Cloreto de Mercúrio: Cloreto de mercúrio (HgCl2). Composto altamente tóxico que se volatiza levemente a temperaturas normais e consideravelmente a 100 graus Celsius. É corrosivo de mucosas e utilizado como antisséptico e desinfetante tópico.Mercúrio: Elemento metálico prateado que existe no estado líquido à temperatura ambiente. Possui o símbolo atômico Hg (de "hydrargyrum", líquido prateado), número atômico 80 e peso atômico 200,59. O mercúrio é utilizado em muitas aplicações industriais e seus sais são empregados terapeuticamente como purgantes, antissifilíticos, desinfetantes e adstringentes. Pode ser absorvido pela pele e mucosas levando à INTOXICAÇÃO POR MERCÚRIO. Devido a sua toxicidade, a utilização clínica do mercúrio e de mercuriais está diminuindo.Isótopos de Mercúrio: Átomos de mercúrio estáveis que possuem o mesmo número atômico que o elemento mercúrio, porém diferem em relação ao peso atômico. Hg-196, 198-201 e 204 são isótopos de mercúrio estáveis.Cloretos: Compostos inorgânicos derivados do ácido clorídrico que contêm o íon Cl-.Ratos Endogâmicos BNCompostos de Metilmercúrio: Compostos orgânicos em que o átomo de mercúrio está anexado a um grupo metil.Compostos de Alquilmercúrio: Compostos de mercúrio orgânicos em que o átomo de mercúrio está anexado a um grupo alquil.Doenças do Ceco: Desenvolvimento patológico no CECO.Intoxicação por MercúrioÁlcool de Polivinil: Polímero preparado de acetatos de polivinil pela substituição dos grupos acetatos por grupos hidroxila. É utilizado como apoio farmacêutico e lubrificante oftálmico, bem como, na fabricação de esponjas artificiais de recobrimentos de superfícies, cosméticos e outros produtos.Compostos de Fenilmercúrio: Compostos orgânicos de mercúrio em que o átomo de mercúrio encontra-se anexado a um grupo fenil. São frequentemente utilizados como fungicida e como agente de tratamento de sementes.Fixadores: Agentes empregados na preparação de cortes histológicos ou patológicos para manter a forma e a estrutura existentes de todos os elementos constituintes. São usados inúmeros agentes diferentes; alguns também são descalcificadores e endurecedores. Eles devem matar e coagular depressa o tecido vivo.Canais de Cloreto: Glicoproteínas de membrana celular que formam canais para a passagem seletiva de íons cloro. Entre os bloqueadores não seletivos estão FENAMATOS, ÁCIDO ETACRÍNICO, e TAMOXIFENO.Volatilização: Fase de transição do estado líquido para o estado gasoso, que está afetado pela lei de Raoult. Pode ser realizada pela destilação parcial.Aquaporinas: Classe de porinas que permite a passagem de ÁGUA e outras moléculas pequenas através das MEMBRANAS CELULARES.Autoimunidade: Processo através do qual o sistema imune reage contra os próprios tecidos do corpo. A autoimunidade pode produzir ou ser causada por DOENÇAS AUTOIMUNES.Rim: Órgão do corpo que filtra o sangue, secreta URINA e regula a concentração dos íons.Vasculite: Inflamação de qualquer um dos vasos sanguíneos, inclusive ARTÉRIAS, VEIAS, e resto do sistema de vasculatura do corpo.