National Library of Medicine (U.S.): Agência do NATIONAL INSTITUTES OF HEALTH (U.S.) envolvida com o planejamento global, promoção e administração de programas pertinentes ao avanço das ciências médicas e relacionadas. A maioria de suas atividades inclui a coleção, disseminação e troca de informação importante para o progresso da medicina e da saúde, pesquisa em informática médica e apoio para o desenvolvimento de biblioteca médica.MEDLARS: Armazenamento bibliográfico biomédico computadorizado e sistema de recuperação operados pela NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. O termo MEDLARS provém de Medical Literature Analysis and Retrieval System (Sistema de Análise e Recuperação da Literatura Médica), que foi introduzido pela primeira vez em 1964 e evolui para um sistema online em 1971, denominado MEDLINE (MEDLARS Online). Como outras bases de dados online foram desenvolvidas, MEDLARS tornou-se o nome para todo o sistema NLM de informações, enquanto MEDLINE é o nome da principal base de dados. O MEDLARS foi utilizado para gerar o primeiro Index Medicus Acumulativo impresso e o Index Medicus mensal até Dezembro de 2004 quando a publicação foi interrompida.Bibliotecas MédicasGrateful Med: Pacote de software para microcomputador que provê uma interface amigável ao usuário para o sistema MEDLARS da Biblioteca Nacional de Medicina.MedlinePlus: Serviços da NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para profissionais e usuários da área da saúde. Integra extensa informação do National Institutes of Health e de outras fontes de informações sobre determinadas doenças e anormalidades.MEDLINE: Principal base de dados bibliográficos da NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE (U.S.). MEDLINE® (MEDLARS Online) é o principal subgrupo do PUBMED e pode ser encontrado no site NLM's Web no PubMed ou no NLM Gateway. As referências do MEDLINE são indexadas por MEDICAL SUBJECT HEADINGS (MeSH).Bibliotecas Digitais: Bibliotecas nas quais a maior proporção de recursos está disponível no formato legível em máquina em vez de em papel ou microforma.Unified Medical Language System: Programa de pesquisa e desenvolvimento iniciado pela NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE para construir fontes de conhecimento para auxiliar o desenvolvimento de sistemas que ajudem aos profissionais da saúde a recuperar e integrar as informações biomédicas. As fontes do conhecimento podem ser utilizadas para integrar informações discrepantes para compensar os problemas de recuperação devidos a diferenças de terminologia e dispersão das informações relevantes nos diversos bancos de dados. As três fontes de conhecimento são: o Metathesaurus, o Semantic Network e o Specialist Lexicon.Empréstimos entre BibliotecasBibliotecas: Instituições que abrigam coleções de fontes de informação adquiridas e organizadas sistematicamente e que geralmente prestam assistência a usuários. (Tradução livre do original: ERIC Thesaurus, http://www.eric.ed.gov, acessado em 26/1/2011)Acervo de Biblioteca: Materiais impressos ou não impressos coletados, processados e armazenados por bibliotecas. Eles incluem livros, periódicos, folhetos, relatórios, microformas, mapas, manuscritos, filmes e todas as outras formas de registro audiovisuais.Descritores: Termos ou expressões que provêm os meios principais de acesso por assunto para a unidade bibliográfica.Serviços de Biblioteca: Serviços oferecidos ao usuário de biblioteca. Eles incluem referência e circulação.Administração de Biblioteca: Planejamento, organização, provisão de pessoal, direção e controle de bibliotecas.Resumos e Indexação como Assunto: Atividades realizadas para identificar conceitos e aspectos de informações e relatórios de pesquisa publicados.Biblioteca Gênica: Grande coleção de fragmentos de DNA clonados (CLONAGEM MOLECULAR) a partir de um determinado organismo, tecido, órgão ou tipo celular. Pode conter sequências genômicas completas (BIBLIOTECA GENÔMICA) ou sequências complementares de DNA, sendo estas formadas a partir do RNA mensageiro e sem sequências de íntrons.Estados UnidosServiços Técnicos de Biblioteca: Aquisição, organização e preparação de materiais de biblioteca para uso, inclusive seleção, eliminação do supérfluo, catalogação, classificação e preservação.Sistemas em Linha: Sistemas onde os dados entrantes são inseridos no computador diretamente do ponto de origem (normalmente um terminal ou estação de trabalho) e/ou no qual são transmitidos dados de saída diretamente àquele ponto terminal de origem.Levantamentos