Resinas Vegetais: Mistura de ácidos carboxílicos, óleos essenciais e terpenos, que ocorre sob a forma de exsudações em várias árvores e arbustos, ou é produzida sinteticamente. As resinas são semissólidos ou sólidos amorfos altamente combustíveis que são insolúveis em água, enquanto algumas são solúveis em etanol e outras em tetracloreto de carbono, éter e óleos voláteis. A maioria é mole e viscosa, mas endurece após exposição ao frio. (Dorland, 28a ed)Resinas Compostas: Resinas sintéticas que contêm um expansor inerte, muito utilizadas em odontologia.Plantas Geneticamente Modificadas: PLANTAS (ou seus descendentes) cujo GENOMA foi alterado por ENGENHARIA GENÉTICA.Resinas AcrílicasResinas Sintéticas: Polímeros de massa (weight) molecular elevada que em alguma fase podem ser moldados (e depois endurecidos) formando componentes úteis.Folhas de Planta: Estruturas expandidas, geralmente verdes, de plantas vasculares, consistindo caracteristicamente de uma expansão em lâmina ligada a um caule, funcionando como o principal órgão de fotossíntese e transpiração.Proteínas de Plantas: Proteínas encontradas em plantas (flores, ervas, arbustos, árvores, etc.). O conceito não inclui proteínas encontradas em vegetais para os quais PROTEÍNAS DE VERDURAS estão disponíveis.Raízes de Plantas: Porções geralmente subterrâneas de uma planta, que servem como suporte e estocagem de alimento, e pelas quais a água e nutrientes minerais penetram na planta.Resinas de Troca Iônica: Polímeros insolúveis de massa (weight) molecular elevada, contendo grupos funcionais capazes de realizar reações de troca (TROCA IÔNICA) [de seus próprios ligantes iônicos] com os cátions ou ânions [presentes no meio].Genes de Plantas: Unidades hereditárias funcionais de PLANTAS.Extratos Vegetais: Preparações farmacêuticas concentradas de plantas obtidas pela remoção dos constituintes ativos com um solvente adequado (que é eliminado por evaporação) e ajuste do resíduo [seco] a um padrão prescrito.Brotos de Planta: Crescimentos novos, imaturos, de uma planta, entre eles caule, folhas, extremidades de ramos e PLÂNTULA.Teste de Materiais: Teste de materiais e dispositivos, especialmente os usados para PRÓTESES E IMPLANTES; SUTURAS; ADESIVOS TECIDUAIS, etc., para dureza, força, durabilidade, segurança, eficácia e biocompatibilidade.Plantas Medicinais: Plantas cujas raizes, folhas, sementes, cascas ou outros constituintes possuem atividades terapêuticas, tônicas, purgativas, curativas ou outros atributos farmacológicos quando administradas a humanos ou outros animais.Autocura de Resinas Dentárias: O endurecimento ou polimerização de agentes adesivos (CIMENTOS DENTÁRIOS) via reações químicas, normalmente envolvendo dois componentes. Este tipo de colagem dentária usa a auto-cura ou sistema de dupla cura.DNA de Plantas: Ácido desoxirribonucléico que forma o material genético de plantas.Desenvolvimento Vegetal: Processos orquestrados ou dirigidos por uma grande quantidade de genes, hormônios vegetais e mecanismos inerentes de cronometragem biológica facilitados por moléculas secundárias, que resultam na transformação sistemática de plantas e partes de plantas, de um estágio de maturação para outro.Resinas Epóxi: Resinas poliméricas derivadas de OXIRANOS e caracterizadas por força e propriedades termoestáveis. As resinas epóxi são usadas frequentemente como material dentário.Metacrilatos: Ácido acrílico ou acrilatos que são substituídos na posição C-2 por um grupo metil.Plantas Tóxicas: Plantas ou partes de plantas que são prejudiciais ao homem e outros animais.Materiais Dentários: Materiais usados na produção de bases dentais, restaurações, impressões, próteses, etc.Células Vegetais: Unidade funcional básica das plantas.Caules de Planta: Partes de plantas que geralmente crescem verticalmente para cima, em direção à luz, e que dão suporte às folhas, às células germinativas e às estruturas reprodutivas.Colagem Dentária: Procedimento de aderência para inserções ortodônticas, tais como COROAS DENTÁRIAS. Este processo normalmente inclui a aplicação de um material adesivo (CIMENTOS DENTÁRIOS) e permite a secagem 'in loco' pela luz ou por cura química.Bis-Fenol A-Glicidil Metacrilato: Produto da reação do bisfenol A e glicidil metacrilato que sofre polimerização quando exposto à luz ultravioleta ou misturado com um catalisador. É utilizado como fixador de implantes, como resina componente de selantes dentais e em materiais restaurativos.Resinas de Troca de Ânions: Polímeros insolúveis com altos pesos moleculares contendo grupos funcionais catiônicos capazes de sofrer reações de troca de ânions.Genoma de Planta: Complemento genético de uma planta (PLANTAS) como representado em seu DNA.