Barreira Hematoencefálica: CÉLULAS ENDOTELIAIS especializadas (não fenestradas, unidas firmemente por meio de JUNÇÕES ÍNTIMAS), que formam uma barreira à troca de algumas substâncias entre os capilares e o tecido encefálico (ENCÉFALO).Barreira Hematorretiniana: Barreira especializada (formada pelo EPITÉLIO pigmentar retinal e pelo ENDOTÉLIO dos VASOS SANGUÍNEOS da RETINA) que dificulta as trocas no OLHO. As JUNÇÕES ÍNTIMAS (entre células adjacentes) mantêm a barreira entre o contínuo das células.Barreira Alveolocapilar: Barreira entre o sangue capilar e o ar alveolar compreendendo o EPITÉLIO alveolar e o ENDOTÉLIO capilar com sua MEMBRANA BASAL aderente e citoplasma das CÉLULAS EPITELIAIS. As TROCAS GASOSAS PULMONARES ocorrem através desta membrana.Barreiras de Comunicação: Aqueles fatores, como a linguagem ou as relações socioculturais, que interferem na interpretação e transmissão adequada das ideias entre os indivíduos ou grupos.Barreira Hematotesticular: Barreira especializada (no TESTÍCULO) entre os compartimentos de SANGUE intersticial e adluminal dos TÚBULOS SEMINÍFEROS. A barreira é formada por camadas de células desde o ENDOTÉLIO VASCULAR aos capilares dos VASOS SANGUÍNEOS até o EPITÉLIO SEMINÍFERO dos túbulos seminíferos. JUNÇÕES ÍNTIMAS formam-se entre as CÉLULAS DE SERTOLI adjacentes e as CÉLULAS ENDOTELIAIS.Permeabilidade: Propriedade das membranas e de outras estruturas que permitem a passagem de luz, calor, gases, líquidos, metabólitos, e íons minerais.Junções Íntimas: Junções célula-célula que unem firmemente células epiteliais adjacentes, impedindo a passagem da maioria das moléculas dissolvidas de uma face epitelial para outra (Tradução livre do original: Alberts et al., Molecular Biology of the Cell, 2nd ed, p22).Permeabilidade Capilar: Propriedade dos capilares sanguíneos do ENDOTÉLIO que permite a troca seletiva de substâncias entre o sangue e os tecidos circunscritos e através de barreiras membranosas, como as BARREIRA SANGUE-AR, BARREIRA HEMATOAQUOSA, BARREIRA HEMATOENCEFÁLICA, BARREIRA HEMATONEURAL, BARREIRA HEMATO-RETINIANA e BARREIRA HEMATOTESTICULAR. Moléculas lipossolúveis pequenas, como o dióxido de carbono e oxigênio deslocam-se livremente por difusão. A água e as moléculas hidrossolúveis não podem passar através das paredes do endotélio e dependem de poros microscópicos. Estes poros mostram áreas estreitas (JUNÇÕES ESTREITAS) que podem limitar o movimento de moléculas grandes.Ocludina: Domínio da proteína MARVEL que desempenha importante papel na formação e regulação das JUNÇÕES ÍNTIMAS da barreira de permeabilidade paracelular.Barreira Hematoaquosa: Barreira seletivamente permeável (no OLHO) formada pela camada não pigmentar do EPITÉLIO (no CORPO CILIAR) e do ENDOTÉLIO (dos VASOS SANGUÍNEOS) na ÍRIS. JUNÇÕES ÍNTIMAS (que unem células adjacentes) mantêm a continuidade da barreira intercelular.Impedância Elétrica: Resistência ao fluxo da corrente elétrica (alternada ou direta).Barreira Hematoneural: Barreira entre o perineuro (dos NERVOS PERIFÉRICOS) e o ENDOTÉLIO VASCULAR (dos CAPILARES endoneurais). O perineuro atua como barreira à difusão; entretanto, nesta barreira há maior permeabilidade a íons que na BARREIRA HEMATOENCEFÁLICA.Permeabilidade da Membrana Celular: [Conjunto de] propriedades (quality) das membranas celulares que permite a passagem de solventes e de solutos para dentro e para fora das células.Proteína da Zônula de Oclusão-1: Proteína da zônula de oclusão de 195 kDa distinguida pela presença de um domínio ZU5 na porção carboxiterminal da molécula.Acesso aos Serviços de Saúde: Possibilidade dos indivíduos adentrarem e utilizarem os serviços de atenção à saúde, com vistas à resolução de problemas que afetem a saúde. Dentre os fatores que influem nesta possibilidade incluem considerações geográficas, arquitetônicas, de transporte, financeiras entre outras.Epiderme: Camada externa (não vascularizada) da pele. É composta (de dentro para fora) por cinco camadas de EPITÉLIO: camadas (estratos) basal, espinhosa, granulosa, lúcida e córnea (da epiderme).Camundongos Pelados: Linhagens de camundongos mutantes que produzem muito pouco pelo ou não o produzem.Claudina-5: Subtipo de claudina encontrada nas JUNÇÕES ÍNTIMAS das CÉLULAS ENDOTELIAIS VASCULARES. A proteína foi inicialmente identificada como uma das várias proteínas que são deletadas na síndrome velocardiofacial (ver SÍNDROME DE DIGEORGE) e pode desempenhar papel importante na manutenção da integridade da BARREIRA HEMATOENCEFÁLICA.Grupos Focais: Método de coleta de dados e uma ferramenta da PESQUISA QUALITATIVA na qual um pequeno grupo de indivíduos é conduzido junto e permitido interagir em uma discussão de suas opiniões sobre tópicos, conclusões ou questões.Mucosa Intestinal: Revestimento dos INTESTINOS, consistindo em um EPITÉLIO interior, uma LÂMINA PRÓPRIA média, e uma MUSCULARIS MUCOSAE exterior. No INTESTINO DELGADO, a mucosa é caracterizada por várias dobras e muitas células absortivas (ENTERÓCITOS) com MICROVILOSIDADES.Claudinas: Grande família de proteínas transmembrânicas encontradas em JUNÇÕES OCLUSIVAS. Participam da formação de barreiras paracelulares e poros que regulam a permeabilidade paracelular.Claudina-1: Proteína integral de membrana que se localiza nas JUNÇÕES ÍNTIMAS, onde desempenha papel no controle da permeabilidade paracelular de células polarizadas. Mutações no gene que codifica a claudina-1 estão associadas com a síndrome colangite esclerosante-ictiose neonatal (NISCH).Conhecimentos, Atitudes e Prática em Saúde: Conhecimento, atitudes e comportamentos associados, que fazem parte dos tópicos relacionados com a saúde, como doenças e PROCESSOS PATOLÓGICOS, sua prevenção e tratamento. Este termo refere-se a trabalhadores da área da saúde (PESSOAL DE SAÚDE) ou não.Encéfalo: A parte do SISTEMA NERVOSO CENTRAL contida no CRÂNIO. O encéfalo embrionário surge do TUBO NEURAL, sendo composto de três partes principais, incluindo o PROSENCÉFALO (cérebro anterior), o MESENCÉFALO (cérebro médio) e o ROMBENCÉFALO (cérebro posterior). O encéfalo desenvolvido consiste em CÉREBRO, CEREBELO e outras estruturas do TRONCO ENCEFÁLICO (MeSH). Conjunto de órgãos do sistema nervoso central que compreende o cérebro, o cerebelo, a protuberância anular (ou ponte de Varólio) e a medula oblonga, estando todos contidos na caixa craniana e protegidos pela meninges