Pólen: Elemento fertilizador de plantas que contém os GAMETÓFITOS masculinos.Tubo Polínico: Crescimento de um grão de pólen para baixo e para o interior do estilete da flor; este permite que duas espermátides passem: uma para o ovo, dentro do ÓVULO, e a outra para a célula central do óvulo, produzindo endosperma em SEMENTES.Polinização: Transferência dos grãos de PÓLEN (gametas masculinos) para o óvulo da planta (gameta feminino).Rinite Alérgica Sazonal: Rinite alérgica que ocorre na mesma época todos os anos. Caracteriza-se por CONJUNTIVITE aguda com lacrimejamento, coceira e é considerada uma afecção alérgica desencadeada por ALÉRGENOS específicos.Lilium: Gênero de plantas (família LILIACEAE) que geralmente cresce em regiões temperadas. A palavra "lírio" também é utilizada nos nomes vulgares de várias plantas de outros gêneros que se assemelham ao lírio verdadeiro. Os lírios verdadeiros são plantas perenes, eretas, com folhas no caule, bulbos escamosos, geralmente folhas estreitas e flores solitárias ou agrupadas.Betula: Gênero de plantas (família BETULIACEAE) cujas árvores são lisas, resinosas, com casca multicolorida ou branca, marcada por poros horizontais (lenticelas), que frequentemente se descascam horizontalmente em lâminas finas.Alérgenos: Substâncias do tipo antígeno que produzem HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA.Flores: Órgão reprodutivo das plantas.Antígenos de Plantas: Substâncias encontradas em PLANTAS que possuem atividade antigênica.Ambrosia: Gênero de plantas (família ASTERACEAE) cujo PÓLEN é um dos causadores da febre do feno.Cupressus: Gênero de planta da família CUPRESSACEAE. O termo cipreste originalmente se refere ao gênero Cupressus, mas também compõe nomes de plantas de outros gêneros.Cryptomeria: Gênero de plantas (família TAXODIACEAE) cujo PÓLEN é um dos maiores ALÉRGENOS.Proteínas de Plantas: Proteínas encontradas em plantas (flores, ervas, arbustos, árvores, etc.). O conceito não inclui proteínas encontradas em vegetais para os quais PROTEÍNAS DE VERDURAS estão disponíveis.Germinação: Estágios iniciais do crescimento de SEMENTES na PLÂNTULA. O broto embrionário (plúmula) e as RAÍZES DE PLANTAS (radícula) embrionárias emergem crescendo para cima e para baixo, respectivamente. As reservas alimentares para a germinação vêm do tecido endospérmico dentro da semente e/ou das folhas das sementes (COTILÉDONES). (Tradução livre do original: Concise Dictionary of Biology, 1990)Óvulo Vegetal: Elemento nas plantas que contém os GAMETÓFITOS femininos.Infertilidade das Plantas: Incapacidade das PLANTAS para completar a fertilização e obter SEMENTES como resultado de PÓLEN ou óvulos defeituosos, ou outras aberrações. (Tradução livre do original: Dict. of Plant Genet. and Mol. Biol., 1998)Autoincompatibilidade em Angiospermas: Um dos muitos processos diferentes que ocorrem em ANGIOSPERMAS por meio dos quais a diversidade genética é mantida enquanto a ENDOGAMIA é evitada.Alnus: Gênero de plantas (família BETULIACEAE) que se distinguem do vidoeiro (BETULA) por seus talos, geralmente com brotos no inverno, e por pinhas que permanecem nos galhos após a liberação das pequenas nozes aladas.Olea: Gênero de plantas (família OLEACEAE), em que a azeitona é fonte do azeite de oliva.Sementes: Embriões encapsulados de plantas com florescência. São usados como são, ou como ração animal, por causa do alto conteúdo de nutrientes concentrados, como amido, proteínas e lipídeos. Sementes de colza, de algodão e de girassol são também produzidas por causa dos óleos que produzem.Conceitos Meteorológicos: Propriedades, características e outros fenômenos atmosféricos especialmente relativos ao TEMPO (METEOROLOGIA) e ao CLIMA.Arabidopsis: Gênero de plantas (família BRASSICACEAE) contendo PROTEÍNAS DE ARABIDOPSIS e PROTEÍNAS DE DOMÍNIO MADS. A espécie 'A. thaliana' é utilizada em experimentos em genética vegetal clássica, bem como em estudos de genética molecular em fisiologia, bioquímica e desenvolvimento de plantas.Poaceae: Grande família de gramíneas herbáceas de folhas estreitas da ordem Cyperales, subclasse Commelinidae, classe Liliopsida (monocotiledôneas). GRÃO COMESTÍVEL vem de membros desta família. RINITE ALÉRGICA SAZONAL pode ser induzida por PÓLEN de muitas gramíneas.Cedrus: Gênero de planta da família PINACEAE, ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta. É fonte de óleo extraído da madeira de cedro. O termo cedro normalmente se refere a este gênero, mas também compõe nomes de plantas de outros gêneros.Reprodução: O processo total pelo qual organismos geram a prole. (Stedman, 25a ed)Papaver: Gênero de plantas herbáceas da Eurásia, as papoulas (família Papaveraceae, classe Magnoliopsida, dicotiledônea) produzem ÓPIO a partir do látex das sementes de vagens verdes.Angiospermas: Membros do grupo de plantas vasculares que possuem flores. São diferenciadas das GIMNOSPERMAS por sua produção de sementes dentro de câmaras (OVÁRIO VEGETAL). A divisão de Angiospermas é composta por duas classes: as monocotiledôneas (Liliopsida) e as dicotiledôneas (Magnoliopsida). As angiospermas representam aproximadamente 80 por cento de todas as plantas vivas conhecidas.Abelhas: Insetos da superfamília Apoidea encontradas em praticamente todo lugar, particularmente sobre flores. Por volta de 3500 espécies ocorrem na América do Norte. Diferem da maioria das VESPAS pelo fato de que suas crias são alimentadas com mel e pólen, ao invés de alimento de origem animal.