Ácidos Polimetacrílicos: Ácidos poli-2-metilpropenoico. Utilizado na fabricação de resinas metacriladas e plásticos na forma de "pellets" e grânulos, como absorvente para materiais biológicos e como filtros; também como membranas biológicas e como hidrogênio. Sinônimos: polímero metilacrilato; poli(metilacrilato); polímero éster metílico do ácido acrílico.Metilmetacrilatos: O éster metílico do ácido metacrílico que polimeriza facilmente e é utilizado como tecido tissular, materiais dentais e absorventes para substâncias biológicas.Análise do Estresse Dentário: Descrição e medida dos vários fatores que produzem estresse físico sobre restaurações dentárias, próteses ou aparelhos, materiais associados a eles ou às estruturas orais naturais.Arabidopsis: Gênero de plantas (família BRASSICACEAE) contendo PROTEÍNAS DE ARABIDOPSIS e PROTEÍNAS DE DOMÍNIO MADS. A espécie 'A. thaliana' é utilizada em experimentos em genética vegetal clássica, bem como em estudos de genética molecular em fisiologia, bioquímica e desenvolvimento de plantas.Plantas Comestíveis: Organismos do reino vegetal naturalmente apropriados para o uso como alimento, especialmente por seres humanos. Nem todas as partes de qualquer planta são comestíveis, mas todas as partes de plantas comestíveis podem ser consumidas como alimentos crus ou cozidos: folhas, raizes, tubérculos, caules, sementes, brotos, frutos e flores. A parte da planta mais comumente comestível é a FRUTA, geralmente doce, carnuda e suculenta. Geralmente, a maioria das plantas comestíveis é cultivada por seu valor nutricional, sendo denominadas VERDURAS.Estruturas Vegetais: Partes das plantas, incluindo as SEMENTES.Resinas de Troca de Cátion: Polímeros insolúveis de alto peso molecular, contendo grupos funcionais aniônicos capazes de sofrer reações de troca com cátions.Bases de Dentadura: Parte de uma dentadura que cobre o tecido macio e suporta os dentes fornecidos e é suportada de volta pelo apoio dos dentes ou a crista alveolar residual. É usualmente feita de resinas ou metal ou suas combinações.Dureza: Propriedade mecânica de um material que determina sua resistência à força. TESTES DE DUREZA medem esta propriedade.Reguladores de Crescimento de Planta: Qualquer um dos hormônios produzidos naturalmente em plantas e que atuam no controle de crescimento e outras funções. Existem três classes primárias: auxinas, citocininas e giberelinas.Propriedades de Superfície: Características ou atributos dos limites externos dos objetos, incluindo moléculas.Adesivos Dentinários: Cimentos que agem por meio de infiltração e polimerização no interior da matriz de dentina, sendo usados para restauração dental. Estes adesivos podem ser resinas adesivas em si, monômeros que promovem adesão, ou ainda iniciadores de polimerização, que atuam em conjunto com outros agentes para formar um sistema de adesivo dentinário.Cura Luminosa de Adesivos Dentários: O endurecimento ou polimerização de agentes adesivos (CIMENTOS DENTÁRIOS) por meio de exposição à luz.Polimerização: Reação química em que componentes monoméricos são combinados para formar POLÍMEROS (ex.: POLIMETIL METACRILATO).Proteínas de Arabidopsis: Proteínas que se originam de espécies de plantas do gênero ARABIDOPSIS. A espécie de Arabidopsis mais intensamente estudada é a Arabidopsis thaliana, comumente utilizada como modelo experimental.Resistência à Tração: Tensão máxima de estiramento que um material pode suportar sem se romper (tear).Maleabilidade: Qualidade (ou estado) de poder ser curvado ou dobrado repetidamente.Poliuretanos: Grupo de polímeros termoplásticos ou termofixos contendo poli-isocianato. São utilizados como ELASTÔMEROS, revestimentos, fibras e como espumas.Silanos: Compostos similares aos carboidratos em que um átomo tetravalente de silício substitui o átomo de carbono. São bastante reativos, inflamam-se no ar e formam derivados muito úteis.Metilmetacrilato: O éster metílico do ácido metacrílico. Polimeriza facilmente formando o POLIMETIL METACRILATE. É utilizado como cimento ósseo.Imunidade Vegetal: Capacidade inerente ou induzida das plantas de resistir ou repelir ataques biológicos por patógenos.Resinas de Silorano: Resinas poliméricas que contêm uma combinação de SILOXANAS e OXIRANOS.Tabaco: Gênero de plantas (família SOLANACEAE) cujos membros contêm NICOTINA (e outros produtos químicos biologicamente ativos) e cujas folhas secas são usadas para TABAGISMO.Restauração Dentária Permanente: Restauração feita para permanecer em funcionamento por não menos que 20 a 30 anos, usualmente feita de molde de ouro, ouro coesivo ou amálgama.Polimento Dentário: Criação de um acabamento de superfície lisa e polida em uma dentadura ou amálgama.Cimentos Dentários: Substâncias utilizadas para unir RESINAS COMPOSTAS ao ESMALTE DENTÁRIO e à DENTINA. Estes agentes cimentantes ou de colagem são usados em odontologia restauradora, TRATAMENTO DO CANAL RADICULAR, PROTODONTIA e ORTODONTIA.Resistência ao Cisalhamento: Resistência interna de um material para mover algumas de suas partes paralelas a um plano fixo, em contraste ao estiramento (RESISTÊNCIA À TRAÇÃO) ou compressão (FORÇA COMPRESSIVA). Os cristais iônicos são frágeis pois, quando submetidos a um cisalhamento, os íons de mesma carga são trazidos próximos entre si, causando a repulsão.Dentina: A porção rígida do dente que está ao redor da polpa, revestida por esmalte na coroa e cemento na raiz, a qual é mais rígida e densa que osso, mas menos rígida que o esmalte, sendo desta forma facilmente desgastada quando deixada desprotegida.Epiderme Vegetal: Fina camada de células formando o tegumento externo de plantas com sementes e samambaias.Polimetil Metacrilato: Monômeros polimerizados de metil metacrilato que são utilizados como chapas, modelagem, pó de extrusão, resinas de revestimento, polímeros de emulsão, fibras, tintas e filmes. Esse material é também utilizado em implante dentário, no cimento ósseo e em lentes de contato corneanas duras.Ataque Ácido Dentário: Preparação das superfícies dos DENTES e MATERIAIS