Azul de Metileno: Composto formado por cristais ou pó cristalino de cor verde-escura que brilham como bronze. As soluções em água ou álcool têm uma coloração azul intensa. O azul de metileno é utilizado como tintura bacteriológica e como indicador. Inibe a GUANILATO CICLASE e utilizada para tratar envenenamento por cianeto e abaixar os níveis de METEMOGLOBINA.Cloreto de Metileno: Hidrocarboneto clorado que tem sido utilizado como anestésico inalante e atua como narcótico em altas concentrações. Seu principal uso é como solvente na fabricação e na tecnologia alimentar.Metemoglobinemia: A presença de metemoglobina no sangue, resultando em cianose e cefaleia, tontura, fadiga, ataxia, dispneia, taquicardia, náusea, vômito, sonolência, estupor, coma e (raramente) morte. Ela pode ser induzida por substância química ou droga, devido a uma anormalidade na hemoglobina M (um caráter dominante autossômico) ou a uma deficiência da enzima citrocomo-b5 redutase (um caráter recessivo autossômico). A deficiência enzimática pode ser limitada aos eritrócitos ou pode ser generalizada aos leucócitos e às vezes ao cérebro, músculo e fibroblastos; no último caso, pode ocorrer retardamento mental. (Dorland, 28a ed)Corantes: Compostos químicos ou substâncias que dão cor incluindo tinturas solúveis e pigmentos insolúveis. São usados em TINTAS, PINTURAS e como INDICADORES E REAGENTES.Cloreto de Tolônio: Fenotiazina que tem sido usada como hemostático, como corante biológico e um pigmento para lã e seda. O cloreto de tolônio também tem sido usado como auxílio no diagnóstico de neoplasias orais e gástricas, e na identificação da glândula paratireoide na cirurgia da tireoide.Fármacos Fotossensibilizantes: Fármacos farmacologicamente inativos, porém, quando expostos à radiação ultravioleta ou à luz solar, são convertidos em seus metabólitos ativos; isso produz uma reação que beneficia o tecido doente. Esses compostos podem ser administrados tópica ou sistemicamente, sendo usados no tratamento da psoríase e de vários tipos de neoplasias.GMP Cíclico: Guanosina 3'-5'-(hidrogênio fosfato) cíclico. Nucleotídeo guanina que contém um grupo fosfato que se encontra esterificado à molécula de açúcar em ambas as posições 3' e 5'. É um agente regulatório celular e tem sido descrito como um segundo mensageiro. Seus níveis se elevam em resposta a uma variedade de hormônios, incluindo acetilcolina, insulina e ocitocina, e tem-se verificado que ativa proteína quinases específicas. (Tradução livre do original: Merck Index, 11th ed)Guanilato Ciclase: Enzima que catalisa a conversão de GTP a 3',5'-GMP cíclico e pirofosfato. Também age sobre ITP e dGTP. EC 4.6.1.2.Óxido Nítrico: Radical livre gasoso produzido endogenamente por várias células de mamíferos. É sintetizado a partir da ARGININA pelo ÓXIDO NÍTRICO SINTETASE. O óxido nítrico é um dos FATORES RELAXANTES DEPENDENTES DO ENDOTÉLIO liberados pelo endotélio vascular e medeia a VASODILATAÇÃO. Inibe também a agregação de plaquetas, induz a desagregação de plaquetas agregadas e inibe a adesão das plaquetas ao endotélio vascular. O óxido nítrico ativa a GUANILATO CICLASE citosólica, aumentando os níveis intracelulares de GMP CÍCLICO.Fenotiazinas: Compostos contendo dibenzeno-1,4 tiazina. Algumas delas são neuroativas.Relaxamento Muscular: Fase do abalo (twitch) muscular durante a qual o músculo retorna a sua posição de repouso.Índigo Carmim: Ácido indol-sulfônico utilizado como corante em teste da função renal para detecção de nitratos e cloratos e para fazer testes em leite.Fotoquimioterapia: Terapia que utiliza agentes fotossensibilizantes orais ou tópicos, com subsequente exposição à luz.PurinonasNitroprussiato: Poderoso vasodilatador utilizado em emergências de pressão sanguinea baixa ou para melhorar a função cardíaca. Também é um indicador de grupos sulfidrilas livres em proteínas.Antídotos: Antídoto: Agente que age contra ou neutralizam a ação de um VENENO. Homeódoto: Remédio homeopático utilizado para compensar as consequências sintomáticas do (ou a reação excessiva causada pelo) primeiro remédio.Arginina: Aminoácido essencial que é fisiologicamente ativo na forma L.Azul Tripano: Sulfonato de diazo-naftaleno amplamente utilizado como corante.Vasoplegia: Afecção em que há RESISTÊNCIA VASCULAR sistêmica que se desenvolve secundariamente a outras afecções tais como ANAFILAXIA, SEPSE, CHOQUE CIRÚRGICO e CHOQUE SÉPTICO. A vasoplegia que se desenvolve durante ou após cirurgia (ex.: PONTE CARDIOPULMONAR) é chamada de síndrome vasoplégica pós-cirúrgica ou síndrome vasoplégica.Infiltração Dentária: A infiltração de líquidos, debris e microrganismos entre as paredes de uma cavidade dental preparada e a obturação.Imidazolinas: Compostos baseados em IMIDAZÓIS reduzidos contendo uma única ligação dupla.Azul Evans: Corante azo utilizado na medição do volume sanguíneo e débito cardíaco pelo método da diluição do corante. É bastante solúvel, liga-se fortemente à albumina plasmática e desaparece muito lentamente.Oxigênio Singleto: Oxigênio molecular de estado excitado gerado fotoquimicamente ou quimicamente. O oxigênio singleto reage com uma variedade de moléculas biológicas como ÁCIDOS NUCLEICOS, PROTEÍNAS e LIPÍDIOS, causando danos oxidativos.Ágar: Complexo polímero sulfatado de unidades de galactose, extraído de Gelidium cartilagineum, Gracilaria confervoides e outras algas vermelhas relacionadas. É utilizado como um gel na preparação de meios de cultura sólidos para micro-organismos, como laxativo de massa, na preparação de emulsões e como meio de suporte em imunodifusão e imunoeletroforese.Disuria: MICÇÃO dolorosa. Frequentemente está associada com infecções do TRATO URINÁRIO inferior.Nitroarginina: Inibidor da óxido nítrico sintetase que demonstra impedir a toxicidade mediada pelo glutamato. Estudos experimentais têm testado a capacidade da nitroarginina de impedir a toxicidade mediada pela amônia, bem como as alterações de energia e metabolismo cerebral da própria amônia.Inibidores Enzimáticos: Compostos ou agentes que se combinam com uma enzima de tal maneira a evitar a combinação substrato-enzima normal e a reação catalítica.