Árvores: Plantas superiores, perenes, lenhosas e geralmente altas (Angiospermas, Gimnospermas e alguns Pterófitos), que possuem geralmente um tronco principal e numerosos ramos.Gametogênese Vegetal: Processo do desenvolvimento das células germinativas em plantas, das CÉLULAS GERMINATIVAS VEGETAIS até os GAMETAS VEGETAIS haploides maduros.Regulação da Expressão Gênica de Plantas: Qualquer dos processos pelos quais os fatores nucleares, citoplasmáticos ou intercelulares influem no controle diferencial da ação gênica nas plantas.Imunoglobulina E: Imunoglobulina associada com MASTÓCITOS. A superexpressão tem sido associada com hipersensibilidade alérgica (HIPERSENSIBILIDADE IMEDIATA).Betulaceae: Familia de plantas (ordem Fagales, subclasse Hamamelidae, classe Magnoliopsida) que apresentam folhas simples, serrilhadas e alternadas. As flores masculinas nascem em cachos (catkins) oscilantes e longos; as femininas, em cachos curtos, eretos ou oscilantes. O fruto geralmente é uma pequena noz ou uma samara alada e curta.Proteínas de Arabidopsis: Proteínas que se originam de espécies de plantas do gênero ARABIDOPSIS. A espécie de Arabidopsis mais intensamente estudada é a Arabidopsis thaliana, comumente utilizada como modelo experimental.Cupressaceae: Família de plantas da ordem Pinales, classe Pinopsida, divisão Coniferophyta (coníferas). São principalmente árvores resinosas, aromáticas e perenes.Plantas Geneticamente Modificadas: PLANTAS (ou seus descendentes) cujo GENOMA foi alterado por ENGENHARIA GENÉTICA.Phleum: Gênero de plantas (família POACEAE) contendo o alérgeno Phl p 4.Autofertilização: Fusão de um gameta masculino com um feminino do mesmo indivíduo, animal ou planta.Células Germinativas Vegetais: Células reprodutivas das plantas.Hipersensibilidade: Reatividade alterada a um antígeno, podendo resultar em reações patológicas consequentes à exposição subsequente àquele antígeno particular.Genes de Plantas: Unidades hereditárias funcionais de PLANTAS.Zea mays: Espécie de planta da família POACEAE. É uma gramínea alta cultivada por seu GRÃO COMESTÍVEL e utilizada como alimento para consumo humano e animal.Testes Cutâneos: Aplicação epicutânea ou intradérmica de um sensibilizador para demonstração de hipersensibilidade retardada ou imediata. Usado no diagnóstico de hipersensibilidade ou como testes para imunidade celular.Juniperus: Gênero de plantas (família CUPRESSACEAE) árvores ou arbustos coníferos, perenes de crescimento lento.Dessensibilização Imunológica: Imunossupressão pela administração de doses aumentadas de antígeno. Embora o mecanismo exato não esteja claro, a terapia resulta em um aumento nos níveis séricos da IMUNOGLOBULINA G alérgeno-específica, supressão da IgE específica e um aumento na atividade de célula T supressora.Estações do Ano: Estações do ano: Divisões do ano de acordo com algum fenômeno regularmente recorrente, geralmente astronômico ou climático. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed) Variações sazonais: Diferenças sazonais na ocorrência de eventos vitais.Mel: Comida líquida e doce produzida nas bolsas de mel de várias abelhas a partir do néctar coletado das flores. O néctar é amadurecido em mel por inversão de seu açúcar de sacarose em frutose e glucose. É um pouco ácido e tem propriedades antissépticas moderadas e às vezes é usado no tratamento de queimaduras e lacerações.Vento: Movimentação do ar relativa à superfície da terra.Petunia: Gênero de plantas (família SOLANACEAE) cujos membros contêm glicosídeos esteroides.Fraxinus: Gênero de plantas (família OLEACEAE) cujos membros contêm glucosídeos secoiridoides.Brassica: Gênero de plantas da família das Crucíferas. Contém muitas espécies e variedades cultivadas usadas na alimentação, incluindo repolho, couve-flor, brócolis, couve-de-Bruxelas, couve, vegetais verdes, MOSTARDEIRA; (B. alba, B. juncea, and B. nigra), nabo (BRASSICA NAPUS) e canola (BRASSICA RAPA).Artemisia: Gênero de plantas (família ASTERACEAE) cuja folhagem tem forte odor e são fonte de SANTONINA e outros TERPENOS citotóxicos.Lolium: Membro comum da família Gramineae, usado como RAÇÃO ANIMAL. Abriga diversos fungos e outros parasitas, tóxicos às criações e a pessoas, e produz compostos alergênicos, especialmente em seu pólen. As variedades mais comumente observadas são L. perenne, L. multiflorum e L. rigidum.Tabaco: Gênero de plantas (família SOLANACEAE) cujos membros contêm NICOTINA (e outros produtos químicos biologicamente ativos) e cujas folhas secas são usadas para TABAGISMO.Gametogênese: Processo de desenvolvimento da célula germinativa a partir das CÉLULAS GERMINATIVAS primordiais até a maturação de GAMETAS haploides: óvulo na fêmea (OOGÊNESE) ou espermatozoide no macho (ESPERMATOGÊNESE).