DENTÁRIOS com agentes corrosivos, usualmente ácido fosfórico, para tornar a superfície mais rugosa a fim de aumentar a adesão ou osteointegração.Estômatos de Plantas: Aberturas que se fecham na epiderme das plantas sobre a face inferior das folhas. Permitem as trocas gasosas entre os tecidos internos da planta e a atmosfera.Angiospermas: Membros do grupo de plantas vasculares que possuem flores. São diferenciadas das GIMNOSPERMAS por sua produção de sementes dentro de câmaras (OVÁRIO VEGETAL). A divisão de Angiospermas é composta por duas classes: as monocotiledôneas (Liliopsida) e as dicotiledôneas (Magnoliopsida). As angiospermas representam aproximadamente 80 por cento de todas as plantas vivas conhecidas.Pigmentação em Prótese: Pigmentação, sombreamento ou tingimento de componentes, dispositivos e materiais protéticos.Adaptação Marginal Dentária: Grau de aproximação ou ajuste do material de enchimento ou da prótese dentária à superfície de um dente. Uma adaptação marginal próxima e o selamento na interface são importantes no sucesso das restaurações dentárias.Testes de Dureza: Teste para determinar a dureza relativa de um metal, mineral ou outro material, de acordo com várias escalas, tais como as de Brinell, Mohs, Rockwell, Vickers ou Shore. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Microscopia Eletrônica de Varredura: Microscopia em que o objeto é examinado diretamente por uma varredura de feixe de elétrons na amostra ponto-a-ponto. A imagem é construída por detecção de produtos de interação da amostra que são projetados acima do seu plano como elétrons dispersos no plano oposto. Embora a MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO também varra ponto-a-ponto a amostra com o feixe de elétrons, a imagem é construída pela detecção de elétrons, ou de seus produtos de interação que são transmitidos através do plano da amostra, formando desta maneira, a MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO.Restaurações Intracoronárias: Restaurações de metal, porcelana ou plástico feitas para ajustar a preparação de uma cavidade, então cimentada no dente. Extracoronárias são restaurações que se ajustam às preparações de cavidades e intracoronárias a superfície oclusal de um dente ou dentes. Só são mantidas por fatores friccionais ou mecânicos.Cor: Propriedade de objetos que é percebida visualmente criada pela absorção ou reflexão de comprimentos de onda específicos da luz.Falha de Restauração Dentária: Inabilidade ou inadequação de uma restauração dentária ou prótese ser realizada como o esperado.Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Sementes: Embriões encapsulados de plantas com florescência. São usados como são, ou como ração animal, por causa do alto conteúdo de nutrientes concentrados, como amido, proteínas e lipídeos. Sementes de colza, de algodão e de girassol são também produzidas por causa dos óleos que produzem.Desgaste de Restauração Dentária: Desgaste oclusal das superfícies de restaurações e desgaste de superfícies de dentaduras.Vidro: Silicato rígido, amorfo, frágil, inorgânico, geralmente transparente, polimérico, de óxidos básicos, geralmente de potássio ou de sódio. É usado em forma (rígida) de folhas, vasos, tubos, fibras, cerâmicas, contas, etc.Esmalte Dentário: Camada rígida, delgada e translúcida, de substância calcificada que reveste e protege a dentina da coroa do dente. É a substância mais dura do corpo e é quase que completamente composta de sais de cálcio. Ao microscópio, é composta de bastões delgados (prismas do esmalte) mantidos conectados por uma substância cimentante, e apresenta-se revestido por uma bainha de esmalte. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992, p286)Coroas: Restauração protética que reproduz toda a superfície anatômica da coroa natural visível de um dente. Pode ser parcial (cobrindo três ou mais superfícies de um dente) ou completa (cobrindo toda a superfície). É feita de ouro ou outro metal, porcelana ou resina.Zircônio: Elemento metálico bastante raro; símbolo Zr; número atômico, 40; peso atômico, 91,22; obtido principalmente de um mineral chamado zircão. (Dorland, 28a ed)Molhabilidade: Qualidade ou estado de ser molhável, ou o grau a que algo pode ser umedecido. Também a capacidade de qualquer superfície sólida de ficar molhada quando em contato com um líquido cuja tensão superficial foi reduzida, de modo que o líquido se espalha sobre a superfície do sólido.Intoxicação por Plantas: Intoxicação pela ingestão de plantas ou suas folhas, frutos, raizes ou caules. As manifestações, tanto em humanos como em animais, variam no grau de severidade, desde leve até causar risco de morte. Em animais, especialmente animais domésticos, normalmente é o resultado da ingestão de fungos ou forragem fermentada.Ácidos Fosfóricos: Derivados inorgânicos do ácido fosfórico (H3PO4). Note-se que os derivados orgânicos do ácido fosfórico estão listados sob ORGANOFOSFATOS.Filogenia: Relacionamentos entre grupos de organismos em função de sua composição genética.Transpiração Vegetal: Perda de vapor de água pelas plantas para a atmosfera. Ocorre principalmente nas folhas, através dos poros (estômatos), cuja função primária são as trocas gasosas. A água [evaporada] é reposta pela coluna contínua de água que se move pelos vasos de xilema acima, desde as raizes.Lycopersicon esculentum: Espécie de plantas (família SOLANACEAE) nativas da América do Sul, amplamente cultivadas por seu fruto, geralmente vermelho, carnudo e comestível. Também são usadas como medicamento homeopático.Flores: Órgão reprodutivo das plantas.Adesividade: Propriedade da superfície de um objeto que lhe confere adesão a outra superfície.