Clordano: Inseticida organoclorado altamente tóxico. O EPA (vide UNITED STATES ENVIRONMENTAL PROTECTION AGENCY) cancelou os registros de pesticidas contendo este composto com a exceção para o seu uso em inserções subterrâneas para o controle do cupim e para imersão de raizes ou topos de plantas não comestíveis.Heptacloro: Composto artificial utilizado anteriormente no controle de cupins e outros insetos. Embora sua fabricação tenha sido abolida gradualmente nos EUA durante a década de 80, ele continua no solo e em alguns depósitos de lixo perigoso. É claramente tóxico aos animais e seres humanos, mas a Agência Internacional de Pesquisas em Câncer (AIPC) determinou que o heptacloro não é classificável como carcinógeno para humanos. (Tradução livre do original: ATSDR Public Heath Statement, April 1989)Hidrocarbonetos Clorados: Hidrocarbonetos compostos com um ou mais hidrogênios substituídos por CLORO.Toxafeno: Mistura bastante complexa, porém reproduzível, com pelo menos 177 derivados policlorados C10, possuindo especialmente uma fórmula empírica aproximada de C10-H10-Cl8. É utilizado como inseticida e pode ser racionalmente antecipado como um carcinógeno: Quarto Relatório Anual em Carcinógenos (NTP 85-002, 1985). (Tradução livre do original: Merck Index, 11th ed)Aldrina: Substância altamente tóxica que fora antigamente utilizada como inseticida. Sua fabricação e utilização foi interrompida nos Estados Unidos.Heptacloro Epóxido: Produto da oxidação do HEPTACLORO formado por muitas plantas e animais, incluindo os seres humanos, após exposição ao HEPTACLORO. Foi mostrado sua permanência nos solos que foram tratados com HEPTACLORO por mais de quinze anos. É tóxico para animais e humanos. (Tradução livre do original: ATSDR Public Heath Statement, April 1989)Inseticidas: Pesticidas designados para controlar insetos prejudiciais ao homem. Os insetos podem ser diretamente prejudiciais, como aqueles que agem como vetores de doenças, ou indiretamente prejudiciais, como destruidores de safras, produtos alimentícios ou tecidos.Lindano: Inseticida organoclorado que tem sido utilizado como pediculicida e escabicida. Propõe-se que seja causador de câncer.Poluição Química da Água: Efeitos adversos em corpos aquáticos (LAGOS, RIOS, mares, água subterrânea etc.) causados por POLUENTES QUÍMICOS DA ÁGUA.Praguicidas: Compostos químicos usados para destruir pragas de qualquer tipo. O conceito inclui fungicidas (FUNGICIDAS INDUSTRIAIS), INSETICIDAS, RODENTICIDAS, etc.Mirex: Inseticida organoclorado que é carcinógeno.Bifenilos Policlorados: Produtos industriais constituídos por uma mistura de isômeros e congêneres bifenil clorado. Esses compostos são altamente lipofílicos e têm a tendência de se acumularem em armazenamentos de gordura nos animais. Muitos destes compostos são considerados tóxicos e poluentes ambientais em potencial.