e pelo líquido cefalorraquidiano. É a maior massa de tecido nervoso do organismo e contém bilhões de células nervosas. Seu peso médio, em um adulto, é da ordem de 1.360 g, nos homens e 1.250 g nas mulheres. Embriologicamente, corresponde ao conjunto de prosencéfalo, mesencéfalo e rombencéfalo. Seu crescimento é rápido entre o quinto ano de vida e os vinte anos. Na velhice diminui de peso. Inglês: encephalon, brain. (Rey, L. 1999. Dicionário de Termos Técnicos de Medicina e Saúde, 2a. ed. Editora Guanabara Koogan S.A. Rio de Janeiro)Atitude do Pessoal de Saúde: Atitudes do pessoal de saúde em relação a seus pacientes, a outros profissionais, em relação ao sistema de atendimento médico, etc.Azul Evans: Corante azo utilizado na medição do volume sanguíneo e débito cardíaco pelo método da diluição do corante. É bastante solúvel, liga-se fortemente à albumina plasmática e desaparece muito lentamente.Pesquisa Qualitativa: Qualquer tipo de pesquisa que empregue informação não numérica para explorar características individuais ou de grupo, que produz achados não acessíveis por procedimentos estatísticos ou outro meio quantitativo. (Tradução livre do original: Qualitative Inquiry: A Dictionary of Terms Thousand Oaks, CA: Sage Publications, 1997)Células Endoteliais: CÉLULAS EPITELIAIS altamente especializadas que revestem o CORAÇÃO, VASOS SANGUÍNEOS e linfáticos, formando o ENDOTÉLIO. Têm forma poligonal e são unidas por JUNÇÕES ÍNTIMAS que apresentam permeabilidade variável a macromoléculas específicas (transportadas através da camada endotelial).Proteínas de Junções Íntimas: Proteínas que participam da formação ou estrutura das JUNÇÕES ÍNTIMAS.Proteínas de Membrana: Proteínas encontradas em membranas, incluindo membranas celulares e intracelulares. Consistem em dois grupos, as proteínas periféricas e as integrais. Elas incluem a maioria das enzimas associadas a membranas, proteínas antigênicas, proteínas de transporte e receptores de drogas, hormônios e lectinas.Perda Insensível de Água: Perda de água por difusão através da pele e por evaporação do trato respiratório.Barreira de Filtração Glomerular: Barreira especializada nos rins que consiste de ENDOTÉLIO CAPILAR fenestrado, MEMBRANA BASAL GLOMERULAR e epitélio glomerular (PODÓCITOS). A barreira impede a filtração de proteínas plasmáticas.Translocação Bacteriana: Passagem de bactérias viáveis do TRATO GASTROINTESTINAL a regiões extraintestinais, como o complexo de linfonodos mesentéricos, fígado, baço, rins e sangue. Os fatores que promovem a translocação bacteriana incluem crescimento exagerado das populações de bacilos entéricos Gram-negativos, defesas imunológicas deficientes e lesões na MUCOSA INTESTINAL que resultam em permeabilidade intestinal aumentada. A translocação bacteriana dos pulmões para a circulação também é possível e algumas vezes acompanha a VENTILAÇÃO MECÂNICA.Células CACO-2: Células de ADENOCARCINOMA de colo humano que são capazes de expressar aspectos de diferenciação característicos de células intestinais maduras, tais como ENTERÓCITOS. Estas células são valiosas ferramentas para estudos in vitro relacionados à função e diferenciação das células intestinais.Transporte Biológico: Movimento de materiais (incluindo substâncias bioquímicas e drogas) através de um sistema biológico no nível celular. O transporte pode ser através das membranas celulares e camadas epiteliais. Pode também ocorrer dentro dos compartimentos intracelulares e extracelulares.Células Cultivadas: Células propagadas in vitro em meio especial apropriado ao seu crescimento. Células cultivadas são utilizadas no estudo de processos de desenvolvimento, processos morfológicos, metabólicos, fisiológicos e genéticos, entre outros.Aceitação pelo Paciente de Cuidados de Saúde: A busca e aceitação por pacientes de serviços de saúde.Entrevistas como Assunto: Conversações com indivíduos ou com grupo de pessoas a fim de obter informações acerca da formação pessoal e outros dados biográficos, suas atitudes e opiniões, etc. Inclui entrevistas de admissão em escolas ou em empregos.Junções Aderentes: Pontos de ancoragem (fixação) em que o CITOESQUELETO de uma célula é conectado com o de células adjacentes. São compostos por áreas especializadas da membrana plasmática em que feixes de CITOESQUELETO DE ACTINA se ligam através de elos transmembrana, as CADERINAS, que, por sua vez, se ligam através dos seus domínios extracelulares às caderinas nas membranas celulares adjacentes. Em camadas de células, elas se estruturam em cinturões de adesão (zônula aderente) que circundam toda a célula.Endotélio Vascular: Camada única de células que se alinham na superfície luminal em todo o sistema vascular e regulam o transporte de macromoléculas e componentes do sangue.Capilares: Minusculos vasos que conectam as arteríolas e vênulas.Células Epiteliais: Células que revestem as superfícies interna e externa do corpo, formando camadas celulares (EPITÉLIO) ou massas. As células epiteliais que revestem a PELE, a BOCA, o NARIZ e o CANAL ANAL derivam da ectoderme; as que revestem o APARELHO RESPIRATÓRIO e o APARELHO DIGESTIVO derivam da endoderme; outras (SISTEMA CARDIOVASCULAR e SISTEMA LINFÁTICO), da mesoderme. As células epiteliais podem ser classificadas principalmente pelo formato das células e pela função em escamosas, glandulares e de transição.Fatores de Tempo: Elementos de intervalos de tempo limitados, contribuindo para resultados ou situações particulares.Manitol: Diurético e adjuvante no diagnóstico renal relacionado ao sorbitol. Possui pouco valor calórico e é eliminado do corpo antes que aconteça qualquer metabolismo. Pode ser usado para tratar oligúria associado com insuficiência renal ou outras manifestações anormais do funcionamento renal e tem sido usado para determinar a taxa de filtração glomerular. Geralmente, o Manitol também é utilizado como ferramenta de pesquisa em estudos de biologia celular, normalmente para controlar a osmolaridade.Questionários: Conjunto de perguntas previamente preparadas utilizado para a compilação de dados.Fenômenos Fisiológicos da Pele: Funções da pele no corpo humano e no do animal. Inclui a pigmentação da pele.Junções Intercelulares: Contato direto entre células vizinhas. A maior parte destas junções é muito pequena para que sejam observáveis ao microscópio óptico, mas podem ser visualizadas por um