Óxido de Alumínio: Óxido de alumínio ocorre na natureza sob a forma de vários minerais, como bauxita, corindo (corindon), etc. É utilizado como adsorvente, agente dessecante, catalisador e na manufatura de cimentos e refratores dentais.Sequência de Aminoácidos: Ordem dos aminoácidos conforme ocorrem na cadeia polipeptídica. Isto é chamado de estrutura primária das proteínas. É de importância fundamental para determinar a CONFORMAÇÃO DA PROTEÍNA.Tumores de Planta: Proliferação localizada de tecido vegetal formando um inchaço ou crescimento exacerbado, geralmente com forma característica e diferentemente de qualquer órgão vegetal normal. Tumores ou lesões vegetais formam-se geralmente em resposta à ação de um patógeno ou de uma peste. (Tradução livre do original: Holliday, P., A Dictionary of Plant Pathology, 1989, p330)Ligas Dentárias: Mistura de elementos ou compostos metálicos com outros elementos metálicos ou metaloides, em proporções variadas, para uso em odontologia restauradora ou prostética.Cromossomos de Plantas: Estruturas complexas de nucleoproteínas que contêm o DNA genômico e parte delas estão no NÚCLEO CELULAR DE PLANTAS.Nanocompostos: Estruturas compostas, em escala nanométrica, de moléculas orgânicas intimamente incorporadas a moléculas inorgânicas (Tradução livre do original: Glossary of Biotechnology and Nanobiotechology Terms, 4th ed).Componentes Aéreos da Planta: Parte da planta acima da terra (sem as raizes).Porcelana Dentária: Tipo de porcelana usada em restaurações dentais, coroas de jaquetas ou restaurações intracoronárias, dentes artificiais, ou coroas metal-cerâmicas. É essencialmente uma mistura de partículas de feldspato e quartzo, o feldspato fundindo antes e provendo uma matriz vítrea para o quartzo. A porcelana dental é produzida misturando-se pó de cerâmica (uma mistura de quartzo, caulim, pigmentos, opacificadores, um fundente (flux) adequado, e outras substâncias) com água destilada. (Tradução livre do original: Jablonski's Dictionary of Dentistry, 1992)Corrosão Dentária: Preparação das superfícies do DENTE e de materiais unidos aos dentes ou IMPLANTES DENTÁRIOS, com agentes e métodos que tornam áspera a superfície para facilitar a adesão. Os agentes incluem ácido fosfórico e outros ácidos (ATAQUE ÁCIDO DENTÁRIO) e entre os métodos os LASERES.Técnica para Retentor Intrarradicular: Uso de um revestimento metal, usualmente com uma coluna na polpa ou raiz do canal, feita para dar suporte e reter uma coroa artificial.Compostos de Boro: Compostos inorgânicos ou orgânicos que contêm boro como parte integral da molécula.Compostos Inorgânicos de Carbono: Compostos inorgânicos que contêm carbono como parte integral da molécula, porém não são derivados dos hidrocarbonetos.Adesivos: Substâncias que promovem aderência de duas superfícies. Esse termo compreende colas (propriamente adesivos derivados do colágeno), mucilagens, pastas adesivas, gomas, resinas ou látex.Reparação em Dentadura: Processo de reunir ou substituir partes quebradas ou gastas de uma dentadura.Facetas Dentárias: Uso de uma camada de material polido de dente, usualmente porcelana ou resina acrílica, aplicada na superfície de dentes naturais, coroas ou pontes por fusão, cimentação ou retenção mecânica.Cimentos de Ionômeros de Vidro: Polímero obtido pela reação do ácido poliacrílico com um vidro especial ânion-lixiviável (alumínio-silicato). O cimento resultante é mais durável e mais rígido que os outros, no sentido de que os materiais que constituem a cadeia (backbone) do polímero não lixiviam.Preparações de Plantas: Material preparado de plantas para uso medicinal.Forramento da Cavidade Dentária: Camada interna, como de verniz ou outra substância protetora, para cobrir a parede da cavidade dental. Usualmente é um agente formando um filme de resina dissolvido em um solvente volátil, ou uma suspensão de hidróxido de cálcio em uma solução de uma resina sintética. Os selos revestem os túbulos dentinários e protegem a polpa antes que uma restauração seja inserida.Casca de Planta: Camada externa das partes lenhosas das plantas.Luz: Parte do espectro eletromagnético nas faixas visível, ultravioleta e infravermelha.Planejamento de Dentadura: Projeto, delineamento e localização de elementos estruturais presentes em dentaduras. O planejamento pode se relacionar a retentores, amortecedores de tensão (placas interoclusais, quebra-forças ou rompe-forças), apoios oclusais, arestas, estrutura, barreira lingual ou palatal, braços recíprocos, etc.Zea mays: Espécie de planta da família POACEAE. É uma gramínea alta cultivada por seu GRÃO COMESTÍVEL e utilizada como alimento para consumo humano e animal.Estresse Mecânico: Condição puramente física que existe em qualquer material devido à distensão ou deformação por forças externas ou por expansão térmica não uniforme. É expresso quantitativamente em termos de força por área unitária.Plântula: Plantas muito jovens após GERMINAÇÃO das SEMENTES.Herbivoria: Hábito alimentar dos animais que consiste em comer plantas.Centrais Elétricas: Unidades que