Luminescência: Emissão de LUZ quando os ELÉTRONS retornam ao seu estado eletrônico basal vindos de um estado excitado e perdem energia como FÓTONS. É chamado, às vezes, de luz fria em contraste a INCANDESCÊNCIA. As MEDIÇÕES LUMINESCENTES levam vantagens sobre o tipo de luz emitida por AGENTES LUMINESCENTES.Medições Luminescentes: Técnicas usadas para determinar os valores de parâmetros fotométricos da luz resultante de LUMINESCÊNCIA.Európio: Európio. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Eu, número atômico 63 e peso atômico 152. Európio é utilizado na forma de seus sais como revestimento para tubos de raios catódicos e na forma de seus derivados orgânicos como um reagente de deslocamento na espectroscopia de ressonância nuclear magnética.Térbio: Térbio. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Tb, número atômico 65 e peso atômico 158,92.Elementos da Série dos Lantanoides: Elementos da série dos lantanídeos que incluem o número atômico 57 (LANTÂNIO) até o número atômico 71 (LUTÉCIO).Substâncias Luminescentes: Compostos, tais como as PROTEÍNAS LUMINESCENTES, que produzem ou emitem luz (LUMINESCÊNCIA FÍSICA).Luciferina de Vaga-Lumes: Benzotaizol que é oxidado por LUCIFERASES DE VAGA-LUME para causar emissão de luz (LUMINESCÊNCIA).Aliivibrio fischeri: Espécie de bactéria Gram-negativa do gênero ALIIVIBRIO que apresenta LUMINESCÊNCIA. A. fischeri é encontrada em relação simbiótica com a espécie de LULA Euprymna scolopes.Vibrio: Gênero de VIBRIONACEAE composto de curtos bacilos ligeiramente curvos, com motilidade, que são Gram-negativos. Várias espécies produzem cólera e outros distúrbios gastrointestinais, bem como causam aborto em ovelhas e vacas.Equorina: Fotoproteína isolada da medusa Aequorea. Emite luz visível através de uma reação intramolecular quando uma pequena quantidade de íon cálcio é adicionada. A molécula emissora de luz na reação bioluminescente supostamente é a 2-amino-3-benzil-5-(p-hidroxifenil)pirazina (AF-350).Metais Terras Raras: Grupo de elementos que incluem escândio, ítrio e os ELEMENTOS DA SÉRIE DOS LANTANOIDES. Historicamente, os metais terrosos raros foram assim denominados por não serem encontrados em sua forma elementar pura, mas como óxidos (além disso, sua purificação era muito difícil). Eles não são realmente raros e compreendem cerca de 25 por cento dos metais na crosta terrestre.Photobacterium: Gênero de bactérias Gram-negativas, facultativamente anaeróbias e em forma de bastonete, que são comuns no ambiente marinho e nas superfícies e conteúdos intestinais de animais marinhos. Algumas espécies são bioluminescentes e são encontradas como simbiontes em órgãos luminosos especializados de peixes.Luciferases Bacterianas: Luciferases de BACTÉRIA, como PHOTOBACTERIUM, VIBRIO e PHOTORHABDUS.Luciferases: Enzimas que oxidam certas SUBSTÂNCIAS LUMINESCENTES para emitir luz (LUMINESCÊNCIA). As luciferases de organismos distintos apresentam estruturas e substratos diferentes, pois evoluíram diferentemente.Elementos da Série Actinoide: Série de elementos radioativos do ACTÍNIO, número atômico 89 até o LAURÊNCIO, número atômico 103.Itérbio: Itérbio. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Yb, número atômico 70 e peso atômico 173. Itérbio tem sido usado em lasers e como fonte portátil de raios-x.Luciferases de Vaga-Lume: Luciferases de VAGA-LUMES, geralmente Photinus, o qual oxida a LUCEFERINA DE VAGA-LUME produzindo emissão de FÓTONS.Processos Ópticos: Comportamento da LUZ e suas interações consigo e com os materiais.Equinodermos: Filo dos invertebrados marinhos mais comuns. Sua classe Stelleroidea contém duas subclasses, a Asteroidea (a ESTRELA-DO-MAR) e a Ophiuroidea (os ofiuros, também chamadas de estrelas em cestas e estrelas-serpentes). Há 1500 espécies descritas de ESTRELAS-DO-MAR encontradas pelo mundo. A segunda classe, Echinoidea, contém por volta de 950 espécies de OURIÇOS-DO-MAR, "heart urchins" (ouriços coração), e bolachas-do-mar. Uma terceira classe, Holothuroidea, compreende por volta