de Bibliotecas: Coleção e análise de dados que pertencem a operações de uma biblioteca particular, sistemas de bibliotecas ou grupos de bibliotecas independentes, com recomendação para melhoria e ordenamento de planos para desenvolvimento adicional.Serviços de Informação: Serviços organizados para prover informação sobre qualquer questão que um indivíduo poderia ter usando bancos de dados e outras fontes.Desenvolvimento de Coleções em Bibliotecas: Desenvolvimento de coleções em bibliotecas, inclusive a determinação e coordenação de política de seleção, taxa de necessidades de usuários e usuários potenciais, estudos de uso de coleções, avaliação de coleções, identificação de necessidades de coleções, seleção de materiais, planejamento de divisão de recursos, manutenção de coleções, eliminação do supérfluo e orçamento.Catalogação: Atividades desempenhadas na preparação de registros bibliográficos para CATÁLOGOS. É executada de acordo com um conjunto de regras e contém informação suficiente que permite ao usuário saber o que está disponível e que itens podem ser encontrados.Biblioteconomia: Estudo dos princípios e práticas da administração e serviços de biblioteca.Medical Subject Headings: Dicionário de vocabulário controlado produzido pela NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. Consiste em conjuntos de termos chamados descritores (estruturados hierarquicamente) que permitem pesquisar em vários níveis de especificidade.Bibliotecários: Especialistas na administração de uma biblioteca ou nos serviços conferidos por uma biblioteca, trazendo habilidades profissionais para a administração, organização de material e pessoal, interpretação das regras da biblioteca, desenvolvimento e manutenção da coleção da biblioteca e a provisão de serviços de informação.Armazenamento e Recuperação da Informação: Atividades organizadas relacionadas com a estocagem, localização, busca e recuperação de informação.Automação de Bibliotecas: O uso de máquinas automáticas ou dispositivos processadores em bibliotecas. A automação pode ser aplicada às atividades administrativas de bibliotecas, procedimentos de escritório e prestação de serviços de biblioteca para os usuários.Redes de Comunicação de Computadores: Sistema que contém qualquer combinação de computadores, terminais de computador, impressoras, dispositivos de exibição auditivos ou visuais ou telefones interconectados por equipamento de telecomunicações ou cabos: usados para transmitir ou receber informação.Bibliotecas Hospitalares: Centros de informação servindo principalmente as necessidades do pessoal médico de hospital e também provendo, às vezes, educação do paciente e outros serviços.História da MedicinaCatálogos de BibliotecasSistemas de Informação: Grupo integrado de arquivos, procedimentos e equipamentos para o armazenamento, manipulação e recuperação de informações.História do Século XX: Período de tempo a partir de 1901 até 2000 da era comum.Sistemas Integrados e Avançados de Gestão da Informação: Conceito desenvolvido em 1983 sob a égide e suporte da Biblioteca Nacional de Medicina (National Library of Medicine, EUA), sob o nome de Sistemas Integrados de Gestão da Informação Acadêmica, para prover aos profissionais em centros de ciências de saúde acadêmicos e instituições de ciências de saúde acesso conveniente a uma cadeia integrada e ampla de conhecimento. Envia um largo perfil de usuários dos administradores e corpo docente para os estudantes e clínicos e tem aplicações no planejamento, tomada de decisões clínicas e administrativas, ensino e pesquisa. Provê acesso a vários tipos de bancos de dados clínicos, administrativos, educacionais, etc., como também pesquisa e bancos de dados bibliográficos. Em agosto de 1992 o nome foi mudado de Sistemas Integrados de Gestão da Informação Acadêmica para Sistemas Integrados e Avançados de Gestão da Informação para refletir o uso além do ambiente acadêmico.Publicações Periódicas como Assunto: Publicação emitida em intervalos fixos, mais ou menos regulares. As revistas científicas constituem as principais publicações periódicas que publicam resultados de pesquisa.Informática Médica: O campo da ciência de informação preocupado com a análise e disseminação de dados médicos através da aplicação de computadores para vários aspectos dos cuidados de saúde e da medicina.Financiamento Governamental: Métodos governamentais federais, estaduais ou municipais de assistência financeira.Bases de Dados Bibliográficas: Coleções extensas, supostamente completas, de referências