microscópio eletrônico convencional ou de fracionamento por congelamento, ambos mostrando que a MEMBRANA CELULAR envolvida, frequentemente o CITOPLASMA abaixo e o ESPAÇO EXTRACELULAR entre as junções são altamente especializados nestas regiões.Modelos Biológicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a actividade de processos biológicos ou doenças. Para modelos de doença em animais vivos, MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS está disponível. Modelos biológicos incluem o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Difusão: Tendência de um gás ou de um soluto a passar de um ponto de pressão ou concentração maior para um ponto de pressão ou concentração menor, e de distribuir-se no espaço disponível. A difusão, especialmente a DIFUSÃO FACILITADA, é um mecanismo importante de TRANSPORTE BIOLÓGICO.Transcitose: Transporte de materiais através de uma célula. Inclui a captação de materiais pela célula (ENDOCITOSE), o movimento destes materiais através da célula e a secreção subsequente daqueles materiais (EXOCITOSE).Estados UnidosPele: Camada externa do corpo, que o protege do meio ambiente. Composta por DERME e EPIDERME.Fluoresceína: Corante indicador ftálico que parece amarelo-esverdeado no filme lacrimal normal, e verde brilhante em meio mais alcalino como no humor aquoso.Camundongos Endogâmicos C57BLAtitude Frente à Saúde: Atitudes do público em relação à saúde, doença e sistema de atendimento médico.Ratos Sprague-Dawley: Linhagem de ratos albinos amplamente utilizada para propósitos experimentais por sua tranquilidade e facilidade de manipulação. Foi desenvolvida pela Companhia de Animais Sprague-Dawley.Dextranos: Grupo de polímeros de glucose produzido por determinadas bactérias. Têm uso terapêutico como expansores de volume plasmático e anticoagulantes. São comumente utilizados em experimentação biológica e na indústria para uma grande variedade de propostas.Estruturas de Acesso: Projeto para aproximar áreas dentro ou fora de instalações.Microvasos: Os menores vasos sanguíneos da vasculatura que possuem geralmente menos de 100 micra de diâmetro interno.Modelos Animais de Doenças: Doenças animais ocorrendo de maneira natural ou são induzidas experimentalmente com processos patológicos suficientemente semelhantes àqueles de doenças humanas. São utilizados como modelos para o estudo de doenças humanas.Sistemas de Liberação de Medicamentos: Sistema de liberação de medicamentos para atingir locais de ação farmacológica. Entre as tecnologias empregadas estão a preparação do medicamento, via de administração, local-alvo, metabolismo e toxicidade.Glicocálix: Zona rica de carboidratos presente na superfície celular. Esta zona pode ser visualizada tanto por uma variedade de corantes como pela sua afinidade por lectinas. Embora a maioria dos carboidratos esteja presa a moléculas intrínsecas da membrana plasmática, o glicocálix normalmente também contém glicoproteínas e proteoglicanas que são secretados no espaço extracelular e que são então absorvidos pela superfície da célula.Método de Barreira Anticoncepção: Métodos anticonceptivos nos quais são utilizados meios físicos, químicos ou biológicos para prevenir que os ESPERMATOZOIDES alcancem o ÓVULO fertilizável.Glicoproteína P: Glicoproteína transmembrana de 170 kDa da superfamília de TRANSPORTADORES DE CASSETE DE LIGAÇÃO DE ATP. Serve como bomba de efluxo dependente de ATP para diversas substâncias químicas, incluindo muitos ANTINEOPLÁSICOS. A superexpressão desta glicoproteína está associada com a RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS.Fluorofotometria: Medida da luz liberada por fluoresceína para avaliar a integridade de várias barreiras oculares. O método é usado para investigar a barreira hematoaquosa, barreira hematorretiniana, medidas de fluxo aquoso, permeabilidade endotelial da córnea e dinâmica de fluxo lacrimal.Água: Líquido transparente, inodoro e insípido que é essencial para a maioria dos animais e vegetais, além de ser um excelente solvente para muitas substâncias. A fórmula química é óxido de hidrogênio (H2O). (Tradução livre do original: McGraw-Hill Dictionary of Scientific and Technical Terms, 4th ed)Edema Encefálico: Aumento do líquido intra ou extracelular em tecidos cerebrais. O edema encefálico citotóxico (inchaço devido ao aumento do líquido intracelular) é indicativo de um distúrbio do metabolismo celular e normalmente associado com lesões isquêmicas ou hipóxicas (ver HIPÓXIA ENCEFÁLICA). Um aumento no líquido extracelular pode ser causado por aumento na permeabilidade capilar encefálica (edema vasogênico), um gradiente osmótico, bloqueio local das vias de líquidos intersticiais, ou por obstrução do fluxo de CSF (ex. HIDROCEFALIA obstrutiva). (Tradução livre do original: Childs Nerv Syst 1992 Sep; 8(6):301-6)Caderinas: Proteínas de adesão celular dependentes de cálcio. São importantes para a formação das JUNÇÕES ADHERENS entre células. As caderinas são classificadas de acordo com sua especificidade imunológica e tecidual por letras (E de epitelial, N de neural e P de placenta) ou por números (caderina 12 ou N-caderina 2 para a caderina do encéfalo). As caderinas promovem a adesão celular via um mecanismo homofílico e desempenham um papel na construção de tecidos e de todo o corpo do animal.Camundongos Knockout: Linhagens de camundongos nos quais certos GENES dos GENOMAS foram desabilitados (knocked-out). Para produzir "knockouts", usando a tecnologia do DNA RECOMBINANTE, a sequência do DNA normal no gene em estudo é alterada para impedir a síntese de um produto gênico normal. Células clonadas, nas quais esta alteração no DNA foi bem sucedida, são então injetadas em embriões (EMBRIÃO) de camundongo, produzindo camundongos quiméricos. Em seguida, estes camundongos são criados para gerar uma linhagem em que todas as células do camundongo contêm o gene desabilitado. Camundongos knock-out são usados como modelos de animal experimental para [estudar] doenças (MODELOS ANIMAIS DE DOENÇAS) e para elucidar as funções dos genes.Queratinócitos: Células epidérmicas que sintetizam queratina, e que passam por transformações características durante sua movimentação em direção à superfície, saindo das camadas basais da epiderme até a camada queratinizada (córnea) da pele. Os estágios sucessivos de diferenciação dos queratinócitos que formam as camadas da