0 votos
164 visitas
em Metáfora por

Uma Palavra

Chico Buarque

Palavra prima
Uma palavra só, a crua palavra
Que quer dizer
Tudo
Anterior ao entendimento, palavra

Palavra viva
Palavra com temperatura, palavra
Que se produz
Muda
Feita de luz mais que de vento, palavra

Palavra dócil
Palavra d'agua pra qualquer moldura
Que se acomoda em balde, em verso, em mágoa
Qualquer feição de se manter palavra

Palavra minha
Matéria, minha criatura, palavra
Que me conduz
Mudo
E que me escreve desatento, palavra

Talvez à noite
Quase-palavra que um de nós murmura
Que ela mistura as letras que eu invento
Outras pronúncias do prazer, palavra

Palavra boa
Não de fazer literatura, palavra
Mas de habitar
Fundo
O coração do pensamento, palavra.

Com relação a texto

1) logo na primeira estrofe, ele usa uma metominia, quando tomo uma pelo todo.

Explique essa metanomia: Qual é a parte que e qual é o " todo " a que ele se refere?

2) Na terceira estrofe o poeta nos fala da docilidade da palavra usando mais uma figura de linguagem. Qual é ela? Explique?

3) O autor estabeleceu uma diferença entre a palavra de ! fazer " literatura e a palavra que é um fingidor 9 fingefinge tão completamente/que chega a fingir que é dor / a dor que devera sente " E voce o que pensa disso? A palavra boa de fazer literatura e fingindo? Não é a mesma palavra prima, palavra viva que habita  O coração do pensamento? Ou seja a palvra paetica e tão diferente da palavra comum que chega aparecer fingimento.

 
 

 

Sua resposta

Seu nome (opcional):
Privacidade: Seu email será usado apenas para enviar estas notificações.
Verificação anti-spam:
Para evitar esta informação no futuro, entre ou cadastre-se.
...