raiz em pó da CURCUMA longa. É utilizado na preparação do papel de cúrcuma e na detecção do boro. Curcumina aparenta possuir um espectro de propriedades farmacológicas, devido principalmente aos seus efeitos inibitórios sobre as enzimas metabólicas.Aerossóis: Coloides com uma fase de dispersão gasosa e outra fase de dispersão líquida (nevoeiro) ou sólida (fumaça). Usados em fumigação ou em terapia por inalação. Podem conter agentes propelentes.Carboximetilcelulose Sódica: Derivado da celulose que é um polímero de beta-(1,4)-D-glucopiranose. Usada como laxante formador de volume e como emulsificante e espessante em cosméticos e preparados farmacêuticos e também como estabilizante para reagentes.Cultura em Câmaras de Difusão: Dispositivos utilizados em uma técnica, através da qual células ou tecidos crescem in vitro ou, por implantação, in vivo em câmaras permeáveis para difusão de solutos através das paredes das câmaras. As câmaras são utilizadas para estudos dos efeitos de drogas, respostas osmóticas, fenômenos citogênicos ou imunológicos, metabolismo, etc., e incluem câmaras de cultura de tecido.Nebulizadores e Vaporizadores: Dispositivos que convertem um líquido ou sólido em um aerossol (jato - "spray") ou um vapor. É usado na administração de medicamentos por inalação, umidificação do ar ambiental e em certos instrumentos analíticos.Prestação Integrada de Cuidados de Saúde: Sistema de cuidados de saúde que combina médicos, hospitais e outros serviços médicos com um plano de saúde para fornecer o espectro completo dos cuidados médicos para seus clientes. Em um sistema integrado completo, os três elementos chave - médicos, hospital e membros do plano de saúde - estão em equilíbrio em termos de combinação de recursos médicos com as necessidades dos compradores e pacientes.Fluoresceína-5-Isotiocianato: Sonda fluorescente capaz de ser conjugada a tecido e proteínas. É utilizada como marcador em procedimentos de coloração por anticorpo fluorescente, bem como, em técnicas de ligação de proteínas e aminoácidos.Silicatos: O termo genérico para os sais derivados da sílica ou do ácido silícico. Contêm silício, oxigênio e um ou mais metais, além de poderem conter hidrogênio. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th Ed)Reologia: Estudo da deformação e fluxo de uma substância, usualmente líquidos ou fluidos, e do fluxo plástico de sólidos. O conceito cobre consistência, dilatância, liquefação, resistência ao fluxo, cisalhamento, tixotropia e VISCOSIDADE.Sulfato de Cálcio: Sal de cálcio utilizado para várias finalidades: como dessecante em material de construção, na odontologia como material de impressão (molde ou tintura), em medicina para imobilizar moldes e como excipiente de comprimidos. Há várias formas e estados de hidratação. O gesso comum é uma mistura de gesso pulverizado e fermentado.Fosfatidiletanolaminas: Derivados do ácido fosfatídico, nos quais o ácido fosfórico encontra-se ligado a uma molécula de etanolamina por uma ligação éster. A hidrólise completa dá origem a 1 mol de glicerol, ácido fosfórico e etanolamina e, 2 moles de ácidos graxos.AcrilatosLipídeos: Termo genérico para gorduras e lipoides, constituintes do protoplasma, solúveis em álcool e éter, e são insolúveis em água. Compreendem as gorduras, óleos graxos, óleos essenciais, ceras, fosfolipídeos, glicolipídeos, sulfolipídeos, aminolipídeos, cromolipídeos (lipocromos) e ácidos graxos. (Tradução livre do original: Grant & Hackh's Chemical Dictionary, 5th ed)Dor Intratável: Dor persistente, refratária a algumas ou a todas as formas de tratamento.Camundongos Endogâmicos BALB CTrato Gastrointestinal: Geralmente refere-se às estruturas digestórias que se estendem da BOCA ao ÂNUS, sem incluir os órgãos glandulares acessórios (FÍGADO, TRATO BILIAR, PÂNCREAS)Membranas Artificiais: Membranas produzidas artificialmente, como as membranas semipermeáveis usadas na DIÁLISE RENAL artificial, membranas monomoleculares e bimoleculares usadas como modelos para simular MEMBRANAS CELULARES biológicas. Estas membranas também são usadas no processo da REGENERAÇÃO TECIDUAL GUIADA.