epiderme são: célula basal, célula espinhosa e célula granulosa.Epitélio: Uma ou mais camadas de CÉLULAS EPITELIAIS, sustentadas pela lâmina basal, que recobrem as superfícies internas e externas do corpo.Fluoresceína-5-Isotiocianato: Sonda fluorescente capaz de ser conjugada a tecido e proteínas. É utilizada como marcador em procedimentos de coloração por anticorpo fluorescente, bem como, em técnicas de ligação de proteínas e aminoácidos.Pesquisas sobre Serviços de Saúde: Medidas estatísticas da utilização e outros aspectos da provisão de serviços de cuidado à saúde, incluindo hospitalização e cuidado ambulatorial.Termodinâmica: Análise matemática rigorosa das relações [entre grandezas] energéticas (calor, trabalho, temperatura e equilíbrio). Descreve sistemas [e processos] cujos estados são caracterizados (determined) por parâmetros térmicos como a temperatura, além de parâmetros mecânicos e eletromagnéticos.Intestinos: Seção do canal alimentar que vai do ESTÔMAGO até o CANAL ANAL. Inclui o INTESTINO GROSSO e o INTESTINO DELGADO.Migração Transendotelial e Transepitelial: Passagem de células através da camada de CÉLULAS ENDOTELIAIS, isto é, o ENDOTÉLIO, ou através da camada de CÉLULAS EPITELIAIS, isto é, o EPITÉLIO.Fluxo Gênico: Alteração na frequência de um gene em uma população devido a migração de gametas ou indivíduos (MIGRAÇÃO ANIMAL) através de barreiras populacionais. Em contraste, na DERIVA GENÉTICA a causa das alterações na frequência de um gene não são resultados do movimento da população ou gametas.Coleta de Dados: Reunião sistemática de dados, com um objetivo específico, de várias fontes, incluindo questionários, entrevistas, observação, registros existentes e equipamentos eletrônicos.Microscopia Eletrônica: Microscopia que utiliza um feixe de elétrons, em vez de luz, para visualizar a amostra, permitindo assim uma grande amplificação. As interações dos ELÉTRONS com as amostras são usadas para fornecer informação sobre a estrutura fina da amostra. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE TRANSMISSÃO, as reações dos elétrons transmitidas através da amostra são transformadas em imagem. Na MICROSCOPIA ELETRÔNICA DE VARREDURA, um feixe de elétrons incide em um ângulo não normal sobre a amostra e a imagem é formada a partir de reações que ocorrem acima do plano da amostra.Linhagem Celular: Determinadas culturas de células que têm o potencial de se propagarem indefinidamente.Estudos Transversais: Estudos epidemiológicos que avaliam a relação entre doenças, agravos ou características relacionadas à saúde, e outras variáveis de interesse, a partir de dados coletados simultaneamente em uma população. (Tradução livre do original: Last, 2001)Cinética: Taxa dinâmica em sistemas químicos ou físicos.Cooperação do Paciente: Cooperação voluntária do paciente em seguir um esquema prescrito pelo médico.Transdução de Sinal: Transferência intracelular de informação (ativação/inibição biológica) através de uma via de sinalização. Em cada sistema de transdução de sinal, um sinal de ativação/inibição proveniente de uma molécula biologicamente ativa (hormônio, neurotransmissor) é mediado, via acoplamento de um receptor/enzima, a um sistema de segundo mensageiro ou a um canal iônico. A transdução de sinais desempenha um papel importante na ativação de funções celulares, bem como de diferenciação e proliferação das mesmas. São exemplos de sistemas de transdução de sinal: o sistema do receptor pós-sináptico do canal de cálcio ÁCIDO GAMA-AMINOBUTÍRICO, a via de ativação da célula T mediada pelo receptor e a ativação de fosfolipases mediada por receptor. Estes sistemas acoplados à despolarização da membrana ou liberação de cálcio intracelular incluem a ativação mediada pelo receptor das funções citotóxicas dos granulócitos e a potencialização sináptica da ativação da proteína quinase. Algumas vias de transdução de sinal podem ser parte de um sistema de transdução muito maior, como por exemplo, a ativação da proteína quinase faz parte da via de sinalização da ativação plaquetária.Atenção Primária à Saúde: É a assistência sanitária essencial baseada em métodos e tecnologias práticas, cientificamente fundados e socialmente aceitáveis, postos ao alcance de todos os indivíduos e famílias da comunidade mediante a sua plena participação e a um custo que a comunidade e o país possam suportar, em todas e cada etapa do seu desenvolvimento, com um espírito de autorresponsabilidade e autodeterminação. (Declaração de Alma-Ata - Organização Pan-Americana da Saúde, 2003)Albuminas: Proteínas solúveis em água encontradas na clara do ovo, sangue, linfa e outros tecidos e fluídos. Coagulam quando aquecidas.Fidelidade a Diretrizes: Concordância no cumprimento ou seguimento oficial, reconhecidos, ou exigências institucionais, diretrizes, recomendações, protocolos, caminhos e outras padronizações.Condutas na Prática dos Médicos: Condutas na prática médica relacionadas ao diagnóstico e tratamento de acordo com o custo do serviço requisitado e proporcionado.Absorção Cutânea: Captação de substâncias através da PELE.Disparidades em Assistência à Saúde: Diferenças no acesso a/ou disponibilidade de instalações e serviços médicos.Acetona: Líquido incolor usado como solvente e antisséptico. É um dos CORPOS CETÔNICOS produzidos durante cetoacidose.Podócitos: Células epiteliais altamente diferenciadas na camada visceral da CÁPSULA GLOMERULAR no RIM. São formadas por um corpo celular, com EXTENSÕES DA SUPERFÍCIE CELULAR e extensões digitiformes secundárias (pedicelos). Com aquelas, envolvem os capilares do GLOMÉRULO RENAL, formando uma estrutura de filtração. Os pedicelos dos podócitos vizinhos interdigitam, deixando aberturas de filtração (ligadas a estruturas extracelulares, impermeáveis a grandes macromoléculas) denominadas diafragma de fenda (slit diaphragm), a última barreira no RIM contra perda de proteínas.Células de Sertoli: Células de sustentação que se projetam interiormente a partir da membrana basal dos TÚBULOS SEMINÍFEROS. Estas células envolvem e nutrem as células germinativas masculinas em desenvolvimento e secretam a PROTEÍNA DE LIGAÇÃO A ANDROGÊNIOS e hormônios como o HORMÔNIO ANTIMÜLLERIANO. As JUNÇÕES OCLUSIVAS das células de Sertoli com ESPERMATOGÔNIAS e ESPERMATÓCITOS constituem uma BARREIRA HEMATOTESTICULAR.Vaselina: Sistema coloidal de hidrocarbonetos semissólidos