de 900 equinodermos conhecidos como HOLOTÚRIAS. Equinodermos são extensamente utilizados em pesquisa biológica.Dosimetria por Luminescência Estimulada Opticamente: Uso de um dispositivo de monitoramento de radiação composto de um material que emite luz depois de ser iluminado. A quantidade de luz emitida é proporcional à quantidade de RADIAÇÃO IONIZANTE ao qual o material fora previamente exposto.Decapodiformes: Superordem de CEFALÓPODES composta por lula, siba e seus parentes. Sua característica diferencial é a modificação de seu quarto par de braços em tentáculos, resultando em 10 membros.Oxigênio Singleto: Oxigênio molecular de estado excitado gerado fotoquimicamente ou quimicamente. O oxigênio singleto reage com uma variedade de moléculas biológicas como ÁCIDOS NUCLEICOS, PROTEÍNAS e LIPÍDIOS, causando danos oxidativos.Dosimetria Termoluminescente: Uso de um dispositivo composto por material termoluminescente para medir a exposição à RADIAÇÃO IONIZANTE. O material termoluminescente emite luz quando aquecido. A quantidade de luz emitida é proporcional à quantidade de radiação ionizante à qual o material foi exposto.Cúrio: Actinídeo radioativo cujo símbolo atômico é Cm, número atômico 96 e peso atômico 247. Treze isótopos de cúrio foram produzidos com números de massa variando entre 238-250. Sua valência pode ser +3 ou +4. É intensamente radioativo e decompõem-se por emissão alfa.Transferência de Energia: Transferência de energia de uma dada forma entre diferentes escalas de movimento. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed). Inclui a transferência da energia cinética e a transferência de energia química. A transferência de energia química de uma molécula para outra depende da proximidade das moléculas, de forma que é usada com frequência em técnicas para medir distância (entre moléculas) como no uso de TRANSFERÊNCIA DE ENERGIA POR RESSONÂNCIA FORSTER.Espectrometria de Fluorescência: Medida da intensidade e qualidade da fluorescência.Tubarões: Grupo de elasmobrânquios elongados. Tubarões são majoritariamente peixes marinhos, sendo algumas espécies grandes e vorazes.HomosserinaCompostos Organometálicos: Classe de compostos do tipo R-M, em que o átomo C está ligado diretamente a qualquer outro elemento que não o H, C, N, O, F, Cl, Br, I ou At.Pontos Quânticos: Fragmentos de tamanho nanométrico de material cristalino semicondutor que emite FÓTONS. O comprimento de onda se baseia no tamanho do confinamento do quantum no ponto. Podem ser inseridos em MICROESFERAS em TÉCNICAS DE QUÍMICA ANALÍTICA de alto rendimento.Luminol: 5-Amino-2,3-di-hidro-1,4-ftalazinodiona. Substância que emite luz na oxidação. É usada em determinações químicas.Poluentes Radioativos do Solo: Poluentes, presentes no solo, que exibem radioatividade.Tenoiltrifluoracetona: Quelante e inibidor da respiração celular.Imagem Molecular: Uso de sondas de imagens dirigidas molecularmente para localizar e/ou monitorar processos bioquímicos e celulares por meio de várias modalidades de imagens que incluem CINTILOGRAFIA, ULTRASSONOGRAFIA, IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA, imagem de fluorescência (ver IMAGEM ÓPTICA) e MICROSCOPIA.CazaquistãoÉrbio: Érbio. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Er, número atômico 68 e peso atômico 167,26.Rutênio: Raro elemento metálico muito duro, quebradiço, branco-acinzentado cujo símbolo atômico é Ru, número atômico 44 e peso atômico 101,07. É utilizado como catalisador e temperador para a PLATINA e para o PALÁDIO.Estruturas Animais: Órgãos e outras estruturas anatômicas de animais vertebrados não humanos e animais invertebrados.Samário: Samário. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Sm, número atômico 62 e peso atômico 150,36. Seu óxido é utilizado nos bastões de controle de alguns reatores nucleares.Vibrionaceae: Família de bactérias Gram-negativas, cujos membros predominam na flora bacteriana de PLÂNCTON, PEIXES e ÁGUA DO MAR. Alguns membros são importantes patógenos para humanos e animais.Compostos de Terfenil: Compostos constituídos de anéis benzênicos ligados uns aos outros tanto em posição orto, meta ou para. São permitidas quaisquer substituições, porém a fusão de um anel com outro anel benzênico não é permitida.Dicetopiperazinas: Piperazinas com dois oxigênios cetônicos.4-Butirolactona: Um dos FURANOS com um carbonil que resulta na formação da lactona cíclica. É um composto endógeno feito do gama-aminobutirato e precursor do gama-hidroxibutirato. É também utilizado como um agente farmacológico e solvente.Compostos de Cádmio: Compostos inorgânicos que contêm cádmio como parte integral da molécula.Imagem Óptica: Uso da interação luminosa (dispersão, absorção e fluorescência) com tecidos biológicos para obter informação baseada em morfologia. Inclui a medida das propriedades ópticas inerentes ao tecido como dispersão, absorçãõ e autofluorescência, ou propriedades ópticas de sondas moleculares exógenas direcionadas como as que são usadas em IMAGEM MOLECULAR ou MEIOS DE CONTRASTE ópticos não direcionados.Disprósio: Disprósio. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos) que possui símbolo atômico Dy, número atômico 66 e peso atômico 162,50. Disprósio é um metal prateado utilizado principalmente na forma de vários sais.Análise Espectral: Medida da amplitude dos componentes de um perfil de onda complexo ao longo do alcance da frequência do perfil de onda. (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 6th ed)Cinza Radioativa: Resíduos radiativos usualmente de uma explosão nuclear que se depositam sobre a terra após serem lançados na atmosfera pelo poder da explosão.Compostos Macrocíclicos: Compostos cíclicos com um anel do tamanho aproximadamente de 1-4 dúzias de átomos.Cifozoários: Classe das verdadeiras águas-vivas (filo CNIDNÁRIOS) marinhas preponderantemente livre-nadantes, cujo ciclo de vida é composto por cinco estágios e apresenta duas formas corporais: pólipo e medusa.Proteínas Luminescentes: Proteínas que estão envolvidas no fenômeno de emissão em sistemas vivos. Incluem-se os tipos enzimáticos e os não enzimáticos de sistema, com ou sem a presença de oxigênio ou cofatores.Photorhabdus: Gênero de bactérias Gram-negativas que existem simbioticamente com nematoides da família Heterorhabditidae (veja RHABDITOIDEA). Esses nematoides infectam uma variedade de insetos terrestres. Ao penetrar no inseto hospedeiro, o nematoide libera Photorabdus de seu trato intestinal e a bactéria estabelece septicemia letal no inseto.Metaciclina: Antibiótico semissintético de amplo espectro relacionado com a TETRACICLINA, mas excretado mais lentamente e mantendo os níveis sanguíneos eficazes por um maior período de tempo.Corantes Fluorescentes: Agentes que emitem luz após excitação luminosa. O comprimento de onda da luz emitida geralmente é maior que o da luz incidente. Os fluorocromos são substâncias que causam fluorescência em outras substâncias, ou seja, corantes usados para marcar ou diferenciar outros compostos com etiquetas fluorescentes.Complexos de Coordenação: Ligantes neutros ou carregados negativamente ligados a cátions de metais ou a átomos neutros. O número de átomos do ligante ao qual o centro do metal está diretamente ligado corresponde ao número de coordenação do cátion metálico, sendo este número sempre maior do que a valência ou o número de oxidação do metal. Um complexo de coordenação pode ser carregado negativamente ou positivamente ou ser neutro.