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Ibuprofeno: Anti-inflamatório não esteroide com propriedades analgésicas utilizado na terapia de reumatismo e artrite.Celulose: Polissacarídeo com unidades de glucose ligadas como em CELOBIOSE. É o constituinte principal de fibras de plantas, sendo o algodão, forma natural mais pura desta substância. Como matéria-prima, forma a base de muitos derivados utilizados em cromatografia, material de troca iônica, manufatura de explosivos e preparações farmacêuticas.Fosfatos de Cálcio: Sais de cálcio do ácido fosfórico. Esses compostos são frequentemente utilizados como suplementos de cálcio.Polimerização: Reação química em que componentes monoméricos são combinados para formar POLÍMEROS (ex.: POLIMETIL METACRILATO).Paclitaxel: Ciclodecano isolado da casca da árvore teixo do Pacífico (TAXUS BREVIFOLIA). Estabiliza os MICROTÚBULOS na sua forma polimerizada resultando em morte celular.Absorção Intestinal: Captação de substâncias através do revestimento interno dos INTESTINOS.Galactanos: Polissacarídeos compostos de repetições de unidades de galactose. Podem consistir em cadeias ramificadas ou não ramificadas em quaisquer ligações.Agulhas: Instrumentos afiados usados para puncionar ou suturar.Ensaios Antitumorais Modelo de Xenoenxerto: Métodos in vivo de seleção de medicamentos anticâncer, modificadores da resposta biológica ou radioterapias. Tecido ou células de tumor humano são transplantados em camundongos ou ratos seguidos por esquemas de tratamento de tumor. Vários resultados são monitorados para avaliar a eficácia antitumoral.Cromatografia Líquida de Alta Pressão: Técnica de cromatografia líquida que se caracteriza por alta pressão de passagem, alta sensibilidade e alta velocidade.Microscopia Confocal: Técnica microscópica de luz na qual somente um pequeno ponto é iluminado e observado por um tempo. Dessa forma, uma imagem é construída através de uma varredura ponto-a-ponto do campo. As fontes de luz podem ser convencionais ou por laser, e são possíveis fluorescência ou observações transmitidas.Antineoplásicos Fitogênicos: Substâncias obtidas de plantas superiores, e que apresentam atividades citostática ou antineoplásica demonstráveis.Corpo Vítreo: Substância transparente, semigelatinosa, que preenche a cavidade existente atrás do CRISTALINO do OLHO e à frente da RETINA. Está contido em uma membrana hialoide fina, formando cerca de 4/5 do globo ocular.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Temperatura Ambiente: Propriedade de objetos que determina a direção do fluxo de calor quando eles são posicionados em contato térmico direto. A temperatura é a energia dos movimentos microscópicos (translacionais e de vibração) das partículas dos átomos.Pele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.Meia-Vida: Tempo necessário para que a emissão radioativa se reduza à metade da dose inicial. As substâncias de meia-vida prolongada são as que se constituem como maiores fontes de problemas, no que diz respeito ao destino dos resíduos após a utilização (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Peptídeos Penetradores de Células: Peptídeos que possuem a habilidade de entrar nas células atravessando diretamente a membrana, ou através de absorção pela via endocítica.Camundongos Nus: Camundongos mutantes homozigotos para o gene recessivo de "nudez" que não desenvolvem um timo. São úteis em estudos de tumor e estudos sobre resposta imune.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Oligopeptídeos: Peptídeos compostos de dois a doze aminoácidos.Compostos Orgânicos: Ampla classe de substâncias que contêm carbono e seus derivados. Muitas dessas substâncias químicas irão conter frequentemente hidrogênio com ou sem oxigênio, nitrogênio, enxofre, fósforo e outros elementos. Eles existem tanto na forma de cadeias como na forma de anéis carbônicos.Soroalbumina Bovina: Fonte de albumina empregada comumente em estudos biológicos in vitro. (Stedman, 25a ed)Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Endocitose: Captação celular de materiais extracelulares para o interior de vacúolos ou microvesículas limitadas por membranas. Os ENDOSSOMOS desempenham papel central na endocitose.Peptídeos: Membros da classe de compostos constituídos por AMINOÁCIDOS ligados entre si por ligações peptídicas, formando estruturas lineares, ramificadas ou cíclicas. Os OLIGOPEPTÍDEOS são compostos aproximadamente de 2 a 12 aminoácidos. Os polipeptídeos são