obtidos a partir do PETRÓLEO. É utilizado como base para unguentos, como protetor tópico e lubrificante.Microscopia de Fluorescência: Microscopia de amostras coradas com corantes fluorescentes (geralmente isotiocianato de fluoresceína) ou de substâncias naturalmente fluorescentes, que emitem luz quando expostas à luz ultravioleta ou azul. A microscopia de imunofluorescência utiliza anticorpos que são marcados com corante fluorescente.Cultura: Expressão coletiva para todos os modelos de comportamento adquiridos e transmitidos socialmente através de símbolos. Cultura inclui costumes, tradições e linguagem.Médicos: Indivíduos autorizados a praticar medicina.Necessidades e Demandas de Serviços de Saúde: Serviços de saúde requeridos por uma população ou comunidade; inclui a avaliação e a identificação das necessidades percebidas pelo grupo, calculadas através de critérios e métodos científicos.Dermatite Atópica: Doença inflamatória crônica da pele, determinada geneticamente, marcada pela habilidade elevada em formar reagina (IgE), com suscetibilidade aumentada à rinite alérgica e asma, e disposição hereditária para um limiar diminuído para prurido. Manifesta-se por liquenificação, escoriação e crostas, principalmente nas superfícies das curvaturas do cotovelo e joelho. Em recém-nascidos, é conhecida como eczema infantil.Fatores Socioeconômicos: Fatores sociais e econômicos que caracterizam o indivíduo ou o grupo dentro da estrutura social.Infecções por HIV: Incluem o espectro das infecções pelo vírus da imunodeficiência humana que vão desde o estado soropositivo assintomático, passando pelo complexo relação-AIDS até a síndrome de imunodeficiência adquirida (AIDS).Promoção da Saúde: Promoção da saúde é o processo de capacitação do indivíduo em melhorar e controlar sua saúde. Para alcançar o estado de completo bem-estar físico, mental e social, um indivíduo ou grupo deve ser capaz de identificar aspirações, satisfazer necessidades e mudar ou lidar com seu ambiente. Saúde é vista, portanto, como um meio de vida e não um objetivo. Política de promoção de saúde envolve abordagens diversas, mas complementares, levando em conta as diferenças sociais, culturais e econômicas de cada país. (Ottawa Charter 1986)Relações Médico-Paciente: Interações entre médico e paciente.Microscopia Eletrônica de Transmissão: Microscopia eletrônica em que os ELÉTRONS ou seus produtos de reação que atravessam a amostra são convertidos em imagem abaixo do plano da amostra.Inulina: Tipo de amido encontrado em tubérculos e raizes de muitas plantas. Como é hidrolizada a FRUTOSE, é classificada como frutosana. Tem sido usada na pesquisa fisiológica para determinar a taxa de função glomerular.Motivação: Aqueles fatores que levam um organismo a se comportar ou a agir de modo a atingir um objetivo ou alguma satisfação. Podem ser influenciados por impulsos psicológicos ou por estímulos externos.Percepção: O processo pelo qual a natureza e o significado dos estímulos sensoriais são reconhecidos e interpretados.Educação de Pacientes como Assunto: Ensino e treinamento de pacientes em relação às suas próprias necessidades de saúde.Programas de Rastreamento: Tentativa de identificação de pessoas portadoras de uma doença ou agravo não evidente por meio de testes, exames, questionários ou outros procedimentos de aplicação rápida. O rastreamento classifica as pessoas em negativas ou positivas; estas (casos suspeitos) são encaminhadas para confirmação clínica de diagnóstico ou tratamento. (Tradução livre do original: Last, 2001)Endotélio: Camada de epitélio que reveste o coração, vasos sanguíneos (ENDOTÉLIO VASCULAR), vasos linfáticos (ENDOTÉLIO LINFÁTICO) e as cavidades serosas do corpo.Citoesqueleto: A rede de filamentos, túbulos e pontes filamentosas interconectantes que fornecem forma, estrutura e organização ao citoplasma.Microcirculação: Circulação do SANGUE através da rede de MICROVASOS.Pessoal de Saúde: Indivíduos que trabalham na provisão de serviços de saúde, quer como médicos individuais ou empregados de instituições e programas de saúde, profissionais de saúde treinados ou não, sujeitos ou não a regulamento público.Vasos Retinianos: Vasos sanguíneos que nutrem e drenam a retina.Suínos: Qualquer animal da família Suidae, compreendendo mamíferos onívoros, robustos, de pernas curtas, pele espessa (geralmente coberta com cerdas grossas), focinho longo e móvel, e cauda pequena. Compreendem os gêneros Babyrousa, Phacochoerus (javalis africanos) e o Sus, que abrange o porco doméstico (ver SUS SCROFA)Bovinos: Animais bovinos domesticados (do gênero Bos) geralmente são mantidos em fazendas ou ranchos e utilizados para produção de carne, derivados do leite ou para trabalho pesado.FosfoproteínasImuno-Histoquímica: Localização histoquímica de substâncias imunorreativas utilizando anticorpos marcados como reagentes.Hibridização Genética: Processo genético de acasalamento cruzado entre pais geneticamente diferentes para produzir um híbrido.Pulmão: Cada um dos órgãos pareados que ocupam a cavidade torácica que tem como função a oxigenação do sangue.Astrócitos: Classe de grandes células da neuroglia (macrogliais) no sistema nervoso central (as maiores e mais numerosas células da neuroglia localizadas no cérebro e na medula espinhal). Os astrócitos (células "estrela") têm forma irregular, com vários processos longos, incluindo aqueles com "pés terminais"; estes formam a membrana glial (limitante) e, direta ou indiretamente, contribuem para a BARREIRA HEMATO-ENCEFÁLICA. Regulam o meio extracelular químico e iônico e os "astrócitos reativos" (junto com a MICROGLIA) respondem a lesão.Microscopia Confocal: Técnica microscópica de luz na qual somente um pequeno ponto é iluminado e observado por um tempo. Dessa forma, uma imagem é construída através de uma varredura ponto-a-ponto do campo. As fontes de luz podem ser convencionais ou por laser, e são possíveis fluorescência ou observações transmitidas.Estigma Social: Atributo perceptível que é profundamente desaprovado e considerado uma violação das normas sociais.Ratos Wistar: Linhagem de ratos albinos desenvolvida no Instituto Wistar e que se espalhou amplamente para outras instituições. Este fato diluiu marcadamente a linhagem original.Quinase de Cadeia Leve de Miosina: Enzima que fosforila as cadeias leves da miosina na presença de ATP originando fosfato de