Apocynaceae: Família de plantas da ordem Gentianales. Seus membros possuem folhas de bordas lisas, com suco leitoso, geralmente venenoso, e flores em cachos. A família Asclepiadaceae, antes família da asclépia, foi incluída desde 1999 e antes de 1810.Aspidosperma: Gênero de planta da família APOCYNACEAE. Contém elipticina.Asclepiadaceae: Família das plantas algodoeiras (ordem Gentiales, subclasse Asteridae e classe Magnoliopsida) compostas por várias ervas e trepadeiras arbustivas tropicais, a maioria com seiva leitosa. As flores possuem cinco pétalas unidas e os frutos têm a forma de vagem, geralmente recheado de sementes.Tabernaemontana: Gênero de plantas (família APOCYNACEAE) cujos membros contêm IBOGAÍNA e alcaloides bisindol.Asclepias: Gênero de plantas da família ASCLEPIADACEAE. São as verdadeiras ervas-leiteiras. A APOCYNUM e EUPHORBIA hirta raramente são chamadas de ervas-leiteiras. Asclepias asthmatica foi alterada por TYLOPHORA.Periploca: Gênero de plantas da família ASCLEPIADACEAE. É fonte de periplocosídeos (glicosídeos esteroides pregnanos, precursores da progesterona).Rauwolfia: Gênero de plantas (família APOCYNACEAE ou 'dogbane') cujos alcaloides têm sido usados como tranquilizantes e anti-hipertensivos. A RESERPINA é derivada da R. serpentina.Extratos Vegetais: Preparações farmacêuticas concentradas de plantas obtidas pela remoção dos constituintes ativos com um solvente adequado (que é eliminado por evaporação) e ajuste do resíduo [seco] a um padrão prescrito.