Paclitaxel: Ciclodecano isolado da casca da árvore teixo do Pacífico (TAXUS BREVIFOLIA). Estabiliza os MICROTÚBULOS na sua forma polimerizada resultando em morte celular.Antineoplásicos Fitogênicos: Substâncias obtidas de plantas superiores, e que apresentam atividades citostática ou antineoplásica demonstráveis.Protocolos de Quimioterapia Combinada Antineoplásica: Dois ou mais compostos químicos quando usados simultaneamente ou sequencialmente no tratamento farmacológico da neoplasia. As drogas não precisam estar na mesma dosagem.Carboplatina: Composto organoplatino possuindo atividade antineoplásica.Esquema de Medicação: Esquema de tempo para administração de um medicamento para se obter efetividade e conveniência ótimas.Neoplasias Ovarianas: Tumores ou câncer de OVÁRIO. Estas neoplasias podem ser benignas ou malignas. São classificadas de acordo com o tecido de origem, como EPITÉLIO superficial, células endócrinas do estroma e CÉLULAS GERMINATIVAS totipotentes.Moduladores de Tubulina: Agentes que interagem com a TUBULINA para inibir ou promover polimerização de MICROTÚBULOS.Resistencia a Medicamentos Antineoplásicos: Resistência ou resposta diminuída de uma neoplasia a um agente antineoplásico [observada] em humanos, animais, ou culturas de células/tecidos.Cisplatino: Complexo de platina inorgânico e hidrossolúvel. Após sofrer hidrólise, reage com o DNA para produzir ligações covalentes cruzadas tanto dentro de uma fita como entre fitas de DNA. Essas ligações cruzadas parecem impedir a replicação e a transcrição do DNA. A citotoxicidade do cisplatino relaciona-se com a suspensão da fase G2 do ciclo celular.Infusões Intravenosas: Administração por um longo prazo (minutos ou horas) de um líquido na veia por venopunção, deixando o líquido fluir pela ação da gravidade ou bombeando-o.Taxoides: Grupo de CICLODECANOS diterpenoides denominados por taxanos que foram descobertos na árvore TAXUS. A ação nos MICROTÚBULOS tem feito de alguns deles úteis como ANTINEOPLÁSICOS.Neoplasias Pulmonares: Tumores ou câncer do PULMÃO.Neoplasias da Mama: Tumores ou câncer da MAMA humana.Antineoplásicos: Substâncias que inibem ou impedem a proliferação de NEOPLASIAS.Doxorrubicina: Antibiótico antineoplásico obtido de Streptomyces peucetis. É um derivado hidroxilado da DAUNORRUBICINA.Resultado do Tratamento: Estudos conduzidos com o fito de avaliar as consequências da gestão e dos procedimentos utilizados no combate à doença de forma a determinar a eficácia, efetividade, segurança, exequibilidade dessas intervenções.Compostos com Pontes: Hidrocarbonetos cíclicos que contêm múltiplos anéis e compartilham um ou mais átomos.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Carcinoma Pulmonar de Células não Pequenas: Agregado heterogêneo de pelo menos três tipos histológicos distintos de câncer pulmonar, incluindo CARCINOMA DE CÉLULAS ESCAMOSAS, ADENOCARCINOMA e CARCINOMA DE CÉLULAS GRANDES. São considerados coletivamente em virtude de suas estratégias de tratamento compartilhadas.Neutropenia: Diminuição no número de NEUTRÓFILOS encontrados no sangue.Taxus: Gênero de árvores ou arbustos teixos coníferos, do qual diversas espécies possuem usos medicinais. O teixo Pacífico, Taxus brevifolia, é notável; é usado para fazer a droga anti-neoplásica taxol (PACLITAXEL).Linhagem Celular Tumoral: Linhagem celular derivada de células tumorais cultivadas.Tubulina (Proteína): Subunidade proteica do microtúbulo encontrada em grandes quantidades no encéfalo de mamíferos. Também foi isolada da CAUDA DO ESPERMATOZOIDE, dos CÍLIOS e outras fontes. Estruturalmente, a proteína é um dímero com peso molecular de aproximadamente 120.000 [kDa] e coeficiente de sedimentação de 5.8S. Liga-se à COLCHICINA, VINCRISTINA e VIMBLASTINA.Epotilonas: Grupo de MACROLÍDEOS com 16 membros que estabilizam MICROTÚBULOS de maneira semelhante