miosina de cadeia leve e ADP, e requer cálcio e calmodulina. A cadeia leve de 20-kD é fosforilada mais rapidamente do que qualquer outro aceptor, mas as cadeias leves de outras miosinas e da própria miosina podem agir como aceptores. A enzima exerce um papel central na regulação da contração da musculatura lisa.Actinas: Proteínas filamentosas, principais constituintes dos delgados filamentos das fibras musculares. Os filamentos (também conhecidos como filamentos ou actina-F) podem ser dissociados em suas subunidades globulares. Cada subunidade é composta por um único polipeptídeo de 375 aminoácidos. Este é conhecido como actina-G ou globular. Em conjunção com a MIOSINA, a actina é responsável pela contração e relaxamento do músculo.Distribuição Tecidual: Acúmulo de uma droga ou substância em vários órgãos (inclusive naqueles não relevantes para sua ação farmacológica ou terapêutica). Essa distribuição depende do fluxo sanguíneo ou da taxa de perfusão do órgão, da capacidade de a droga permear membranas de órgãos, da especificidade do tecido, da ligação a proteínas. A distribuição geralmente é expressa como razão tecido / plasma.Água Corporal: Líquidos encontrados dentro do corpo, compostos principalmente de água.Gravidez: Estado durante o qual os mamíferos fêmeas carregam seus filhotes em desenvolvimento (EMBRIÃO ou FETO) no útero (antes de nascer) começando da FERTILIZAÇÃO ao NASCIMENTO.Membrana Celular: Membrana seletivamente permeável (contendo lipídeos e proteínas) que envolve o citoplasma em células procarióticas e eucarióticas.Sistema Nervoso Central: Principais órgãos processadores de informação do sistema nervoso, compreendendo encéfalo, medula espinal e meninges.Dados de Sequência Molecular: Descrições de sequências específicas de aminoácidos, carboidratos ou nucleotídeos que apareceram na literatura publicada e/ou são depositadas e mantidas por bancos de dados como o GENBANK, European Molecular Biology Laboratory (EMBL), National Biomedical Research Foundation (NBRF) ou outros repositórios de sequências.Modelos Moleculares: Modelos usados experimentalmente ou teoricamente para estudar a forma das moléculas, suas propriedades eletrônicas ou interações [com outras moléculas]; inclui moléculas análogas, gráficos gerados por computador e estruturas mecânicas.Especificidade da Espécie: Restrição de um comportamento característico, estrutura anatômica ou sistema físico, como resposta imunológica, resposta metabólica ou gene ou variante gênico dos membros de uma espécie. Refere-se às propriedades que diferenciam uma espécie de outra, mas também se usa para níveis filogenéticos superiores ou inferiores ao nível de espécie.Homeostase: Processo por meio do qual o meio ambiente interno tende a permanecer estável e equilibrado.Proteínas Ricas em Prolina do Estrato Córneo: Família de proteínas de baixo peso molecular que contêm DOMÍNIOS PROTEICOS RICOS EM PROLINA. Membros desta família desempenham papel na formação de um estrato córneo insolúvel abaixo da membrana plasmática de células epiteliais escamosas estratificadas.Comportamentos Saudáveis: Comportamentos através dos quais os indivíduos protegem, mantém e promovem o próprio estado de saúde. Por exemplo, dieta e exercícios apropriados são vistos como atividades que influenciam o estado de saúde. O estilo de vida está intimamente relacionado com a comportamento saudável e é, por sua vez, influenciado por fatores socioeconômicos, educacionais e culturais.Assistência à Saúde: Refere-se a todos os aspectos da provisão e distribuição de serviços de saúde a uma população.Peroxidase do Rábano Silvestre: Enzima isolada de rábano silvestre que é capaz de agir como antígeno. É usada frequentemente como marcador histoquímico em microscopia óptica e eletrônica. Sua antigenicidade tem permitido seu uso como um antígeno combinado e marcador em imunologia experimental.Difusão de Inovações: A ampla disseminação de ideias novas, procedimentos, técnicas, materiais e dispositivos e o grau pelo qual estes são aceitos e usados.Trato Gastrointestinal: Geralmente refere-se às estruturas digestórias que se estendem da BOCA ao ÂNUS, sem incluir os órgãos glandulares acessórios (FÍGADO, TRATO BILIAR, PÂNCREAS)Líquido Cefalorraquidiano: Líquido aquoso continuamente produzido no PLEXO CORÓIDEO e circulam ao redor da superfície do ENCÉFALO, MEDULA ESPINAL e nos VENTRÍCULOS CEREBRAIS.População Rural: Habitantes da área rural ou de pequenos municípios classificados como rurais.Enterócitos: Células de absorção que revestem a MUCOSA INTESTINAL. São CÉLULAS EPITELIAIS diferenciadas com MICROVILOSIDADES apicais direcionadas para o lúmen intestinal. Os enterócitos são mais abundantes no INTESTINO DELGADO do que no INTESTINO GROSSO. Suas microvilosidades aumentam a área da superfície luminal da célula de 14 a 40 vezes.Cultura em Câmaras de Difusão: Dispositivos utilizados em uma técnica, através da qual células ou tecidos crescem in vitro ou, por implantação, in vivo em câmaras permeáveis para difusão de solutos através das paredes das câmaras. As câmaras são utilizadas para estudos dos efeitos de drogas, respostas osmóticas, fenômenos citogênicos ou imunológicos, metabolismo, etc., e incluem câmaras de cultura de tecido.Austrália: Menor continente e um país independente que abrange seis estados e dois territórios. Sua capital é Canberra.Modelos Químicos: Representações teóricas que simulam o comportamento ou a atividade de processos ou fenômenos químicos; compreende o uso de equações matemáticas, computadores e outros equipamentos eletrônicos.Administração Tópica: Aplicação de preparações de droga às superfícies do corpo, especialmente na pele (ADMINISTRAÇÃO CUTÂNEA) ou nas mucosas. Este método de tratamento é usado para evitar efeitos colaterais sistêmicos quando doses altas são necessárias a uma área localizada ou como uma via alternativa de administração sistêmica, por exemplo, para evitar o processo hepático.Grupos Minoritários: Subgrupo de pessoas com características especiais, frequentemente ligadas por laços especiais que as distinguem do restante do grupo.Especiação Genética: Divisão de uma espécie ancestral em espécies filhas que coexistem no tempo (Tradução livre do original: King, Dictionary of Genetics, 6th ed). Entre os fatores causais podem estar o isolamento geográfico, geometria do HÁBITAT, migração, ISOLAMENTO REPRODUTIVO, DERIVA