Salmo salar: Espécie de SALMON, comercialmente importante, (família SALMONIDAE, ordem Salmoniformes) que ocorre no Atlântico norte.Doenças dos Peixes: Doenças dos peixes de aquário, marinhos ou de água fresca. Este termo inclui doenças de ambos os peixes, teleostes (peixes verdadeiros) e elasmobranches (tubarões, raias e skates).Salmão: Peixes dos gêneros ONCORHYNCHUS e Salmo na família SALMONIDAE. São peixes selvagens anádromos que frequentam as águas costais do norte Atlântico e Pacífico. São conhecidos, por serem selvagens, como peixes de pesca esportiva e pela qualidade de sua carne, como alimento.Aquicultura: Cultivo dos recursos naturais da fauna aquática.Truta: Peixes variados da família SALMONIDAE, geralmente menores que salmões. São majoritariamente restritas a água doce limpa e fresca. Algumas são anadrômicas. São estimadas por suas belas cores, carne rica e saborosa e como pesca esportiva. Os gêneros Salvelinus, Salmo e ONCORHYNCHUS foram introduzidos praticamente no mundo todo.Brânquias: Órgãos respiratórios aos pares de peixes e alguns anfíbios, análogos aos pulmões. São abundantemente supridos de vasos sanguíneos pelo qual o oxigénio e dióxido de carbono são trocados diretamente com o ambiente.Salmonidae: Família de peixes anádromos composta por SALMÃO, TRUTA, peixe branco comestível e os "graylings". São os mais importantes para a alimentação e a pesca. Seu habitat é o norte do Atlântico e Pacífico, tanto nos mares como em águas continentais, e nos Grandes Lagos (Tradução livre do original: Nelson: Fishes of the World, 1976, p. 97)Ectoparasitoses: Infestações por PARASITOS que vivem na superfície (ou dentro) da EPIDERME de seu hospedeiro. A maioria dos ectoparasitas são ARTRÓPODES.Infecções Protozoárias em Animais: Infecções causadas por organismos unicelulares membros do antigo sub-reino Protozoa. As infecções podem ser experimentais ou veterinárias.Pesqueiros: Lugares para cultivo e colheita de peixe, particularmente em águas marítimas.Copépodes: Grande subclasse de CRUSTÁCEOS (predominantemente marinhos, com mais de 14.000 espécies). As 10 ordens englobam organismos planctônicos e bênticos, incluindo as formas parasitárias e de vida livre. Os copépodes planctônicos constituem o principal elo entre o FITOPLÂNCTON e os níveis tróficos superiores da cadeia alimentar marinha.Isavirus: Gênero (família ORTHOMYXOVIRIDAE) que contém uma espécie: vírus da anemia infecciosa do salmão.Furunculose: Infecção cutânea persistente marcada pela presença de furúnculos, frequentemente crônicos e recorrentes. Em humanos, o agente causador corresponde a várias espécies de STAPHYLOCOCCUS. Em peixes SALMONÍDEOS, o patógeno é AEROMONAS SALMONICIDA.Lobosea: Classe de EUCARIOTOS ameboides que formam subpseudópodes filiformes ou lobópodes. Suas características incluem ausência de sorocarpos, esporângios ou corpos de frutificação semelhantes. Membros da classe Lobosea faziam parte do filo Sarcomastigophora, subfilo Sarcodina, sob o antigo paradigma dos cinco reinos.Vírus da Necrose Pancreática Infecciosa: Espécie típica de AQUABIRNAVIRUS que causa necrose pancreática em peixes salmonídeos e outros animais marinhos ou de água doce, incluindo moluscos.Proteínas de Peixes: Proteínas obtidas de espécies de peixes (PEIXES).Novo Brunswick: Província do leste do Canadá, uma das Províncias Marítimas com NOVA ESCÓCIA, ILHA DO PRÍNCIPE EDUARDO e, às vezes, TERRA NOVA E LABRADOR. Sua capital é Fredericton. Foi assim denominada em homenagem ao Rei George III, da Casa de Hanover, também chamada Brunswick (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p 828 & Room, Brewer's Dictionary of Names, 1992, p 375).Platelmintos: Filo de vermes achatados acelomados, bilateralmente simétricos e sem ânus definido. Inclui três classes: Cestoda, Turbellaria e Trematoda.Totiviridae: Família de vírus RNA que infectam fungos e protozoários. Há três gêneros: TOTIVIRUS, GIARDIAVIRUS e LEISHMANIAVIRUS.Diplomonadida: Grupo de EUCARIOTOS flagelados, predominantemente simbióticos caracterizados por simetria axial binária associadas com a presença de um par de sistemas de organelas cariomastigontes. Dois núcleos estão aderidos por meio de fibras aos flagelos e não há MITOCÔNDRIAS. Os Diplomonadida foram, outrora, considerados membros da classe Zoomastigophora no antigo paradigma dos cinco reinos.Infecções por Birnaviridae: As doenças virais causadas pelo BIRNAVIRIDAE.Oncorhynchus mykiss: TRUTA grande e robusta, por vezes anádromo, encontrada em águas paradas e correntes da costa do Pacífico do sul da Califórnia ao Alasca. Possui dorso esverdeado, ventre esbranquiçado e faixas rosas, vermelhas e lilases nas laterais, geralmente com chuviscos de pontos pretos. É altamente estimada como peixe de esporte e alimento. Seu nome antigo era Salmo gairdneri. As trutas arco-íris do mar são frequentemente chamadas steelheads. Trutas de listra vermelha referem-se a populações