ao PACLITAXE. Foram originalmente encontradas nas mixobactérias Sorangium cellulosum, atualmente renomeadas Polyangium (MYXOCOCCALES).Veículos Farmacêuticos: Transportador, ou meio inerte usado como solvente (ou diluente), com o qual o agente medicinalmente ativo é formulado e ou administrado.DesoxicitidinaSinergismo Farmacológico: Ação de uma droga na promoção ou no aumento da efetividade de uma outra droga.Intervalo Livre de Doença: Período após êxito do tratamento, em que não existem sintomas ou efeitos da doença.Dose Máxima Tolerável: A maior dose de um agente biologicamente ativo administrado durante um estudo crônico que não reduzirá a longevidade de outros efeitos que não os da carcinogenicidade. (Tradução livre do original: Lewis Dictionary of Toxicology, 1st ed)Área Sob a Curva: Medida estatística da informação resumida de uma série de medidas em um indivíduo. É utilizada com frequência em farmacologia clinica onde a ASC (AUC) dos níveis de soro pode ser interpretada como a captação total do que quer que tenha sido administrado. Como um gráfico da concentração de uma droga em oposição ao tempo, após uma única dose de medicamento, produzindo uma curva padrão, é uma medida comparativa da biodisponibilidade da mesma droga feita por diferentes companhias.Glicoproteína P: Glicoproteína transmembrana de 170 kDa da superfamília de TRANSPORTADORES DE CASSETE DE LIGAÇÃO DE ATP. Serve como bomba de efluxo dependente de ATP para diversas substâncias químicas, incluindo muitos ANTINEOPLÁSICOS. A superexpressão desta glicoproteína está associada com a RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS.Doenças do Sistema Nervoso Periférico: Doenças dos nervos periféricos externos ao cérebro e medula espinhal, incluindo doenças das raizes dos nervos, gânglios, plexos, nervos autônomos, nervos sensoriais e nervos motores.Epirubicina: Antraciclina que é o 4'-epi-isômero da doxorrubicina. O composto exerce seus efeitos antitumorais por interferência na síntese e função do DNA.Análise de Sobrevida: Procedimentos estatísticos pra estimar a curva de sobrevivência de população mediante tratamentos, fatores de prognóstico, de exposição ou outras variáveis. (Tradução livre do original: Last, 2001)Camundongos Nus: Camundongos mutantes homozigotos para o gene recessivo de "nudez" que não desenvolvem um timo. São úteis em estudos de tumor e estudos sobre resposta imune.Neoplasias das Tubas Uterinas: Neoplasias benignas ou malignas das TUBAS UTERINAS são raras. Quando se desenvolvem podem estar localizadas na parede ou no interior do lúmen como uma protuberância aderida à parede por um pedúnculo.Microtúbulos: Filamentos cilíndricos e delgados encontrados no citoesqueleto de células animais e vegetais. São compostos da proteína TUBULINA e são influenciados pelos MODULADORES DE TUBULINA.Topotecan: Antineoplásico utilizado para tratar câncer ovariano. Trabalha inibindo a DNA TOPOISOMERASES TIPO I.Vimblastina: Alcaloide antitumoral isolado de Vinca rosea.Terapia Combinada: Tratamento de uma doença ou afecção por muitos meios diferentes, simultânea ou sequencialmente. Quimioimunoterapia, RADIOIMUNOTERAPIA, quimiorradioterapia, crioquimioterapia e TERAPIA DE SALVAÇÃO, são vistas mais frequentemente, mas suas combinações umas com as outras e cirurgia também são utilizadas.