GENÉTICA aleatória e MUTAÇÃO.Inflamação: Processo patológico caracterizado por lesão ou destruição de tecidos, causada por uma variedade de reações químicas e citológicas. Geralmente se manifesta por sinais típicos de dor, calor, rubor, edema e perda da função.Neoplasias: Crescimento novo anormal de tecido. As neoplasias malignas apresentam um maior grau de anaplasia e têm propriedades de invasão e de metástase quando comparadas às neoplasias benignas.Geografia: Ciência que estuda a terra e sua vida, especialmente a descrição da terra, mar e ar e a distribuição da vida vegetal e animal, incluindo a humanidade e suas indústrias referentes às relações mútuas destes elementos. (Tradução livre do original: Webster, 3d ed)Apoio Social: Sistemas de suporte que proporcionam assistência e encorajamento para os indivíduos com inaptidão física ou emocional para que eles possam melhor superá-la. Apoio social informal que normalmente é providenciado por amigos, parentes ou semelhantes, enquanto ajuda formal é providenciada por igrejas, grupos, etc.Participação do Paciente: Envolvimento do paciente nos processos decisórios relativos à sua saúde.Relações Profissional-Paciente: Interações entre os funcionários da saúde e os pacientes.Adesão à Medicação: Cooperação voluntária do paciente na tomada de medicamentos ou remédios, conforme prescrito. Isto inclui a duração, a dosagem e a frequência.Competência Cultural: A competência cultural e linguística é um conjunto de comportamentos harmoniosos, atitudes e políticas que reúnem-se em um sistema, agência ou no meio de profissionais que capacita trabalho eficaz em situações interculturais. A competência implica a capacidade para funcionar eficazmente como um indivíduo e uma organização dentro do contexto das convicções culturais, comportamentos e as necessidades apresentadas por consumidores e suas comunidades.Epitélio Seminífero: Epitélio que reveste os túbulos seminíferos, composto por células germinativas masculinas primárias (ESPERMATOGONIA) e CÉLULAS DE SERTOLI (de sustentação). À medida que a ESPARMATOGÊNESE prossegue, as células germinativas em desenvolvimento migram para o lúmen. O compartimento adluminal (dois terços mais internos dos túbulos) contém os ESPERMATÓCITOS e as células germinativas mais maduras.Extravasamento de Materiais Terapêuticos e Diagnósticos: Vazamento de materiais diagnósticos e terapêuticos do vaso onde foram introduzidos, para o tecido ou cavidade do corpo subjacente.Emolientes: Substâncias oleaginosas usadas topicamente para aliviar, amaciar ou proteger a pele ou as mucosas. Também usados como veículos para outros agentes dermatológicos.Western Blotting: Identificação por transferência de mancha (em um gel) contendo proteínas ou peptídeos (separados eletroforeticamente) para tiras de uma membrana de nitrocelulose, seguida por marcação com sondas de anticorpos.Médicos de Família: Médicos com atividade voltada para indivíduos, famílias e comunidade e que, independentemente de idade, sexo ou patologia do paciente, propõe-se a prestar-lhe uma assistência integral, contínua e personalizada, não interrompida nem mesmo quando necessário encaminhar o paciente a outros níveis de assistência.Cadeias Leves de Miosina: As menores subunidades das MIOSINAS que se ligam próximo às cabeças das CADEIAS PESADAS DE MIOSINA. As cadeias leves de miosina possuem peso molecular de aproximadamente 20 kDa e geralmente há um par essencial e um par regulador de cadeias leves associado a cada cadeia pesada. Muitas cadeias leves de miosina que se ligam a cálcio são consideradas proteínas 'semelhantes à calmodulina'.Afro-Americanos: Pessoas que vivem nos Estados Unidos e que têm origem em qualquer dos grupos negros da África.Relação Dose-Resposta a Droga: Relação entre a quantidade (dose) de uma droga administrada e a resposta do organismo à droga.Proteína da Zônula de Oclusão-2: Subtipo de proteína da zônula de oclusão encontrado nas junções entre as células epiteliais. Existem várias isoformas de proteínas da zônula de oclusão devido a regiões promotoras alternativas e ao processamento alternativo de RNA.Glicoproteínas P: Subfamília de proteínas transmembrana da superfamília dos TRANSPORTADORES DE CASSETE DE LIGAÇÃO DE ATP, cuja sequência está intimamente relacionada com a da GLICOPROTEÍNA P. Quando superexpressas, elas atuam como bombas de efluxo dependentes de ATP, capazes de retirar drogas lipofílicas, em particular ANTINEOPLÁSICOS das células, provocando a RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS . Embora as glicoproteínas P apresentem semelhanças funcionais com as PROTEÍNAS ASSOCIADAS À RESISTÊNCIA A MÚLTIPLAS DROGAS, são duas classes distintas de TRANSPORTADORES DE CASSETE DE LIGAÇÃO DE ATP e tem pouca homologia de sequência.Fluoresceínas: Família de derivados da espiro(isobenzofurano-1(3H),9'-(9H)xanten)-3-ona. São usados como corantes, como indicadores de vários metais e como marcadores fluorescentes em imunoensaios.Teoria Quântica: Teoria segundo a qual a emissão (radiation) e a absorção de energia ocorrem em quantidades variáveis [porém] definidas, chamadas quanta (E), [podendo] ser calculadas pela equação E=hv em que h é a constante de Planck e v a frequência da radiação.Mutação: Qualquer mudança detectável e hereditária que ocorre no material genético causando uma alteração no GENÓTIPO e transmitida às células filhas e às gerações sucessivas.Implementação de Plano de Saúde: Refere-se àquelas ações destinadas para a execução das recomendações contidas em planos e programas de saúde.Competência Clínica: A capacidade de realizar aceitavelmente aqueles deveres diretamente relacionados ao cuidado de paciente.Projetos Piloto: Pequenas escalas-testes de métodos e procedimentos a serem utilizados em uma escala aumentada se o estudo piloto demonstrar que esses métodos e procedimentos podem ser trabalhados.Fármacos do Sistema Nervoso Central: Classe de fármacos que produz efeitos fisiológicos e psicológicos através de vários mecanismos. Podem ser divididos em fármacos "específicos", — p. ex., aqueles que afetam um mecanismo molecular identificável próprio das células alvo, as quais apresentam receptores para aquele fármaco — e os agentes "não específicos" que produzem efeitos em diferentes células alvo e agem através de diversos mecanismos moleculares. Aqueles que apresentam mecanismos não