que integram as trutas arco-íris.Infecções por Piscirickettsiaceae: Infecções por bactérias da família PISCIRICKETTSIACEAE, causando doença septicêmica de peixes salmonídeos (SALMONIDAE). Bactérias semelhantes a Piscirickettsia também estão associadas com síndromes de doenças em peixes não salmonídeos.Rim Cefálico: Forma primitiva de rim de vertebrado encontrada em adultos de algumas espécies primitivas e nos embriões de espécies mais avançadas de PEIXES. Em algumas espécies, contém células fagocíticas, sendo também o principal sítio de HEMATOPOESE, análogo à MEDULA ÓSSEA de mamíferos.Tasmânia: Ilha ao sul da Austrália e o menor estado da Commonwealth. Sua capital é Hobart. Foi descoberta e denominada Ilha de Van Diemen em 1642 por Abel Tasman, um navegante holandês, em homenagem ao governador geral holandês das colônias das Índias Orientais Holandesas. Foi renominada em homenagem ao descobridor em 1853. Em 1803 foi assumida pela Grã-Bretanha e usada como colônia penal. Foi concedido o governo em 1856 e foi federada como um estado em 1901. (Tradução livre do original: Webster's New Geographical Dictionary, 1988, p1190 & Room, Brewer's Dictionary of Names, p535)Água do Mar: Água salinizada dos OCEANOS E MARES que supre habitat para organismos marinhos.Amebíase: Infecção causada por qualquer uma de várias amebas. Ela é um estado de portador assintomático na maioria dos indivíduos, mas doenças que vão desde diarreias leves e crônicas a disenterias fulminantes podem ocorrer.NoruegaAlphavirus: Gênero de TOGAVIRIDAE, também conhecido como arbovirus grupo A, que são sorologicamente relacionados um ao outro, mas não a outros Togaviridae. Os vírus são transmitidos por mosquitos. A espécie típica é o VÍRUS SINDBIS.Oceano AtlânticoInfecções por Vírus de RNATogaviridae: Família de vírus RNA, principalmente arbovirus, que compreende dois gêneros: ALPHAVIRUS (arbovirus grupo A) e RUBIVIRUS. Os vírions são esféricos, de 60 a 70 nm em diâmetro, com lipoproteína de envelope firmemente ligada ao nucleocapsídeoo icosaédrico.Aeromonas salmonicida: Espécie de bactéria (família Aeromonadaceae) Gram-negativa, estritamente parasita e frequentemente patogênica, causadora de FURUNCULOSES em SALMONÍDEOS e doenças ulcerativas em CARPAS DOURADAS.Água Doce: Água contendo quantidades insignificantes de sais, como as águas dos RIOS e LAGOS.Kinetoplastida: Ordem de protozoários flagelados. Suas características incluem a presença de um ou dois flagelos emergindo de depressão no corpo celular, e uma única mitocôndria que se estende pelo comprimento do corpo.Anisakis: Gênero de nematoides da superfamília ASCARIDOIDEA. Seus organismos são encontrados em estômagos de animais marinhos e aves. A infestação do homem ocorre pela ingestão de peixe cru contendo larvas.Oncorhynchus kisutch: Espécie anadrômica de SALMÃO que se distribui dos oceanos Pacífico e Ártico à Baía de Monterey na Califórnia, habitando correntes oceânicas e costeiras. É popularmente conhecido como coho ou salmão-prateado. É relativamente pequeno, mas sua carne de cor clara é saborosa.Infecções por Flavobacteriaceae: Infecções com bactérias da família FLAVOBACTERIACEAE.Piscirickettsiaceae: Família (ordem Thiotrichales) de bactérias Gram-negativas.Infecções por Protozoários: Infecções por organismos unicelulares membros do antigo sub-reino Protozoa.Vibrioses: As infecções por bactérias do gênero VIBRIO.Infecções por Euglenozoa: Infecções com protozoários do filo EUGLENOZOA.Infecções por Cytophagaceae: Infecções com bactérias da família CYTOPHAGACEAE.Infecções por Reoviridae: As infecções produzidas por reovirus, gerais ou inespecíficas.Bacilos Gram-Positivos Asporogênicos: Grupo de bactérias Gram-positivas, não formadoras de esporos, que compreende organismos com características morfológicas e fisiológicas em comum.Pancreatopatias: Processos patológicos do PÂNCREAS.Aliivibrio salmonicida: Espécie de bactéria Gram-negativa do gênero ALIIVIBRIO. A espécie Aliivibrio salmonicida é o agente causador de vibriose de água fria, uma SEPTICEMIA HEMORRÁGICA no SALMO SALAR.ChileInfecções por Trematódeos: As infecções causadas pela infestação de vermes da classe Trematoda.Doenças Parasitárias em Animais: Infecções ou infestações por organismos parasitas. As infestações podem ser experimentais ou veterinárias.Flexibacter: Gênero de bactérias Gram-negativas, quimiorganotróficas, da família CYTOPHAGACEAE. Em algumas espécies há uma alteração cíclica na morfologia celular.Crustáceos: Grande subfilo de ARTRÓPODES (mais de 42.000 espécies) geralmente marinhos, sendo alguns muito conhecidos, como lagostas (NEPHROPIDAE), caranguejos (BRAQUIÚROS), camarões (PENAEIDAE) e cracas (THORACICA).Rios: Grandes correntes naturais de ÁGUA DOCE formadas pela convergência de afluentes e que desembocam em um grande volume de água (lago ou oceano).Infecções por Orthomyxoviridae: Doenças virais causadas por ORTHOMYXOVIRIDAE.