Esqualeno Mono-Oxigenase: Segunda enzima envolvida na via biossintética do COLESTEROL e que catalisa a primeira etapa da oxigenação na biossíntese de ESTERÓIS e acredita-se ser uma enzima limitante neste processo. Especificamente, catalisa a conversão do ESQUALENO a (S)-esqualeno-2,3-epóxido.EsqualenoTelúrio: Telúrio. Um elemento membro da família dos calcogênios. Tem por símbolo atômico Te, número atômico 52 e peso atômico 127,60. É utilizado como agente colorante e na manufatura de equipamentos elétricos. Exposição ao telúrio pode causar náuseas, vômitos e depressão do sistema nervoso central.Oxigenases: Oxidases que especificamente introduzem átomos de oxigênio derivados de dioxigênio em uma variedade de moléculas orgânicas.Farnesil-Difosfato Farnesiltransferase: Primeira enzima comprometida na via de biossíntese que leva à produção de ESTERÓIS. Catalisa a síntese do ESQUALENO a partir do farnesil pirofosfato através do intermediário pré-esqualeno pirofosfato. Esta enzima também é um ponto de ramificação crítico na biossíntese dos ISOPRENOIDES que é considerado um regulador do fluxo de intermediários de ISOPRENOS através da via do esterol.Oxigenases de Função Mista: Enzima amplamente distribuída e que atua em reações de oxirredução nas quais um átomo da molécula de oxigênio é incorporado no substrato orgânico. O outro átomo de oxigênio é reduzido e combinado com íons hidrogênio para formar água. Também são conhecidas como monooxigenases ou hidroxilases. Para estas reações são necessários dois substratos como redutores para cada um dos dois átomos de oxigênio. Há diferentes classes de monooxigenases dependendo do tipo de co-substrato fornecedor de hidrogênio (COENZIMAS) necessários para a oxidação de função mista.Quinurenina 3-Mono-Oxigenase: Mono-oxigenase flavina dependente de NADPH que desempenha importante papel no catabolismo do TRIPTOFANO ao catalisar a HIDROXILAÇÃO da QUINURENINA a 3-hidroxiquinurenina. Fora anteriormente caracterizada como EC 1.14.1.2 e EC 1.99.1.5.