Ítrio: Elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Y, número atômico 39 e peso atômico 88,91. Em conjunto com outros metais terrosos raros (lantanídeos), o ítrio é utilizado como substância fosforescente em receptores televisivos, além de ser um componente dos lasers de ítrio-alumínio (YAG).Fluorescência: Propriedade [de algumas substâncias] de emitirem radiação enquanto são irradiadas. A radiação emitida geralmente apresenta comprimento de onda maior que a incidente ou absorvida; p.ex., uma substância pode ser irradiada com radiação não visível [ultravioleta] e emitir luz visível. A fluorescência dos raios X [também] é usada em diagnóstico.Diagnóstico por Imagem: Qualquer exibição visual de padrões estruturais ou funcionais de órgãos ou tecidos para avaliação diagnóstica. Inclui medidas fisiológicas e respostas metabólicas a estímulos físicos e químicos, assim como ultramicroscopia.Neodímio: Neodímio. Um elemento da família de terras raras (lantanídeos). Possui símbolo atômico Nd, número atômico 60 e peso atômico 144,24. É utilizado em aplicações industriais.Ensaios Enzimáticos: Métodos usados para medir a atividade relativa de uma enzima específica ou sua concentração em solução. Caracteristicamente, um substrato da enzima é adicionado a uma solução tampão contendo a enzima e a taxa de conversão do substrato em produto é medida sob condições controladas. Muitos métodos de ensaios enzimáticos clássicos envolvem o uso de substratos colorimétricos sintéticos e a medida das taxas de reação por meio de espectrofotômetro.Nanopartículas: Partículas com tamanho nanométrico, apresentando nanoescala em três dimensões. Entre elas estão materiais nanocristalinos, NANOCÁPSULAS, NANOPARTÍCULAS METÁLICAS, DENDRÍMEROS e PONTOS QUÂNTICOS. O uso de nanopartículas inclui SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e marcação e processamento de imagens de câncer.Besouros: INSETOS (ordem Coleoptera) compreendem mais de 350.000 espécies em 150 famílias. Possuem corpos duros e suas estruturas bucais estão adaptadas para a mastigação.Vaga-Lumes: Família Lampyidae que são os BESOUROS bioluminescentes. Possuem a LUCIFERINA DE VAGA-LUMES e LUCIFERASES. A oxidação da luciferina de vaga-lumes resulta na luminescência.Semicondutores: Materiais que possuem condutividade elétrica limitada e geralmente variável. São particularmente úteis na produção de dispositivos eletrônicos de estado sólido.Quelantes: Compostos químicos que se ligam a íons e os removem de soluções. Muitos quelantes agem por meio da formação de COMPLEXOS DE COORDENAÇÃO com METAIS.Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Tomografia Óptica: Projeção de luz próximo ao infravermelho (RAIOS INFRAVERMELHOS), na região entre 700-1000 nm, através de um objeto em feixes paralelos a um arranjo de fotodetectores sensíveis. Este processo é repetido em vários ângulos e uma reconstrução matemática fornece técnicas de imagem tridimensional dos tecidos. Baseada na transparência relativa dos tecidos a este espectro, tem sido utilizada para monitorizar a oxigenação local, encefálica e articulações.Metais Alcalinos: Metais que constituem o grupo I (anteriormente grupo 1a) da tabela periódica. São os mais fortes metais eletropositivos. Observar que o HIDROGÊNIO não é considerado um metal alcalino, embora localizado no grupo 1 iniciando a tabela periódica.Proteínas de Bactérias: Proteínas encontradas em qualquer espécie de bactéria.Estrutura Molecular: Localização dos átomos, grupos ou íons, em relação um ao outro, em uma molécula, bem como o número, tipo e localização das ligações covalentes.Genes Reporter: Genes cuja expressão é facilmente detectável, sendo usados no estudo da atividade promotora em muitas posições de um genoma alvo. Na tecnologia do DNA recombinante estes genes podem ser ligados a uma região promotora de interesse.Luz: Parte do espectro eletromagnético nas faixas visível, ultravioleta e infravermelha.Radiometria: Medida da radiação por fotografia, como em filme de raio x e placa de filme, por tubos Geiger-Mueller e por CONTAGEM DE CINTILAÇÃO.Simbiose: Relação entre duas espécies diferentes de organismos que são interdependentes; uma ganha benefícios da outra ou uma relação entre diferentes espécies em que ambos os organismos em questão se beneficiam da presença do outro.Escherichia coli: Espécie de bactérias Gram-negativas, facultativamente anaeróbicas, em forma de bastão (BACILOS GRAM-NEGATIVOS ANAERÓBIOS FACULTATIVOS) comumente encontrada na parte mais baixa do intestino de animais de sangue quente. Geralmente não é patogênica, embora algumas linhagens