compostos aproximadamente de 13 ou mais aminoácidos. As PROTEÍNAS são polipeptídeos lineares geralmente sintetizados nos RIBOSSOMOS.Convecção: Transmissão de calor por meio de correntes circulatórias originadas da fonte; processo de propagação de calor que se verifica nos líquidos e gases, por efeito do movimento das camadas aquecidas (Material III - Ministério da Ação Civil, Brasília, 1992)Transporte Biológico: Movimento de materiais (incluindo substâncias bioquímicas e drogas) através de um sistema biológico no nível celular. O transporte pode ser através das membranas celulares e camadas epiteliais. Pode também ocorrer dentro dos compartimentos intracelulares e extracelulares.Diagnóstico por Imagem: Qualquer exibição visual de padrões estruturais ou funcionais de órgãos ou tecidos para avaliação diagnóstica. Inclui medidas fisiológicas e respostas metabólicas a estímulos físicos e químicos, assim como ultramicroscopia.Modelos Químicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a atividade de processos ou fenômenos químicos; compreende o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Injeções Intravenosas: Injeções feitas em uma veia, para fins terapêuticos ou experimentais.Cesárea: Extração do FETO por meio de HISTEROTOMIA abdominal.Fonoforese: Uso de ultrassom para aumentar a absorção percutânea de medicamentos.Metoprolol: Bloqueador seletivo beta-1 adrenérgico comumente usado para tratar ANGINA PECTORIS, HIPERTENSÃO e ARRITMIAS CARDÍACAS.Células CACO-2: Células de ADENOCARCINOMA de colo humano que são capazes de expressar aspectos de diferenciação característicos de células intestinais maduras, tais como ENTERÓCITOS. Estas células são valiosas ferramentas para estudos in vitro relacionados à função e diferenciação das células intestinais.Anti-Inflamatórios não Esteroides: Anti-inflamatórios não esteroidais. Além das ações anti-inflamatórias eles têm ações analgésicas, antipiréticas, e inibidoras de plaquetas. Eles bloqueiam a síntese de prostaglandinas inibindo a ciclo-oxigenase, que converte o ácido araquidônico em endoperóxidos cíclicos, precursores de prostaglandinas. A inibição da síntese de prostaglandinas explica as ações analgésicas, antipiréticas, e inibidoras de plaquetas; outros mecanismos podem contribuir para seus efeitos anti-inflamatórios.Polilisina: Peptídeo homopolímero de lisina.Solventes: Líquidos [usados para] dissolver outras substâncias (solutos), estas geralmente sólidas, sem que haja mudança em sua composição química [do soluto], como açúcar [soluto] [dissolvido] em água [solvente], [ou iodo (soluto) dissolvido em álcool (solvente)].Membrana Mucosa: EPITÉLIO com células secretoras de MUCO, como as CÉLULAS CALICIFORMES. Forma o revestimento de muitas cavidades do corpo, como TRATO GASTROINTESTINAL, TRATO RESPIRATÓRIO e trato reprodutivo. A mucosa, rica em sangue e em vasos linfáticos, compreende um epitélio interno, uma camada média (lâmina própria) do TECIDO CONJUNTIVO frouxo e uma camada externa (muscularis mucosae) de CÉLULAS MUSCULARES LISAS que separam a mucosa da submucosa.Estômago: Órgão da digestão, localizado no quadrante superior esquerdo do abdome, entre o final do ESÔFAGO e o início do DUODENO.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Células MCF-7: Linhagem de células responsivas a estrógeno derivadas de uma paciente com ADENOCARCINOMA de mama humano metastático (no Michigan Cancer Foundation).Rotaxanos: Compostos complexos nos quais uma molécula em forma de haltere é cercada por um macrociclo. O nome deriva dos termos rota (roda) e axis (eixo). A notação com um prefixo é utilizada para indicar os vários componentes interligados. Têm uso potencial em NANOTECNOLOGIA. Os rotaxanos são obtidos a partir de CICLODEXTRINAS e ÉTERES CÍCLICOS.Microscopia de Fluorescência: Microscopia de amostras coradas com corantes fluorescentes (geralmente isotiocianato de fluoresceína) ou de substâncias naturalmente fluorescentes, que emitem luz quando expostas à luz ultravioleta ou azul. A microscopia de imunofluorescência utiliza anticorpos que são marcados com corante fluorescente.Fluoresceínas: Família de derivados da espiro(isobenzofurano-1(3H),9'-(9H)xanten)-3-ona. São usados como corantes, como indicadores de vários metais e como marcadores fluorescentes em imunoensaios.