convertem algumas formas de energia em energia elétrica.Dente Artificial: Dente fabricado que substitui um dente natural em uma prótese. Geralmente é feito de porcelana ou plástico.Oxilipinas: Ácidos graxos poli-insaturados ciclopentil de dezoito carbonos derivados de ÁCIDO ALFA-LINOLÊNICO por uma via oxidativa análoga à dos EICOSANOIDES em animais. A biossíntese é inibida por SALICILATOS. Um membro chave, ácido jasmônico de PLANTAS, desempenha um papel semelhante ao do ÁCIDO ARAQUIDÔNICO em animais.Saliva Artificial: Solução usada para irrigar a boca nos casos de xerostomia, e para substituir a saliva.Siloxanas: Polímeros de silício que contêm estruturas cíclicas ou lineares onde átomos de silício e oxigênio se alternam.Biomassa: Massa total de todos os organismos de determinado tipo e/ou de uma área específica. Inclui o rendimento de massa vegetativa produzida em uma colheita específica.Análise de Variância: Técnica estatística que isola e avalia a contribuição dos fatores incondicionais para a variação na média de uma variável dependente contínua.Compostos de Silício: Compostos inorgânicos que contêm silício como parte integral da molécula.Fabaceae: Grande família de plantas caracterizadas por vagens. Algumas são comestíveis, enquanto outras causam LATIRISMO ou FAVISMO e outras formas de envenenamento. Outras espécies produzem materiais úteis, como as gomas da ACÁCIA e várias LECTINAS, como as FITOHEMAGLUTININAS do PHASEOLUS. Muitas delas abrigam bactérias FIXADORAS DE NITROGÊNIO em suas raizes. Muitas, mas nem todas, as espécies de feijão pertencem à esta família.Ciclopentanos: Grupo de hidrocarbonetos alicíclicos com a fórmula geral R-C5H9.Peróxido de Benzoíla: Derivado do peróxido que tem sido topicamente usado em QUEIMADURAS e como agente dermatológico no tratamento da ACNE e DERMATITE POR HERA VENENOSA. Também é usado como um alvejante na indústria alimentícia.Sequência de Bases: Sequência de PURINAS e PIRIMIDINAS em ácidos nucleicos e polinucleotídeos. É chamada também de sequência nucleotídica.Néctar de Plantas: Líquido rico em açúcar produzido em glândulas de plantas chamadas nectários. É produzido tanto nas flores quanto em outras estruturas das plantas, fornecendo uma fonte de atração para insetos e outros animais polinizadores, bem como é uma fonte de nutrientes para mutualistas animais, o que provê proteção das plantas contra herbívoros.Fotoiniciadores Dentários: Composto químico usado para iniciar a polimerização de resinas dentárias pelo uso de LUZES DE CURA DENTÁRIA. Absorve a luz UV e sofre decomposição em radicais livres que iniciam o processo de polimerização de resinas na mistura. Cada fotoiniciador possui um espectro de emissão ótimo e uma intensidade para curar materiais dentários adequadamente.Dióxido de Silício: Cristal transparente e insípido encontrado na natureza como ágata, ametista, calcedônia, cristobalita, pedra, areia, QUARTZO e tridimita. O composto é insolúvel em água ou ácidos, exceto o ácido fluorídrico.Cerâmica: Produtos feitos por cozimento ou queima de minerais não metálicos (argila e materiais semelhantes). No preparo de restaurações dentais, ou partes das restaurações, o material é porcelana fundida.Reembasamento de Dentadura: Processo de reparação de uma dentadura por substituição do material base da dentadura sem alterar as relações oclusais dos dentes. O reembasamento pode incluir soma à base da dentadura para compensar as alterações reabsorvidas às estruturas subjacentes.Imersão: A colocação de um corpo ou de parte dele em um líquido.Solo: Mineral inconsolidado ou matéria orgânica na superfície da terra que serve como meio natural para o crescimento de plantas terrestres.Boswellia: Gênero de plantas (família BURSERACEAE) utilizadas medicinalmente desde tempos remotos. É fonte de "salai guggal" (goma resinosa), ácido boswélico (TRITERPENOS tipo ursanos) e FRANQUINCENSO.Simbiose: Relação entre duas espécies diferentes de organismos que são interdependentes; uma ganha benefícios da outra ou uma relação entre diferentes espécies em que ambos os organismos em questão se beneficiam da presença do outro.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Fotossíntese: Síntese, por organismos, de compostos químicos orgânicos, especialmente carboidratos, a partir do dióxido de carbono usando a energia proveniente da luz em vez da oxidação dos compostos químicos. A fotossíntese é composta por dois processos distintos: as reações na luz e as reações no escuro. Nas plantas superiores, ALGAS VERDES e CIANOBACTÉRIAS, o NADPH e ATP formados pelas reações na luz dirigem a as reações que ocorrem no escuro, resultando na fixação do dióxido de carbono. (Tradução livre do original: Oxford Dictionary of Biochemistry and Molecular Biology, 2001)Processos Fisiológicos Vegetais: Funções fisiológicas características de plantas.