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Células Tumorais Cultivadas: Células provenientes de tecido neoplásico cultivadas in vitro. Se for possível estabelecer estas células como LINHAGEM CELULAR TUMORAL, elas podem se propagar indefinidamente em cultura de células.Apoptose: Um dos mecanismos pelos quais ocorre a MORTE CELULAR (compare com NECROSE e AUTOFAGOCITOSE). A apoptose é o mecanismo responsável pela remoção fisiológica das células e parece ser intrinsecamente programada. É caracterizada por alterações morfológicas distintas no núcleo e no citoplasma, clivagem da cromatina em locais regularmente espaçados e clivagem endonucleolítica do DNA genômico (FRAGMENTAÇÃO DE DNA) em sítios internucleossômicos. Este modo de morte celular serve como um equilíbrio para a mitose no controle do tamanho dos tecidos animais e mediação nos processos patológicos associados com o crescimento tumoral.Taxa de Sobrevida: Proporção de sobreviventes de um grupo em estudo acompanhado por determinado período. (Tradução livre do original: Last, 2001)Ensaios Antitumorais Modelo de Xenoenxerto: Métodos in vivo de seleção de medicamentos anticâncer, modificadores da resposta biológica ou radioterapias. Tecido ou células de tumor humano são transplantados em camundongos ou ratos seguidos por esquemas de tratamento de tumor. Vários resultados são monitorados para avaliar a eficácia antitumoral.Resistência a Múltiplos Medicamentos: Resistência simultânea a várias drogas estrutural e funcionalmente diferentes.Portadores de Fármacos: Formas nas quais substâncias são incorporadas para melhorar a liberação e a eficácia dos fármacos. Os portadores de fármacos são utilizados em sistemas de entrega de medicamentos, como as tecnologias de liberação controlada para prolongar a ação dos fármacos in vivo, queda do seu metabolismo e redução de sua toxicidade. Os portadores também são usados em planos para aumentar a eficácia de entrega dos fármacos aos locais-alvo de ações farmacológicas. Os lipossomos, microesferas de albumina, polímeros sintéticos solúveis, complexos de DNA, conjugados de proteína-fármaco e portadores de eritrócitos, entre outros, têm sido empregados como carregadores biodegradáveis de fármacos.Estadiamento de Neoplasias: Métodos que tentam expressar em termos replicáveis a extensão de neoplasias no paciente.Sistemas de Liberação de Medicamentos: Sistema de liberação de medicamentos para atingir locais de ação farmacológica. Entre as tecnologias empregadas estão a preparação do medicamento, via de administração, local-alvo, metabolismo e toxicidade.Ensaios de Seleção de Medicamentos Antitumorais: Métodos de investigação da eficácia de drogas citotóxicas anticâncer e inibidores biológicos. Incluem modelos de morte celular in vitro e testes de exclusão de corantes citostáticos assim como medidas in vivo dos parâmetros de crescimento tumoral em animais de laboratório.Anticorpos Monoclonais Humanizados: Anticorpos de espécies não humanas cujas sequências proteicas foram modificadas para torná-los quase idênticos aos anticorpos humanos. Se a região constante e parte da variável forem substituídas, são chamados anticorpos humanizados. Se somente a região constante for substituída, são chamados anticorpos quiméricos. Os nomes da Denominação Comum Internacional (DCI) para anticorpos humanizados terminam em -zumab.Ciclofosfamida: Precursor de uma mostarda nitrogenada alquilante antineoplásica (e agente imunossupressor) que deve ser ativado no FÍGADO para formar a aldofosfamida ativa. Usada no tratamento de LINFOMA e LEUCEMIA. Seu efeito colateral, ALOPECIA, tem sido usado na tosquia de ovelhas. Também pode causar esterilidade, defeitos congênitos, mutações e câncer.Neoplasias Peritoneais: Tumores ou câncer do PERITÔNIO.Ifosfamida: Isômero posicional da CICLOFOSFAMIDA que é ativa como alquilante e imunossupressor.Nanopartículas: Partículas com tamanho nanométrico, apresentando nanoescala em três dimensões. Entre elas estão materiais nanocristalinos, NANOCÁPSULAS, NANOPARTÍCULAS METÁLICAS, DENDRÍMEROS e PONTOS QUÂNTICOS. O uso de nanopartículas inclui SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e marcação e processamento de imagens de câncer.Neoplasias Epiteliais e Glandulares: Neoplasias compostas por tecido glandular, um agregado de células epiteliais que elaboram secreções, e por qualquer tipo de epitélio por si