Camarões: República na África central que fica a leste do CHADE e da REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA e a oeste da NIGÉRIA. Sua capital é Yaounde.África Central: Área geográfica da África que abrange CAMARÕES, REPÚBLICA CENTRO-AFRICANA, CHADE, CONGO, GUINÉ EQUATORIAL, GABÃO e REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DO CONGO.Doenças dos Símios Antropoides: Doenças de chimpanzés, gorilas e orangotangos.Oncocercose: Infecção com nematoide do gênero ONCHOCERCA. Entre as características estão a presença de nódulos subcutâneos firmes preenchidos por vermes adultos, PRURIDO e lesões oculares.Chade: República na África central ao leste da NIGÉRIA, oeste do SUDÃO e sul da LÍBIA. Sua capital é N'Djamena.África Ocidental: A área geográfica que inclui BENIN, BURKINA FASSO, COSTA DO MARFIM, GÂMBIA, GANA, GUINÉ, GUINÉ BISSAU, LIBÉRIA, MALI, MAURITÂNIA, NÍGER, NIGÉRIA, SENEGAL, SERRA LEOA e TOGO.Cercocebus: Gênero da subfamília CERCOPITHECINAE que habita florestas africanas. São também conhecidos como mangabeys.Ivermectina: Mistura composta na maior parte de avermectina H2B1a (RN 71827-03-7) com pouca avermectina H2B1b (Rn 70209-81-3), que são macrolídeos obtidos de STREPTOMYCES avermitilis. Esta mistura se liga aos canais de cloreto controlados por glutamato causando aumento na permeabilidade e hiperpolarização de células nervosas e musculares. Interagem também com outros CANAIS DE CLORETO. É um antiparasitário de amplo espectro e ativo contra microfilárias de ONCHOCERCA VOLVULUS, mas não contra a forma adulta.Vírus 3 Linfotrópico T de Primatas: Espécie de DELTARETROVIRUS que inclui as linhagens VÍRUS 3 LINFOTRÓPICO T DE SÍMIOS e VÍRUS 3 LINFOTRÓPICO T HUMANO.Loa: Gênero de nematoides parasitas encontrados ao longo de áreas de floresta tropical no Sudão e na bacia do Congo. L. loa habita tecidos subcutâneos, onde transita livremente.Gorilla gorilla: Esta única espécie de Gorila (membro da família HOMINIDAE) é a maior e mais poderosa dos PRIMATAS. Está distribuída em populações isoladas e afastadas pelas florestas da África equatorial.Loíase: Infecção por parasitas causada pelo nematoide Loa loa. O vetor de transmissão desta infecção é a mosca do cavalo (Tabanus) ou a mosca do cervo ou a mosca da manga (Chrysops). A larva pode ser visualizada logo abaixo da pele ou passando através da conjuntiva. As lesões oculares não são incomuns. A doença é geralmente leve e indolor.