Ácidos Indolacéticos: Derivados do ácido acético e do composto heterocíclico indol.Solanum tuberosum: Espécie de plantas (gênero SOLANUM, família SOLANACEAE) cuja raiz (rica em amido) é utilizada como alimento. A SOLANINA é encontrada nas partes verdes.Planejamento de Prótese Dentária: Projeto e delineamento de próteses dentárias em geral ou uma prótese dentária específica. Não abrange PLANEJAMENTO DE DENTADURA. A estrutura geralmente consiste de metal.Diamante: Diamante. Um forma cristalina de carbono existente na forma de duros cristais isômeros incolores ou coloridos. Uma pedra preciosa utilizada para cortar vidro e como suporte para delicados mecanismos.Ecossistema: 1) Sistema funcional que inclui os organismos de uma comunidade natural junto a seu ambiente. (MeSH/NLM)(Tradução livre do original: McGraw Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed) 2)Sistema aberto integrado pelos organismos vivos (inclusive o homem) e os elementos não vivos de um setor ambiental definido no tempo e no espaço, cujas propriedades globais de funcionamento e autorregulação derivam da interação entre seus componentes, tanto pertencentes aos sistemas naturais como aqueles modificados ou organizados pelo próprio homem. 3) Complexo constituído pelo biótopo e pela biocenose (Material III - Ministério da Ação Social, Brasília, 1992)Medicina Tradicional: Sistemas de medicina baseados em crenças culturais e práticas passadas de geração a geração. O conceito inclui rituais místicos e mágicos (TERAPIAS ESPIRITUAIS), FITOTERAPIA e outros tratamentos que podem não ser esclarecidos pela medicina atual.Silicatos de Alumínio: Qualquer dos muitos tipos de argila que contêm proporções variadas de Al2O3 e SiO2. São feitos sinteticamente através do aquecimento a 1000-2000 graus Celsius de fluoreto de alumínio, sílica e vapor d'água.Exsudatos de Plantas: Substância liberadas por PLANTAS, como GOMAS VEGETAIS e resinas vegetais.Ácido Salicílico: Composto obtido da casca do salgueiro branco e de folhas perenes. Possui ações bacteriostáticas, fungicidas e ceratolíticas.Resina de Colestiramina: Resina de troca aniônica fortemente básica, cujo componente principal é o poliestireno trimetilbenzilamônio como ânion Cl(-).Mutação: Qualquer mudança detectável e hereditária que ocorre no material genético causando uma alteração no GENÓTIPO e transmitida às células filhas e às gerações sucessivas.Nódulos Radiculares de Plantas: Estruturas tuberosas formadas a partir de raizes de plantas e aderidas a elas, especialmente de LEGUMINOSAS, que resultam da infecção simbiótica de bactérias fixadoras de nitrogênio como RHIZOBIUM ou FRANKIA. Nódulos radiculares são estruturas relacionadas às MICORRIZAS formadas por associações simbióticas com fungos.Aço Inoxidável: Aço inoxidável. Um aço contendo Ni, Cr ou ambos. Não escurece com a exposição e costuma ser utilizado em ambientes corrosivos.Fitoterapia: Uso de plantas e ervas para tratar doenças ou aliviar dores.Lectinas de Plantas: Proteína ou substâncias glicoproteicas de origem vegetal que se ligam as porções de açúcar das paredes ou membranas celulares. Algumas proteínas metabolizadoras de carboidratos (ENZIMAS) de PLANTAS também se ligam a carboidratos; entretanto não são consideradas lectinas. Muitas lectinas de plantas alteram a fisiologia da membrana das CÉLULAS SANGUÍNEAS para causar aglutinação, mitose ou outras mudanças bioquímicas. Podem desempenhar um papel no mecanismo de defesa da planta.Células Germinativas Vegetais: Células reprodutivas das plantas.Micorrizas: Combinação simbiótica (organismo duplo) do MICÉLIO de FUNGO com as RAÍZES DE PLANTAS. As raizes de quase todas as plantas superiores exibem esta relação mutualmente benéfica, em que o fungo supre a planta com a água e os sais minerais, e a planta supre o fungo com os CARBOIDRATOS. Há dois tipos principais de micorrizas: ectomicorrizas e endomicorrizas.Terpenos: Classe de compostos com unidades repetidas de 5 carbonos de HEMITERPENOS.Compômeros: Resinas compostas de vidro íon-lixiviável incrustado em uma matriz polimérica. Diferem dos CIMENTOS DE IONÔMEROS DE VIDRO em que partículas de vidro parcialmente silanizadas são usadas para obter uma ligação direta com a matriz da resina, sendo a matriz basicamente formada pela polimerização de um radical, ativada por luz.Temperatura Ambiente: Propriedade de objetos que determina a direção do fluxo de calor quando eles são posicionados em contato térmico direto. A temperatura é a energia dos movimentos microscópicos (translacionais e de vibração) das partículas dos átomos.Restauração Dentária Temporária: Prótese ou restauração colocada por um período limitado de dias a vários meses, que é feita para selar o dente e manter sua posição até que uma RESTAURAÇÃO DENTÁRIA PERMANENTE a substituirá. (Tradução livre do original: Jablonski, Dictionary of Dentistry, 1992)Fungos: Reino de organismos eucarióticos e heterotróficos que vivem parasitariamente como sáprobios, incluindo COGUMELOS, LEVEDURAS, fuligens, bolores ou mofos, etc. Reproduzem-se sexuada ou assexuadamente e possuem ciclos de vida que variam de simples a complexo. Os fungos filamentosos, geralmente conhecidos como 'mofo', referem-se àqueles que crescem como colônias multicelulares.Polímeros: Compostos formados pela combinação de unidades menores, geralmente repetitivas, unidas por ligações covalentes. Estes compostos frequentemente formam grandes macromoléculas (p.ex., BIOPOLÍMEROS, PLÁSTICOS).Poaceae: Grande família de gramíneas herbáceas de folhas estreitas da ordem Cyperales, subclasse Commelinidae, classe Liliopsida (monocotiledôneas). GRÃO COMESTÍVEL vem de membros desta família. RINITE ALÉRGICA SAZONAL pode ser induzida por PÓLEN de muitas gramíneas.Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Cloroplastos: Corpos de inclusão das células vegetais que contêm o pigmento fotossintético CLOROFILA, que está associado com a membrana dos TILACOIDES. Os cloroplastos ocorrem nas células das folhas e troncos jovens de plantas superiores. São também encontrados em algumas formas de FITOPLÂNCTON como HAPTÓFITAS, DINOFLAGELADOS, DIATOMÁCEAS e CRIPTÓFITAS.Infertilidade das Plantas: Incapacidade das PLANTAS para completar a fertilização e obter SEMENTES como resultado de PÓLEN ou óvulos defeituosos, ou outras aberrações. (Tradução livre do original: Dict. of Plant Genet. and Mol. Biol., 1998)Higienizadores de Dentadura: Preparações usadas para limpar dentaduras; geralmente são peróxidos ou hipocloritos alcalinos, podem conter enzimas e liberam oxigênio. Também usados na limpeza por ultrassom.Pólen: Elemento fertilizador de plantas que contém os GAMETÓFITOS masculinos.Brassica: Gênero de plantas da família das Crucíferas. Contém muitas espécies e variedades cultivadas usadas na alimentação, incluindo repolho, couve-flor, brócolis, couve-de-Bruxelas, couve, vegetais verdes, MOSTARDEIRA; (B. alba, B. juncea, and B. nigra), nabo (BRASSICA NAPUS) e canola (BRASSICA RAPA).Transição de Fase: A alteração de uma substância de uma forma ou de um estado a outro.Módulo de Elasticidade: Expressão numérica que indica a medida de rigidez de um material. É definida como a razão de estresse de uma substância em uma unidade de área em relação à deformação resultante (distensão). Isto permite calcular o comportamento de um material sob carga (como o osso).Germinação: Estágios iniciais do crescimento de SEMENTES na PLÂNTULA. O broto embrionário (plúmula) e as RAÍZES DE PLANTAS (radícula) embrionárias emergem crescendo para cima e para baixo, respectivamente. As reservas alimentares para a germinação vêm do tecido endospérmico dentro da semente e/ou das folhas das sementes (COTILÉDONES). (Tradução livre do original: Concise Dictionary of Biology, 1990)Fraturas dos Dentes: A quebra ou ruptura de um dente ou raiz dentária.ToluidinasReembasadores de Dentadura: Material aplicado ao lado do tecido de uma dentadura para prover um revestimento macio para as partes de uma dentadura vindo em contato com o tecido mole. O contato amortecedor da dentadura com os tecidos.Alinhamento de Sequência: Combinação de dois ou mais aminoácidos ou sequências de bases de um organismo ou organismos de tal forma a alinhar áreas das sequências de distribuição das propriedades comuns. O grau de correlação ou homologia entre as sequências é previsto computacionalmente ou estatisticamente, baseado nos pesos determinados dos elementos alinhados entre as sequências. Isto pode servir como um indicador potencial de correlação genética entre os organismos.Braquetes Ortodônticos: Pequenos acessórios em metal ou cerâmica utilizados para fixar e arquear fio. Esses acessórios são soldados ou unidos a um aro ortodôntico ou cimentados diretamente nos dentes. Braquetes cilíndricos, de canto, multifásicos, de tira arqueada, de fio duplo e universal são todos tipos de braquetes ortodônticos.Retenção em Prótese Dentária: Retenção de uma PRÓTESE DENTÁRIA no local por meio da concepção do projeto ou pelo uso de dispositivos adicionais ou de adesivos.Asteraceae: Grande família de plantas (ordem Asterales, subclasse Asteridae, classe Magnoliopsida), também conhecidas como Compositae. As pétalas da flor são unidas próximo à base e os estames se alternam com os lóbulos da corola. O nome vulgar 'margarida' refere-se a vários gêneros desta família, inclusive Aster, CHRYSANTHEMUM, RUDBECKIA e TANACETUM.Âmbar: Resina fóssil amarelada; goma de várias espécies de coníferas, encontrada em depósitos aluviais no nordeste da Alemanha. Usado em biologia molecular para análise da matéria orgânica nela fossilizada.Árvores: Plantas superiores, perenes, lenhosas e geralmente altas (Angiospermas, Gimnospermas e alguns Pterófitos), que possuem geralmente um tronco principal e numerosos ramos.Equipamentos Odontológicos: Itens não consumíveis utilizados pelo dentista ou equipe dentária no desempenho das obrigações profissionais.Óleos Vegetais: Óleos derivados de plantas ou produtos vegetais.Dente Pré-Molar: Um dos oito dentes permanentes, dois em cada lado da mandíbula e da maxila, entre os caninos (DENTE CANINO) e os molares (DENTE MOLAR), que serve para triturar e esmagar o alimento. Os superiores têm duas cúspides (bicúspide) enquanto que os inferiores apresentam de uma a três cúspides.Secas: 1) Períodos secos prolongados no ciclo climático natural. São fenômenos de estabelecimento demorado causado por deficiência de chuva, combinada com outros fatores de predisposição. (MeSH) 2) Níveis insuficientes de chuva que resultam em escassez da água afetando o bem estar econômico e físico de uma comunidade (REPIDISCA). 3) Ausência prolongada, deficiência acentuada ou fraca distribuição de precipitação. 4) Período de tempo seco, suficientemente prolongado, para que a falta de precipitação provoque grave desequilíbrio hidrológico (Ministério da Ação Social, Brasília, 1992). 