mesmo. O conceito não se refere às neoplasias localizadas em várias glândulas ou no tecido epitelial.LeucopeniaDoenças Hematológicas: Transtornos do sangue e dos tecidos de formação de sangue.Fluoruracila: Análogo da pirimidina que é um antimetabólito antineoplásico. Interfere com a síntese de DNA bloqueando a conversão pela timidilato sintetase do ácido desoxiuridílico para ácido timidílico.Fator Estimulador de Colônias de Granulócitos: Glicoproteína de 25 kDa contendo pontes dissulfeto internas. Induz a sobrevivência, proliferação e diferenciação de células precursoras de granulócitos neutrofílicos e funcionalmente ativa neutrófilos sanguíneos maduros. Entre a família dos fatores estimulantes de colônia, o G-CSF é o indutor mais potente de diferenciação terminal para granulócitos e macrófagos de células mieloides leucêmicas.Albuminas: Proteínas solúveis em água encontradas na clara do ovo, sangue, linfa e outros tecidos e fluídos. Coagulam quando aquecidas.Trombocitopenia: Nível subnormal de PLAQUETAS.Carcinoma: Neoplasia maligna constituída de células epiteliais que tendem a infiltrar os tecidos circunvizinhos e originar metástases. Sob o ponto de vista histológico, é um tipo de neoplasia, mas o termo é frequentemente empregado de forma errônea como sinônimo de câncer.Compostos de Platina: Compostos inorgânicos que contêm platina como o átomo central.Quimioterapia Adjuvante: Terapia medicamentosa aplicada para aumentar ou estimular alguma outra forma de tratamento, tal como cirurgias ou terapia por radiação. A quimioterapia adjuvante é frequentemente utilizada na terapia do câncer e pode ser administrada antes ou após o tratamento primário.Estramustina: Mostarda nitrogenada relacionada ao estradiol, geralmente como fosfato. Utilizada no tratamento de neoplasias prostáticas. Apresenta também propriedades protetoras contra a radiação.Micelas: Partículas que consistem em agregados de moléculas mantidas frouxamente juntas por ligações secundárias. Geralmente, a superfície das micelas é constituída por compostos anfipáticos que são orientados de tal forma que a energia de interação entre a micela e o meio ambiente é minimizada. Os líquidos com grande número de micelas em suspensão são chamados de EMULSÕES.Ácido Poliglutâmico: Peptídeo homopolímero de ácido glutâmico.Concentração Inibidora 50: Concentração de um composto necessária para reduzir o crescimento populacional de organismos, incluindo células eucarióticas, em 50 por cento, in vitro. Embora em geral expresso para denotar atividade antibacteriana in vitro, também é utilizada como um ponto de referência para citotoxicidade a células eucarióticas em cultura.Química Farmacêutica: Química que estuda a composição e preparação de agentes usados em AÇÕES FARMACOLÓGICAS ou uso diagnóstico.Estudos de Viabilidade: Estudos para determinar as vantagens ou desvantagens, praticabilidade ou capacidade de executar um plano projetado, um estudo ou um projeto.Radiossensibilizantes: Fármacos usados para potenciar a eficácia da terapia radiativa (na destruição das células indesejadas).Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Sobrevivência Celular: Medida da viabilidade de uma célula caracterizada pela capacidade para realizar determinadas funções como metabolismo, crescimento, reprodução, alguma forma de responsividade e adaptabilidade.Administração Oral: Administração de medicamentos, substâncias químicas ou outras substâncias pela boca.Adenocarcinoma: Tumor epitelial maligno com organização glandular.Ciclosporinas: Grupo de undecapeptídeos cíclicos intimamente relacionados derivados do fungo Trichoderma polysporum e Cylindocarpon lucidum. Possuem algumas ações antineoplásicas e antifúngicas e significantes efeitos imunossupressores. As ciclosporinas têm sido utilizadas nos trasplantes de órgãos e tecidos para suprimir a rejeição.