específicos geralmente são classificados de acordo com a produção de comportamento depressivo ou estimulante. Aqueles que apresentam mecanismos específicos são classificados por local de ação ou pelo uso terapêutico específico. (Tradução livre do original: Gilman AG, et al., Goodman and Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics, 8th ed, p252)RNA Mensageiro: Sequências de RNA que servem como modelo para a síntese proteica. RNAm bacterianos são geralmente transcritos primários pelo fato de não requererem processamento pós-transcricional. O RNAm eucariótico é sintetizado no núcleo e necessita ser transportado para o citoplasma para a tradução. A maior parte dos RNAm eucarióticos têm uma sequência de ácido poliadenílico na extremidade 3', denominada de cauda poli(A). Não se conhece com certeza a função dessa cauda, mas ela pode desempenhar um papel na exportação de RNAm maduro a partir do núcleo, tanto quanto em auxiliar na estabilização de algumas moléculas de RNAm retardando a sua degradação no citoplasma.Hispano-Americanos: Pessoas residentes nos Estados Unidos de cultura ou origem mexicana, porto-riquenha, cubana, centro ou sul-americanas ou outra cultura ou origem espanhola. O conceito não inclui americanos brasileiros e portugueses.Autoeficácia: Mecanismo cognitivo baseado nas expectativas e crenças sobre a capacidade que o indivíduo tem de realizar as ações necessárias para obter um efeito determinado. Também é um componente teórico de modificação do comportamento em várias propostas terapêuticas.Neoplasias Encefálicas: Neoplasias dos componentes intracranianos do sistema nervoso central, incluindo os hemisférios cerebrais, gânglios da base, hipotálamo, tálamo, tronco encefálico e cerebelo. As neoplasias encefálicas são subdivididas em formas primárias (originárias do tecido encefálico) e secundárias (i. é, metastáticas). As neoplasias primárias são subdivididas em formas benignas e malignas. Em geral, os tumores encefálicos podem ser classificados pela idade de início, tipo histológico ou local de apresentação no cérebro.Preservativos Femininos: Bainha flexível de poliuretano, de acomodação frouxa, fechada em uma das extremidades, com anéis flexíveis em ambas as extremidades. O dispositivo é inserido na vagina comprimindo o anel interno e empurrando-o para dentro. Apropriadamente posicionado, o anel na extremidade fechada reveste o colo do útero, e a bainha contorna as paredes da vagina. O anel externo permanece do lado de fora da vagina, cobrindo os lábios.Proteínas de Filamentos Intermediários: Filamentos de 7-11 nm de diâmetro encontrados no citoplasma de todas as células. Muitas proteínas específicas pertencem a este grupo, por exemplo, a desmina, vimentina, decamina, esqueletina, neurofilina, proteína neurofilamento e proteína ácida fibrilar da glia.Colo: O segmento do INTESTINO GROSSO entre o CECO e o RETO. Inclui o COLO ASCENDENTE; o COLO TRANSVERSO; o COLO DESCENDENTE e o COLO SIGMOIDE.Nanopartículas: Partículas com tamanho nanométrico, apresentando nanoescala em três dimensões. Entre elas estão materiais nanocristalinos, NANOCÁPSULAS, NANOPARTÍCULAS METÁLICAS, DENDRÍMEROS e PONTOS QUÂNTICOS. O uso de nanopartículas inclui SISTEMAS DE LIBERAÇÃO DE MEDICAMENTOS e marcação e processamento de imagens de câncer.Serviços de Saúde Mental: Serviços de saúde mental para prevenção diagnóstico, tratamento prestados a indivíduos com o objetivo de reintegrá-los à comunidade.Dispositivos Anticoncepcionais Femininos: Dispositivos contraceptivos utilizados por mulheres.Transporte Proteico: Processo de movimento de proteínas de um compartimento celular (incluindo extracelular) para outro por várias separações e mecanismos de transporte, tais como transporte de comporta, translocação proteica e transporte vesicular.Serviços de Saúde Rural: Serviços de saúde, públicos ou privados, em áreas rurais. Os serviços abrangem a promoção da saúde e a distribuição de cuidados de saúde.Ligação Proteica: Processo pelo qual substâncias endógenas ou exógenas ligam-se a proteínas, peptídeos, enzimas, precursores proteicos ou compostos relacionados. Medidas específicas de ligantes de proteínas são usadas frequentemente como ensaios em avaliações diagnósticas.Absorção Intestinal: Captação de substâncias através do revestimento interno dos INTESTINOS.Humor Aquoso: Fluido aquoso e claro que preenche as câmaras anterior e posterior do olho. Apresenta um índice de refração menor que o cristalino, o qual circunda, e está relacionado com o metabolismo da córnea e do cristalino. (Tradução livre do original: Cline et al., Dictionary of Visual Science, 4th ed, p319)Linguagem: Meio, verbal ou não verbal, de comunicar ideias ou sentimentos.Pobreza: Inadequação dos meio econômicos do indivíduo ou família para sua realização na sociedade, frequentemente decorrente de mecanismos e práticas de exploração econômica, social e cultural.Comportamento Cooperativo: A interação de duas ou mais pessoas ou organizações, que é direcionada para um objetivo comum, mutuamente benéfico. Uma situação de trabalho ou de atuação em conjunto com um propósito ou benefício comum, i. é, uma ação conjunta.Regulação da Expressão Gênica: Qualquer dos processos pelos quais os fatores nucleares, citoplasmáticos ou intercelulares influenciam o controle diferencial (indução ou repressão) da ação gênica ao nível da transcrição ou da tradução.Aconselhamento: Aconselhar e assistir indivíduos com problemas pessoais ou educacionais.Movimento Celular: Movimento de células de um lugar para outro. Diferencia-se da CITOCINESE, que é o processo de divisão do CITOPLASMA de uma célula.Reação em Cadeia da Polimerase Via Transcriptase Reversa: Variação da técnica de PCR na qual o cDNA é construído do RNA através de uma transcrição reversa. O cDNA resultante é então amplificado utililizando protocolos padrões de PCR.Desenvolvimento de Programas: Processo de formulação, implementação e avaliação de planos e programas nos âmbitos federal, estadual e/ou municipal.Receptores de Lisoesfingolipídeo: Subfamília de receptores de lisoesfingolipídeo com especificidade por LISOESFINGOLIPÍDEOS, como a esfingosina-1-fosfato e esfingosina fosforilcolina.Circulação Cerebrovascular: Circulação do sangue através dos VASOS SANGUÍNEOS do ENCÉFALO.Características Culturais: Aqueles aspectos ou características que identificam uma cultura.