5) Período de deficiência de umidade no solo, de tal forma que não existe a água necessária para plantas, animais e seres humanos.Botânica: Estudo da origem, estrutura, desenvolvimento, crescimento, função, genética e reprodução dos vegetais.Ervilhas: Vinha leguminosa anual variável (Pisum sativum), que é cultivada por suas sementes arredondadas, lisas ou rugosas, que são comestíveis e ricas em proteína, a semente da ervilha e as vagens imaturas com suas sementes incluídas.Fenótipo: Aparência externa do indivíduo. É o produto das interações entre genes e entre o GENÓTIPO e o meio ambiente.Dente não Vital: Dente do qual a polpa dentária foi removida ou é necrótica.Triticum: Gênero de plantas da família POACEAE que produzem GRÃO COMESTÍVEL. Um híbrido com centeio (SECALE CEREALE) é denominado TRITICALE. A semente é moída em FARINHA e usada para preparar PÃO, sendo fonte de AGLUTININAS DO GERME DE TRIGO.Ácido Abscísico: Substância do crescimento vegetal aceleradora da abscisão isolada a partir do fruto jovem do algodão, folhas de plátano, bétula e outras plantas, além da batata, do limão, do abacate e outras frutas.Fitosteróis: Classe de compostos orgânicos conhecidos como ESTEROIDES ou ESTERÓIS derivados de plantas.Nitrogênio: Elemento com o símbolo atômico N, número atômico 7 e peso atômico [14.00643; 14.00728]. O nitrogênio existe na forma de um gás biatômico e compõe aproximadamente 78 por cento do volume da atmosfera terrestre. É um constituinte das proteínas e dos ácidos nucleicos, sendo encontrado em todas as células.Hordeum: Gênero de plantas da família POACEAE. O GRÃO COMESTÍVEL, cevada, é amplamente utilizado como alimento.Pseudomonas syringae: Espécie de bactérias Gram-negativas, fluorescentes, fitopatogênicas do gênero PSEUDOMONAS. Distinguem-se entre aproximadamente 50 patovares com diferentes patogenicidades para plantas e especificidades de hóspede.Halogênios: Família de elementos não metálicos, geralmente eletronegativos, que formam o grupo 17 (anteriormente grupo VIIa) da tabela periódica.Bryopsida: Classe de plantas, dentro de Bryophyta, que compreenda os musgos encontrados tanto em pântanos (incluindo de água doce) como em condições mais áridas. Os musgos possuem hastes cauloides (caulídeos) eretas ou prostradas sem folhas (musgos talosos), que dão origem a hastes sem folhas (setas) que sustentam cápsulas. Os esporos formados nas cápsulas são liberados e crescem produzindo novas plantas. (Tradução livre do original: Concise Dictionary of Biology, 1990). Na realidade, muitas plantas pequenas cujos nomes contêm a palavra 'musgo' não são musgos. O 'musgo' encontrado em árvores do lado norte (válido para o hemisfério norte; no hemisfério sul, estes 'musgos' se desenvolvem no lado sul) é na realidade uma alga verde (CLORÓFITAS). O musgo-da-Irlanda é, na verdade, uma alga vermelha (RODÓFITAS). O líquen em forma de barba (musgo do tipo barba), o musgo da Islândia, o musgo carvalho e o musgo rena são na realidade LÍQUENS. O musgo espanhol é um nome vulgar tanto para os LÍQUENS como para uma planta aérea (TILLANDSIA usneoides) da família do abacaxi (BROMELIACEAE). O licopódio é uma planta perene da família LYCOPODIACEAE.Resistência à Doença: Capacidade de um organismo de se defender de processos mórbidos ou dos agentes destes processos. Na maioria das vezes, envolve a imunidade inata por meio da qual o organismo responde a patógenos de uma forma genérica. O termo resistência a doenças é usado mais frequentemente para os vegetais.Poliestirenos: Formas polimerizadas do estireno usadas como material biocompatível, especialmente em odontologia. São termoplásticos utilizados como isolantes, para a injeção de peças fundidas e moldes, como folhas, placas, hastes, formas rígidas e esferas.Protoplastos: Protoplasma e membrana plasmática de células de plantas, fungos, bactérias e arqueas sem PAREDE CELULAR.Polietilenoglicóis: Polímeros de ÓXIDO DE ETILENO e água e seus éteres. Variam em consistência de líquido a sólido, dependendo do peso molecular, indicado por um número após o nome. São utilizados como SURFACTANTES, agentes dispersores, solventes, unguentos, bases para supositórios, veículos e excipientes de comprimidos. Alguns grupos específicos são: NONOXINOL, OCTOXINOL e POLOXÂMERO.Cimento de Policarboxilato: Polímeros hidrossolúveis de baixa massa molecular de ácido acrílico ou metacrílico, que formam produtos sólidos e insolúveis quando misturados com pó de ZnO especialmente preparado. O cimento resultante adere ao esmalte dentário, sendo também usado como agente vedante.Processos Físico-Químicos: Reações físicas envolvidas na formação ou em alterações na estrutura de átomos e moléculas e suas interações.Inclusão em Plástico: Infiltração de amostras histológicas com plásticos, incluindo resinas acrílicas, resinas epóxi e polietileno glicol, para dar sustentação aos tecidos em preparações para seccionamento com um micrótomo.Evolução Molecular: Processo de mudanças cumulativas em relação ao DNA, RNA e PROTEÍNAS, ao longo de sucessivas gerações.Clorofila: Derivados de porfirina contendo magnésio que atuam para converter energia luminosa em organismos fotossintéticos.Meristema: Grupo de células vegetais que são capazes de se dividir infinitamente, e cuja função principal é a produção de novo crescimento na extremidade crescente de uma raiz ou caule.Feijão de Soja: Legume anual. As SEMENTES dessa planta são comestíveis e usadas para a produção de uma variedade de ALIMENTOS DE SOJA.Agrobacterium tumefaciens: Espécie de bactéria Gram-negativa, aeróbica isolada do solo, troncos, folhas e raizes de plantas. Alguns biótipos são patogênicos e causam a formação de TUMORES DE PLANTAS em uma grande variedade de plantas superiores. A espécie é uma das principais ferramentas usadas em biotecnologia.