e citações para livros, artigos, publicações, etc., geralmente em um único assunto ou área especializada. Bases de dados podem operar através de arquivos automatizados, bibliotecas ou discos de computador. O conceito deve ser diferenciado de BASES DE DADOS FACTUAIS que é usado para coleções de dados e fatos à parte de referências bibliográficas para eles.PubMed: Base de dados bibliográficos que inclui o MEDLINE como seu principal subgrupo. É gerado pelo National Center for Biotechnology Information (NCBI), parte do NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE. O PubMed, acessível pelo 'web site' da NLM, também permite acesso a citações adicionais em determinadas revistas científicas não incluídas no MEDLINE, assim como links para outras fontes, como textos completos de artigos nos Web sites das editoras participantes, base de dados em biologia molecular da NCBI e Central do PubMed.Capacitação de Usuário de Computador: Processo de ensinar uma pessoa a interagir e comunicar-se com um computador.Vocabulário Controlado: Lista definida de termos com um significado fixo e inalterável, e da qual uma seleção é feita para a CATALOGAÇÃO, RESUMOS E INDEXAÇÃO, ou para pesquisa em LIVROS, REVISTAS COMO ASSUNTO e outros documentos. O controle tem a intenção de evitar a dispersão de assuntos relacionados entre DESCRITORES diferentes. A lista pode ser alterada ou estendida apenas pelo editor ou agência emissora. (Tradução livre do original: Harrod's Librarians' Glossary, 7th ed, p163)Bases de Dados como Assunto: Coleções organizadas de registros de computador, unificadas em formato e conteúdo que são armazenadas em qualquer de uma variedade de modos legíveis por computador. Eles são grupos básicos de dados dos quais são criados arquivos legíveis por computador.Medicina Tradicional Chinesa: Sistema de medicina tradicional que é baseada nas crenças e práticas da cultura chinesa.Relações Comunidade-Instituição: As interações entre membros de uma comunidade e representantes das instituições dentro daquela comunidade.Internet: A confederação livre de redes de comunicação de computadores ao redor do mundo. As redes que compõem a Intenet são conectadas através de várias redes centrais. A internet proveio do projeto ARPAnet do governo norte-americano e foi projetada para facilitar a troca de informações.Terminologia como Assunto: Os termos, expressões, designações ou símbolos usados em uma ciência particular, disciplina ou área de assunto especializada.Processamento de Linguagem Natural: Processamento por computador de uma linguagem com regras que refletem e descrevem costumes atuais em lugar de costumes prescritos.Bases de Dados Factuais: Coleções extensivas, supostamente completas, de fatos e dados armazenados do material de uma área de assunto especializada posto à disposição para análise e aplicação. A coleção pode ser automatizada através de vários métodos contemporâneos para recuperação. O conceito deve ser diferenciado de BASES DE DADOS BIBLIOGRÁFICAS que é restringida a coleções de referências bibliográficas.Editoração: Negócio ou profissão da produção comercial e distribuição de literatura. Inclui o publicador, processo de publicação, edição e editores. A produção pode ser através de métodos de impressão convencionais ou publicação eletrônica.Medicina Individualizada: Abordagem terapêutica que adapta terapia para subgrupos de pacientes definidos geneticamente.Medicina Baseada em Evidências: Abordagem da prática médica que tem o objetivo de melhorar e avaliar o cuidado com o paciente. Necessita de integração crítica das melhores evidências em pesquisa com os valores dos pacientes para tomar decisão sobre cuidado médico. Este método é usado para auxiliar os médicos a fazer diagnósticos apropriados, construir a melhor bateria de testes, escolher o melhor tratamento e metodologia para a prevenção de doença, bem como desenvolver orientações para grupos grandes de pacientes com a mesma doença. (Tradução livre do original: JAMA 296 (9), 2006)National Institutes of Health (U.S.): Divisão operacional do Departamento dos EUA de Saúde e Serviços Humanos. Lida com o planejamento global, promoção e administração de programas pertinentes a saúde e pesquisa médica.ComputadoresInterface Usuário-Computador: A parte de um programa de computador interativo que emite mensagens para um usuário e recebe comandos de um usuário.Medicina Interna: Especialidade médica voltada para o diagnóstico e tratamento das doenças dos sistemas de órgãos internos dos adultos.Biblioteca Genômica: Forma de