sejam conhecidas por produzir DIARREIA e infecções piogênicas. As linhagens patogênicas (virotipos) são classificadas pelos seus mecanismos patogênicos específicos como toxinas (ESCHERICHIA COLI ENTEROTOXIGÊNICA), etc.Nanoestruturas: Materiais que têm componentes estruturados com pelo menos uma dimensão na faixa de 1 a 100 nanômetros. Entre eles estão NANOCOMPOSTOS, NANOPARTÍCULAS, NANOTUBOS, e NANOFIOS.Percepção de Quorum: Fenômeno no qual os micro-organismos se comunicam e coordenam seu comportamento, acumulando moléculas sinalizadoras. A reação ocorre quando uma sustância acumulada atinge uma concentração adequada. É muito comum na maioria das bactérias.Imagem Corporal Total: Criação de um mostrador visual da parte interna do corpos humano ou animal, para propósitos de avaliação diagnóstica. Normalmente, isto é, executado mais por uso de IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA ou TOMOGRAFIA POR EMISSÃO DE PÓSITRONS.Hidroxilamina: Composto inorgânico incolor (HONH2) utilizado na síntese orgânica e como um agente redutor devido a sua capacidade em doar óxido nítrico.Cálcio: Elemento fundamental encontrado em todos os tecidos organizados. É um membro da família dos metais alcalinoterrosos cujo símbolo atômico é Ca, número atômico 20 e peso atômico 40. O cálcio é o mineral mais abundante no corpo e se combina com o fósforo para formar os fosfatos de cálcio presentes nos ossos e dentes. É essencial para o funcionamento normal dos nervos e músculos além de desempenhar um papel importante na coagulação do sangue (como o fator IV) e em muitos processos enzimáticos.Óperon: Em bactérias, um grupo de genes metabolicamente relacionados com um promotor comum, cuja transcrição em um único RNA MENSAGEIRO policistrônico está sob controle de uma REGIÃO OPERADORA.Raios Infravermelhos: A parte do espectro eletromagnético geralmente percebida como calor. Os comprimentos de onda infravermelhos são maiores que os da luz visível, estendendo-se para as frequências das micro-ondas. São usados terapeuticamente e também para aquecer alimentos em restaurantes.Piridonas: Derivados da piridina com um ou mais grupos cetona no anel.Projeto Auxiliado por Computador: O uso de computadores para projeto e/ou manufatura de qualquer coisa, inclusive drogas, procedimentos cirúrgicos, ortóticos e prostéticos.FenantrolinasSondas Moleculares: Grupo de moléculas ou átomos ligados a outras moléculas ou estruturas celulares, e usado no estudo das propriedades destas moléculas e estruturas. Sequências de DNA ou de RNA radioativas são usadas na genética molecular para detetar a presença de uma sequência complementar por HIBRIDIZAÇÃO DE ÁCIDO NUCLEICO.Fótons: [Quantidades] (concentrations) discretas de energia; partículas elementares aparentemente sem massa que se deslocam à velocidade da luz. São a unidade ou quantum da radiação eletromagnética. Os fótons são emitidos quando os elétrons passam de um estado energético para outro [de menor energia].Fotometria: Medida das várias propriedades da luz.Ouro: Elemento metálico amarelo, cujo símbolo atômico é Au (número atômico 79 e massa atômica 197). É utilizado em joias, para banhar outros metais, como moeda e em restaurações dentárias. Em muitas de suas aplicações clínicas, por exemplo como ANTIRREUMÁTICOS, encontra-se na forma de sais.Lactonas: Ésteres cíclicos de ácidos hidroxicarboxílicos, contendo uma estrutura 1-oxacicloalcano-2-ona. Grandes lactonas cíclicas (com mais de 12 átomos) são MACROLÍDEOS.Succinilcolina: Relaxante da musculatura esquelética quaternário geralmente utilizado na forma de brometos, cloretos e iodetos. É um relaxante despolarizante, atuando em aproximadamente 30 segundos e com uma duração de seus efeitos de 3 a minutos. Succinilcolina é utilizada em procedimentos cirúrgicos, anestésicos, entre outros, onde um curto período de relaxamento muscular se faz necessário.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Arqueologia: Estudo científico de sociedades do passado através de artefatos, fósseis, etc.