BIBLIOTECA GÊNICA que contêm as sequências completas do DNA presente no genoma de um dado organismo. Contrasta com uma biblioteca de cDNA que contém apenas sequências utilizadas na codificação de proteínas (íntrons ausentes).Pesquisa: Investigação crítica e exaustiva ou experimentação, tendo por objetivo a descoberta de fatos novos e sua interpretação correta, a revisão de conclusões, teorias ou leis aceitas, à luz de fatos recentemente descobertos, ou a aplicação prática dessas conclusões, teorias ou leis novas ou revisadas.Medicina Tradicional: Sistemas de medicina baseados em crenças culturais e práticas passadas de geração a geração. O conceito inclui rituais místicos e mágicos (TERAPIAS ESPIRITUAIS), FITOTERAPIA e outros tratamentos que podem não ser esclarecidos pela medicina atual.Medicina Nuclear: Especialidade, dentro da radiologia, voltada para o uso diagnóstico, terapêutico e investigativo de formulações farmacêuticas radioativas.Medicina Kampo: Sistema de medicina herbária praticada no Japão por herbalistas e praticantes da medicina moderna. Kampo se originou na China e é baseada na medicina herbária chinesa (MEDICINA TRADICIONAL CHINESA).Medicina: Arte e ciência de estudar, pesquisar, prevenir, diagnosticar e tratar doenças, bem como de manter a saúde.Estudos de Avaliação como Assunto: Estudos que determinam a efetividade ou o valor dos processos, pessoal e equipamento, ou o material na condução destes estudos. Para medicamentos e dispositivos estão disponíveis os ENSAIOS CLÍNICOS COMO ASSUNTO, AVALIAÇÃO DE MEDICAMENTOS e AVALIAÇÃO PRÉ-CLÍNICA DE MEDICAMENTOS.Software: Programas e dados operacionais sequenciais que instruem o funcionamento de um computador digital.Programas Nacionais de Saúde: Conjunto de normas, regulamentos e recomendações técnicas no âmbito nacional visando a implementação de estratégias sanitárias específicas, cuja organização pode basear-se em enfermidades (doenças infecciosas, cânceres etc.) ou ciclos de vida (infância, adolescência, adultos etc).Bibliotecas de Moléculas Pequenas: Grande coleção de moléculas pequenas (massa molecular menor que ou igual a 600), de natureza semelhante ou variada, usadas em triagem de alto rendimento nos estudos de função gênica, interação entre proteínas, processamento celular, vias bioquímicas ou outras interações químicas.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Educação em Saúde: A educação em saúde objetiva desenvolver nas pessoas um sentido de responsabilidade, como indivíduo, membro de uma família e de uma comunidade, para com a saúde, tanto individual como coletivamente.Avaliação de Programas e Projetos de Saúde: Processo cuja finalidade é a determinação sistemática e objetiva da relevância, efetividade e impacto de políticas públicas, programas e projetos de saúde. O objetivo da avaliação é o de aperfeiçoar os programas e projetos, no sentido de orientar a distribuição de recursos humanos e financeiros. (tradução livre do original: OPAS/OMS-Evaluación de los programas de Salud; normas fundamentales. 1981, para Avaliação de Programas e Projetos de Saúde) Estudos projetados para avaliar a eficácia de programas. Incluem a avaliação de custo-eficácia e do alcance ou impacto dos objetivos cumpridos. (tradução livre do original: MeSH, para Program Evaluation)Medicina Clínica: Estudo e prática da medicina por exame direto do paciente.Bibliotecas de EnfermagemMedicamentos de Ervas Chinesas: Extratos de ervas ou plantas chinesas usadas como drogas para tratar doenças ou para promover bem-estar geral. Não inclui os compostos sintéticos preparados na China.Medicina de Emergência: Ramo da medicina envolvido com a avaliação e tratamento inicial de problemas médicos de urgência e emergência, como os causados por acidentes, traumas, doenças súbitas, envenenamentos ou desastres. A assistência médica de emergência pode ser fornecida em hospital ou em locais fora de instalações médicas.Clonagem Molecular: Inserção de moléculas de DNA recombinante de origem procariótica e/ou eucariótica em um veículo replicante, tal como um plasmídeo ou vírus vetores, e a introdução das moléculas híbridas resultantes em células receptoras, sem alterar a viabilidade dessas células.Associações de BibliotecasMedicina Regenerativa: Campo da medicina dedicado ao desenvolvimento e utilização de estratégias destinadas a reparar ou substituir órgãos, tecidos e células lesionados, doentes ou deficientes metabolicamente, através da ENGENHARIA TECIDUAL, TRANSPLANTE DE CÉLULAS, ÓRGÃOS ARTIFICIAIS e ÓRGÃOS BIOARTIFICIAIS e tecidos.